C.E. Urbano Rocha
Professora: Mary Alvarenga
Disciplina: Arte
O Barroco na península Itálica
Barroco é o nome dado ao esti...
 Andrea Pozzo, realizou grandes composições de perspectiva nas pinturas dos tetos das igrejas
barrocas, causando a ilusão...
Alegoria da Obra Missionária dos Jesuítas - Andrea Pozzo - afrescos - 1691 - (Sant' Ignazio (Rome, Italy))
A captura de Cr...
A Vocação de São Mateus ou Invocação de São Mateus é uma pintura realizada pelo o pintor barroco italiano
Caravaggio concl...
Arquitetura
Igreja de São Francisco, João Pessoa. Inspirada na Igreja de São Francisco em Cairú, de
Daniel de São Francisc...
Basílica de São Pedro - criptas vaticanas - Praça São Pedro
É uma grande basílica na Cidade do Vaticano, em Roma, onde o P...
Escultura
O Êxtase de Santa Teresa é uma escultura de Gian Lorenzo Bernini (1598-1680)
Esculpida durante o período de 1645...
Atividade
1. De que maneira a Contra-Reforma, em resposta à Reforma Protestante, contribuiu para o
florescimento da arte b...
– Procurem identificar, na obra escolhida, alguns princípios da arte barroca estudadas, como: contraste
entre tons claros ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O barroco na peninsula itálica

4.175 visualizações

Publicada em

Barroco é o nome dado ao estilo artístico que floresceu entre o final do século XVI e meados do século XVIII, inicialmente na Itália. Da Itália, a arte barroca se propagou para outros países europeus e pelo continente americano através dos colonizadores portugueses e espanhóis.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O barroco na peninsula itálica

  1. 1. C.E. Urbano Rocha Professora: Mary Alvarenga Disciplina: Arte O Barroco na península Itálica Barroco é o nome dado ao estilo artístico que floresceu entre o final do século XVI e meados do século XVIII, inicialmente na Itália. Da Itália, a arte barroca se propagou para outros países europeus e pelo continente americano através dos colonizadores portugueses e espanhóis. Mas ela não se desenvolveu de forma igual. Houve grandes diferenças entre artistas e entre obras produzidas nos diferentes países. O termo Barroco advém da palavra portuguesa que significa “pérola imperfeita”. Para diversos pesquisadores o Barroco constitui não apenas um estilo artístico, mas todo um período histórico, todo um novo modo de entender o mundo, o homem e Deus.  São características principais da arte barroca: – o predomínio do emocional sobre o racional; – o artista fica livre de qualquer regra ou padrão para liberdade de criação; – busca de efeitos decorativos e visuais; – a busca de forte realismo pela inspiração popular; – composição dinâmica; – predomínio da vertical sobre a horizontal com eliminação da linha reta, com fuga do geométrico; – a estreita relação das artes, através da arquitetura e escultura intimamente ligadas; – valorização do entalhe na construção de altares, com luxo na decoração e aplicação a ouro; – pintura de tetos com efeitos ilusionistas; – fachadas simples, contraste entre a simplicidade do exterior com a opulência decorativa do interior, era a tônica na arquitetura; violentos contrastes de luz e sombra eram marcantes na pintura.  Alguns artistas: Os pintores italianos Caravaggioo, Tintoretto e Andra Pazzo estão entre os mais representativos do Barroco.  Michelangelo Merisi da Caravaggio, (apelidado Caravaggio), por ter nascido em Caravaggio, Itália. Identificado como um artista Barroco, estilo do qual ele é o primeiro grande representante. Iniciou sua carreira como assistente de pintor. Caravaggio foi um artista de personalidade forte. O que melhor caracteriza a sua pintura é o modo revolucionário como ele usa a luz. Ela não aparece como reflexo da luz solar, mas é criada intencionalmente pelo artista, para dirigir a atenção do observador. Michelangelo, o verdadeiro precursor do barroco, ainda dentro do Renascimento. Seu trabalho na Capela Sistina já prediz o que seria o barroco. Ele lançou as bases da pintura barroca, seu estilo e suas tendências. Caravaggio procurou a realidade palpável e concreta da representação. Utilizou como modelos figuras humanas, sem qualquer receio de representar a feiura, a deformidade em cenas provocadoras, características essas que distingue as suas obras. Tudo isso chocou os seus contemporâneos, pela rudez das suas pinturas. Dos efeitos que Caravaggio dava aos quadros originou "Tenebrismo", onde os tons terrosos contrastam com os fortes pontos de luz.  Tintoretto, o mestre do Maneirismo que, com o passar dos anos, enveredou pelo barroco, encontrando nesse estilo o campo fértil para seu talento. Tintoretto determinou aqui duas características bem marcantes: os corpos das figuras são mais expressivos do que seus rostos e a luz e a cor têm grande intensidade. Pintor italiano de Veneza, cujo apelido, Tintoretto, deriva da profissão de seu pai, um tintureiro. Foi na tinturaria do pai que o jovem pintor começou a experimentar cores e tons, ainda sobre tecidos velhos e manchados. Produziu uma grande quantidade de obras para a Igreja, além de cenas mitológicas e retratos. Obras em destaque: Cristo em Casa de Marta e Maria.
  2. 2.  Andrea Pozzo, realizou grandes composições de perspectiva nas pinturas dos tetos das igrejas barrocas, causando a ilusão de que as paredes e colunas da igreja continuam no teto, e de que este se abre para o céu, de onde santos e anjos convidam os Inícions para a santidade. Obra destacada: A Glória de Santo Inácio.  Escultura Também na escultura o barroco apresenta expressividade e gosto excessivos. Muita riqueza e materiais preciosos (mármore, bronze, prata, madeira) aparecem em inúmeras peças em alto-relevo, frisas, estátuas, fontes e jardins. Nos gestos e no rosto das figuras representadas, a escultura barroca exprime emoções: alegria, dor, sofrimento. Por vezes, um grupo de esculturas compõe uma cena dramática. As formas sugerem movimento e apresentam efeitos decorativos. Predominam linhas curvas, drapeados das vestes e tons dourados. Entre os artistas do Barroco italiano Bernini (1598-1680) foi, sem dúvida, o mais importante e completo: foi arquiteto, urbanista, escultor, decorador e pintor.  Arquitetura e urbanismo Os grandes complexos urbanísticos foram favorecidos, bem como as construções de grandes igrejas, praças, oratórios e enormes jardins. Dois arquitetos, Bernini e Borromini, animaram o cenário barroco da Itália. A arquitetura, nesse momento, apresentava-se como uma reação às formas ordenadas do Renascimento. Apareceram curvas, arcos decorados, reentrâncias, jogos de luzes. Como a Igreja Católica queria proclamar a importância da fé, criou obras que impressionam pelo esplendor. A arquitetura expressou, ainda, o desejo dos governantes de demostrar poder por meio de seus palácios. Assim, os arquitetos do Barroco deixam de lado a simplicidade e a racionalidade do Renascimento e investem na grandiosidade das igrejas e dos palácios nos efeitos decorativos. Nessa época firmou-se também a ideia de que o espaço em torno da obra arquitetônica era importante para a beleza da construção. Daí a preocupação com os projetos da praça das igrejas como a da basílica de São Pedro, no Vaticano. Arte Barroca Cristo em Casa de Marta e Maria. 1578, de Tintoretto. Dim. 170 X 145 cm. Óleo sobre tela. Pinacoteca, Munique.
  3. 3. Alegoria da Obra Missionária dos Jesuítas - Andrea Pozzo - afrescos - 1691 - (Sant' Ignazio (Rome, Italy)) A captura de Cristo é uma pintura do artista barroco italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio de 1602, pertence originalmente ao nobre Ciriaco Mattei. E encontra-se na Galeria Nacional da Irlanda, em Dublin. Ela retrata o evento conhecido como Beijo de Judas durante a Prisão de Jesus.
  4. 4. A Vocação de São Mateus ou Invocação de São Mateus é uma pintura realizada pelo o pintor barroco italiano Caravaggio concluída em 1599-1600 para a Capela Contarelli em San Luigi dei Francesi onde ainda se conserva em Roma. Crucificação de São Pedro em Portugal, por Caravaggio. A Igreja Católica revitalizava-se com a Contrarreforma.
  5. 5. Arquitetura Igreja de São Francisco, João Pessoa. Inspirada na Igreja de São Francisco em Cairú, de Daniel de São Francisco A Praça de São Pedro, no Vaticano, (1657-1666), exemplo mais significativo da arquitetura e do urbanismo do século XVII, na Itália.
  6. 6. Basílica de São Pedro - criptas vaticanas - Praça São Pedro É uma grande basílica na Cidade do Vaticano, em Roma, onde o Papa aparece para nos saudar.
  7. 7. Escultura O Êxtase de Santa Teresa é uma escultura de Gian Lorenzo Bernini (1598-1680) Esculpida durante o período de 1645-1652, seguindo as tendências do estilo barroco, hoje ela se encontra em um nicho em mármore e bronze dourado na Capela Cornaro, Igreja de Santa Maria della Vittoria, Roma. Anjo da ponte de Sant'Angelo, escultura do italiano Gian Lorenzo Bernini.
  8. 8. Atividade 1. De que maneira a Contra-Reforma, em resposta à Reforma Protestante, contribuiu para o florescimento da arte barroca?  A igreja católica, em seu movimento de reação a reforma estimulou as manifestações artísticas como forma de expandir sua fé. 2. O Barroco desenvolveu-se com características muito próprias em cada região. Ainda assim, podemos ver nele alguns aspectos gerais comuns a todas as regiões. Cite um deles.  O predomínio da emoção, o acentuado contraste entre tons claros e escuros e a grande variedade de temas. 3. Aponte algumas características gerais da escultura barroca.  A expressão de emoções por meio dos gestos e dos rostos; o uso de grupos escultóricos compondo cenas dramáticas; a sugestão de movimento por meio das formas; o uso de efeitos decorativos (como dourado por exemplo). 4. A arquitetura barroca introduziu uma ideia valorizada até hoje pelos arquitetos. Qual foi ela?  Foi a ideia de que o espaço em torno da obra arquitetônica também merece um projeto cuidadoso, pois é importante para a beleza da construção. 5. Volte a observar, em detalhe a imagem da obra Êxtase de Santa Tereza, de Benini, pensando nestas questões. a) Nesta obra predominam as linhas retas ou curvas? b) A ideia de movimento está presente na obra? De que maneira ela se manifesta? c) É possível perceber emoções ou sentimentos na expressão do anjo e da santa? Em caso afirmativo, como vocês poderiam descrevê-los ? Atividade 2 Em grupo, escolha uma das obras relacionadas a seguir. 1. Cristo em casa de Marta e Maria, de Tintoretto. 2. Vocação de São Mateus, de Caravaggio. 3. As meninas, de Veláquez. 4. Mulher lendo uma carta, de Vermeer. 5. Lição de anatomia do doutor Tulp, de Rembrandt. – Reproduzam a imagem, se possível ampliada. Vocês poderão tirar xerox ou imprimir a imagem na internet.
  9. 9. – Procurem identificar, na obra escolhida, alguns princípios da arte barroca estudadas, como: contraste entre tons claros e escuros variedades de temas (religioso, aspectos de vida dos nobres, aspectos da vida do povo); sugestão de movimento. – Cada grupo fará uma apresentação oral sobre a obra e suas características. Atividade 3 A arte barroca é marcada por dinamismo, ideia de movimento e abundancia de linhas curvas. Podemos observar isso em sua pintura, escultura e arquitetura. 1. Desenhe ou pinte um objeto: um vaso, um abajur, a fachada de uma casa ou edifício. As principais características de seu desenho deverão ser a presença de linhas curvas e a riqueza de detalhes. 2. Dê um título à obra e elabore uma legenda incluindo seu nome e o material utilizado. 3. Exponha sua obra no mural da escola.

×