Economia Criativa e o Mercado de TI

786 visualizações

Publicada em

Economia Criativa e o Mercado de TI
Um visão de empreendedorismo na perspectiva de um
Programador Empreendedor
Realizado no evento 5PHP em São Luís do Maranhão

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
786
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
205
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Economia Criativa e o Mercado de TI

  1. 1. ECONOMIA CRIATIVA E O MERCADO DE TI Um visão de empreendedorismo na perspectiva de um Programador Empreendedor Marcelo Siqueira Novembro 2015
  2. 2. QUEM SOU?
  3. 3. Desenvolvedor a quase 20 anos, trabalha com várias linguagens, mas suas preferidas são: PHP (com mais de 15 anos de experiência) e Python (mais de 5 anos). Atuou em várias empresas tanto no Brasil quanto no Exterior. É defensor do Software Livre, em especial do Linux. Nerd, atualmente apaixonado por empreendedorismo, é sócio da startup Pegada Cultural. https://marcelosiqueira.com.br
  4. 4. ASSUNTO POLÊMICO
  5. 5. NÃO É SOBRE MAMILOS
  6. 6. DESENVOLVEDORES NÃO SABEM SE COMUNICAR. DESENVOLVEDORES NÃO SABEM VENDER.
  7. 7. VAMOS INICIAR...
  8. 8. O QUE É EMPREENDEDORISMO?
  9. 9. Empreendedorismo significa criação de empresas ou produtos novos
  10. 10. “Empreender é amar ao próximo, e com isso ter vontade, criar algo inovador que pode sanar um problema, e também facilidade a vida de alguém!”
  11. 11. O QUE É ECONOMIA CRIATIVA?
  12. 12. “The Creative Economy”, publicado em 2001, de John Howkins
  13. 13. Se no passado recente o que fazia girar a economia eram parques industriais gigantescos, com capital investido em máquinas e funcionários, produzindo em serie milhares de produtos, hoje existe um vasto mercado em que as ideias geniais valem dinheiro. Essa é a base do conceito da economia criativa, que ganha força no Brasil. "São áreas em que a qualidade e o valor do trabalho dependem do talento das pessoas que o fazem, e não do tamanho da empresa e da quantidade de capital que ela possui"
  14. 14. Arquitetura e Urbanismo, Artesanato, Artes Cênicas, Artes e Antiguidades, Audiovisual, Design, Editoração e Publicações, Fotografia, Gastronomia, Moda, Música, Publicidade, Softwares, Rádio e TV ECONOMIA CRIATIVA ABRANGE 14 SEGMENTOS
  15. 15. INDÚSTRIA CRIATIVA Indústria Criativa é parte integrante do conceito da Economia Criativa.
  16. 16. INDÚSTRIA CRIATIVA NO BRASIL
  17. 17. Publicidade: atividade de publicidade, marketing, pesquisa de mercado e organização de eventos. Arquitetura: design e projeto de edificações, paisagens e ambientes. Planejamento e conservação. Design: design gráfico, multimídia e de móveis. Moda: desenho de roupas, acessórios calçados e acessórios; modelistas. CONSUMO:
  18. 18. Expressões Culturais: artesanato; folclore; gastronomia. Patrimônio & Artes: serviços culturais, museologia, produção cultural, patrimônio histórico. Música: gravação, edição e mixagem de som; criação e interpretação musical. Artes Cênicas: atuação; produção e direção de espetáculos teatrais e de dança. CULTURA:
  19. 19. Editorial: edição de livros, jornais, revistas e conteúdo digital. Audiovisual: desenvolvimento de conteúdo, distribuição, programação e transmissão. MÍDIA:
  20. 20. P&D: desenvolvimento experimental e pesquisa em geral, exceto biologia. Biotecnologia: bioengenharia, pesquisa em biologia, atividades laboratoriais. TIC: desenvolvimento de softwares, sistemas, consultoria em TI e robótica. TECNOLOGIA:
  21. 21. TIC (TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO), DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES, SISTEMAS, CONSULTORIA EM TI E ROBÓTICA.
  22. 22. PORQUE PENSAR EM ECONOMIA CRIATIVA?
  23. 23. ESTIMA-SE QUE GERE MUNDIALMENTE CERCA DE US$ 8 TRILHÕES NO BRASIL O EQUIVALENTE A R$ 126 BILHÕES
  24. 24. NO MUNDO É RESPONSÁVEL POR CERCA DE 10% PIB NO BRASIL FICA EM TORNO DE 2,6% PIB
  25. 25. Entre 2004 e 2013, houve alta de 90%. Bem acima do avanço de 56% do mercado de trabalho brasileiro nesse período. Tecnologia (+102,8%), Consumo (+100,0%), Mídias (+58,0%) e Cultura (+43,6%).
  26. 26. INDUSTRIA CRIATIVA BASE SALARIAL
  27. 27. Pesquisa & Desenvolvimento (R$ 9.990), Arquitetura (R$ 6.927), TIC (R$ 5.393) e Publicidade (R$ 5.075).
  28. 28. A CADEIA TECNOLOGIA A cadeia de Tecnologia responde por 306,1 mil trabalhadores criativos formais (34,3% do total), distribuídos nos segmentos de Pesquisa & Desenvolvimento (166,3 mil), TIC (112,9 mil) e Biotecnologia (26,9 mil). Essa área é o grande destaque em termos de remuneração, com salário médio de R$ 7.848, quase quatro vezes o rendimento médio do trabalhador brasileiro (R$ 2.073).
  29. 29. ECONOMIA CRIATIVA E COLABORATIVA: Mapeia o que já existem, carros subutilizados, os quartos das pessoas, roupas para bebês, ferramentes que existem em um quarterão ou condomínios, onde você criar sistemas para melhor aproveitamento do que existente!
  30. 30. CRIAR SISTEMAS PARA USAR OS HARDWARE, E NÃO PRECISAMOS CRIAR NOVOS HARDWARE!
  31. 31. PESSOAS COMPARTILHANDO LARES AirBnB https://airbnb.com.br/
  32. 32. PESSOAS COMPARTILHANDO EXPERIÊNCIAS Rent a Local Friend https://www.rentalocalfriend.com/
  33. 33. PESSOAS COMPARTILHANDO TECNOLOGIA Metamáquina https://www.metamaquina.com.br/
  34. 34. PESSOAS COMPARTILHANDO CONHECIMENTOS Bllive https://www.bllive.com/
  35. 35. PESSOAS COMPARTILHANDO TRANSPORTE Uber https://www.uber.com/
  36. 36. PESSOAS COMPARTILHANDO COISAS Free Cycle https://www. freecycle.org/
  37. 37. PESSOAS COMPARTILHANDO IDEIAS Mesh http://meshing.it/
  38. 38. O QUE É COMUM ENTRE TODAS OS CASES APRESENTADOS?
  39. 39. 5 DICAS PARA EMPREENDER NA ECONOMIA CRIATIVA
  40. 40. 1º TENHA UM PROPÓSITO
  41. 41. 2º TIRE SUA IDEIA DO PAPEL
  42. 42. 3º CRIE UM PROTÓTIPO
  43. 43. 4º USE MÉTRICAS
  44. 44. 5º CAPACITE-SE EM GESTÃO
  45. 45. ECONOMIA CRIATIVA, AO FOCAR A CRIATIVIDADE, A IMAGINAÇÃO E A INOVAÇÃO NÃO SE RESTRINGE A PRODUTOS, SERVIÇOS E TECNOLOGIAS, ENGLOBANDO TAMBÉM PROCESSOS, MODELOS DE NEGÓCIOS E MODELOS DE GESTÃO, ENTRE OUTROS.
  46. 46. Temos que desmistificar que nós programadores somos introvertidos, que não sabemos nos comunicar, que não sabemos empreender e muito menos conseguimos vender nossas ideias. Qualquer ser humano pode ser criativo, empreender e vender sua idade, e nos desenvolvedores, sabemos fazer, conseguimos entender facilmente a necessidade do próximo, e entendendo o problema é muito mais simples criar e vender uma solução. ENTÃO, COMECE TIRANDO DA SUA CABEÇA, A PALAVRA NÃO! DESENVOLVEDORES NÃO SABEM SE COMUNICAR. DESENVOLVEDORES NÃO SABEM VENDER.
  47. 47. Toda a palestra foi criada com base de informações e imagens obtidas na internet. Em especial: Mapeamento das indústrias criativas no Brasil - Firjan http://www.firjan.com.br/EconomiaCriativa/pages/default.aspx Palestras de Lala Deheinzelin http://laladeheinzelin.com.br/ Fontes de pesquisas:
  48. 48. SEMPRE SEJA VOCÊ MESMO A MESMO QUE VOCÊ POSSA SER O BATMAN ENTÃO É MELHOR SER O BATMAN
  49. 49. PERGUNTAS? Obrigado!!!

×