Colaborativo10

372 visualizações

Publicada em

Aula apresentada em jornalismo digital na Unisinos

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Colaborativo10

  1. 1. Interatividades eJornalismo Colaborativo Marlise Brenol
  2. 2. Web 1.0 Foi a primeira geração de internet comercial. Seu grande trunfo era a quantidade de informações disponíveis; A web era um repositório quase infinito de conteúdo, mas unilateral; Somente os responsáveis por uma página podiam colocar informação na web; Os aplicativos da web 1.0 eram fechados. 1995 havia 10 mil páginas na web
  3. 3. Web 1.0 x Web 2.0 O termo “Web 2.0” se refere às páginas web cuja importância se deve principalmente à participação dos usuários. Este termo foi criado retroativamente para descrever as limitações que caracterizaram o desenvolvimento inicial da rede, baseado no conceito de páginas Web e a exigência de cadastramento prévio para acesso ao conteúdo da página
  4. 4. Web 2.0 O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web - tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. Sua essência é permitir que os usuários sejam mais que meros espectadores: eles são parte do espetáculo. Os melhores sites são ferramentas para que os internautas gerem conteúdo, criem comunidades e interajam. Alguns, como a Wikipédia, possibilitam a construção coletiva do conhecimento. É difícil lidar com o excesso de informação inútil.
  5. 5. Web 2.0 – o idealizador O criador do termo, Tim O’Reilly, escreveu que “Web 2.0 é a revolução de negócios na indústria de computadores causada pela mudança para a internet como plataforma, e uma tentativa de entender as regras para o sucesso nessa nova plataforma”
  6. 6. Web - Gerações Anos Pós- Futuro 90 2002
  7. 7. Web - vantagens Quantidade de Usuários são parte Inteligência artificial informação do espetáculo: - organização e o disponível 24 horas geram uso mais inteligente por dia conteúdo, criam do conhecimento já FOCO: comunidades, intera gem disponível na Internet. conteúdo FOCO: FOCO: usuário estruturas
  8. 8. Web - desvantagens Conteúdo era Excesso de Máquina vai de mão informações trabalhar única, tipo inúteis sozinha e pode banco de errar dados, exigia cadastramento
  9. 9. O que é “Crowdsourcing?” Uma forma colaborativa de reportagem Cada um pesquisa e contribui com uma parte do todo A história final pode ou não ser escrita por um colaborador O conteúdo é normalmente centralizado por um editor
  10. 10. Mapa da criminalidade no México
  11. 11. Mapa da corrupção no Brasil
  12. 12. Disque denúncia
  13. 13. Jornalismo “Pro-Am” Crowdsourcing também pode ser chamado de jornalismo Pro-Am” ou jornalismo Profissional-Amador  É a combinação da produção via fonte ou colaborador e o jornalista ou mediador do conteúdo
  14. 14. Modelos espaços colaborativos hospedados em grandes veículos ou sob a coordenação destes espaços colaborativos criados espontaneamente ou por grupos empresas de pequeno porte
  15. 15. Natureza da colaboração Nos grandes portais e jornais, a lógica de colaboração segue a agenda midiática. O público é convidado a participar quase sempre em caso de fait divers, como terremotos, enchentes, acidentes, fes tas e outros fatos onde a onipresença midiática não pode ser realizada
  16. 16. vc repórter, desde 2006
  17. 17. Prós Envolvimento da comunidade Transparência no processo de reportagem (tudo está no ar) Micro-coberturas de eventos e atualizações normalmente não cobertos pela grande mídia. Reportagem hiperlocal Constrói um valioso banco de dados Os repórteres de amanhã podem ser também bons administradores de banco de dados
  18. 18. Contras Reportagem amadora tem seus riscos Regra da maioria: histórias são contadas porque os usuários pedem Sujeito à manipulação: agenda política ou interesse pessoal pode inspirar cobertura de um evento sem interesse social.
  19. 19. ManipulaçãoAcidente da TAM 2007 - Uol
  20. 20. Graus de interação (Primo) Reativa  Estímulo e resposta  Opções limitadas  Argumento de venda Responsiva  Valor das interações anteriores  “Aprendizado”  Imprevisibilidade Interação mútua  Idem, idem, idem...  Isto é: Existe uma atualização dos interagentes
  21. 21. Reativo ou interativo? programa de televisão, no qual o espectador pode escolher, através de ligações telefônicas, num menu de três possibilidades, o final do enredo? canal de televisão pay-per-view em que o assinante “encomenda” a programação dentro das opções oferecidas por uma grade de programas? programa de rádio onde é feita uma sondagem de opinião, através da exposição das opiniões de leitores via telefone? possibilidade de trocar e-mails com o editor de uma revista on-line ou com outros leitores da publicação? jogo de videogame em que o jogador executa comandos de forma a agir como se fosse um dos personagens do jogo? (Mielniczuk, 2001)
  22. 22. Mediação Sociedade de massa = mass media e relações interpessoais Sociedade em rede = mass media, redes sociais e mecanismos de busca Comunicação em rede não implica o fim dos mediadores
  23. 23. Hiler (2008)
  24. 24. No jornalismo Alargamento do campo gerou um novo fenômeno em paralelo ao gatekeeping: o gatewatching Gatewatching contribui para o debate da comunidade. A mensagem publicada, mesmo que citada na grande mídia, é recontextualizada e ganha um novo sentido no debate público
  25. 25. Redes sociais Filtragem colaborativa (Johnson, 2001) Recomendação mudou o consumo de bens digitais para a Long Tail (Anderson, 2004)
  26. 26. Liberação do pólo emissor A base filosófica do jornalismo colaborativo é movimento do software livre iniciado em 1984 por Richard Stallman. Metaforicamente, disponibilizar o código- fonte significa conceder espaços para veiculação do conteúdo produzido pelo público, ampliar os mecanismos de colaboração entre jornais e leitores
  27. 27. Filtragem colaborativa
  28. 28. Redes sociais podem ajudar os jornalistas? Interação Pauta Fontes Colaboração Valores Identidade Distribuição de conteúdo
  29. 29. Jornalistas podem aprender com Twitter?
  30. 30. ACIDENTE NO HUDSONELEIÇÕES NO IRÃ 2009Ahmadinejad x Mousavi
  31. 31. Redes Sociais e JornalismoColaborativo Redes sociais são fundamentais para o jornalismo colaborativo, mas existe pouca interação entre os DOIS Colaboração ainda é focada na “vontade individual” e não nos anseios comunitários
  32. 32. Hiperlocalismo pode ser uma saída Matérias mais próximas dos grupos a que se destinam Memória local Cobertura “afeta” Potencializa-se o diálogo e o caráter social Sentimento de pertencimento
  33. 33. Exercício pro blog Ler o artigo do Alex Primo http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/int_ mutua_reativa.pdf

×