Breve histórico do jornalismo digital Jornalismo online no Brasil
Jornal do Brasil - evolução
Brasil online – BOL - 1996 O site do UOL, em dezembro de 1996
Explosão em Oklahoma city - 1995 + 168 mortos + ataque contra  prédio do governo + explosão também de  sites nos EUA: USA ...
A cobertura de Kosovo - 1999
Caso Clinton-Lewinsk 1998 Drudge report furou a Newsweek com  relatório sobre escândalo sexual cnn.com  publicou áudios de...
11 de setembro 2001 + Sites ficaram sobrecarregados nos EUA + Sites de notícias no Brasil ficaram fora do ar por mais de d...
Anos 2000/2001/2006 <ul><li>IG _ primeiro  jornal concebido para web </li></ul><ul><li>Veja publica matérias no website </...
Jornalismo online <ul><li>Definição de jornalismo Online: “ F ornecimento de informações e reportagens com  frequência def...
Jornalismo online <ul><li>Utiliza equipamentos eletrônicos </li></ul><ul><li>Emprega tecnologia digital para tratamento de...
Jornalismo Online <ul><li>Características do jornalismo Online (agregadas por Moherdaui):  </li></ul><ul><li>  </li></ul><...
Leitura e discussão <ul><li>Em que fase se encontra o jornalismo online no Brasil? Considerar as quatro fases de Moherdaiu...
Mainstream x open source <ul><li>Ok, os sites de jornalismo da grande mídia comercial cumprem essa função social, mas e as...
Mainstream x open source <ul><li>GATEKEEPERS AO LONGO DA HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Gatekeeper:  Kurt Lewin e a teoria “ c...
O filtro no Mainstream <ul><li>CRISE DO GATEKEEPER,  anos 90: a Internet proporcionou um canal que está sempre aberto para...
Mainstream x open source <ul><li>GATEKEEPER AO LONGO DA HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Barzilai-Nahon em Network Gatekeeping T...
O filtro nas comunidades <ul><li>As redes sociais parecem se estabelecer como filtros, no sentido de auxiliar na organizaç...
Personalização/Dirigibilidade nas Redes <ul><li>Nichos de pessoas interessadas em determinados assuntos vão produzir infor...
Pauta via twitter <ul><li>Acessar  search.twitter.com </li></ul><ul><li>Ir em pesquisa avançada </li></ul><ul><li>Definir ...
E o futuro? <ul><li>Simulação de navegação nas nuvens – YouTube já testa novo formato </li></ul>
Leitura <ul><li>Moherdaui, Luciana </li></ul><ul><li>Pgs 64-118 – registrar pelo menos dois fatos marcantes do jornalismo ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Versaounijornalismonline

510 visualizações

Publicada em

Aula jornalismo online + redes sociais

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
510
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O primeiro jornal brasileiro a fazer uma cobertura completa no espaço virtual foi o Jornal do Brasil, em 28 de maio de 1995.
  • O site do UOL, em dezembro de 1996. Neste mesmo ano, o Uol lançou o Brasil online, primeiro jornal em tempo real em língua portuguesa da América Latina, com informações de agências de notícias (Agência Folha, Reuters, Associated Press) e material produzido na redação. Oferecia fotos, textos, gráficos, animações, vídeos e áudios. Ainda não havia, também, o Internet Explorer, o navegador dominante era o Netscape Navigator e as pessoas passavam, em média –acredite! — 30 minutos *por mês* navegando na grande rede. O maior e mais popular mecanismo de busca era o Altavista e, cá no Brasil, tinhamos o Cadê? , alguém se lembra? Para quem não viveu essa época dos descobrimentos no ciberespaço, a revista Time publicou há alguns anos uma lista com os melhores sites de 1996 , dentre eles o da Bblioteca do Congresso Americano , a Hot Wired e a Amazon.com , na época inaugurando o conceito de comércio eletrônico. Ainda não havia, também, o Internet Explorer, o navegador dominante era o Netscape Navigator e as pessoas passavam, em média –acredite! — 30 minutos *por mês* navegando na grande rede. O maior e mais popular mecanismo de busca era o Altavista e, cá no Brasil, tinhamos o Cadê? , alguém se lembra? Para quem não viveu essa época dos descobrimentos no ciberespaço, a revista Time publicou há alguns anos uma lista com os melhores sites de 1996 , dentre eles o da Bblioteca do Congresso Americano , a Hot Wired e a Amazon.com , na época inaugurando o conceito de comércio eletrônico. http://macmagazine.uol.com.br/2009/02/28/a-quase-irreconhecivel-internet-de-1996/
  • O potencial do jornalismo online vem à tona quando o mundo se volta à rede mundial de computadores para obter informações sobre o maior atentado da história dos EUA até 1995: bombardeio a um prédio do governo em Oklahoma City que matou 168 pessoas e deixou 500 feridos. Timothy MCVeigh, responsável pelo atentado, foi executado em 2001.
  • A Folha On-line (como o jornalismo do UOL passaria a ser chamado) foi um dos primeiros jornais online brasileiros a inovar na cobertura do noticiário na web. Como não havia correspondente da Folha durante os conflitos do Kosova em 1999, o diário passou a publicar depoimentos enviados por email à redação de pessoas que estavam próximo à zona de conflito. É a primeira vez que um jornal publica em seu site e-mails de leitores para enriquecer o noticiário.
  • Rede sofreu um engarrafamento sem precedentes quando o colunista Matt Drudge decidiu furar a revista Newsweek e divulgar em janeiro de 1998, em seu site, o Drudge report o caso Clinton-Lewinsk, um dos maiores escândalos do século passado. No dia seguinte o fato estamparia milhares de jornais no mundo inteiro.
  • Mídia define não apenas sobre o que falar, mas como falar e em que tempo. E aí que surgem os factóides. Sabendo desta dinâmica, os governos e assessorias de imprensa em geral, criam factóides para que os assuntos que lhe interessam entrem na agenda da mídia. Exemplos recentes: o melhor emprego do mundo, as ações para atenuar a crise econômica no Brasil.
  • http://www.youtube.com/warp.swf?v=1k289giZ6EM&amp;feature=featured
  • Versaounijornalismonline

    1. 1. Breve histórico do jornalismo digital Jornalismo online no Brasil
    2. 2. Jornal do Brasil - evolução
    3. 3. Brasil online – BOL - 1996 O site do UOL, em dezembro de 1996
    4. 4. Explosão em Oklahoma city - 1995 + 168 mortos + ataque contra prédio do governo + explosão também de sites nos EUA: USA Today, CNN, Denver Post, AOL
    5. 5. A cobertura de Kosovo - 1999
    6. 6. Caso Clinton-Lewinsk 1998 Drudge report furou a Newsweek com relatório sobre escândalo sexual cnn.com publicou áudios de conversas da estagiária com a amiga Linda Tripp
    7. 7. 11 de setembro 2001 + Sites ficaram sobrecarregados nos EUA + Sites de notícias no Brasil ficaram fora do ar por mais de duas horas + Jornais online excluíram fotografias para permitir uma navegação mais fácil + Evento trouxe milhares de novos usuários para a internet
    8. 8. Anos 2000/2001/2006 <ul><li>IG _ primeiro jornal concebido para web </li></ul><ul><li>Veja publica matérias no website </li></ul><ul><li>Organizações Globo lançam globonews.com </li></ul><ul><li>Setembro de 2006, G1 e a convergência </li></ul>
    9. 9. Jornalismo online <ul><li>Definição de jornalismo Online: “ F ornecimento de informações e reportagens com frequência definida , que apresentam uma interface tipificada no ciberespaço, que permite explorar, compor, recuperar e interagir com a narrativa, que possa ser baseado em bancos de dados inteligentes e confiáveis, que filtre, qualifique, hierarquize e reconstrua as informações . ” </li></ul>
    10. 10. Jornalismo online <ul><li>Utiliza equipamentos eletrônicos </li></ul><ul><li>Emprega tecnologia digital para tratamento de dados </li></ul><ul><li>Utiliza o ciberespaço </li></ul><ul><li>Usa a web </li></ul><ul><li>Utiliza tecnologias de transmissão de dados em rede e tempo real </li></ul><ul><li>Hummm... Só isso define? </li></ul><ul><li>Segundo definições o jornalismo da web: . </li></ul>
    11. 11. Jornalismo Online <ul><li>Características do jornalismo Online (agregadas por Moherdaui): </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> Interatividade Memória Hipertextualidade Conteúdo Dinâmico </li></ul><ul><li> Personalização Imersão Instantaneidade Convergência </li></ul><ul><li>Mark Briggs: Interatividade, Instantaneidade, Dirigibilidade, Não-linearidade </li></ul>
    12. 12. Leitura e discussão <ul><li>Em que fase se encontra o jornalismo online no Brasil? Considerar as quatro fases de Moherdaiu </li></ul><ul><li>Ler o texto e comentar </li></ul>
    13. 13. Mainstream x open source <ul><li>Ok, os sites de jornalismo da grande mídia comercial cumprem essa função social, mas e as redes sociais não exercem papel semelhante? </li></ul><ul><li>Segundo Raquel Recuero, sim: as redes sociais atuam como filtros </li></ul><ul><li>“ As redes sociais conectadas através da Internet começam, cada vez mais, a funcionar como uma rede de informações que filtra, recomenda, discute e qualifica a informação que circula no ciberespaço.” </li></ul><ul><li>Fonte: Raquel Recuero http://www.jornalistasdaweb.com.br/index.php?pag=displayConteudo&idConteudoTipo=2&idConteudo=3838 </li></ul>
    14. 14. Mainstream x open source <ul><li>GATEKEEPERS AO LONGO DA HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Gatekeeper: Kurt Lewin e a teoria “ channels and gatekeepers” desenvolvida para entender mudanças sociais em comunidades Conceito foi aplicado: jornalismo (editores de jornais), desenvolvimento de TI (consultor que dá a segunda opinião) </li></ul><ul><li>Na comunicação as teorias definem o gatekeeper como o indivíduo que seleciona informação, mensagens e ítens e tem o discernimento de definir o que pode ou não ser publicado. </li></ul><ul><li>No jornalismo, a idéia do gatekeeper é relacionada também com a comunicação de massa e a influência da mídia sobre as pessoas ( 1970s McCombs and Shaw) agenda-setting. (McCombs et al, 1976). </li></ul>
    15. 15. O filtro no Mainstream <ul><li>CRISE DO GATEKEEPER, anos 90: a Internet proporcionou um canal que está sempre aberto para o tráfego de informações e o papel do gatekeeper passou a ser questionado. </li></ul><ul><li>Um dos primeiros motivos é o elemento complicador da Internet como meio : a supervia de informações . </li></ul><ul><li>É um universo de informações que se tornam invisíveis pela dificuldade de organização e hierarquização , pela dificuldade de encontrar o que é relevante. Quando tudo é acessível, pouco é relevante. </li></ul>
    16. 16. Mainstream x open source <ul><li>GATEKEEPER AO LONGO DA HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Barzilai-Nahon em Network Gatekeeping Theory acredita que o gatekeeping é mais do que um filtro: </li></ul><ul><li>“ É um processo de controle à medida que a informação passa pelo filtro e inclui: seleção, adição, retenção, exposição, canalização, formatação, manipulação (tratamento de dados), repetição, sincronismo, localização, integração e negligência” </li></ul>
    17. 17. O filtro nas comunidades <ul><li>As redes sociais parecem se estabelecer como filtros, no sentido de auxiliar na organização dessas informações . Como? As redes passam a atuar como gatekeepers . </li></ul>
    18. 18. Personalização/Dirigibilidade nas Redes <ul><li>Nichos de pessoas interessadas em determinados assuntos vão produzir informações relevantes, detalhadas e novas. Esses atores vão filtrar as informações do ciberespaço e (re) publicá-las , para quem quiser ouvir/ler. </li></ul><ul><li>O leitor pode escolher seus próprios gatekeepers e construir uma leitura focada. Essa leitura é assim, personalizada, através da escolha de suas próprias fontes informativas. </li></ul><ul><li>Fonte: Barzilai-Nahon </li></ul>
    19. 19. Pauta via twitter <ul><li>Acessar search.twitter.com </li></ul><ul><li>Ir em pesquisa avançada </li></ul><ul><li>Definir data, local e palavra-chave </li></ul><ul><li>Navegar pelo que se está comentando na esfera pública online e pensar em pautas para serem feitas sobre o assunto. </li></ul><ul><li>Twitter pode ser foco da pauta ou fonte da pauta </li></ul><ul><li>Não precisa estar no twitter para participar </li></ul>
    20. 20. E o futuro? <ul><li>Simulação de navegação nas nuvens – YouTube já testa novo formato </li></ul>
    21. 21. Leitura <ul><li>Moherdaui, Luciana </li></ul><ul><li>Pgs 64-118 – registrar pelo menos dois fatos marcantes do jornalismo online </li></ul><ul><li>Pgs 122-137 – registrar as características e as fases do jornalismo online Gatekeeper e redes sociais: http://www.jornalistasdaweb.com.br/index.php?pag=displayConteudo&idConteudo=3838 </li></ul>

    ×