Jornalismo Online – Aula 1

4.159 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Importante ferramenta para projetos acadêmicos em jornalismo online
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.159
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
151
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornalismo Online – Aula 1

  1. 1. Jornalismo online – aula 1 • Máxima: “Get it right, but get it first”
  2. 2. Jornalismo online – aula 1 • Afinal o que é notícia? • Conceitos: jornalismo + notícia • Jornalismo = fato + contexto + interesse público
  3. 3. Jornalismo online – aula 1 Critérios da notícia (noticiabilidade): • Atualidade: fatos, atos, aspas que alteram ou explicam o mundo presente • Proximidade com a realidade do público • Notoriedade de pessoas, lugares ou datas • Amplitude das conseqüências do fato • Exposição de conflitos entre partes • Apresentação de novos conhecimentos • Linha editorial
  4. 4. Jornalismo online – aula 1 Características do veículo on line: 1. Tempo x espaço “tempo é dinheiro” “economia de tempo: a isto se reduz finalmente toda a economia”
  5. 5. Jornalismo online – aula 1 Características do veículo on line: 2. Publicar antes x precisão “Publique primeiro, mas publique certo” O risco: mimetismo midiático
  6. 6. Dia 20/07/2007 O furo precipitado Hora da publicação: 2h22min Hora da morte 11h40min Hora da correção 3h17min
  7. 7. MIMETISMO MIDIÁTICO
  8. 8. Jornalismo online – aula 1 Características do veículo on line: 3. On line x tempo real
  9. 9. Jornalismo online – aula 1 Jornal impresso + online • Os primeiros veículos de informação da internet no Brasil surgiram inspirados em jornais e revistas impressas. • Folha Online 1996 • Estadão.com 2000 • Globo Online 1996 • Veja Online Depois vieram os portais: Terra, Uol
  10. 10. Jornalismo online – aula 1 Características da notícia online Não-linearidade O hipertexto permite que o usuário crie seus próprios caminhos pela informação + usuário tem maior sensação de liberdade – no jornal impresso, é possível “bater o olho” na página toda e absorvê-la mais rápido
  11. 11. Jornalismo online – aula 1 Característica da notícia online Instantaneidade A internet consegue aliar a rapidez da televisão à perenidade do papel — é possível consultar a informação em tempo real e voltar, mais tarde, para pesquisá-la ou relê-la com calma. O fechamento na web é contínuo!
  12. 12. Jornalismo online – aula 1 Característica da notícia online Dirigibilidade Na internet, recursos como personalização de homepages, newsletters, filtros de IP* e buscas facilitam dirigir uma determinada informação a um público específico. Personalização é a tendência na web!
  13. 13. Jornalismo online – aula 1 Característica da notícia online Custo de produção: a internet é pouco dispendiosa. Não exige parque gráfico, concessões estatais, grandes estruturas de distribuição, ou transmissão. A internet democratiza a informação!
  14. 14. Jornalismo online – aula 1 Característica da notícia online: Interatividade – chats, emails, murais No jornal impresso, o foro de interatividade dos leitores é a seção de cartas e emails. A interação do usuário é folhear o papel, ir e vir no texto.
  15. 15. Jornalismo online – aula 1 Na internet, a interatividade começa pelo clique, que permite o usuário a seguir o próprio caminho. Ferramentas como enquetes, fóruns, e-mails e blogs aumentam sensação de participação na construção do noticiário. Exemplos são os canais participativos
  16. 16. Mas a internet é um ainda é um meio elitista no Brasil. Somos 190 mi brasileiros e em agosto de 2008, 24,3 milhões de brasileiros possuíam acesso à internet Em casa. Isso equivale a dizer que 12% têm acesso à Web, enquanto 90% têm TV em casa.
  17. 17. • Com 23 horas e 48 minutos por pessoa, em média, o brasileiro continua a ser o internauta residencial que mais navegou entre dez países: Brasil, EUA, Austrália, Japão, França, Alema nha, Itália, Suíça, Espanha e Reino Unido. • Os países que mais se aproximaram do nosso tempo residencial médio foram Japão (21h34min), França (20h23min), Estados Unidos (19h46min) e Austrália (18h00min).
  18. 18. Imprensa Rádio Televisão Internet Gênese Transição daImprensa (EUA) 1920 Rádio Décadas Internet Início da década de Televisão Gênese Transição da 1920 (EUA) Décadas de Início da Idade Média Idade Média 30(experimen 90de 90 30(experimenta década de para a Idade l) e 40 (casas para a IdadeModerna tal) (lead) Alto e baixo nos EUA) 40 e Potencial de Alto (dimensão Baixo (lead) Baixo Moderna (casas nos profundidade de contexto) Velocidade de Baixa (é Alta Média à alta Alta à altíssima EUA) distribuição preciso rodar o jornal e ser Potencial de Alto Baixo (lead) Baixo (lead) Alto e baixo transportado) Potencial de RestritoAmplo Amplo Restrito, profundidade (dimensão universalização apesar da interatividade de contexto) Repercussão/ Impacto da Fator Impacto da Velocidade/ caracterizador aprofundament mensagem imagem e do instantaneidad Velocidade Baixa (é Alta sonora Média à alta Alta à altíssima o som e/ acessibilidade de preciso rodar Relação com o Opinativa, Informativa Informativa Instantânea: fato interpretativa e formadora de formadora de opinativa, distribuição o jornal e ser informativa opinião opinião interpretativa e informativa transportado) tratar Relação Mais espaço Menos espaço; Menos espaço; Mais espaço; espaço- para alta alta não há dead Fator Repercussão Impacto da Impacto da Velocidade/ temporal temas; perecibilidade perecibilidade line; tempo perecível contra e a favor caracterizad / Relação com o Exige esforço Cômoda mensagem imagem e do instantaneidade/ Cômoda Exige esforço consumidor or aprofundame sonoraMaior pressão som acessibilidade Relação com o Menor pressão Maior pressão Maior e menor jornalista pressão nto profissional
  19. 19. Imprensa Rádio Televisão Internet Imprensa Rádio Televisão Internet Gênese Transição da 1920 (EUA) Décadas de Início da Relação Opinativa, Informativa Informativa Instantânea: Idade Média 30(experimenta década de 90 para a Idade l) e 40 (casas com o fato interpretativa formadora de formadora de opinativa, Moderna nos EUA) Potencial de Alto (dimensão Baixo (lead) Baixo (lead) Alto e baixo e informativa opinião opinião Alta à altíssima interpretativa e profundidade de contexto) Velocidade de Baixa (é Alta Média à alta informativa distribuição preciso rodar o jornal e ser transportado) Relação Mais espaço MenosAmplo Menos Restrito, Mais espaço; não Potencial de Restrito Amplo universalização apesar da espaço- para tratar espaço; alta espaço; alta há dead line; interatividade Fator Repercussão/ Impacto da Impacto da Velocidade/ temporal temas; perecibilidade perecibilidade tempo contra e a caracterizador aprofundament mensagem imagem e do instantaneidad o sonora som e/ perecível favor acessibilidade Relação com o Opinativa, Informativa Informativa Instantânea: Relação Exige esforçointerpretativa e formadora de Cômoda Cômoda opinativa, Exige esforço fato formadora de informativa opinião opinião interpretativa e com o informativa Relação Mais espaço Menos espaço; Menos espaço; Mais espaço; consumidor espaço- para tratar alta alta não há dead temporal temas; perecibilidade perecibilidade line; tempo Relação Menor com o Maior Cômoda Maior Maior e menor perecível contra e a favor Relação Exige esforço Cômoda Exige esforço com o pressão com o pressão pressão pressão pressão consumidor Relação Menor pressão Maior Maior pressão Maior e menor jornalista jornalista pressão profissional profissional
  20. 20. RSS • Estas três letras formam uma das siglas mais revolucionárias da Web. Elas significam Really Simple Syndication ou Distribuição Realmente Simples, um sistema onde as informações vão até você automaticamente, o tempo todo. Sempre que alguma coisa for adicionada a um site de sua preferência, o sistema RSS emite um alerta e traz até você o material recém publicado. • O sistema está mudando os hábitos dos internautas porque eles não precisam mais entrar nos sites da Web pela página de abertura. Você pode indexar qualquer página no RSS, desde que o sistema esteja instalado no site de origem. .
  21. 21. RSS • Há dois tipos de leitores de RSS: os baseados na Web e os que você baixa para seu computador. Os primeiros podem ser encontrados em páginas como o Google e Yahoo. Os leitores autônomos mais populares são: NetNewsWire, NewsGator, Pluck, FeedDemon e SharpReader. • Procure na Web páginas de seu interesse que contenham o ícone alaranjado padrão para os sites com RSS. Clique no ícone e copie o endereço para a área ADDRESS (endereço) no seu leitor de RSS. O sites com RSS também são conhecidos pela expressão FEEDS.
  22. 22. Atividade prática! • Exercício 2: Criar um RSS • 1) Identifique uma página de seu interesse e que possua RSS; • 2) Escolha um leitor de RSS e o instale em seu computador; • 3) Teste o sistema; • 4) Faça uma avaliação de acordo com os seguintes itens: • A - Qual a sua opinião sobre o processo de instalação: • I- fácil ( ) • II- dificuldade média ( ) • III- difícil ( ) • B - Qual a tarefa que você achou mais complicada: • I - Identificar a página com RSS ( ) • II - Escolher e instalar o leitor de RSS ( ) • III - Configurar o leitor de RSS ( )
  23. 23. Leitura para a próxima aula! Jornalismo 2.0: como sobreviver e prosperar, por Mark Briggs http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf • Introdução: Um mar tranqüilo não faz um bom marinheiro • Capítulo 1: FTP, MB, RSS, oh!!!! • Capítulo 2: Web 2.0 Até a página 35

×