Atendimento ao aluno com Surdez

3.440 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.440
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
101
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atendimento ao aluno com Surdez

  1. 1. O atendimento educacional especializado para os alunos com surdez: CAEE-BETINHO Professora de Língua portuguesa: Maria conceição Regina Professora de Libras: Paula Aparecida Alves Intérprete de Libras: Leonardo Teles Uruaçu 21 de outubro de 2011
  2. 2. O que é o AEE? <ul><li>Um serviço da Educação Especial que: </li></ul><ul><li>Identifica, </li></ul><ul><li>elabora e </li></ul><ul><li>organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando as suas necessidades específicas , </li></ul><ul><li>O AEE complementa e/ou suplementa a formação do aluno com vistas à autonomia e independência na escola e fora dela </li></ul>
  3. 3. Que tipo de formação deve ter o profissional que tem como objetivo atuar no AEE no atendimento à pessoa com Surdez ? Para atuar nessa área, o professor deve ter como base da sua formação, inicial e continuada, conhecimentos gerais para o exercício da docência e conhecimentos específicos da Libras, Língua Portuguesa na modalidade escrita como segunda língua, Cultura Surda e a Proposta Bilingue.
  4. 4. O que faz o AEE no atendimento à pessoa com Surdez ? <ul><li>Apóia o desenvolvimento do aluno, </li></ul><ul><li>Disponibiliza o ensino de linguagens e de códigos específicos de comunicação e sinalização, </li></ul><ul><li>Adequa e produz materiais didáticos e pedagógicos, tendo em vista as necessidades específicas dos alunos. </li></ul>
  5. 5. Para quem? O AEE se destina a alunos com surdez parcial e total; A comunidade escolar em que está inserido, bem como a família.
  6. 6. Quando e Onde? * O AEE é realizado no período inverso ao da classe comum freqüentada pelo aluno e no * Centro de Atendimento Educacional Especializado *Há ainda a possibilidade de esse atendimento acontecer na escola do aluno ou em uma outra escola próxima.
  7. 7. O atendimento educacional especializado realizado no CAEE-Betinho para os alunos com surdez, em uma proposta inclusiva visa remover barreiras pedagógicas e linguísticas, divide - se em dois momentos: 1. O atendimento educacional especializado para o ensino de libras 2. O atendimento educacional especializado para o ensino de língua portuguesa
  8. 8. O atendimento Educacional Especializado para o ensino de Libras Este atendimento constitui outro momento didático-pedagógico para os alunos com surdez. Este trabalho é realizado pelo professor e/ou instrutor de Libras (preferencialmente surdo) e consiste em: ► Aprofundar o conhecimento em Libras do aluno surdo ► A valiar a aprendizagem dos alunos em relação a evolução conceitual de Libras
  9. 9. 2. O atendimento educacional especializado para o ensino de língua portuguesa O ensino de L2 deverá ser desenvolvido por um professor ouvinte e que conheça os pressupostos linguísticos e que acredite na proposta de desenvolver competências gramatical e linguística ao aluno surdo exposto ao bilinguismo social. Nesta perspectiva o AEE em língua portuguesa deverá ser organizado, respeitando alguns princípios: ► Riqueza de materiais e recursos visuais; ► Amplo acervo textual em língua portuguesa; ► Dinamismo e criatividade na elaboração de serviços;
  10. 10. ► É preciso, portanto, garantir a aprendizagem dos alunos com surdez nas turmas do ensino regular tendo como retaguarda a realização do Atendimento Educacional Especializado - AEE
  11. 11. Mensagens video
  12. 12. Referências Bibliográficas BRASIL, SEESP/ SEED/ MEC. Atendimento Educacional Especializado-Pessoa com Surdez. Mirlene Ferreira Macedo Damázio. Brasília/DF, 2007. QUADROS, Ronice Muller de/ SCHIMIEDT, Magali L. P . Idéias para ensinar português para alunos surdo. – Brasília: MEC, SEESP, 2006. VIGOTSKI, Lev. S. A formação social da mente. Organizadores Michael Cole etal. Tradução de José Cipolla Neto etal.4. ed. São Paulo : Martins Fontes, 1991. QUADROS, Ronice M. de. & KARNOPP, Lodenir B. Língua de sinais brasileira. Porto Alegre: Artmed Editora, 2004. DAMÁZIO, Mirlene F. Macedo, ALVES, Carla Barbosa JOSIMÁRIO P. Ferreira. Atendimento Educacional Especializado: Abordagem Bilingue para pessoa com Surdez - UFC/UAB/FNDE/MEC. 2009 p. 1 a 33 .

×