José de alencar

4.467 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
119
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

José de alencar

  1. 1. José de Alencar – o crítico e romancista
  2. 2.  Oriundo da “epopeia” Gênero narrativo Próximo ao “conto” e “novela” Romancista ≠ românticos
  3. 3.  Gêneros Literários Tipologia Textual: Narração, descrição, dissertação. Subgêneros: romance, novela, conto, crônica, poema, soneto, acróstico, música, comédia, tragicomédia, drama, carta, hino, HQ’s...
  4. 4.  Não se limitam a narra histórias “românticas” Remetem uma estrutura pensada e exigem análise e reflexão Prioriza as relações humanas Heróis e heroínas apresentam aspectos humanizados, sendo vítimas de pressões sociais e econômicas.
  5. 5.  Protagonistas: Aurélia Camargo e Fernando Seixas. Ordem não cronológica. Apaixonam-se na juventude, se distanciam por problemas financeiros. Seixas aceita um dote de uma moça rica, Adelaide Amaral. Aurélia recebe herança de avô, torna-se rica e resolve se vingar de Seixas que não se casou com ela por esta ser pobre.
  6. 6.  Aurélia – mulher independente – atende as exigências impostas pela sociedade da época. Casamento = mulher honesta. A crítica não destrói a história de amor. O pagamento da dívida representa o “superar do amor em relação ao dinheiro”.
  7. 7. “ Vendido sim; não tem outro nome. Sou rica, muito rica, sou milionária; precisava de um marido, traste indispensável às mulheres honestas. O senhor estava no mercado; comprei-o. Custou-me cem mil cruzeiros, foi barato; não se fez valer. Eu daria o dobro, o triplo, toda a minha riqueza por este momento. Aurélia proferiu estas palavras desdobrando um papel no qual Seixas reconheceu a obrigação por ele passada ao Lemos. José de Alencar, Senhora”
  8. 8.  Romance entre Paulo e Lucíola. Lucíola é uma cortesã por quem Paulo se apaixona, esta por sua vez, faz pouco dos sentimentos do rapaz. Paulo sofre pois Lucíola é uma das prostitutas mais desejadas do Rio de Janeiro. Em uma festa, os clientes de Lucíola pedem a ela que fique nua perante todos, ela assim o faz e Paulo a despreza. Após reconciliação, Paulo fica conhecendo toda a história de Lucíola.
  9. 9.  Lucíola revela seu nome verdadeiro “Maria da Glória” e conta como e porquê começou a se prostituir. Lucíola pagava os estudos de Ana, sua irmã mais nova. Paulo engravida Lucíola e a pede em casamento, porém Lucíola deseja que ele se case com Ana. Lucíola morre doente, Ana tem todo apoio de Paulo, que termina solitário e lamentando a morte de único amor.
  10. 10.  Romance urbano – romance de costumes. De prostituta vilã a heroína. Submissão do amor romântico, valorização da castidade. Crítica social - amor e preconceito.
  11. 11.  Indianistas. Regionalista e/ou históricos. Urbanos.
  12. 12.  A apresentação dos resumos das obras abaixo.a- O Guarani – José de Alencarb- A Moreninha - Joaquim Manuel de Macedoc- Senhora – José de Alencard- Iracema - José de Alencare- A escrava Isaura – Bernardo Guimarãesf- O seminarista - Bernardo Guimarães

×