Sociedade de consumo                Professora: Cristiane Vilela                   Disciplina: Sociologia   Bibliografia: ...
Sociedade de consumoDe acordo com o sociólogo Zigmunt Bauman, a sociedade atual édenominada de líquida:  “Os líquidos, di...
Sociedade de consumo
Sociedade de consumoO ato do consumo, que no passado referiu-se à utilização deobjetos que atendiam às necessidades human...
Sociedade de consumo A sociedade de consumo pauta-se por três valores que modelam e orientama ação de indivíduos e institu...
Sociedade de consumo A sociedade de consumo nutre-se de desejos e sentimentos, tais como o daobtenção de lucros a qualque...
Sociedade de consumo Essa sociedade de consumo, construída pelo regime capitalista articula-sebaseada na formação de hábi...
Sociedade de consumo –       Consequências para a sociedade.     Desigualdade social: De acordo com Bauman, a sociedade l...
Sociedade de consumo –      Consequências para a sociedade.3.Vagabundo:         Se é verdade que os turistas viajam porque...
Sociedade de consumo - Atividade1.Elabore um texto    apontando as vantagens e desvantagens              doconsumismo    p...
Attachment
Attachment
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Attachment

911 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
911
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Attachment

  1. 1. Sociedade de consumo Professora: Cristiane Vilela Disciplina: Sociologia Bibliografia: Manual de Sociologia. Delson Ferreira Introdução à Sociologia. Sebastião Vila
  2. 2. Sociedade de consumoDe acordo com o sociólogo Zigmunt Bauman, a sociedade atual édenominada de líquida: “Os líquidos, diferentemente dos sólidos, não mantêm sua forma com facilidade [...] Enquanto os sólidos têm dimensões especiais claras, mas neutralizam o impacto e, portanto, diminuem a significação do tempo (resistem efetivamente a seu fluxo ou tornam irrelevante), os fluidos não se atêm muito a qualquer forma e estão constantemente prontos (e propensos) a mudá-la.” (Bauman, 2005, p.8) Liquidez é a metáfora que Bauman utiliza para explicar o sentido da pós-modernidade (…) na qual tudo flui de um jeito extremamente rápido, de uma formaque, aquilo que era certo ontem, hoje não é mais. A sociedade líquida tem como ícones principais a produção e o consumo: avida consumista exige uma contínua novidade, devido à leveza e velocidadeque ela favorece.
  3. 3. Sociedade de consumo
  4. 4. Sociedade de consumoO ato do consumo, que no passado referiu-se à utilização deobjetos que atendiam às necessidades humanas vitais, foiconvertido em consumismo, onde os indivíduos são estimuladosa comprar exageradamente, muito além de suas necessidadesreais.Assim, a sociedade de consumo atual existe ecaracteriza-se por possuir uma única finalidade:produzir mercadorias para serem vendidas,continuar produzindo mais mercadorias e,a qualquer modo e custo, vendê-las,indefinidamente.
  5. 5. Sociedade de consumo A sociedade de consumo pauta-se por três valores que modelam e orientama ação de indivíduos e instituições, e estão entrelaçados entre si:Individualismo: uma vez que cada consumidor é sempre considerado um Individualismoindivíduo, uma unidade potencial de compra. Além do fato de não existiremmais valores sociais, mas individuais (vale somente o interesse individual). Competição: definida pela Sociologia, como qualquer tipo de disputa ourivalidade que ocorra entre dois ou mais indivíduos na busca por vantagens,posições sociais, status, coisas ou objetos concretos. Assim, a competiçãoleva a todos à condição de adversários potenciais ou declarados, em umaespécie de luta darwinista por privilégios a serem ávida e devidamenteconsumidos.Concorrência: é relativa às disputas pela preferênciade compradores potenciais que ocorrem entrevendedores de bens semelhantes. É vista com naturalidade,prova real de uma luta feroz entre mercadoriasque disputam a condição de mais aptas a serem consumidas pelo mercado.
  6. 6. Sociedade de consumo A sociedade de consumo nutre-se de desejos e sentimentos, tais como o daobtenção de lucros a qualquer preço, da criação infinita de novasnecessidades, da insatisfação constante com o que se tem e da compulsãoincessante por se ter mais e mais. Os valores, desejos e sentimentos que circulam na sociedade de consumo,criaram um meta que foi alçada ao recinto do pedestal sagrado: a luta pela sagradoposse da maior quantidade possível de bens materiais tangíveis e intangíveis,fato que confere, uma vez conquistados os bens, um maior prestígio social aoindivíduo quanto maior seja a quantidade de bens que ele consiga acumular.
  7. 7. Sociedade de consumo Essa sociedade de consumo, construída pelo regime capitalista articula-sebaseada na formação de hábitos de consumo, incutidos pela estimulaçãoconstante que é oferecida pela atividade da propaganda e da publicidade. publicidadeOs veículos de mídia ou publicidade constituem como elemento vital deintermediação entre as esferas da produção e do consumo de bens e serviços. Seu papel, muito além de informar a sociedade sobre as mercadorias que osistema produz para o consumo, é estabelecido no âmbito da atração, dasedução e do convencimento dos indivíduos para que eles comprem as“novidades” oferecidas ao mercado.
  8. 8. Sociedade de consumo – Consequências para a sociedade.  Desigualdade social: De acordo com Bauman, a sociedade líquida pautada no consumismo resulta na formação de três figuras típicas que compõem a sociedade:1.Turista: A grande qualidade que deve caracterizar as pessoas na modernidade líquida éa adequação, ou seja, a capacidade de se mover rapidamente onde a ação se acha eestar pronto a assimilar experiências quando elas chegam. O turista é impelido pelossonhos e se move em busca deles. Por isso, não pode ficar preso a um lugar e asmesmas pessoas, mas viver numa mobilidade constante.2. Refugo: A modernidade está elaborando um mundo para poucos (...) que se tornou maisvisível no plano econômico, (...) Numa sociedade de consumidores quem não temdinheiro para adquirir a mercadoria, está fora, atrapalha. Existe, então, toda umapopulação “excedente”, “supérflua”, que nunca terá chance de fazer parte do mundopensado, projetado da modernidade.
  9. 9. Sociedade de consumo – Consequências para a sociedade.3.Vagabundo: Se é verdade que os turistas viajam porque querem, é também verdadeque, na modernidade líquida, nem tudo mundo viaja impelido pelo próprio impulsode liberdade. São esses os vagabundos, forçados a sair contra a própria vontadee liberdade da própria terra, do próprio lar, em busca de condições de vida maisdigna. Para os vagabundos, assim como para os refugos, a vida na modernidadelíquida assume conotações da sobrevivência. A modernidade líquida proporciona uma sociedade sempre mais dividida emdois blocos, um dos quais sempre menor – dos turistas, ricos, etc. – enquanto ooutro, dos refugos, vagabundos, se amplia sempre mais.
  10. 10. Sociedade de consumo - Atividade1.Elabore um texto apontando as vantagens e desvantagens doconsumismo para a sociedade. (mínimo 15 linhas, máximo 20linhas).2. Explique a seguinte afirmativa: “Os valores, desejos e sentimentos que circulam na sociedade de consumo, criaram uma meta, cujo consumo por mercadorias foi alçado ao recinto do pedestal sagrado”.3. Elabore um pequeno texto relatando uma experiência pessoal que se encaixe no slogan: “Já parou para pensar no que a gente compra sem pensar”, do comercial exibido em sala (Chevrolet Captiva).

×