'Trabalho (I-'iruzfdê Terminabgrh

Je
(Denise Curt/ ia
e
Marisol Mandarim
Úunño/ I 99 7 )
Botânica:  Plantas com Flores Cultivadas no Brasil

Anuais o Amor-perfeito
o Boca-de-leão
0 Calêndula
o Cravina
Flox

Arác...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil

Trepa...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultiva...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil
Anuai...
I Área: 
I Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cult...
Área: 
Sub-área: 

Termo: 

  

Definição: 

Contexto: 

Sinônimo: 

Termo em inglês: 

 

 

Botânica:  Plantas com flore...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultiva...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 
Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil
Arbust...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 
Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivad...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimo: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivad...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivad...
Área: 

  
   
  
 
 
 
 
 
 
 
   
  

Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

 

     

Termo em ingl...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Tennos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultiva...
r

Area: 
Sub-área: 
Termo: 
Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cult...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultiv...
r

Area: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cult...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivad...
Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil
Anuais

Área: 

Sub-área: 

  

 

Termo:  Cravina (Dianthus chinensis)...
Área: 

 
     
   
  
 
 
 
 
 
 
    
  
     

Sub-área: 
Termo: 
Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termo em inglês...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimo: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivada...
z

Area:  Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil

Sub-área:  Arbustos
Termo:  Gerânio (Pelargonium zona/ e)
De...
Área:  Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil ñ

Sub-área:  Plantas de interior

Termo:  Gloxínia (Sinrzingia ...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 
Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivad...
Área: 

Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil

...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Sinônimos: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil...
Área: 
Sub-área: 

Termo: 

   
  

Definição: 

Contexto: 

Sinônimo: 

  

Termo em inglês: 

    

Botânica:  Plantas c...
Área: 
Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimos: 

Termo em inglês: 

Botânica:  Plantas com flores cultiva...
Área: 

Sub-área: 

 
  

Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimos: 

      

Termos em inglês: 

Botânica:  Plantas co...
Área: 
Sub-área: 

Termo: 

Definição: 

Contexto: 

Sinônimo: 

Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil

Sucul...
Área:  Botânica:  Plantas com flores cultivadas no Brasil

     
     
   
  

Sub-área:  Epífitas
Termo:  Orquídea (Laeli...
l
l , 
l Arca: 

    
  
  
  
  
 

Sub-área: 
Termo: 

Definição: 

Contextos: 

Sinônimo: 

Termos em inglês: 

Botânic...
Bibliografia

v 1001 Plantas.  CD-ROM.  São Paulo:  Europa,  1997.

BIANCHINI,  Francesco & PANTANO,  Azzurra Carrara.  Tu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plantas com flores cultivadas no brasil

743 visualizações

Publicada em

Trabalho final da disciplina de Terminologia no Curso de Extensão de Tradução Inglês-Português da PUC-RJ

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plantas com flores cultivadas no brasil

  1. 1. 'Trabalho (I-'iruzfdê Terminabgrh Je (Denise Curt/ ia e Marisol Mandarim Úunño/ I 99 7 )
  2. 2. Botânica: Plantas com Flores Cultivadas no Brasil Anuais o Amor-perfeito o Boca-de-leão 0 Calêndula o Cravina Flox Aráceas o Azaléia o Ave-do-paraíso o Bela-emília o Bico-de-papagaío o Brínco-de-príncesa o Coroa-de-cristo o Gerânio Hortênsia o Espirradeira o Ipê-amarelo o Magnólia o Manacá-da-serra Bulbos o Amarílís o Co o-de-leite Arbustos ÁTVOICS o Orquídea o Ciclâmen da Pérsia o Gloxínía o Violeta o Onze-horas Trepadeiras ° Alamanda o Buganvília o Cam ainha “Vales o Lírio-amarelo o Mararida Plantas de Interior fx)
  3. 3. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Trepadeiras Alamanda (Allamanda cathartica) Trepadeira arbustiva e lactescente da família das Apocináceas, eminentemente tropical. Apresenta folhas glabras, ovais ou oblongas, de coloração verde-escura e brilhante, alaranjada ou amarelo-citrina, alcançando cerca de 10 cm de comprimento. Suas flores são fasciculadas e axilares, constituídas por um tubo que se alarga, apresentando uma corola fonnada por cinco pétalas. F omece fruto tipo cápsula, dividida em duas partes, e com poucas sementes. Empregada como catártico, esta planta toma-se purgativo e emético violento e perigoso quando usada em grandes doses. Suas belas flores e raízes são indicadas vulgarmente no combate a afecções do baço. O látex resinoso e venenoso, que toda a planta exsuda, atua extemamente contra a sama. (Fonte: Enciclopédia Flora Brasileira. ) Nativa dos estados do Espírito Santo e da Bahia, a alamanda amarela é uma trepadeira tipica de clima tropical. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Alamanda-amarela, dedal-de-dama, alamanda-de-flor-grande, amarela, jasmim amarelo, taça-de-ouro, orélía, quatro-patacas, santa-maria Termos em inglês: Allamanda, willow-leaved allamanda
  4. 4. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Bulbos Amarílis (Amaryllis belladona) Planta da família das Amarilidáceas, originária da África do Sul. Herbácea de folhas lineares quase suculentas, que persistem após a floração, mas só renascem depois de a planta ter florido. As flores, em forma de trombeta e número que pode chegar a dez, formam uma umbela terminal na extremidade de um escapo de até 60 cm de altura; cada flor, de cor rosa suave e delicada fragrância, tem seis segmentos que não se distinguem entre si nem como pétalas nem como sépalas (já que a flor é um perigônio, sem diferenciação de cálice e corola). (Fonte: Tudo Verde. ) [O amarílis] tem um estranho ciclo de vida: suas folhas aparecem na primavera e desaparecem no início do verão, antes que nasça uma única flor. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Açucena, flor-da-imperatriz, açucena-do-cabo Amaryllis, belladonna lily
  5. 5. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Anuais Amor-perfeito (Viola tricolor) Planta da família das Violáceas, originária da Europa e da Ásia. Herbácea perene, mas geralmente cultivada como bienal ou anual. Atinge a altura máxima de 20 cm, com caules prostrados ou muito ramificados. Folhas sempre verdes, pecioladas e denteadas, de fomia oblonga ou arredondada, de até 2 centímetros. Flores que em geral combinam três cores, entre as quais figuram o branco, o amarelo, o vermelho, o marrom e muitos tons entre azul e roxo quase negro (freqüentemente apresentam grandes máculas escuras nas três pétalas inferiores). As maiores flores podem medir cerca de l0 cm de diâmetro, muitas vezes com duas pétalas totalmente diversas das outras três, em cor. A floração começa no invemo e pode ir até além da primavera. (Fontes: Tudo Verde, 1001 Plantas e Floricultura. ) 1. Durante a Idade Média, preparavam-se com o amor-perfeito um chá purificador e um medicamento que se acreditava benéfico para doenças do coração. Na época isabelina, escritores e ervatários cantavam sua beleza e suas virtudes. (Fonte: Enciclopédia Flora Brasileira. ) 2. Por não atingir mais de 20 cm de altura, o amor-perfeito é muito usado para a forração de bordas de canteiro, onde forma uma massa de colorido intenso e aveludado. (Fonte: Enciclopg' dia Plantas e Flores. ) Amor-perfeito-bravo, flor-da-trindade, violeta-tricolor, violeta-de-três- COTCS Termos em inglês: Wild pansy, pansy
  6. 6. I Área: I Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Aráceas Antúrio (Anrhurium andreanum) Planta da familia das Aráceas, originária da Colômbia. De crescimento tufoso, alcança a altura de 80-100 cm. As folhas desta espécie assentam sobre pedúnculos muito compridos; seu limbo é cordiforme e alcança o comprimento de 30 cm. A espata, cordiforrne e obliquamente ereta, mede 15-20 em e apresenta os matizes: laranja, vermelho-escarlate ou cinabrino, carmim ou rosa-vivo. Há também variedades com espata esbranquíçada, às vezes mesclada de vermelho. (Fonte: Flores no Lar. ) O anthurium andreanum foi encontrado nas matas de Nova Granada, em Chocó, na Colômbia, em 1876, por M. André, botânico e viveirista francês que o levou para a Europa, onde floresceu em 1877. Esta denominação tem se restringido à espécie selvagem. (Fonte: Flores Brasileiras. ) Antúrio-de-flor, zanga-tempo Anthuri um
  7. 7. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimo: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Ave-do-paraíso (Strelitzia reginae) Herbácea perene da família das Musáceas, originária da África do Sul, tipicamente tropical. Apresenta grandes folhas ovais e oblongas e pecíolos compridos e grossos, cor verde-cinza, nervura mediana muito pronunciada, algo ondulada. Suas flores têm forma exótica e são envolvidas por uma espata que assume posição horizontal na floração. De cada caule emergem de 5 a 8 flores (nunca mais do que duas abertas ao mesmo tempo), sépalas e pétalas cor-de-laranja, tingidas do mesmo azul-cobalto da seta divergente, que é perfurada na ponta pelo estigma branco e pegajoso. (Fontes: Tudo Verde e Enciclopédia Plantas e Flores. ) No habitat, os colibris que pousam na seta [da ave-do-paraíso] fazem abrir-se uma fenda que expõe os estames cobertos de pólen; este adere ao ventre da ave, que então vai fecundar outra flor. (Fonte: Tudo Verde. ) Não possui. Bird of paradise
  8. 8. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Azaléia (Rhododendron indicum) Planta da família das Ericáceas, originária do Japão. Arbusto de 45 a 150 cm de altura, a azaléia apresenta raízes não profundas e pêlos sedosos que revestem ramos, pecíolos, nervuras e cálices. As folhas são sempre verdes, de fomato lanceolado e de até 3 centímetros. Apresenta inflorescência em cacho umbeliforme, com flores de coloração branca, venrielha, rosa ou laranja, com pedicelo curto. (Fontes: Enciclopédia Flora Brasileira e 1001 Plantas. ) Um dos arbustos mais populares no Brasil, a azaléia apresenta uma exuberante floração no invemo, que geralmente dura de junho a setembro. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Azalea, rododendro Azalea, Indian azalea, Indica azalea, Indian rhododendron, azalee
  9. 9. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Bela-emilia (Plumbago capensis) Planta da família das Plumbagináceas, originária da África do Sul. Arbusto escandente de caules finos, lenhosos e sarmentosos, que atinge 2 metros ou mais de altura. Folhas sempre verdes, oblongas ou espatuladas, de até 5 centímetros. Flores, de cor azul pálido, com 5 lobos dispostos em concha flácida, ao fim de longo tubo, reunidas em cachos terminais. Floração abundante quase o ano todo. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) l. Enquanto o outono de outros países é caracterizado pelo amarelecimento e queda das folhas dos vegetais, o nosso outono, embora não seja um prolongamento puro e simples da primavera, é um período em que muitas flores desabrocham, algumas delas em segunda floração, como a bela-emília. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) 2. Quando cultivada como planta omamental, alcança de 90 a 180 cm de altura, tendo necessidade de apoio para suas gavinhas. Durante o verão, os cachos de flores azuis, com longas corolas, aparecem em profusão. Multiplica-se por mudas de brotos laterais, na primavera ou no verão. (Fonte: Plantas para Casa. ) Pluinbago, jasmim-azul, dentelária, dentelária-do-cabo, jasmim-do- céu, jasmim-do-cabo Termos em inglês: Cape plumbago, leadwort
  10. 10. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Bico-de-papagaio (E uphorbia pulcherrima) Arbusto da família das Euforbiáceas, originário do México, que atinge até 4 metros de altura. Apresenta grandes folhas decíduas, de até 12 centímetros, de formas variadas tendentes ao oval-lanceolado e com um ou dois dentes de cada lado. As flores amarelas e miúdas são reunidas em umbelas que brotam nas pontas dos ramos e circundadas por vistosas brácteas escarlates. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) Euphorbia pulcherrima é o nome científico da poinsétia, descoberta no Mexico pelo Dr. Poinsett, no fim da década de 1820. Em estado selvagem é um grande arbusto, necessitando de produtos químicos para tornar-se anã e, assim, ser possivel seu cultivo em vasos. (Fonte: Plantas para Casa. ) Poinsétia, folha-de-sangue, flor-de-páscoa, asa-de-papagaio Euphorbia, common poinsettia, Christmas flower, Eastem flower 10
  11. 11. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimo: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Anuais Boca-de-leão (Antírrhinum majus) Planta da família das escrofulariáceas, originária do sul da Europa e do norte da África. Herbácea perene, mas cultivada também como bienal e, no Brasil, principalmente como anual. O caule pode passar dos 50 cm de altura, encimado por espigas terminais densas, com flores de foriria assimétrica, bilabiadas, cada uma com 4-5 cm de comprimento, em cores amarela, vermelha, branca e incontáveis tons intermediários, afora conjugações que podem incluir o violeta, o rosa e o laranja. As folhas da planta são altemas, estreitamente lanceoladas, de até 5 centímetros e gradualmente menores quanto mais próximas do topo. Floração no invemo e na primavera. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) Quando devidamente manuseada, esta planta pode abrir ou fechar suas flores, como a boca de um animal feroz, fato este que deu origem a seu nome popular - boca-de-leão. (Fonte: Enciclopédia Flora Brasileira. ) Boca-de-lobo Snapdragon, common snapdragon ll
  12. 12. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Brinco-de-princesa (F uchsia) Arbusto da família das Onagráceas, originário da América do Norte e da América do Sul. Caules flexíveis que lenhificam no passar do tempo e que podem alcançar até 2 metros. Folhas opostas, de até 8 centímetros, ovais ou lanceoladas, algo denteadas. Flores axilares isoladas, mas abundantes, vivamente coloridas de vermelho e violáceo. O cálice é tubular, dividido em quatro sépalas, e a corola apresenta quatro pétalas. Floração quase o ano inteiro. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) A brinco-de-princesa tem flores rosáceas muito bonitas, que se destacam dos ramos por meio de um pedúnculo alongado. (Fonte: Enciclom' dia Plantas e Flores. ) Fúcsia, agrados, lágrima Fuchsia 12
  13. 13. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Trepadeiras Buganvília (Bougainvillea . spectab il is) Planta da família das Nictagináceas, originária do Brasil. Arbusto escandente, capaz de passar dos 15 m de altura quando devidamente apoiado. Ramos munidos de espinhos esparsos. Folhas ovais- lanceoladas, glabras e lustrosas, de até 10 centímetros. Flores amarelas, miúdas, que pouco contribuem para a aparência, mas cada uma delas circundada por um conjunto de três brácteas vistosas que imitam pétalas rosa-lilases. Floração em grandes panículas. (Fonte: Tudo Verde. ) 1. [A buganvília] não suporta qualquer tipo de poda e sofre quando atingida por geada. 2. A buganvília é uma trepadeira tipo cipó, isto e', não possui órgãos fixadores nem se enrosca nos tutores. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Primavera, três-marias, ceboleiro, sempre-lustrosa, pataquinhas, rosa- do-mato, sempre-viçosa, riso-do-prado, unha-de-gato Brazil boungainvillea l3
  14. 14. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Tennos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Anuais Calêndula (Calendula oficinalis) Planta da família das Compostas, originária da orla mediterrânea. Herbácea anual ou bienal, de 30 a 50 cm de altura. Folhas ásperas e aromáticas: as inferiores são espatuladas e as superiores, lanceoladas. Flores em grandes capítulos simples ou dobrados, tendo as lígulas (falsas pétalas) vários tons de amarelo, desde o limão até o açafrão. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) Planta anual de fácil cultivo, a calêndula é conhecida desde os tempos antigos, e muito procurada por suas propriedades medicinais. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Malmequer, maravilha-do-jardim, bem-me-queres, calêndula-hortense, maravilha Pot marigold, marigold, common marigold, Scotch marigold 14
  15. 15. r Area: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Trepadeiras Campainha (Ipomoea) Trepadeira da família das Convolvuláceas, originária de regiões tropicais. Herbácea, anual ou perene, de caule rastejante no descampado, mas ativamente volúvel quando atinge qualquer apoio vertical. Embora o caule seja pouco lenhificado, o entrelaçamento de vários deles forma tranças bastante fortes para sustentar a extensão da planta a grandes alturas e distâncias aéreas. Folhas altemas, cordiformes, de até 12 centímetros, distribuídas uniformemente pelo caule quando a luz é difusa ou multilateral. Flores em forma de funil agrupadas em cachos, de cor intensa e pura que vai do branco ao vermelho ou ao azul-ultramarinho, com inúmeros matizes intermediários e combinatórios. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) 1. Plantas como a campainha, que se desenvolvem entrelaçando os ramos, podem ser ligadas a três leves estacas de bambu, que serão enterradas no próprio vaso. (Fonte: Plantas para Casa. ) 2. [A campainha possui] flores vistosas que têm duração de um dia e, às vezes, só de uma noite. (Fonte: Enciclopédia Mirador Intemacional. ) Corriola, bom-dia, gramofone, lírio convale Moming-glory, campanula, convolvulus 15
  16. 16. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Plantas de interior Ciclâmen da Pérsia (Cyclamen persicum) Planta da família das Primuláceas, originária das ilhas gregas e outras regiões mediterrâneas. Herbácea perene de grande tubérculo, de até 20 centímetros, do qual saem folhas camudas e cordiformes, com veias brancas e manchas marmóreas. Flores de pétalas eretas, em cores que vão do branco ao escarlate, passando por vários tons de salmão e rosa. (Fonte: Tudo Verde. ) l. O ciclame produz flores cujas pétalas ficam levantadas como asas de borboleta. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) 2. O ciclâmen da Pérsia é a variedade da qual derivam quase todas as espécies de ciclamens. originário da Europa oriental e da Ásia menor, nunca foi encontrado selvagem na Pérsia. (Fonte: Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. ) Ciclame-da-pérsia, ciclame-de-alepo, clicâmem Ivy-leaved cyclamen, Persian cyclamen 16
  17. 17. r Area: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Bulbos Copo-de-leíte (Zantedeschia aethiopica minor) Herbácea vivaz da família das Aráceas, originária da África. Higrófila, de raiz rizonatosa, da qual emergem folhas suculentas até a altura de 1 metro ou pouco mais; as folhas têm forma sagitada e cor verde-escura. Flores fragrantes, reunidas em um espádice amarelo, circundadas por espata alvíssima em forma de funil, de até 90 cm, sustentada por pedúnculo mais alto que os pecíolos das folhas. Apresenta floração na primavera e no verão. Seus frutos se compõem de numerosas bagas vermelhas. (Fontes: Tudo Verde, Dicionário Aurélio Eletrônico e 1001 Plantas. ) As verdadeiras flores [do copo-de-leite] são os grãozinhos amarelos e chatos que parecem soldados na haste da inflorescência. (Fonte: Tudo Verde. ) Calas-branca, lírio-do-nilo Common calla lily, calla lily, trumpet lily 17
  18. 18. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Coroa-de-crísto (Euphorbia milii) Arbusto tóxico da família das Euforbiáceas, originário de Madagascar. Apresenta caule escandente que chega aos 2 metros de comprimento, ramos espinhosos que dão ao conjunto aspecto de moita. Suas folhas elípticas de verde-opaco, de ate' 4 cm, estão quase ausentes de todo na seca do inverno. Suas flores miúdas, predominantemente vermelhas, em grupos, são circundadas por brácteas cor de salmão. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) A coroa-de-cristo é um arbusto recoberto de espinhos, muito utilizado como sebe viva. (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Coroa-de-espinho, colchão-de-noiva, dois-irmãos, dois-amigos, bem- casados Christhom paliurus 18
  19. 19. Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Anuais Área: Sub-área: Termo: Cravina (Dianthus chinensis) Definição: Planta anual ou bienal da família das Cariofiláceas, originária da China. Seus caules ramosos e eretos, de 20-40 cm de altura, são revestidos de folhas até ao ápice. As folhas são opostas, linear- lanceoladas, agudas, verde-claro ou glaucas, glabras, de até 2,5 cm de comprimento. As flores são aromáticas, numerosas e grandes, Solitárias na extremidade de todas as ramificações, com as pétalas dentadas, purpúreas ou brancas com mácula purpúrea. Esta espécie tem grande número de variedades e formas horticolas, singelas e dobradas, unicolores ou variegadas, anãs ou gigantes, algumas com as pétalas muito laceradas ou franjadas. 0 fruto é capsular e raramente baciforine. Sua floração ocorre na primavera. (Fontes: Dicionário de Plantas Úteis do Brasil, Dicionário Aurélio Eletrônico e 1001 Plantas. ) Contexto: A cravina é semelhante ao cravo, porém destituída de perfume e com coloridos mais vivos e variados. (Fonte: Enciclopédia Mirador. ) Sinônimo: Cravina-chinesa Termos em inglês: China Pink, Indian Pink, Chinese pink 19
  20. 20. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Árvores Espirradeira (Nerium oleander) Arbusto ornamental e tóxico da família das Apocináceas, originário de países mediterrâneos. Possui de 2-6 m de altura, ramos longos, finos e flexíveis. As folhas são opostas, de forma linear-lanceolada, em tons verde-cinza, podendo alcançar até 20 cm. As flores são hermafroditas, em geral rosadas, mas também carmíneas e brancas, em panículas tenninais muito atraentes para colibris. lndívidualmente, cada flor tem forma afunilada (quando dobrada, porém, lembra uma rosa). Apresenta floração na primavera e no verão. Seus frutos são folículos duplos, com numerosas sementes aveludadas. (Fontes: Tudo Verde, Dicionário Aurélio Eletrônico e 1001 Plantas. ) Durante a conquista da Argélia, morreram alguns soldados franceses e muitos ficaram enfermos, por haverem dormido em choupanas de emergência feitas com o lenho da espirradeira. (Fonte: Dicionário de Plantas Úteis do Brasil. ) eloendro, aloendro, loendro, oleandro, adelfa Common oleander 20
  21. 21. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimo: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Anuais Flox (Phlox drummondii) Herbácea anual da família das Polemoniáceas, originária do Texas. Apresenta caule muito ramificado de ate' uns 20 cm de altura e folhagem densa formada por elementos ovais de verdor sedoso. As flores são de mais ou menos 2 cm de diâmetro, em panículas corimbiformes, individualmente miúdas, nas cores rosa, lilás, azul, violeta, escarlate, púrpura, roxa, carmesim, creme, salmão ou branca, em geral, com mancha central branca contrastante. Apresenta fruto trivalvar. Facilmente se reproduz por sementes. (Fontes: Tudo Verde, Dicionário Aurélio Eletrônico e Floricultura. ) O nome Phlox vem do grego e significa labareda, devido à cor vermelha e purpúrea da espécie-tipo. (Fonte: Dicionário de Plantas Úteis do Brasil. ) Chamas Drummond phlox 21
  22. 22. z Area: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Sub-área: Arbustos Termo: Gerânio (Pelargonium zona/ e) Definição: Herbácea perene da família das Geraniáceas, originária da África. Seus caules ramificados são capazes de ir muito além de 1 a quase 2 metros de altura. Folhas grandes (até 10 cm) e rugosas, altemas, crenuladas nos bordos, quase sempre marcadas por uma "zona" circular no centro. Flores simples ou dobradas, reunidas em umbelas e em cores muito variadas que incluem o branco, o rosa, o escarlate, o lilás e o violeta, sem falar nas formas variegadas. A floração ocorre na primavera e no verão. (Fontes: Tudo Verde, Dicionário Aurélio Eletrônico e 1001 Plantas. ) Contexto: As folhas de gerânio são geralmente aromáticas e, em várias espécies dão, por destilação, uma essência utilizada na preparação de perfumes. (Fonte: Enciclop_e'dia Barsa. ) Sinônimo: gerânio-zonal Termos em inglês: Geranium, pelargonium, stork's-bill 22
  23. 23. Área: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil ñ Sub-área: Plantas de interior Termo: Gloxínia (Sinrzingia speciosa) Definição: Herbácea tuberosa da família das Gesneriáceas, originária do Brasil, provavelmente da região da Serra do Mar. Apresenta caule curto com o tamanho máximo de 30 cm. Possui grandes folhas, de até 15 cm, pubescentes e de aparência aveludada, usualmente encontradas na base, de forma oblonga e cordiforme, em tom escuro e com margens crenadas. É muito cultivada, graças à beleza das grandes flores alvas, azuis, vermelhas e maculadas. Suas flores são campanuladas, com grande corola e lobos evidentes. Apresenta floração no verão. (Fontes: Tudo Verde, Dicionário Aurélio Eletrônico e @Les Brasileiras. ) Contexto: Híbridos de Sinningia speciosa, são plantas omamentais muito populares. Foram obtidas formas interessantes, cujas flores nascem mais aprumadas, alargando-se como sinos e apresentando um colorido que vai do branco ao carmim escuro. (Fonte: Plantas para Casa. ) Sinônimos: Glicínia, gloriosa-dos-jardins, cachimbo Termo em inglês: Common gloxinia 23
  24. 24. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arbustos Hortênsia (Hydrangea macrophylla) Herbácea semi-arbustiva da família das Saxifragáceas, originária da China e do Japão, e que nas variedades mais comuns pode ter de 1 a 2 m de altura. As folhas são sempre verdes, de formato oval e de até 12 centímetros. Apresenta grandes flores denteadas, opostas, de forma elíptica, agrupadas em hastes florais. As flores propriamente ditas são estéreis e insignificantes, mas providas de grandes sépalas brancas, azuis, rosadas, clarete ou violeta, mais vistosas porque reunidas em grandes panículas cimosas. Apresentam floração na primavera e no verão. No Brasil, é muito cultivada nas zonas serranas. (Fontes: Tudo Verde, 1001 Plantas e Dicionário Aurélio Eletrônico. ) Em algumas espécies [de hortênsias], certas diferenças na composição do solo modificam a cor das flores, do rosado para o azul ou para o branco (azulado ou rosado). (Fonte: Enciclopédia Barsa. ) Hidrângea, rosa-do-j apão, novelo-da-china Hortense, big-leaved hydrangea 24
  25. 25. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Arvores Ipê-amarelo (Tabebuia chrysotricha) Árvore da família das Bignoniáceas, originária do Brasil e da Colômbia. No Brasil, ocorre desde o Espírito Santo ate' Santa Catarina, na floresta pluvial atlântica. Com ramos novos tomentosos, pode ter ate' 10 metros de altura e de 30 a 40 cm de diâmetro no tronco. Folhas qüinqüe-digitadas, pecíolos de 11-12 cm de comprimento, tomentosos; inflorescência subcapitada no ápice dos ramos de 3-3,5 cm de diâmetro, pedúnculo e pedicelos de 2-2,5 mm de comprimento, brácteas e bactéolas ovais de 1,5 mm de comprimento, pilosas. Cálice 9-10 mm de comprimento, 3-5 denticulados; corola amarela com estrias vermelhas, de 6,5-7 cm de comprimento, lobos crespos, subcampanulada, extemamente glabra, intemamente pubescente na inserção dos estames; estames pubescentes na base; disco cupuliforme; ovário glabro; cápsula atenuada acuminada nos dois lados, densamente vilosa, sementes curtamente aladas. A floração ocorre nos meses de agosto e setembro, geralmente com a planta totalmente despida da folhagem. (Fontes: Dicionário de Plantas Úteis do Brasil, 1001 Plantas e Árvores Brasileiras. ) l. [O ipê-amarelo] e' a árvore nacional brasileira. 2. A casca, a entrecasca e as folhas [do ipê], confomie as espécies, são adstringentes e usadas no tratamento de estomatite e úlceras de origem sifilítica na garganta, assim como na paralisia das pálpebras e algumas outras moléstias dos olhos. (Fonte: Enciclopédia Barsa. ) Ipê-tabaco, ipê-amarelo-cascudo, ipê-do-morro, ipê, aipé, ipê-amarelo- paulista, pau-d'arco-amarelo Termos em inglês: Tecoma, pumpet-tree 25
  26. 26. Área: Sub-área: Termo: Definição: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Vivazes Lírio-amarelo (Hemerocallisflava) Herbácea vivaz da família das Liliáceas, originária da Europa e da Ásia. Apresenta raízes rizomatosas, folhas longas e estreitas de ate' 50 cm e caule ramíñcado com mais de 1 m de altura. Suas flores são terminais, fragrantes e de amarelo-claro ou alaranjado. Cada flor, com segmentos largos como os da açucena, dura apenas um dia e logo que fenece é substituída por outra. Apresenta floração quase o ano inteiro (Fontes: Tudo Verde, 1001 Plantas e Dicionário Aurélio Eletrônico. ) As flores do lírio-amarelo exalam suave perfume semelhante ao da flor de laranjeira. (Fonte: Enciclopédia Mirador Intemacional. ) Hemerocale, lírío-de-são-josé, lírio-do-dia, açucena-amarela, amarílis Lemon day lily 26
  27. 27. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimo: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Árvores Magnólia (Magnolia soulangiana) Árvore da família das Magnoliáceas, originária da América do Norte, que pode alcançar ate' 25 metros de altura. Distingue-se por folhas ovais ou obovais de até 20 em. Apresenta grandes flores eretas e deliciosamente perfumadas, isoladas, campanuladas, brancas por dentro, porém matizadas de carmim na face exterior, que aparecem de julho até o começo de setembro. (Fontes: Floricultura, 1001 Plantas e Dicionário Aurélio Eletrônico. ) Os frutos [da magnólia] são muito decorativos, em forma de cone, cada carpelo com uma a duas sementes vermelhas e pendentes. (Fonte: Enciclopédia Barsa. ) Magnólia-branca Saucer magnolia 27
  28. 28. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimos: Termo em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Árvores Manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis) Árvore pequena da família das Melastomatáceas, originária do Brasil. Atinge até 12 m de altura, geralmente apenas a metade, Apresenta caule reto, ramos numerosos e compridos e raminhos denso-hirsutos revestidos de epiderme pardacenta. Suas folhas são curto-pecioladas, opostas, oblongo-lanceoladas, agudas, de até l0 cm de comprimento e 3 cm de largura, com rígidos interiores, e de 3 a 5 nervadas verde- escuro na página superior. O tronco pode ter de 20 a 30 cm de diâmetro. Sua inflorescência é terminal e axilar, quase sempre solitária, às vezes 2-3-flora, disposta no ápice dos raminhos. Suas flores apresentam cálice 4-bracteado, campanulado, corola ampla de 10 cm de diâmeuo ou mais. São brancas no primeiro dia, brancacento- violáceas no imediato e roxo-escuro nos seguintes. Vegeta principalmente na Serra do Mar, desde o Rio de Janeiro ate' Santa Catarina. (Fontes: Dicionário das Plantas Úteis do Brasil, 1001 Plantas, Á_rv_o_rg§ Brasileiras e Dicionário Aurélio Eletrônico. ) 1. O manacá-da-serra, conhecido como quaresmeira, é uma árvore bastante freqüente e característica da Floresta Atlântica. Sua cor e época de floração estão relacionadas com o nome popular desta planta. (Fonte: Atlas Escolar de Botânica. ) 2. [O manacá-da-serra] é usado pelos homeopatas para combater o reumatismo. (Fonte: Enciclopédia Barsa. ) Cuipeúna, jacatirão, flor-de-maio, flor-da-quaresma, jacatirão-de- capote, jaguatirão, pau-de-flor, manacá-do-mato Glorybush 28
  29. 29. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimos: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Vivazes Margarida (Chrysanthemum leucanthemum) Herbácea vivaz, da família das Compostas, originária da Europa, Cáucaso e Sibéria. À vezes é veludosa, às vezes glabra, Apresenta caules eretos de até 60 cm, folhas de forma variável e de até 12 cm, em geral denteadas, e capítulos terminais que podem ter perto de 10 cm de diâmetro. Cada uma das "pétalas" (lígulas) brancas é, na verdade, uma flor, assim como cada um dos "pontinhos" amarelos dispostos em espiral no centro. A chamada "flor" é uma inflorescência típica das Compostas: o capítulo. Sua floração ocorre quase o ano inteiro. (Fontes: Tudo Verde e 1001 Plantas. ) Uma única margarida, porém, é formada por um grande número de florezinhas situadas no "miolo" e outras tantas nas "pétalas". (Fonte: Enciclopédia Plantas e Flores. ) Margarida-grande, margarida-dos-prados Ox-eye daisy, oxeye daisy, woundwoit 29
  30. 30. Área: Sub-área: Termo: Definição: Contexto: Sinônimo: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Suculentas Onze-horas (Portulaca grandzflora) Herbácea suculenta anual da família das Portulacáceas, originária do Brasil. Seu tamanho máximo é de 20 cm de altura. Apresenta caules castanhos avermelhados, folhas aciculares de uns 2 cm de comprimento, esparsas, de cor verde-acinzentada, superficie glabra ou veludosa. Tende a alastrar-se pelo solo. Suas flores são sedosas de colorido intenso e se abrem quando a subida do sol intensifica a luz, fenecendo no mesmo dia à medida que o sol se põe. Podem ser simples ou dobradas, brancas ou amarelas, rosadas, escarlates, alaranjadas, cor-de-vinho, lílases, solferirias e em vários outros tons de amarelo e vermelho. Sua floração é abundante e contínua na primavera e no verão. (Fontes: Tudo Verde e Dicionário Aurélio Eletrônico. ) A família das Portulacáceas abrange umas 600 espécies, na maioria americanas. Dentre as poucas brasileiras, destaca-se a onze horas, de grande valor omamental. (Fonte: Floricultura. ) Onze-horas brasileira Termos em inglês: Rose moss, common portulaca, sun plant 30
  31. 31. Área: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Sub-área: Epífitas Termo: Orquídea (Laelia crispa) Definição: Epífita grande da família das Orquidáceas, originária do Brasil, também encontrada litoñticamente no vale de Macaé de Cima. Os pseudobulbos são fusiformes, lateralmente comprimidos, verde-claros e lisos quando jovens, ficando amarelo-claros e enrugados com a idade. Têm 30 cm de altura por 5 cm de largura e surgem em intervalos de 2 a 3 cm de um rizoma enrugado, vigoroso, de 1,8 cm de espessura. Uma inflorescência embainhada, apical, racemosa, camosa, de 25 cm é produzida em fevereiro/ março, sustentando de 5 a 9 flores. São brancas, com um labelo convoluto de cor roxa intensa, tingidas com viva coloração branca. As sépalas e as pétalas têm até 8 cm de comprimento, enroladas em um cilindro, mas ondulam-se e alargam-se nos 2 cm do ápice. (Fonte: Orguideas do Alto da Serra, Dicionário Aurélio Eletrônico. ) Contextos: l. Apesar de muito variados, os diversos tipos de monocotiledôneas possuem as mesmas características básicas. Algumas plantas, como por exemplo as orquídeas, são extremamente especializadas na sua estrutura, imitando a forma e a coloração de insetos para assegurar a polinização. (Fonte: O Reino Vegetal. ) 2. As orquídeas são ervas perenes, ou trepadeiras, como a baunilha, e costumam dividir-se em dois grupos: as terrestres, que vivem sobre o solo, e as epífitas, que crescem nos troncos das árvores e outras plantas tropicais. (Fonte: Enciclopédia Barsa. ) Sinônimos: Laélia, rainha-das-orquideas-brasileiras Termo em inglês: Orchid 31
  32. 32. l l , l Arca: Sub-área: Termo: Definição: Contextos: Sinônimo: Termos em inglês: Botânica: Plantas com flores cultivadas no Brasil Plantas de interior Violeta (Sainlpaulia ionanlha) Herbácea da família das Gesneriáceas, originária da Tanzânia, com 15 cm de altura em média. Folhas radicais quase horizontais, de até 6 centímetros, ovaladas, de textura veludosa e cor verde-escura. Flores planas, simples ou dobradas, tipicamente de um azul entre lilás e violeta, mas também em muitos outros tons entre branco e roxo, sem falar nas bicolores e multicores. O lábio superior é dividido em dois lobos muito menores que o inferior, que apresenta três lobos e, no centro, estames amarelo-alaranjados. As flores nascem em cimeiras soltas com hastes de 7 a 10 cm de comprimento. (Fontes: Plantas para Casa, Tudo Verde e 1001 Plantas. ) l. Na violeta, são freqüentes as flores que não se abrem (flores cleistógamas), desprovidas de pétalos e nectários, mas com grãos de pólen fecundantes e óvulos que produzem sementes, embora em número inferior ao das flores que se abrem normalmente (flores casmógamas). (Fonte: Enciclom' dia Barsa. ) 2. Em estado selvagem, as violetas-africanas crescem nas fendas das rochas onde há humo. Nesses lugares sempre há certa sombra, o que nos dá uma idéia das condições preferidas por esse tipo de planta: muita iluminação, mas não luz solar direta, umidade e calor. (Fonte: Plantas para Casa. ) Violeta-africana Violet, African Violet 32
  33. 33. Bibliografia v 1001 Plantas. CD-ROM. São Paulo: Europa, 1997. BIANCHINI, Francesco & PANTANO, Azzurra Carrara. Tudo Verde: Guia das Plantas e Flores. São Paulo: Melhoramentos, 1974. Comptons's Interactive Encyclopedia. CD-ROM da Softkey. s. n.t. CORRÊA, Manuel Pio. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil e das Exóticas Cultivadas. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1984. 6v. DECKER, João S. Flores no Lar. (Criação e Lavoura, 12). São Paulo: Melhoramentos, s. d. DECKER, João S. Floricultura. (Criação e Lavoura, 8). São Paulo: Melhoramentos, s. d. v: MACURA, P. (Comp. ) Elsevier's Dictionary of Botanic (English/ French/ German/ Latin/ Russian). Amsterdã: Elsevier Scientific, 1979. v. l. Plant names - Enciclopédia Barsa. São Paulo: Encyclopaedia Britannica, 1990. 16v. Enciclopédia Flora Brasileira. São Paulo: Três Livros e Fascículos, 1984. Enciclopédia Mirador Intemacional. São Paulo: Melhoramentos, 1990. Enciclopédia Plantas e Flores. São Paulo: Abril Cultural, 1977. 6v. Enciclopédia Universal. São Paulo: Pedagógica Brasileira, 1969. FERRI, Mario Guimarães et a1. Glossário de Termos Botânícos. São Paulo: USP, 1969. Glossário de Termos Botânicos. São Paulo: USP, 1969. HOLANDA FERREIRA, Aurélio Buarque de. Dicionário Aurélio Eletrônico. Versão 1.3. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994. LORENZI, Harri. Árvores Brasileiras. Nova Odessa: Plantarum, 1992. = MILLER, David & WARREN, Richard. Orquídeas do A. lto da Serra da Mata Atlântica Pluvial do Sudeste do Brasil. Rio de Janeiro: Salamandra, 1996. O Reino Vegetal. Série Prisma. São Paulo: USP, 1970. -í OLIVEIRA, Ronaldo Femandes de. Atlas Escolar de Botânica. Rio de Janeiro: Fundação de Assistência ao Estudante, s. d. -í Plantas para Casa. Série Prisma. São Paulo: USP, 1970. TAYLOR, James. Portuggese - English Dictionary. Rio de Janeiro: Record, 1985. TEIXEIRA, Edgar Femandes. Flores Brasileiras. s. n. t. Tropica: Color Cyclopedia of Exotic Plants and Trees. 3.ed. New Jersey: Roehrs, 1986. WILLIS, J. C. A Dictionary of the Flowering Plants & Fems. Cambridge: University of Cambridge, 1973. 33

×