Formação de Professores na Holanda

345 visualizações

Publicada em

Recensão crítica ao texto de Febe Jansen

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação de Professores na Holanda

  1. 1. ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO JEAN PIAGET DE ALMADARReecceennssããoo CCrrííttiiccaaDESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DE PROFESSORES EDESENVOLVIMENTO DA ESCOLAA formação inicial de professores em contexto de ensino nos Países BaixosSobre um texto de Febe JansenUnidade Curricular de Seminário e ProjetoDocente: Maria Helena SalgadoDiscente: Mário Barradasnº 45999Licenciatura em Professores do Ensino Básico – Educação Musical2013
  2. 2. A formação inicial de professores em contexto de ensino nos Países Baixos2Febe JansenMinistra da Cultura, Educação e Ciência dos Países Baixos (vulgo Holanda),docente na Universidade de Utrecht e responsável pelo departamento de educação.Os Países Baixos compreendem a Lei do Ensino Superior e Investigação que,auxiliada por algumas organizações, coloca em prática uma série de procedimentos,para que o professor-estagiário consiga as melhores capacidades para a sua vida ativadocente e, acima de tudo, para que o professor-formador seja perspicaz e eficiente naemancipação ativa do seu discente, atitude que irá ser refletida em todo o seupercurso educacional.A Lei do Ensino Superior e Investigação atribui programas de estudo para umapreparação prática para o exercício profissional, sempre direcionada para a naturezado mentoring & coaching, ou seja, o estágio do estudante é dominado pela orientaçãoe treinamento educacional, sendo que 25% do currículo dos estudantes compreendema prática pedagógica.Para que tudo funcione, torna-se imperativa a existência de uma união entre aescola e os institutos de formação de professores.1. Acordos de parceria entre instituições de formação inicial de professores eescolas: os diferentes papéis desempenhados por cada parceiroPara uma melhor verificação de resultados, entre 2004 e 2006 foramacompanhados 267 conselhos executivos de escolas ligadas à formação deprofessores. Concluiu-se que 85% das escolas participantes e instituições de formaçãode formadores estabeleceram contratos, mantendo os estagiários no local de trabalho.Para a validade futura desses contratos estabeleceram-se acordos, entre os quais: O número de estagiários na escola; Quem avalia os estudantes e quais os critérios de avaliação; A sintonização da teoria com a prática; As atividades de formação.
  3. 3. A formação inicial de professores em contexto de ensino nos Países Baixos3Na formação de professores, o campo didático da disciplina de especializaçãodomina toda a evolução académica.2. Qual é o perfil requerido para que o docente da escola se torne um orientador ouum tutor dos professores-estudantes no contexto da escola e como é que elessão preparados para organizarem esquemas eficazes de mentoring & coaching?O professor-formador (mentor) desempenha tarefas de formação, supervisão,coordenação e de aconselhamento. Ao organizar-se nestes parâmetros, o professor-formador torna altamente eficaz os seus procedimentos, permitindo ao aluno-estagiário ser extremamente eficiente.Aqui, a VELON – Vereniging Lerarenopleiders Nederland, uma organização deformadores de professores nas escolas tem um papel fulcral no auxílio e aplicação daprática docente ao estagiário.3. As relações entre as instituições de formação de professores e as escolas no querespeita ao desenvolvimento profissional dos seus professores e odesenvolvimento organizacional das escolasAs escolas cumprem rigorosos critérios de qualidade na formação dosdocentes. A NVAO - Nederlands-Vlaamse Accreditatieorganisatie, uma organizaçãoholandesa e flamenga de acreditação, assegura a qualidade da formação e dosprojetos de formação levados a cabo na escola.Para auxiliar todo este procedimento de qualidade, existe ainda a Inspeção daEducação, funcionando como um braço ativo do Ministério da Cultura, Educação eCiência dos Países Baixos.Neste país, a liberdade convive com o rigor sem que nenhum seja posto emcausa. Embora haja lacunas, como em qualquer sistema, estas são minimizadas peloelevado, mas não excessivo, controlo na formação de docentes. Só assim se explica osucesso escolar nos Países Baixos, um dos melhores da Europa. Não só em Portugal se
  4. 4. A formação inicial de professores em contexto de ensino nos Países Baixos4deveriam ser tomadas medidas para igualar ou aproximar o nosso sistema aoholandês, como deveria de existir uma inspeção mais rigorosa para não permitir tantaslacunas, pelo menos na Lei de Bases do Sistema Educativo.Bibliografia:Relatório Europeu sobre a Qualidade do Ensino Superior (2000) – Comissão Europeia,Direção Geral da Educação e Cultura;Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia – ConferênciaDesenvolvimento profissional de professores para a qualidade e para a equidade daAprendizagem ao longo da Vida (2007).

×