Dança 10 08

2.243 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
135
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dança 10 08

  1. 1. Dança Elementos Estruturais
  2. 2. Definição: <ul><li>Dança é arte e movimento; aprender arte envolve, além do desenvolvimento das atividades artísticas e estéticas, apreciar o belo,situar a produção artístico-social de todas as épocas nas diversas culturas, estabelecer relações entre trabalhos artísticos individuais e grupais, assimilar e perceber correlações entre o que se faz na escola e o que se faz na sociedade local, regional, nacional e internacional. </li></ul>
  3. 3. Consideramos Dança: <ul><li>Uma expressão representativa de diversos aspectos da vida do homem (Coletivo de Autores, p.82) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Portanto, a Dança na escola permite ao professor conhecer melhor o seu aluno, ou seja,saber suas preferências sobre o que gosta de brincar, de cantar, de ouvir e verificar a influência dela na realidade e nas atitudes da criança. </li></ul>
  5. 5. Em resumo: <ul><li>A dança na Educação Física Escolar tem que estar voltada não só para recreação, ou simplesmente para o treino de habilidades motoras,mas para o equilíbrio psíquico, para a expressão criativa e espontânea, a fim de assegurar aos alunos a possibilidade de reconhecimento e compreensão do universo simbólico. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Na Dança Escolar, devem-se valorizar as possibilidades expressivas de cada aluno; permitir a expressão espontânea e favorecer o surgimento dela, abandonando a formação técnica formal, que pode vir a esvaziar o aspecto verdadeiramente educacional da dança. </li></ul>
  7. 7. Atenção <ul><li>Isso não quer dizer que as técnicas formais não sejam conhecimentos importantes, que sejam dispensáveis;porém, a visão da dança na escola parte do princípio que o aluno deve conhecer o significado que esses fundamentos possuem para sua vida e não a alta qualidade técnica. </li></ul>
  8. 8. Conteúdos de uma aula de Dança Escolar: <ul><li>Ações cotidianas; </li></ul><ul><li>Estados afetivos; </li></ul><ul><li>Sensações corporais; </li></ul><ul><li>Seres e fenômenos da natureza; </li></ul><ul><li>Mundo do trabalho e dos esportes; </li></ul><ul><li>Mundo escolar; </li></ul><ul><li>Problemas sociais. </li></ul>
  9. 9. Aspectos a serem trabalhados em uma aula de Dança: <ul><li>Se faz necessário considerar os aspectos da psicomotricidade: </li></ul><ul><li>Ritmo; </li></ul><ul><li>Espaço; </li></ul><ul><li>Equilíbrio; </li></ul><ul><li>Freio inibitório ou parada brusca; </li></ul><ul><li>Energia (tensão,relaxamento,explosão); </li></ul><ul><li>Lateralidade; </li></ul><ul><li>Corporeidade. </li></ul>
  10. 10. Esquema Corporal
  11. 11. Definição: <ul><li>“ É a representação mental, global, científica e diferenciada que o ser humano possui de seu próprio corpo.Ele se percebe e percebe os seres e as coisas que o cercam, em função de sua pessoa (LE BOULCH,1987). </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Chave de toda a educação e aprendizagem, o esquema corporal corresponde à organização psicomotora global, compreendendo todos os mecanismos e processos nos níveis motores, tônicos, perceptivos, sensoriais e expressivos, processos dos quais e pelos quais o nível afetivo está constantemente investido (Le Boulch apud FERREIRA, 2003,p.26) </li></ul>
  13. 13. Impulsos Primários desenvolvidos na Dança: <ul><li>Sentimento </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Ritmo </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Movimento </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Expressão </li></ul>
  17. 17. O que definimos como Ritmo?
  18. 18. <ul><li>A palavra vem do grego rhytmos e designa aquilo que flui, se move;movimento regulado.É fenômeno da vida e é fundamentado.Para adquirir postura e ajuste do movimento firme e harmonioso, segundo FERREIRA (2003,p.30), necessita-se de coordenação entre contrair e relaxar, que são características do movimento preciso e isto depende do domínio da coordenação neuromuscular, rapidez e percepção espaço-temporal, equilíbrio e força. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Ao se trabalhar ritmo, paralelamente desenvolve-se um conjunto de outras capacidades entre as quais a flexibilidade, a velocidade, a resistência, a coordenação, o equilíbrio, o freio inibitório, a percepção auditiva e visual e a orientação espaço-temporal. </li></ul>
  20. 20. Enfim, <ul><li>Quando se tem uma união harmoniosa de movimento e ritmo que permite combinar a ação de diversos grupos musculares com eficiência, economia de tempo e rapidez de ação, diz-se que estamos coordenados. </li></ul>
  21. 21. Referencial: <ul><li>NANNI, Dionísia. Dança educação: pré-escola à universidade. Rio de Janeiro: Ed. Sprint, 1995. </li></ul>

×