Em nome dos pais

375 visualizações

Publicada em

O livro Em nome dos pais (Richarde Guerra – Priscila Guerra) da Igreja Batista da Lagoinha mostra como o relacionamento com os pais se revela no tratamento que um cônjuge terá com o outro no casamento.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
375
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Em nome dos pais

  1. 1. Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha 1ª Edição: junho/2012 Revisão: Thalita Daher Capa e Diagramação: João Paulo Fortunato
  2. 2. 5 Introdução Certa vez vi um filme italiano muito antigo cha- mado“Parente é serpente”. A história gira em torno da festa de Natal de uma grande família, todos se encontram uma vez por ano para esse congraça- mento. Há certa altura do banquete a matriarca da família pede a fala e diz que seu marido está muito doente e precisa de melhores cuidados, portanto, um dos filhos teria que acolher os dois em casa. Co- meça então uma grande briga entre os filhos para ver quem ficará com os pais, as piores coisas de cada um são expostas e no fim eles chegam a um inusitado acordo:“matar os pais”.
  3. 3. 6 Talvez você tenha se horrorizado com essa histó- ria, mas muitos de nós temos feito o mesmo, legando aos pais um papel cada vez menos importante em nossas vidas. Eles que muitas vezes abdicaram de tantas coisas na vida para nos dar sustento, conforto e educação, não têm o mesmo cuidado por nossa parte quando já estamos em condições para fazê-lo. O namoro e o casamento são importantes para fa- zer esse tipo de análise, pois são momentos em que situações como essa ficam bem evidentes. Muito do que somos veio da convivência com eles. É impor- tante entendermos como cuidamos de nossos pais e como nosso companheiro no namoro cuida de seus pais, pois o nosso tratamento no casamento será mui- to parecido. Neste livro buscamos, singelamente, apontar ca- minhos para que essa relação pais-namoro-casamen- to seja harmônica, abençoada e vitoriosa. Boa Leitura!
  4. 4. 7 A família em que fui criado pode influenciar no meu namoro e casamento? Certamente sua família terá um papel impor- tante no seu namoro e irá se desdobrar em seu casamento. Seus hábitos foram estabelecidos dentro de sua casa. Seus valores foram constru- ídos ali. É o que chamamos de herança familiar. Muitos dos nossos trejeitos são reflexos do meio em que crescemos, isso também afeta, muitas ve- zes, nossos valores e prioridades. Quando come- çamos a namorar, encontramos alguém com quem vivemos intensamente assim como com nossos pais e
  5. 5. 8 irmãos,masquetrazumaherançaprópriadoshábitos construídos em sua família. Imagine,porexemplo,quevocêveiodeumafamí- lia grande e barulhenta e sua namorada veio de uma família pequena e introvertida. Imagine que o am- biente da casa de seu namorado era de muita briga e tumulto e o seu de paz e serenidade. No lar de sua na- morada as pessoas tinham o hábito de se intrometer na vida do outro e na sua todos são muito discretos. É claro que esta bagagem fará diferença e será levada paraavidaadois.Operíododenamoroéumprecioso momento para fazermos um diagnóstico preciso de tudooquetemosvividoecomonossafamíliainfluen- ciou o nosso jeito de viver e ver as coisas. Muitas vezes me perguntam qual o problema de namorar alguém que não é cristão, que não tem uma vida com Deus, não frequenta os cultos. Eu respondi que certamente o maior problema não é a pessoa, mas o sogro que você vai ganhar. “Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do dia- bo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porqueasuasementepermanecenele;enão
  6. 6. 9 pode pecar, porque é nascido de Deus. Nisto são ma- nifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qual- quer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.” (1 João 3.8-10) Essa pessoa certamente terá outras progra- mações diferentes, gostos diferentes e formas de namorar incompatíveis com os princípios da Palavra de Deus. Certamente você vai desagradar alguém com esse tipo de relacionamento (a Deus ou ao seu companheiro). Da mesma forma duas pessoas que são remidas e lavadas pelo sangue de Jesus podem ter sido criadas de formas muito distintas e desta maneira terem valores diferen- tes e opiniões diferentes sobre as coisas. Essa diversidade normalmente vem com cho- ques de valores, mas também é uma oportuni- dade riquíssima para crescerem enquanto casal. Para tanto, deve haver disposição mútua de abra- çar novos hábitos positivos e abandonar os ruins. É importante que você entenda que o na- moro e o casamento apontam para a criação de UMA NOVA FAMÍLIA, ou seja, você não precisa repetir os erros do passado ou aplicar em sua ro- tina com essa nova pessoa os mesmos vícios de
  7. 7. 10 comportamento que eram tão ruins em sua casa. Construam essa nova casa com as melhores ma- térias primas de suas famílias.
  8. 8. 11 É importante ter a bênção dos pais para namorar? É muito popular ouvirmos piadas e ditados grosseiros sobre eles. Em outras culturas não é bem assim, em inglês sogra é“Mother in Law”, que signi- fica mãe na lei. De fato, uma boa relação com os so- gros nos permite ganhar uma nova mãe e um novo pai. No bom relacionamento e valorização dessas pessoas está uma das mais importantes chaves para
  9. 9. 12 o sucesso de uma relação que está só começando, o namoro. Outracoisaqueincomodaevaicontraospreceitos das Sagradas Escrituras é começar um relacionamen- to de namoro sem pedir essa bênção. É inacreditável que ainda existam rapazes crentes que só conhecem o pai da namorada em situações do dia a dia (um ani- versário, no culto ou um casamento), isso é uma falta de respeito a ele e um péssimo testemunho. ABíbliamostraqueossogrossãopessoasdeauto- ridade sobre a vida de seu namorado ou sua namora- da, e dignos de honra e respeito:“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.”(Êxodo 20.12) “Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, por- que isto é agradável ao Senhor.”(Colossenses 3.20) Por mais que às vezes sejam super protetores, lhe vejam com desconfiança; você deve buscar sempre ter paciência e amá-los, dando assim um bom testemunho e ganhando aos poucos a con- fiança deles. É um terrível equívoco se colocar em confronto e pressionar o (a) namorado (a) a tomar partido em qualquer questão em que você esteja em divergência com seus sogros, nunca submeta o
  10. 10. 13 seu companheiro ou companheira a tal escolha, é cruel e antibíblico. Certos namorados acham legal “bater de frente” com seus sogros para marcar ter- ritório, que triste caminho é o da inconveniência... Não seja como Pedro, inconveniente, a passagem da cura da sua sogra mostra que ele levou Jesus e os discípulos à casa dela estando ela doente: “E Jesus, entrando em casa de Pedro, viu a sogra deste acama- da, e com febre.” (Mateus 8.14) Tanto que logo que foi curada teve que se levantar e servir aquele monte de visitas. Seussogrostêmmuitoaofereceraoseurelaciona- mento, a experiência de vida deles e bons conselhos sempre serão bem-vindos. Veja como Jetro foi útil a Moisés quando o aconselhou sobre a organização do povo de Israel no deserto. “E aconteceu que, no outro dia, Moisés assentou- -separajulgaropovo;eopovoestavaempédiantede Moisés desde a manhã até à tarde. Vendo, pois, o so- gro de Moisés tudo o que ele fazia ao povo, disse: Que é isto, que tu fazes ao povo? Por que te assentas só, e todo o povo está em pé diante de ti, desde a manhã até à tarde? Então disse Moisés a seu sogro: É porque este povo vem a mim, para consultar a Deus; quando
  11. 11. 14 tem algum negócio vem a mim, para que eu julgue entre um e outro e lhes declare os estatutos de Deus e as suas leis. O sogro de Moisés, porém, lhe disse: Não é bom o que fazes. Totalmente desfalecerás, assim tu como este povo que está contigo; porque este negó- cio é mui difícil para ti; tu só não o podes fazer. Ouve agora minha voz, eu te aconselharei, e Deus será contigo. Sê tu pelo povo diante de Deus, e leva tu as causas a Deus; E declara-lhes os estatutos e as leis, e faze-lhes saber o caminho em que devem andar, e a obra que devem fazer. E tu dentre todo o povo procura homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que odeiem a avareza; e põe-nos sobre eles por maiorais de mil, maiorais de cem, maiorais de cinquenta, e maiorais de dez; para que julguem este povo em todo o tempo; e seja que todo o negócio grave tragam a ti, mas todo o negócio pequeno eles o julguem; assim a ti mesmo te aliviarás da carga, e eles a levarão contigo. Se isto fizeres, e Deus to mandar, poderás então subsistir; assim também todo este povo em paz irá ao seu lugar. E Moisés deu ouvidos à voz de seu sogro, e fez tudo quanto tinha dito.”(Êxodo 18.13-24)
  12. 12. 15 Outro texto do velho testamento mostra como é importante ter a bênção de um pai para qualquer as- sunto. É a história de Esaú e Jacó, o primeiro perdeu a bênçãoprópriadadaaosprimogênitosparaseuirmão em um jogo envolvendo trapaça e barganha. Quan- do percebeu a armação e a bobagem que havia feito ficou desesperado e implorou ao pai uma segunda bênção, porém a bênção que já havia sido dada a Jacó era intransferível. Sobrou para Esaú as bênçãos mais difíceis.Porisso,vejaoquantoéimportanteaproveitar essa relação da melhor forma possível. “E aconteceu que, acabando Isaque de abençoar a Jacó, apenas Jacó acabava de sair da presença de Isa- que seu pai, veio Esaú, seu irmão, da sua caça; efeztambémeleumguisadosaboroso,etrouxe-o aseupai;edisseaseupai:Levanta-te,meupai,ecome da caça de teu filho, para que me abençoe a tua alma. E disse-lhe Isaque seu pai: Quem és tu? E ele dis- se: Eu sou teu filho, o teu primogênito Esaú. Então estremeceu Isaque de um estremecimento muito grande, e disse: Quem, pois, é aquele que apanhou a caça, e ma trouxe? E comi de tudo, antes que tu viesses, e abençoei-o, e ele será bendito. Esaú, ou- vindo as palavras de seu pai, bradou com grande
  13. 13. 16 e mui amargo brado, e disse a seu pai: Abençoa-me também a mim, meu pai. E ele disse:Veio teu irmão com sutileza, e tomou a tua bênção. Então disse ele: Não é o seu nome justamente Jacó, tanto que já duas vezes me enganou? A minha primogeniturametomou,eeisqueagorametomoua minhabênção.Eperguntou:Nãoreservaste,pois,para mim nenhuma bênção? Então respondeu Isaque a Esaú dizendo: Eis que o tenho posto por senhor sobre ti, e todos os seus ir- mãos lhe tenho dado por servos; e de trigo e de mos- to o tenho fortalecido; que te farei, pois, agora, meu filho? E disse Esaú a seu pai:Tens uma só bênção, meu pai?Abençoa-metambémamim,meupai.Elevantou Esaú a sua voz, e chorou. Então respondeu Isaque, seu pai, e disse-lhe: Eis que a tua habitação será nas gor- duras da terra e no orvalho dos altos céus. E pela tua espada viverás, e ao teu irmão servirás. Acontecerá, porém, que quando te assenhoreares, então sacudirás o seu jugo do teu pescoço.”(Gênesis 27.30-40)
  14. 14. 17 O que fazer quando o pai diz NÃO para o namoro? A Bíblia fala claramente que é melhor obedecer do que sacrificar: “Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o aten- der melhor é do que a gordura de carneiros.” (1 Sa- muel 15.22)
  15. 15. 18 Por mais que você tenha o forte sentimento que esse namoro é de Deus e que seu pai está sendo re- vanchista e injusto, obedeça. Entregue nas mãos do Senhor o seu questionamento, jamais namore escon- dido. Lembre-se: Se um dia o namoro terminar você poderá contar sempre com seu pai e obedecendo-o você estará protegido pela decisão dele. Deus fala não para os seus filhos em muitos mo- mentos da vida, quando ele faz isso Ele está querendo dizer:“Calma, espere, obedeça, há algo muito melhor afrentequeEuestoupreparandoparavocê,sehouver precipitação tudo estará perdido.” Lembre-se também que seus pais são mais expe- rientes que você e que querem o melhor para você (e o bom é o maior inimigo do ótimo). “E se meu pai não é evangélico, ainda assim é importante ter a bênção dele?” “Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa.”(Efésios 6.2) O fato de seus pais não serem evangélicos não tira deles a autoridade que têm sobre você. A Bíblia deixa isso claro ao especificar que tipo de pai ou mãe tem que ser honrados, TODOS, portanto, são dignos de honra e respeito e devem ser procurados
  16. 16. 19 para abençoar o namoro. Talvez ele nem saiba o sig- nificado dessa ação, é hora de o rapaz explicar o valor que terá para ele a bênção de seu sogro e será uma ótima oportunidade de dar um bom testemunho e evangelizá-lo.
  17. 17. 20
  18. 18. 21 Como identificar quando os pais se tornam intrusos na relação? Segundo Henry Could e John Tousend no livro “Limites”, existem certos intrusos que invadem o nos- so relacionamento de uma maneira sutil e perigosa, toma nosso precioso tempo de namoro ou casamen- to, gera crises e promove o distanciamento, físico ou emocional, do casal. O namoro precisa de constante atenção por parte do casal. Não podemos contar com a paixão inicial para sustentar o restante de nosso re- lacionamento, a paixão tem prazo de validade. Assim como o banco busca vários dispositivos de segurança
  19. 19. 22 para guardar dinheiro e pedras preciosas, nós temos que proteger a essência de nosso relacionamento: o amor. Por isso é necessário criar um limite entre a re- lação e o mundo exterior para preservar o que temos construído a dois. O mundo exterior influi de forma decisiva na dinâmica do namoro: pressões, tentações e até mesmo oportunidades legitimamente boas. Eis alguns“intrusos do relacionamento”: -Trabalho - Parentes - Passatempos e interesse -TV - Igreja - Internet - Dinheiro - Amigos -Vícios - Passado Amaioria,emsi,nãotemnadademal.Noentanto, quando se interpõe no amor do casal, pode se tornar destrutivo. A força de um relacionamento é direta- mente proporcional ao esforço de protegê-lo. Ou seja, para que algo tenha valor é necessário investimento (Mateus 13.45-46).
  20. 20. 23 TRIANGULAÇÃO: quando uma das partes do casal traz um terceiro elemento para o relacionamento. Por exemplo:umamulherrecorreàmãeporcausadealgo que deveria tratar diretamente com o seu namorado ou esposo. O homem confidencia a seu pai que não é compreendido pela namorada ou esposa. Isso não é apenaslastimável,éextremamenteinjusto,éocontrá- rio de comunhão, foge dos propósitos de Deus. A fofoca é outra forma diabólica de triangulação. Abandonar esses fatores é proteger o casamento, quem diz sim para todos os intrusos, diz não para o relacionamento. Entenda, porém, que não queremos incentivar que se isolem enquanto casal e não se re- lacionem com as outras pessoas. Temos que valori- zar as outras formas de vida fora do relacionamento. O namoro não é autossuficiente, o que está errado é isso, substituir o namorado e a namorada. Todo bom relacionamento precisa de ajuda externa, mas seja cri- terioso ao buscá-la. Em geral, o problema não está no pai ou na mãe intruso. O intruso é um sintoma ou consequência de algo que está errado no relacionamento. Às vezes é algo que está faltando que buscamos suprir fora ou um desvio de caráter. Precisamos investigar a raiz do
  21. 21. 24 problema e aniquilá-la. Investigue se há intrusos em seu namoro ou casamento e caso haja, lute para que eles não permaneçam ali.
  22. 22. 25 Seja uma bênção para aqueles que sempre te abençoam! Queremos fechar esta mensagem incentivando- -o a ser uma bênção para seus pais e sogros. Seu namoro, suas atitudes, sua forma de agir são o mais poderoso testemunho que você pode dar de Jesus a eles.
  23. 23. 26 Busque ouvi-los, amá-los, respeitá-los, dar a eles a devida honra e autoridade. Evite confronto, provoca- ções desnecessárias e atitudes que possam gerar ini- mizade ou colocar o seu companheiro em constran- gimento. É importante que você os admire e que eles tam- bém o admirem. Um pai quer ver no genro um ho- mem digno e responsável, não um moleque. Se você tem enfrentado lutas com seus sogros ou seus pais por causa de seu namoro ou casamen- to, vá aos pés do Senhor, em casa a pregação é feita com joelhos e não com palavras, com testemunho e não com pressão. Ore para Deus pedindo sabedoria e estratégias eficazes para alcançar graça diante deles. Para que você corrija o que possa tê-los magoado. Humilhe-se, peça perdão, busque o conserto. Lembre-se da última profecia do Antigo Testa- mento:“Lembrai-vos da lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe para todo o Israel, a saber, es- tatutos e juízos. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o cora- çãodosfilhosaseuspais;paraqueeunãovenha,efira a terra com maldição.”(Malaquias 4.4-6)
  24. 24. 27 Essa profecia mostra de forma inequívoca que um dosefeitosdavindadeCristoéconverterocoraçãode pais aos filhos e dos filhos aos pais. O sonho de Deus é que tenhamos famílias unidas Nele. Seus pais te abençoaram com a vida, você deve abençoá-los dedicando sua vida a eles também. Seus sogrossãoseusnovospaisesãomerecedoresdames- ma dedicação. Nunca deixe de orar para eles, com eles e por eles.
  25. 25. 28
  26. 26. 29 Ministério dos Namorados É um projeto da Igreja Batista da Lagoinha que atua, há quinze anos, em parceria com a Mocidade e com a Rede da Família. Esse é um ministério pioneiro na comunidade evangélica, sendo referência em todo o Brasil e no mundo. O trabalho do ministério consiste no acompanhamento de casais de namorados e noi- vos auxiliando-lhes a desenvolver um relacionamen- to saudável em todas as áreas (espiritual, emocional e física). Contamos até hoje com mais de 1.000 casais acompanhados e atualmente uma equipe de 60 con- selheiros. O ministério também promove eventos como; acampamentos, festas, caminhadas ecológi- cas, festivais, almoços e jantares, além dos bate-papos mensais. Acompanhamos Células específicas para esse público e também um espaço na internet: o blog NamoradosOnline(www.namoradosonline.blogspot. com)commaisde5milacessospormêsereprodução de nossos textos em outros, sendo estes não apenas de todo Brasil, mas também de países como: Estados Unidos, Portugal, Japão, Espanha, Canadá, Bélgica, Reino Unido, Indonésia, Alemanha, Argentina, Suíça, Austrália, Cuba, dentre outros. Ore sempre por esse projeto.
  27. 27. 30
  28. 28. 31 Contatos: Casa da Mocidade Lagoinha - Rua Pitangui, 405, (2° andar), São Cristóvão – BH/MG. (31) 3478-6500 - Pr. Richarde Guerra e Priscila Guerra – (31) 8489-3057. richarde.guerra@lagoinha.com
  29. 29. 32
  30. 30. 33 JESUS TE AMA E QUER VOCÊ! 1º PASSO: Deus o ama e tem um plano maravilhosoparasuavida. “PorqueDeusamou omundodetalmaneiraquedeuoseu Filhounigê- nito,paraquetodooquenelecrênãopereça,mas tenhaavidaeterna.“(Jo3.16.)
  31. 31. 34 2º PASSO: O Homem é pecador e está separado de Deus. “Pois todos pecaram e ca- recem da glória de Deus.“ (Rm 3.23b.) 3º PASSO: Jesus é a resposta de Deus, para o conflito do homem. “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.“ (Jo 14.6.) 4º PASSO: É preciso receber a Jesus em nosso coração. “Mas, a todos quantos o rece- beram, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.“ (Jo 1.12a.) “Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus oressuscitoudentreosmortos,serásalvo.Porque com o coração se crê para justiça e com a boca seconfessaarespeitodasalvação.”(Rm10.9-10.) 5º PASSO: Você gostaria de receber a Cristo em seu coração? Faça essa oração de decisão em voz alta: “Senhor Jesus eu pre-
  32. 32. 35 ciso de Ti, confesso-te o meu pecado de estar longe dos teus caminhos. Abro a porta do meu coração e te recebo como meu único Salvador e Senhor. Te agradeço porque me aceita assim como eu sou e perdoa o meu pecado. Eu desejo estar sempre dentro dos teus planos para mi- nha vida, amém”. 6º PASSO: Procure uma igreja evangé- lica próxima à sua casa. Nós estamos reunidos na Igreja Batista da Lagoinha, à rua Manoel Macedo, 360, bairro São Cristóvão, Belo Horizonte, MG. Nossa igreja está pronta para lhe acom- panhar neste momento tão importante da sua vida. Nossos principais cultos são realizados aos domingos, nos horários de 10h, 15h e 18h horas. Ficaremos felizes com sua visita!
  33. 33. 36 Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha Gerência de Comunicação Rua Manoel Macedo, 360 - São Cristóvão CEP: 31110-440 - Belo Horizonte - MG www.lagoinha.com Twitter: @Lagoinha_com

×