Modelo de Jogo - Olaria Atlético Clube - Sub-11 - 2015

1.921 visualizações

Publicada em

Apresentação da Palestra sobre o Modelo de Jogo do Olaria Atlético Clube, Categoria: Sub-11, no ano de 2015.

Publicada em: Esportes
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.921
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo de Jogo - Olaria Atlético Clube - Sub-11 - 2015

  1. 1. OLARIA ATLÉTICO CLUBE MODELO DE JOGO FUTEBOL SUB-11 2015 1
  2. 2. Prof. Marcus Vinícius (Marquinhos) 2 Data de Nascimento: 02/05/1982 Nacionalidade: Brasileira – Rio de Janeiro – RJ Cargo Atual: Treinador Sub-11 – Olaria Atlético Clube - Brasil - RJ
  3. 3. A EQUIPE Para que nossa Equipe tenha sucesso, é necessário que ela tenha uma “Ideia de Jogo”, para que esta ideia tenha sucesso devemos estar muito bem: Individualmente, Grupalmente, Setorialmente, Inter-Setorialmente e Coletivamente. 3
  4. 4. Individualmente 4
  5. 5. Grupalmente 5
  6. 6. Setorialmente 6
  7. 7. Inter-Setorialmente 7
  8. 8. Coletivamente 8
  9. 9. SISTEMA DE JOGO 1-4-2-3-1 9
  10. 10. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA É O MOMENTO EM QUE A EQUIPE ASSUME QUANDO TEM A POSSE DE BOLA E TEM COMO OBJETIVO PREPARAR E CRIAR SITUAÇÕES OFENSIVAS PARA MARCAR O GOL. 10
  11. 11. MACRO PRINCÍPIO “Posse e Circulação da Bola, colocando a equipe em “Campo Grande”. Objetividade na circulação da bola, desequilibrando a defesa adversária de preferência pelas laterais.” 11
  12. 12. Na 1ª Fase de Construção, os Laterais adotam uma postura mais ofensiva subindo para a linha dos “Médios Defensivos”. 12
  13. 13. A ligação entre a 1ª Fase de Construção e a 2ª Fase de Construção é feita, preferencialmente, em posse de bola com jogo feito pelos “Médios Defensivos” (Volantes), que têm a função de lateralizar o jogo. 13
  14. 14. Em situações de linha de fundo, o Médio Ofensivo (Meia) é responsável por estar na zona da marca de pênalti, o Extremo (Meia) do lado oposto ataca o 2º poste e o Centro Avante (Atacante) ataca o 1º poste. 14
  15. 15. TRANSIÇÃO DEFENSIVA É O MOMENTO E OS SEGUNDOS QUE SUCEDEM A PERDA DA BOLA POR PARTE DA NOSSA EQUIPE 15
  16. 16. MACRO PRINCÍPIO “Pressão imediata aos adversários logo após a perda da posse da bola.” 16
  17. 17. Adaptação dos restantes jogadores da equipe ao posicionamento do adversário. 17
  18. 18. ORGANIZAÇÃO DEFENSIVA É O COMPORTAMENTO DA EQUIPE QUANDO NÃO POSSUI A POSSE DE BOLA, COM O OBJETIVO DE SE ORGANIZAR E IMPEDIR QUE A EQUIPE ADVERSÁRIA MARQUE O GOL 18
  19. 19. MACRO PRINCÍPIO DEFESA POR ZONA, COM OS JOGADORES FORMANDO UM BLOCO DEFENSIVO COMPACTO E BEM ORGANIZADO (SE MOVIMENTANDO DE ACORDO COM O LADO DA BOLA) , COM OS CORREDORES LATERAIS DEFINIDOS COMO ZONA DE PRESSÃO. 19
  20. 20. 20
  21. 21. 21
  22. 22. 22
  23. 23. 23
  24. 24. 24
  25. 25. 25
  26. 26. Na 1ª Fase de Pressão (1º Momento) os Laterais adversários são da responsabilidade dos Extremos, ficando o Atacante encarregado dos Zagueiros. Este marca o Zagueiro do lado da bola, sendo que se houver uma variação do sentido do jogo para o outro Zgueiro, a responsabilidade da sua marcação é do Médio Ofensivo. 26
  27. 27. O jogo da equipe adversária deve ser direcionado para os corredores laterais, onde são definidas as zonas pressionantes. O Atacante deve cortar a linha de passe entre os Zagueiros para obrigar o passe para o corredor lateral. 27
  28. 28. TRANSIÇÃO OFENSIVA É O MOMENTO E OS SEGUNDOS QUE SUCEDEM A RECUPERAÇÃO DA POSSE DE BOLA DA NOSSA EQUIPE, ASSIM COMO NA TRANSIÇÃO OFENSIVA, AS EQUIPES ESTARÃO MOMENTANEAMENTE DESORGANIZADAS E IRÃO TENTAR TIRAR PROVEITO DISSO. 28
  29. 29. MACRO PRINCÍPIO “Procurar rapidamente o espaço livre nas costas da linha defensiva adversária (espaço entre o Zagueiro Central e o Lateral).” 29
  30. 30. Se a transição rápida mencionada anteriormente não for conseguida, há preocupação em realizar um passe de segurança que permita a manutenção da posse da bola e entrar em Organização Ofensiva. 30
  31. 31. AMPLITUDE & PROFUNDIDADE 31
  32. 32. “CAMPO GRANDE” SEMPRE TER DOIS JOGADORES EM “AMPLITUDE” MÁXIMA DO CAMPO (LATERAIS OU MEIAS) E PELO MENOS UM DANDO “PROFUNDIDADE” MÁXIMA A EQUIPE (ATACANTES OU MEIAS) 32
  33. 33. Laterais realizando a amplitude máxima 33
  34. 34. Laterais e os Extremos (Meias), nunca ficam na mesma linha 34
  35. 35. • Referências: Mendonça,P. O Modelo de Jogo do FC Bayern de Munique: Operacionalização desta forma de jogar segundo a Periodização Tática. E-Book Amazon. 2013 MENDONÇA, Pedro. TacticalPedia: O QUE É A PERIODIZAÇÃO TÁTICA?. Disponível em: <http://www.tacticalpedia.com/?p=2958>. Acesso em: 19 maio 2015. MENDONÇA, Pedro. Modelo de Jogo de Marco Silva e sua Operacionalização. 2013. Baseado no relatório de estágio de Pereira,G. (2013). Estoril 2011/2012 www.tacticzone.com 35
  36. 36. FIM 36

×