20120328 roteiro leituralivros

449 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

20120328 roteiro leituralivros

  1. 1. ELEMENTOS DO RELATÓRIO DE LEITURACONSIDERAÇÕES INICIAIS Um relatório de leitura, muito mais do que um trabalho que vale nota, é um exercício defichamento básico e construção de uma memória de leitura que poderá ser muito útil futuramente.Quantas vezes precisamos voltar a um livro já lido e retomá-lo totalmente simplesmente porque nãoregistramos nossas impressões logo na primeira leitura? Há, também, a implicação da importância da leitura e de seu registro para o aprimoramentode nossas competências como leitores e redatores, pois quem lê e escreve mais, lê e escreve melhor.Nunca é tarde demais para construirmos novas e melhores competências, portanto, o roteiro deleitura será uma atividade muito interessante e prática, além de bem avaliada.REGRAS GERAIS DA ATIVIDADE  Você lerá pelo menos um livro por bimestre e escolherá um deles para ser base de seu roteiro de leitura.  O roteiro de leitura deverá ser entregue virtualmente, nas normas de trabalho definidas e no prazo acordado. Não serão aceitas entregas posteriores (exceto em casos de faltas amparadas pelo regimento do UNICURITIBA).  Não serão admitidos plágios ou adaptações de textos já publicados em qualquer meio. A ocorrência implicará atribuição de nota zero a esta e quaisquer outras atividades realizadas exceto pela prova bimestral.ELEMENTOS OBRIGATÓRIOS DO ROTEIRO Cada roteiro de leitura deverá conter, no mínimo, os seguintes itens: 1. capa do trabalho, na qual constarão o nome da faculdade, curso, disciplina e nome do aluno (parte superior da folha, em negrito e caixa alta); título do roteiro de leitura (centralizado, em negrito e caixa alta); nota de grau (no espaço específico); data (ao pé da página, centralizada, em caixa alta) – vide modelo na página 3. 2. Três itens assim numerados e definidos: 1. REFERENCIAÇÃO DA OBRA (em que você simplesmente apresentará a referência bibliográfica completa da obra lida). 2. BREVE SÍNTESE DA OBRA (em que você abordará, no máximo em 10 [dez] linhas, o assunto geral do livro. Não é resumo da história.). 3. PONTOS MAIS MARCANTES DA OBRA (é a parte mais importante do roteiro, em que você apresentará aquilo que mais o/a fez refletir durante a leitura: pontos que podem se relacionar com a profissão que escolheu, com sua própria vida, com sua compreensão do mundo etc. É a parte mais livre de criação, mas a que será levada mais em conta na leitura. Novamente: também não é resumo da história, mas um posicionamento pessoal diante da obra lida.).DA CORREÇÃO E DA FORMA DO ROTEIRO O roteiro de leitura será corrigido por sua informatividade e, especialmente, pela qualidade dotexto que você produzir para ele. Serão descontados erros de grafia, pontuação, regência ouconcordância num limite máximo de quarenta por cento do valor do roteiro. Poderá ficar sem nota o roteiro considerado não informativo ou que traga outras formas deinsuficiência, especialmente nos itens dois e três. Formalmente, o roteiro deverá seguir as seguintes indicações:  CAPA: conforme explicitado e dado no exemplo da página 3, com fonte Arial 12 (Arial 10 na nota de grau).  PARTE INTERNA:
  2. 2. o Folha: A4.  Margens: 3cm (superior e esquerda) e 2cm (inferior e direita).o Fonte: Arial 12.o Espaçamento entre linhas: 1,5 linha.o Numeração em todas as páginas, exceto na capa – canto superior direito da folha.o Tamanho máximo: três páginas, contando a capa.
  3. 3. CENTRO UNIVERSITÁRIO CURITIBA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DISCIPLINA DE <NOME DA DISCIPLINA> <SEU NOME>ROTEIRO DE LEITURA DO LIVRO <NOME DA OBRA LIDA>, de <NOME DO AUTOR>. Trabalho apresentado ao professor Marcus Vinicius Santos Kucharski como quesito avaliativo parcial. CURITIBA 2012
  4. 4. 1. REFERENCIAÇÃO DA OBRAARAÚJO, Inês L. Do signo ao discurso : Introdução à filosofia da linguagem.São Paulo: Parábola Editorial, 2004.2. BREVE SÍNTESE DA OBRA O livro de Inês Araújo faz um apanhado geral da história da filosofia dalinguagem, desde os primeiros esforços em definir o que seriam linguagem, língua efala, passando pelas principais escolas de estudo linguístico e levando até oentendimento pragmático da noção de discurso (Foucault) e da teoria da açãocomunicativa (Habermas). A obra está dividida em cinco capítulos principais, etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.3. PONTOS MAIS MARCANTES DA OBRA Para um estudioso da linguagem, é sempre interessante estudar um livro queretome, com novos pontos de vista, aquilo que mais nos interessa. No caso do livrode Inês Araújo, sua abordagem da história da filosofia da linguagem, especialmentedo surgimento da pragmática para a análise do discurso, é muito elucidativa. Apenas reforçar nossa compreensão de que a língua (e a comunicação comoum todo) não é uma entidade “inocente”, e que está ligada à materialização deideologias (ainda que não da forma materialista-dialética tradicional, de expressãodas tensões entre classes sociais) já teria valido a leitura da obra, mas ainda haveriaum capítulo de maior significância a nossa leitura: o cap. V: Referência e Discurso: oPapel da Pragmática. No citado capítulo, a autora etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.vv etc. etc. etc. etc. etc. etc.
  5. 5. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.v etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.

×