Prevenção e Combate a Incêndio - Norma Regulamentadora nº 23

35.308 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides utilizada na defesa do trabalho sobre a NR-23, apresentada no dia 19/12/13,
na disciplina de Higiene e Segurança do Trabalho do Curso Técnico de Informática - Integrado (TURMA 603), do Instituto Federal do Maranhão.

Pesquisa desenvolvida por:
Fernanda Gabriella, João Marcello, Karla Caroline, Marcus Nogueira, Matheus Nobre, Stênio Moraes.

Publicada em: Educação
3 comentários
25 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
35.308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.798
Comentários
3
Gostaram
25
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prevenção e Combate a Incêndio - Norma Regulamentadora nº 23

  1. 1. Um incêndio é uma ocorrência de fogo não controlado. Os acidentes envolvendo fogo são potencialmente muito perigosos e todos devem tentar preveni-los e estar preparados para enfrentá-los.
  2. 2. Estabelece as medidas de proteção contra incêndio que devem dispor os locais de trabalho, visando à prevenção da saúde e da integridade física dos trabalhadores. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, é o artigo 200 inciso IV da CLT.
  3. 3. Todos os locais de trabalho deverão possuir: a) proteção contra incêndio; b) saídas suficientes para a rápida retirada do pessoal em serviço, em caso de incêndio; c) equipamento suficiente para combater o fogo em seu início; d) pessoas adestradas no uso correto desses equipamentos.
  4. 4. Série de providências e que visa evitar o aparecimento de um princípio de incêndio, ou pelo menos limitar a propagação do fogo caso ele surja. Os locais de trabalho deverão dispor de saídas, em número suficiente e dispostas de modo que aqueles que se encontrem nesses locais possam abandoná-los com rapidez e segurança, em caso de emergência.
  5. 5. As aberturas, saídas e vias de passagem devem ser claramente assinaladas por meio de placas ou sinais luminosos, indicando a direção da saída.
  6. 6. 23.7.1
  7. 7. 23.8.1 Objetivos      Aprender o significado do sinal de alarme; Que a evacuação do local se faça em boa ordem; Evitar qualquer pânico; Atribuir tarefas e responsabilidades específicas aos empregados; Verificar o alcance do som da sirene.
  8. 8. 23.9.1 e 23.9.2 São materiais de fácil combustão Líquidos inflamáveis, graxas e gases combustíveis. Não deixam resíduos e queimam apenas na superfície exposta. Ocorrem em equipamentos elétricos energizados. Elementos pirofóricos como magnésio, zircônio e titânio.
  9. 9. 23.9.1 e 23.9.2 Material radioativo Classificação do fogo em óleo e gordura em cozinhas.
  10. 10. 23.11 Só devem ser utilizados extintores de incêndio que obedeçam às normas brasileiras ou regulamentos técnicos do INMETRO.
  11. 11. Resfria o material. O vapor abafa as chamas e evita o contato com o ar. ÁGUA-10 L É o mais eficiente para incêndios do tipo A, já que penetra no material e consegue evitar que o fogo recomece. Não pode ser usado para as classes B e C É indicado para incêndios de classe A (madeira, papel, tecido, materiais sólidos em geral)
  12. 12. Remove o oxigênio dos focos de incêndio. Em menor grau, ajuda a resfriar. CO2 06 Kg Funciona para o tipo A e é ideal para as classes B e C(equipamento eletrico energizado). Não reage com a eletricidade e não deixa resíduos no local O gás se dispersa com muita facilidade.
  13. 13. Usa substâncias como o bicarbonato de sódio para resfriar e abafar o fogo. PQS PÓ QUÍMICO SECO Pode ser usado nas classes A, B e C. O pó não se dispersa, como o CO2. Penetra no material e impede que o fogo volte. O jato de pó deixa grande quantidade de resquícios. 4 Kgs
  14. 14. Usa substâncias como o cloreto de sódio para abafar fogo em metais inflamáveis São os únicos capazes de apagar incêndios da classe D. Criam uma crosta sobre o metal flamejante e evitam seu contato com o oxigênio Deixa um rastro enorme de resíduos.
  15. 15. • Em fogo de classe C (material elétrico energizado), porque a água é boa condutora de eletricidade, podendo aumentar o incêndio. • Em produtos químicos, tais como pó de alumínio, magnésio, carbonato de potássio, pois com a água reagem de forma violenta.

×