Palavra jovem n 11

373 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
165
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palavra jovem n 11

  1. 1. PALAVRAJOVEMN° 11 - 19/03/2013RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, MarcosLima, Pedro Henrique, Jefferson Alves, Alcivan,Samaria Soto.ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAISUM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRAJOVEM, EU SOU ................................ E O TEMA DE HOJE É: DIAINTERNACIONAL DA MULHER: Boas maneiras: Gentileza geraGentilezas.MAS ANTES A MENSAGEM DO DIA: Exemplos são melhores que discursosA cansada ex-professora se aproximou do balcãodo supermercado. Sua perna esquerda doía e elaesperava ter tomado todos os comprimidos dodia: para pressão alta, tonteira e um grandenúmero de outras enfermidades.- Graças a Deus eu me aposentei há vários anos - ela pensou. - Nãotenho energia para ensinar hoje em dia.Imediatamente antes de se formar a fila para o balcão, ela viu um rapazcom quatro crianças e uma esposa, ou namorada, grávida. A professoranão pôde deixar de notar a tatuagem em seu pescoço.- Ele esteve preso - pensou.Continuou a observá-lo. Sua camiseta branca, cabelo raspado e calçaslargas levaram-na a conjeturar:- Ele é membro de uma gangue.A professora tentou deixar o homem passar na sua frente.
  2. 2. - Você pode ir primeiro - ofereceu.- Não, a senhora primeiro - ele insistiu.- Não, você está com mais gente - disse aprofessora.- Devemos respeitar os mais velhos -defendeu-se o homem.E, com isto, fez um gesto largo indicando ocaminho para a mulher. Um breve sorrisobrilhou em seus lábios enquanto ela mancouna frente dele. A professora que existia dentro dela não pôdedesperdiçar o momento e, virando-se para ele, perguntou:- Quem lhe ensinou boas maneiras?- A senhora, professora, na terceira série.Hoje estamos homenageando um grande cantor da música popularbrasileira, o nosso querido Zé Ramalho, com a música avohai que vai paratodos os ouvintes do palavra jovem.1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU .............................................. EESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSOTEMA: Boas maneiras: Gentileza geraGentilezas. O bom comportamento é algo difícil de ser ensinado. E talvez por isso seja sempre raro de ser encontrado. Além de que educação enferruja por falta de uso. As boas maneiras são uma noção geral da lida e da boa convivência com os outros, que vai bem além do uso correto dos talheres e de dizer obrigado ao receber uma gentileza. Boas maneiras poderiam ser resumidas em uma única palavra: Elegância e elegância não tem haver com ter ou não dinheiro, tem haver com ter postura.
  3. 3. É o correto proceder que se adota mesmoquando não há festa alguma, nem ninguém nosolhando, simplesmente porque é o certo a sefazer, e portanto, se faz espontaneamente.Começa pela pontualidade. Passa pelagentileza, mas não termina nunca.É aquela postura generosa de quem elogia maisdo que critica e escuta mais do que fala. E olhanos olhos quando conversa. E quando fala,discute fatos e ideias, e não, pessoas. E nãoaltera o tom da voz ao se dirigir a garçons oufrentistas. E evita assuntos constrangedoresporque compreende que não é legal expor osoutros. E demonstra interesse por assuntos quedesconhece.E sabe a hora de calar, quando o silêncio vale ouro. Acontece diante derejeições, de desacordos e de quando o assunto ruma para o desconforto dealguém presente.Elegância é a qualidade de quem presenteia fora das datas festivas, nem queseja simplesmente com flores. E quando vai a algum jantar ou encontro deamigos, sempre leva algo para o anfitrião. Cumprir o que promete lhe torna, além de elegante, confiável. E quando faz algo por alguém, este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para faze-lo. Ser alguém folgado, ou convencido, ou arrogante lhe torna MUITO deselegante. A humildade é, para além de elegante, uma virtude deveras apreciada por quem vale a pena. Não a humildade hipócrita de quem se rebaixa, e sim a humildade de quemsabe o seu devido lugar. Se está abaixo, fica abaixo, se está acima, ficaacima, com a naturalidade que lhe é merecida.
  4. 4. Assim se tornará autêntico, e como brilham as pessoas autênticas, aquelas que se poliram de tal maneira, que agradam sem precisar alterar sua essência. Reconhecer e retribuir favores e gentilezas é, além de elegante, uma bela virtude cujo nome é gratidão. Havia um tempo, e em muitos lugares isso ainda acontece, quando sobrenomes e títulos sociais, além da opulência material, eram levados em conta ao se fazer juízo de alguém. Hoje é mais autêntico não se fazer esse juízo, mas, se a tentação for grande, que se faça com base nos gestos da pessoa. Sorrir, sempre é muito elegante. Nosso erro é sempre ter como frescura o que são bons modos. Bons modos, ou boas maneiras, ou ainda etiqueta, não são coisa de gente rica. São coisa de gente fina e agradável. E não há manual de etiqueta que afirme que você precise ter muito dinheiro para ser fino e educado. Muito pelo contrário. Quanto mais agradável você se torna, mais estimado será e mais digno se sentirá. A dignidade está na generosidade de se fazer o bem - nem que seja sendo minimamente agradável - e não em suas posses. Todos nascemos grosseiros, isso não pode ser mudado. Mas morrer grosseiro é uma escolha nossa..Ouviremos nesse momento a música entre a serpente e aestrela com Zé Ramalho, que vai para todos os ouvintes dopalavra jovem.2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ________________ E ESTAMOSDE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSO TEMA DE HOJEÉ: Boas maneiras: Gentileza gera Gentilezas.Boas maneiras ou bons modos, são atos que todos devemos cultivar emnossas vidas, um bom dia, uma boa tarde, uma boa noite são
  5. 5. comprimentos simples, porem, muito usados em nossa sociedade. Mas ainda há pessoas que se esqueceram desses modos, passam sem ao menos falar um oi, ou como vai, não sabemos bem o motivo, talvez algo pessoal. Bons é também não lançar lixo a rua, mesmo que não ache os depósitos para coloca-lo. Bons modos nãoresolvem a maioria dos problemas, mas podem levantar o astral de muitaspessoas deprimidas, um simples gesto de cumprimentar uma pessoa comum tom mais animado, uma palavra de conforto pode arrancar muitasalegrias, brincadeiras, e por que não um gesto de solidariedade por alguémcomo: fazer favores sem algo em troca ou ajudar com precisões. Agoravem a pergunta que não quer calar, por que não ser assim? Por que todosos seres racionais, não podem usar alguns simples gestos? Nós todos temosa obrigação de sermos educados. Por isso ser educado não é ser puxa-sacomais sim um cidadão e um ser humano. MÚSICA: Ouviremos neste momento a música bate naporta do céu com: Zé Ramalho que vai para toda acomunidade Figueiredo Correia.3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOSDE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM COM O NOSSO QUADROO É DE LASCAR:É de lascar ver pessoas que não tratam os outroscomo gostariam de serem tratados, pois todosrecebemos o que damos; colhemos o plantamos. Éde lascar ainda ver também pessoas nãorespeitarem os mais velhos, os mais novos, osdeficientes, os animais, jogarem lixo na rua, no rioou açude e sempre querer encontrar um jeito, nemsempre correto de facilitar sua vida.4° RETORNO: BOM DIA EU SOU ____________________EESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, AGORA COMALGUNS INFORMES PARA NOSSA COMUNIDADE. Aniversariantes da semana de 17 a 23 de março são eles:
  6. 6. Mayara Ferreira Bezerra(1° c), Maria Do Carmo Alves Pacheco(1° d),Nadja Peixoto Moreira dos Santos(1° d), Suze Daiane Soares de Lima(2°c), Francisco Ronaldo de Sousa Marques(3° c), Samaria Bezerra Soto(3°d).MÚSICA: Despedimo-nos anunciando a última música: sinônimos com:Zé ramalho Até Próxima Terça-feira e fiquem com DEUS!!!Profeta GentilezaJosé Datrino, mais conhecido como profeta Gentileza (Cafelândia, São Paulo, 11de abril de 1917 — Mirandópolis, São Paulo, 28 de maio de1996) foi umapersonalidade urbana carioca, espécie de pregador, que se tornou conhecido apartir de 1980 por fazer inscrições peculiares sob um viaduto situado na AvenidaBrasil, na zona portuária do Rio de Janeiro, onde andava com uma túnica branca elonga barba."Gentileza gera gentileza" é sua frase mais conhecida.[1]Sua infânciaNasceu em Cafelândia, São Paulo, no dia 11 de abril de 1917. Com mais onzeirmãos, teve uma infância de muito trabalho, na qual lidava diretamente com a terrae com os animais. Para ajudar a família, puxava carroça vendendo lenha nasproximidades [2].
  7. 7. O campo ensinou a José Datrino a amansar burros para o transporte de carga.Tempos depois, como profeta Gentileza, se dizia "amansador dos burros homensda cidade que não tinham esclarecimento"[2].Desde sua infância José Datrino era possuidor de um comportamento atípico. Porvolta dos treze anos de idade, passou a ter premonições sobre sua missão naterra, na qual acreditava que um dia, depois de constituir família, filhos e bens,deixaria tudo em prol de sua missão. Este comportamento causou preocupaçãoem seus pais, que chegaram a suspeitar que o filho sofria de algum tipo deloucura, chegando a buscar ajuda em curandeiros espirituais [2]Surge o profeta GentilezaNo dia 17 de dezembro de 1961, na cidade de Niterói, houve um grande incêndiono circo "Gran Circus Norte-Americano" que foi chamado de Tragédia do GranCircus Norte-Americano e considerado uma das maiores fatalidades em todo omundo circense.[3] Neste incêndio morreram mais de 500 pessoas, a maioria,crianças. Na antevéspera do Natal, seis dias após o acontecimento, José acordoualegando ter ouvido "vozes astrais", segundo suas próprias palavras, que omandavam abandonar o mundo material e se dedicar apenas ao mundo espiritual.O Profeta pegou um de seus caminhões e foi para o local do incêndio onde hojeencontra-se a Policlínica Militar de Niterói. Plantou jardim e horta sobre as cinzasdo circo em Niterói, local que um dia foi palco de tantas alegrias, mas também demuita tristeza. Aquela foi sua morada por quatro anos. Lá, José Datrino incutiu naspessoas o real sentido das palavras Agradecido e Gentileza. Foi um consoladorvoluntário, que confortou os familiares das vítimas da tragédia com suas palavrasde bondade. Daquele dia em diante, passou a se chamar "José Agradecido", ou"Profeta Gentileza"[2].Contrariando a lenda popular, Gentileza sempre reafirmava: "Sou papai de cincofilhos, três femininos e dois masculinos, não perdi ninguém no incêndio do circo!"[4]Após deixar o local que foi denominado "Paraíso Gentileza", o profeta Gentilezacomeçou a sua jornada como personagem andarilho. A partir de 1970 percorreutoda a cidade. Era visto em ruas, praças, nas barcas da travessia entre as cidadesdo Rio de Janeiro e Niterói, em trens e ônibus, fazendo sua pregação e levandopalavras de amor, bondade e respeito pelo próximo e pela natureza a todos quecruzassem seu caminho. Aos que o chamavam de louco, ele respondia: - "Soumaluco para te amar e louco para te salvar"[2].Entretanto, um artigo de autoria da professora Luiza Petersen e do jornalista eescritor Marcelo Câmara, que conviveram com Datrino ("Jornal do Brasil" de21/02/2010) e rebatido por outro artigo publicado no Jornal do Brasil [5] afirma queele, apesar de falar em gentileza como um mantra, era "agressivo, moralista edesbocado [...] Vociferava, ofendia e ameaçava espancar transeuntes", ao pontode às vezes ser necessário chamar a polícia para acalmá-lo. "Suas principaisvítimas eram as mulheres de minissaia ou com calças apertadas, de cabeloscurtos, que usavam maquiagem, salto alto e adereços [...] A maioria da população,especialmente as mulheres e crianças, fugia dele". A imagem que se criou deleapós sua morte, segundo os autores, não corresponde às lembranças dos queconviveram com ele durante os anos 1960 e 1970.

×