Instrumentação - seção ritmica (base) - Disc. Arranjos e Transcrições

7.060 visualizações

Publicada em

Aula sobre Seção ritmica (instrumentos de base). Curso de Licenciatura em Música - Universidade Federal de São João del-Rei.

Publicada em: Educação
2 comentários
20 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.060
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.512
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
20
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Quando for pro baixo fazer convenções de notas soltas, é melhor utilizar a notação tradicional ao invés de cifras com os ritmos.
  • Instrumentação - seção ritmica (base) - Disc. Arranjos e Transcrições

    1. 1. ARRANJOS E TRANSCRIÇÕES SEÇÃO RITMICA - BASE MARCOS FILHOUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    2. 2. Cozinha• É o conjunto formado por baixo, bateria e instrumento harmônico (teclado/piano, violão ou guitarra);• Cada instrumento deve ser pensado como parte de um estrato sonoro único: a base;• Contrabaixo elétrico e piano seguem a configuração de tessitura e escrita igual ao modelo erudito, porém com possibilidades de uma partitura mais esquemática e com cifras;• Em configuração de jazz o baixo tende a se separar mais da bateria, mas é regra é manter o contrabaixo marcado pelo bumbo;
    3. 3. Contrabaixo Elétrico É um transpositor de oitava, tudo soa uma oitava abaixo
    4. 4. Sua funçãoprimeira, na seçãorítmica é tocar osbaixos dos acordese suas notas notasde passagens etensões, tudo deacordo com aharmonia principale em sincronia como bumbo.
    5. 5. Ian GuestUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    6. 6. Ian Guest
    7. 7. Mais exemplos na parte de bateria com baixo. Vide também: SYLLOS, Gilberto de, e MONTANHAUR, Ramon. Bateria e Contrabaixo na Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Lumiar, 2002.Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    8. 8. Guitarra É um transpositor de oitava, tudo soa uma oitava abaixo do que se escreve.Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    9. 9. NOTAÇÃO Ian GuestUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    10. 10. Segundo Ian Guest, não é bom utilizar notas redondas para as convenções rítmicas a fim de evitar confusões com notas de altura definida. Linhas inclinadas definem o tempo que os acordes devem ser tocados dentro do compasso.Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    11. 11. Tais linhas não são necessárias caso os acordes tenham a mesma duração: Não confundir o uso de barras com convenções rítmicas: Ian GuestUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    12. 12. Convenções de levadas específicas: Ian Guest
    13. 13. P R O F. M A R C O S F I L H O Além da guitarra, também podemos conceber como instrumentos da seção rítmica: os violões de 10 e 12 cordas, cavaquinho, bandolim, banjo, órgão, sintetizadores, computadores, vibrafone, xilofone, marimba, acordeon entre outros.Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    14. 14. BateriaP R O F. M A R C O S F I L H O
    15. 15. OUTRAS CONFIGURAÇÕES POSSÍVEIS Ian GuestUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    16. 16. P R O F. M A R C O S F I L H O
    17. 17. P R O F. M A R C O S F I L H OUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    18. 18. Sammy Nestico
    19. 19. P R O F. M A R C O S F I L H O CONFIGURAÇÕES MAIS COMPLEXASUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    20. 20. P R O F. M A R C O S F I L H O EXEMPLOS DIVERSOS DE GÊNEROS BRASILEIROS Extraídos de SYLLOS e MONTANHAUR (vide Bibliografia)Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    21. 21. SAMBA NO PRATO COM VARIAÇÕESP R O F. M A R C O S F I L H O
    22. 22. P R O F. M A R C O S F I L H OCONDUÇÃO DO TAMBORIMADAPTAÇÃO DO TAMBORIM NO ARO DA CAIXA
    23. 23. LINHA DE SURDO SURDO ADAPTADO AO BUMBO E CHIMBALUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    24. 24. P R O F. M A R C O S F I L H O CONDUÇÃO DO CONTRABAIXO É importante conhecer a linha do surdo. Para acompanhamento de samba utiliza-se muito a tônica e o quinto grau (em tempos fracos).Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    25. 25. P R O F. M A R C O S F I L H O Arpejos do acordeUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    26. 26. P R O F. M A R C O S F I L H O Notas diatônicas Ligaduras de duraçãoUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    27. 27. Notas ligadasNotas puxadasGlissandoPortamento
    28. 28. SAMBA DE MORRO IP R O F. M A R C O S F I L H O
    29. 29. SAMBA DE MORRO IIP R O F. M A R C O S F I L H O
    30. 30. SAMBA CHOROP R O F. M A R C O S F I L H O
    31. 31. P R O F. M A R C O S F I L H OPARTIDO ALTO 1Variações de Pandeiro
    32. 32. PARTIDO ALTO 1IP R O F. M A R C O S F I L H O
    33. 33. P R O F. M A R C O S F I L H O PARTIDO ALTO I1IUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    34. 34. SAMBA CANÇÃOP R O F. M A R C O S F I L H O
    35. 35. P R O F. M A R C O S F I L H O SAMBA FUNK IUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    36. 36. SAMBA FUNK III
    37. 37. SAMBA ROCKUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    38. 38. PAGODE 1P R O F. M A R C O S F I L H O
    39. 39. PAGODE IIUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    40. 40. P R O F. M A R C O S F I L H O BOSSA NOVA 1Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    41. 41. BOSSA NOVA 2
    42. 42. BOSSA NOVA 3P R O F. M A R C O S F I L H O
    43. 43. P R O F. M A R C O S F I L H O BOSSA NOVA 4Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    44. 44. BOSSA NOVA 5Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    45. 45. BOSSA NOVA 6
    46. 46. MARCHA RANCHOUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    47. 47. MARCHA CARNAVALESCA
    48. 48. FREVO 1
    49. 49. FREVO 2Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    50. 50. FREVO 3Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    51. 51. IJEXÁ 1 Linha do Agogô - VariaçõesUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    52. 52. IJEXÁ 2
    53. 53. BAIÃO 1 Zabumba e Triângulo TriânguloUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    54. 54. BAIÃO 2Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    55. 55. BAIÃO 3Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    56. 56. XOTE 1Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    57. 57. P R O F. M A R C O S F I L H O XOTE 2Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    58. 58. MARACATU – BAQUE VIRADOUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    59. 59. AXÉ 1Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    60. 60. AXÉ 2Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    61. 61. SAMBA REGGAE 1
    62. 62. AXÉ 3
    63. 63. AXÉ 4Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    64. 64. SAMBA DE RODAUniversidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música
    65. 65. ARRANJOS E TRANSCRIÇÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: NESTICO, Sammy. The Complete Arranger. USA: Fewnwood Music Co., 1993. GUEST, Ian. Arranjo: método prático. 3 volumes. Rio de Janeiro: Lumiar, 1996. SYLLOS, Gilberto de, e MONTANHAUR, Ramon. Bateria e Contrabaixo na Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Lumiar, 2002.Universidade Federal de São João del-ReiDepartamento de Música

    ×