lição 04 classe dos jovens escola domical

147 visualizações

Publicada em

lição 04 classe dos jovens escola domical

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

lição 04 classe dos jovens escola domical

  1. 1. 'N' . . 4:5'] Í mm: 'um ru: : 1 #ruim rmmnerís” À emnl” : É LV' : É (_ p ea (1 c o m b r CÃO @Acfnuwmumw , a A iEra da liTíOFiTlação * Insrarrtaiwea ; g3 R* g¡ 4 39 Trimestre de 2015 . *n o 1° Í L Licáog “ ~ * Pnwífiasgwní: Í-'kllmcws II-'clñpm 4,; gay', Ã . .A [A " ' _ , . . . . ,
  2. 2. "Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento. " (Pv 3.13)
  3. 3. A nossa opinião deve estar subordinada à Palavra de Deus, e não ao que é veicuIado pela mídia
  4. 4. .a . g / INTRODUÇÃO A lição de hoje trata de um assunto atualíssimo que é o amplo acesso à informação. Tal realidade só se tornou possível por causa das novas tecnologias que proporcionam aos meios de comunicação uma maneira quase "onipresente" de informar. Reconhecer que o excesso de informação é um perigo não significa rejeitar o saber e apoiar o obscurantismo. Se o Criador dotou-nos de condições físicas e mentais para que conheçamos e produzamos conhecimento, obviamente que não ç iria condenar-nos por isso (Gn 126-28; 2.1 5,1 9,20; Dn 1.17). Contudo, é preciso preocupar-se com a qualidade da informação ' que recebemos, pois, a partir dela, acabamos formando nossa 'i opinião acerca de praticamente tudo à nossa volta (Fp 4.8). 2a. . lb¡ a 'lj j,
  5. 5. IU J 'ijnk l liillli-illg3iíiiiéâ 2;_ ! .“¡§i'-l_7"(= #Íllilsiziiiiziaiir Iziciiitilz. «t0 exemplo de ambos ensina-nos que Deus, mesmo após a Queda, continua pennitindo que as pessoas projetem "invenções" e ensinem outras a fazerem o mesmo, porém, tal conhecimento não deve servir para manipulações, antes para engrandecer ao Altíssimo (1 Co 10.31). t? " Ci x' GRANDES INVENÇÕES i¡ aura iiiuoARmvi A HUMANIDADE ríi. l' uu s- _ vu Illu l' uc li l llulwlc -i -: nx ~jl K g' . , l' Í¡ u. l Auukul. : vlülllc . o ' v “" t wluulna lula -mlllc . e O INIIWÍ ! nuns-usa
  6. 6. ._ A_ 7 -_ T, *_ : r à Í í Í “xl *ETs u* & - -3 »r ~ 4' *é t' AT “e Você acredita que, com o seu iraijalhro, ;opõe tomar o rn U n do U iii lugar' melhor?
  7. 7. agir” , f* . .Hit 'l gr# 'ii ' l 3” A quase ilimitada capacidade humana de projetar invenções. j 2. O assomhroso crescimento tecnológico O perigo do consumismo lnnnnláninn Lí--ei
  8. 8. '” ~ - g = 1' ; '-<_i . á _ * s A ~' -_~ K_ yu. - A _ x> _. _-r a. _ x 1.__. _›- _ _ '~ " »a . '°-? / E *E '3 o _ “_ v. - _ -___ __ . í? É 'J < . j _ . .z _, / ~ l' / í» _Nu-answ-
  9. 9. ' ÍPH ! Afim . L~; n noi-sitio «vlhit-'IIIDHQÊ ioocoaaucno_ ~- í . Ã Í -. r-v. o.oooo›ov›c. . . s# ____- __ f _ , '-4 a .
  10. 10. _v r M i A” r I f W ^ ¡ 'q . v , n « . . 'a p¡ A iq» v p A# í ; Â 1 _ _Q _Fít ' __ V' v¡ _ u: ç u: ›, _ r _ _ É - ; *'›-'L'; $;, ___ K- -~--_~: ;_-1¡~; -í' 3* 9*/ *i ›_. É*
  11. 11. l AiviANHO (IAPACIDADE CAPACIDADE EM DlSOUE i ES 1.44 Ml) dnqucu (kg ›. l , .gnu-f ix O, ..--: í 12cm 8B9cm / oo Mi) 750 Mb 486 52i dnqucus dnqucus i WÚEÍÀ i286b 91.023 dnqucus aura) LDEiOOiJ dpqucus
  12. 12. 1. Analfabetismo digital. 2. O excesso de informação na era digital. 3. A mentalidade atual formada pela midia ; fig "
  13. 13. (Zrvvmnte os: : chargn inda¡ ; rg-@ihyhggnv-«nrnm cru* rx . HJUÍ
  14. 14. IV - Pa. 'REDES SOCIAIS E OS R É IJ-X C I O b' A iLVI É N TO S j'z' 'W . çg EJBÃEN-'Bjoldi
  15. 15. um_ / PJ lI› › ›: «É O que objetivou a presente lição não foi demonizar a tecnologia, a mídia ou o saber. ~I›A advertência caminha apenas no sentido de alertar o povo de Deus para a verdade de que devemos, assim como Daniel e seus três amigos, influenciar, mas não sermos influenciados (Dn 3.29; 6.26). 4+0 excesso de informação ameaça mudar a ç e¡ nossa forma de pensar, porém devemos levar "cativo todo pensamento à obediência de Cristo" t», A (2 Co 10.5 - ARA). Eis o nosso desafio. * 4 . .êgrà

×