2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em marketing

790 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre monitoramento de redes sociais promovida pelo MBA em Marketing Estratégico da USP em parceria com o INEPAD.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
790
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
186
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em marketing

  1. 1. Monitoramento de mídias sociais:inteligência competitiva emmarketingProf. Me Marcos Chiodi
  2. 2. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SMC1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  3. 3. Quais são os nossos objetivoscom esta palestra?
  4. 4. 1) Normalizarconceitos e entenderas mídias sociaisOBJETIVOS
  5. 5. 2) Mostrar algumas estatísticasinteressantes sobre mídias sociaispara você e para a sua empresaOBJETIVOS
  6. 6. 3) Estudar como medir nasredes sociais.OBJETIVOS
  7. 7. 4) Aprender sobremonitoramento demídias sociais.OBJETIVOS
  8. 8. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SMC1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  9. 9. HISTÓRIAEra uma vez um português que achouque o que tinha para vender era poucoe as rotas parcas .....
  10. 10. HISTÓRIAEra uma vez um português que achouque o que tinha para vender era poucoe as rotas parcas .....Ora pois, acho que vou navegar porai para ver se encontro matériasprimas diferentes,e, quem sabe, um continentediferente .... 
  11. 11. HISTÓRIANeste momento o mundopassou de GRANDE para MÉDIO– nascia a globalização 1.0GLOBALIZAÇÃO 1.0Novos mercadosGrandes navegaçõesAgente de Mudanças:Ventos e NaviosOs paísescompetem entresi
  12. 12. HISTÓRIAEra uma outra vez um inglês e umamericano. O primeiro achou que tudoera muito artesanal.
  13. 13. HISTÓRIAEra uma outra vez um inglês e umamericano. O primeiro achou que tudoera muito artesanal.O segundo achou queprecisava de maisgente para construir ecomprar o que deixoude ser artesanal.
  14. 14. HISTÓRIANeste momento o mundo passou deMÉDIO para PEQUENO – nascia aglobalização 2.0GLOBALIZAÇÃO 2.0Movimentação de bensMercado globalAgente de Mudanças:Revolução IndustrialAs empresas competem entre si
  15. 15. HISTÓRIAEra uma última vez, um americano . Eleachou que os computadores poderiamexistir e se conectar.
  16. 16. HISTÓRIANeste momento omundo passou dePEQUENO paraMINÚSCULO –nascia aglobalização 3.0
  17. 17. HISTÓRIANeste momento omundo passou dePEQUENO paraMINÚSCULO –nascia aglobalização 3.0GLOBALIZAÇÃO 3.0Movimentação deprestação de serviçose InformaçõesPessoas competem com pessoas e empresasAgente de Mudanças:Interconectividade esoftwarescolaborativos.
  18. 18. HISTÓRIAÉ neste contexto que nasce o e-business. Você sabe o que é?
  19. 19. HISTÓRIAE-Business é um novo modelo de negóciosque se utiliza da TI e da Internet paraaumentar o valor para os consumidores.CRMERPSCMDWBILogística deentradaProdução Logística desaídaVendas emarketingPós-vendaCADEIA DE VALORFORNECEDORESCONSUMIDORESB2BEDI B2BB2CEDIEAINívelgerencial eestratégicoNíveloperacional
  20. 20. HISTÓRIAE-Business é a utilização de TICs para darsuporte ao comercio eletrônico,comunicações, colaborações ...CRMERPSCMDWBILogística deentradaProdução Logística desaídaVendas emarketingPós-vendaCADEIA DE VALORFORNECEDORESCONSUMIDORESB2BEDI B2BB2CEDIEAINívelgerencial eestratégicoNíveloperacional
  21. 21. HISTÓRIAE-business não é e-commerce. Osegundo esta dentro do primeiroE-businessE-commerce
  22. 22. HISTÓRIAE nesta redefinição domodelo de negócio dasempresas para o e-business surge aempresa virtual!
  23. 23. HISTÓRIAEmpresas que fazem mais uso das TIC´s(principalmente Internet) do que da presençafísica para interagir e conduzir os seus negócios.
  24. 24. HISTÓRIA24Vídeo: Institucional Natura (5:00)Produção: Natura.Disponível em:http://www.youtube.com/watch?v=JSdxG54jkns
  25. 25. HISTÓRIAE é nesse mundo virtual no qual aspessoas e empresas se conectam emredes e em progressão geométrica queencontramos as mídias sociais!E-business/Economia deInternetMídias SociaisRedes SociaisComunidades virtuaisDiálogoAdaptado de Estratégias de mídias sociais – Cipriani, 2011
  26. 26. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SCM1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  27. 27. CONCEITOAdaptado de Estratégias de mídias sociais – Cipriani, 2011O QUE É MÍDIA SOCIAL ? – Algumasdefinições
  28. 28. CONCEITOAdaptado de Estratégias de mídias sociais – Cipriani, 2011O QUE É MÍDIA SOCIAL ? – AlgumasdefiniçõesÉ um termo utilizado para descrever o tipode mídia baseado na conversação einteração entre pessoas on-line (Strauss &Frost, 2012)
  29. 29. CONCEITOO QUE É MÍDIA SOCIAL ? – AlgumasdefiniçõesÉ um termo utilizado para descrever o tipode mídia baseado na conversação einteração entre pessoas on-line (Strauss &Frost, 2012)São ferramentas que permitem aformação de discussões entre as pessoase empresas na rede ... A WEB 2.0 é aplataforma tecnológica que sustenta asmídias sociais
  30. 30. CONCEITOMídias sociaise redes sociaissão coisasdiferentes ?!?
  31. 31. CONCEITORede social é um tipo de mídia social. Hávários tipos de mídias sociais. Vamosconhecer algumas delas.
  32. 32. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SMC1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  33. 33. AlgumasMídiasSociais
  34. 34. AlgumasMídiasSociais
  35. 35. AlgumasMídiasSociais
  36. 36. AlgumasMídiasSociais
  37. 37. AlgumasMídiasSociais
  38. 38. AlgumasMídiasSociais
  39. 39. AlgumasMídiasSociais-BlogsSão websites no qual as entradas são organizadas emordem cronológica inversa e os leitores podem comentarsobre qualquer entrada.
  40. 40. AlgumasMídiasSociais-BlogsExemplos
  41. 41. AlgumasMídiasSociais-BlogsExemplos
  42. 42. AlgumasMídiasSociais-BlogsExemplos
  43. 43. AlgumasMídiasSociais-BlogsCrise !!!!Já pensou se esteblog resolve falarmal da suaempresa ou doseu produto ?!?!
  44. 44. AlgumasMídiasSociais-Blogs
  45. 45. AlgumasMídiasSociais-BlogsEste comentário em um popularblog iniciou vários outroscomentários em outros blogs e aDell, antes conhecida por suacompetência em assistência técnicae produto, passou pelo “Inferno daDell” e enfrentou 2 anos de crise.
  46. 46. AlgumasMídiasSociais-Blogs
  47. 47. AlgumasMídiasSociais-Blogs
  48. 48. AlgumasMídiasSociais-BlogsRadically Transparent, Beal & Strauss, 2008
  49. 49. AlgumasMídiasSociais-BlogsSe a Dell tivesse agidorapidamente, talvez ela teriaeconomizado 2 anos de críticas(online, que é o seu principalcanal de vendas).
  50. 50. AlgumasMídiasSociais-BlogsSabem o que a Dell fez?1) Fez um plano de comunicação para crises– mas não estava preparado para crisesonline.2) Fechou o seu Fórum de apoio ao cliente.3) Tentou se afastar da crise esperando queela terminasse da forma que começouA crise só aumentou.O mais estranho é que quem criticavanão era o New York Times ou o WallStreet Journal, mas sim “bloggers” que“não eram mais famosos do que o seuavatar”
  51. 51. AlgumasMídiasSociais-BlogsDepois de um ano de muitascríticas dos “Netizens” ....1) Lional Menchaca – Gerente de MídiasSociais.2) Vários blogs em vários idiomas foramcriados para OUVIR os clientes.a. “Real people are here and we arelistening”3) Ideastorm.comTodas as ideias eram lidas erespondidas.Baseado nas ideias mais de 20 grandesalterações foram feitas na empresa.A Dell conseguiu se recuperar da crisedepois de dois anos ....
  52. 52. AlgumasMídiasSociais-Blogs
  53. 53. AlgumasMídiasSociais-BlogsQualquer ação demarketing que envolva acriação ecompartilhamento demídias e conteúdos afimde se conseguir clientes.
  54. 54. AlgumasMídiasSociais-BlogsQualquer ação demarketing que envolva acriação ecompartilhamento demídias e conteúdos afimde se conseguir clientes.É possívelfazer contentmarketingcom blogs.
  55. 55. AlgumasMídiasSociais-BlogsContent Marketing86% dos “marketeiros” B2C e 91% dos“marketeiros” B2B utilizam contentmarketing.(eMarketer 2013)
  56. 56. AlgumasMídiasSociais-BlogsContent Marketing86% dos “marketeiros” B2C e 91% dos“marketeiros” B2B utilizam contentmarketing.(eMarketer 2013)Por mês, 329 milhões de pessoas lêemblogs.(Blogging.org 2012)
  57. 57. AlgumasMídiasSociais-BlogsContent Marketing86% dos “marketeiros” B2C e 91% dos“marketeiros” B2B utilizam contentmarketing.(eMarketer 2013)Por mês, 329 milhões de pessoas lêemblogs.(Blogging.org 2012)37% dos profissionais de marketingdizem que o blog é o mas valioso dos“content types”.(content+, 2013)
  58. 58. AlgumasMídiasSociais-BlogsContent MarketingCompanhias com um blog ativo relatamconseguir 97% mais de “leads”.(Content+, 2013)
  59. 59. AlgumasMídiasSociais-BlogsContent MarketingCompanhias com um blog ativo relatamconseguir 97% mais de “leads”.(Content+, 2013)Empresas que “blogam” 15 vezes pormês conseguem 5 vezes mais tráfico nosite do que aquelas que não ofazem.(Hubspot, 2012)
  60. 60. AlgumasMídiasSociais
  61. 61. Também considerados blogs,porém, com frases curtas, ouimagens, ou links ..Também são consideradosredes sociais.AlgumasMídiasSociais-Microblogs
  62. 62. AlgumasMídiasSociais-MicroblogsExemplos!!!!
  63. 63. AlgumasMídiasSociais-MicroblogsExemplos!!!!
  64. 64. AlgumasMídiasSociais-MicroblogsOportunidade !!!!Já pensou o Rafinha Bastosfalando bem de você notwitter dele?! Ou ele“retuitando” uma campanhaengraçada que você fez para asua empresa?
  65. 65. AlgumasMídiasSociais
  66. 66. São estruturas sociais formadas por elos com um ou maistipos específicos de interdependência como amigos,famílias, ideias. São baseadas na teoria dos 6 graus que dizque um individuo esta conectado a outro por até 6 outraspessoas.AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  67. 67. AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  68. 68. Exemplo!AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  69. 69. Exemplo!AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  70. 70. Exemplo!AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  71. 71. AlgumasMídiasSociais–R.Sociais71Vídeo: Pepsi – “Máquina de Curtir” –a máquina que só aceita “curtir”.Produção: Pepsi.Disponível em:http://www.youtube.com/watch?v=O4YrQpupEO8
  72. 72. AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  73. 73. Mas você estapreparado paraisto?AlgumasMídiasSociais–R.Sociais
  74. 74. AlgumasMídiasSociais
  75. 75. Usuários fazem upload de vídeos, fotos ou áudio para queoutros usuários visualizem, avaliem, comentem ecompartilhem.AlgumasMídiasSociais–Multimídia
  76. 76. ExemplosAlgumasMídiasSociais–Multimídia
  77. 77. ExemplosAlgumasMídiasSociais–Multimídia
  78. 78. ExemplosAlgumasMídiasSociais–Multimídia
  79. 79. ExemplosAlgumasMídiasSociais–Multimídia
  80. 80. AlgumasMídiasSociais–Multimídia80Vídeo: 1º Lição de monitoramentode redes sociais – Parte 1 –monitore-se!Produção: Marcos Chiodi.Disponível em:http://youtu.be/94c29XRNygc
  81. 81. AlgumasMídiasSociais–Multimídia81Vídeo: 1º Lição de monitoramentode redes sociais – Parte 2 – Falaramde mim na InternetProdução: Marcos Chiodi.Disponível em:http://youtu.be/wuUwyfey6H4
  82. 82. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SMC1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  83. 83. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisComo as empresaspodem utilizar as mídiassociais ?!
  84. 84. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisPode-se dizer que o nível dematuridade de mídias sociais deuma empresa depende de comoessas mídias são utilizadas pelaempresaMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  85. 85. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisA Scup Minds definiu aSMC – Social Meda CicleSMC1SMC2SMC3Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  86. 86. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC1Mídia social como plataforma depublicação e interação• Um canal a mais para as empresascomunicar (mão única) com o seu público.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  87. 87. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC1Mídia social como plataforma depublicação e interação• Um canal a mais para as empresascomunicar (mão única) com o seu público.• Busca-se aumentar o número deseguidores da marca.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  88. 88. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC1Mídia social como plataforma depublicação e interação• Um canal a mais para as empresascomunicar (mão única) com o seu público.• Busca-se aumentar o número deseguidores da marca.• Pouco espaço para a conversação/diálogo.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  89. 89. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC1Mídia social como plataforma depublicação e interação• Um canal a mais para as empresascomunicar (mão única) com o seu público.• Busca-se aumentar o número deseguidores da marca.• Pouco espaço para a conversação/diálogo.• Normalmente motivada com promoções eprêmios.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  90. 90. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC1
  91. 91. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamentoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  92. 92. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamento• Saúde pontual da marca é importante.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  93. 93. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamento• Saúde pontual da marca é importante.• Leads reais e não quantidade “irreal”Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  94. 94. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamento• Saúde pontual da marca é importante.• Leads reais e não quantidade “irreal”• Uma reclamação é uma oportunidade paraconversar e não uma ameaça a marca.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  95. 95. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamento• Saúde pontual da marca é importante.• Leads reais e não quantidade “irreal”• Uma reclamação é uma oportunidade paraconversar e não uma ameaça a marca.• Mensurar os benefícios da melhora daqualidade do relacionamento é difícil.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  96. 96. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2Mídia social como espaço derelacionamento• Saúde pontual da marca é importante.• Leads reais e não quantidade “irreal”• Uma reclamação é uma oportunidade paraconversar e não uma ameaça a marca.• Mensurar os benefícios da melhora daqualidade do relacionamento é difícil.• Uma campanha não buscaseguidores, mas a oportunidadede entender os verdadeirosconsumidores.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  97. 97. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC2O principal nas mídias sociais não é oROI, mas o ROE (retorno doengajamento). O objetivo deve ser seaproximar para poder se relacionar.Não é só para vender. Mais que isso:é para se posicionar.Ricardo LeiteResponsável pela estratégia deredes sociais da VIVOMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  98. 98. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC3Mídia social como rede de mobilizaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  99. 99. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC3Mídia social como rede de mobilização• A empresa não usa as mídias sociaisapenas como relacionamento, mastambém como um termômetroestratégico de como devem ser seusprodutos e serviços.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  100. 100. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC3Mídia social como rede de mobilização• A empresa não usa as mídias sociaisapenas como relacionamento, mastambém como um termômetroestratégico de como devem ser seusprodutos e serviços.• Os usuários e seguidores da marcarealmente são ouvidos e isto é traduzidoem ações dentro da empresa.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  101. 101. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisSMC3Mídia social como rede de mobilização• A empresa não usa as mídias sociaisapenas como relacionamento, mastambém como um termômetroestratégico de como devem ser seusprodutos e serviços.• As mídias sociais influenciame impactam toda a empresa.• Os usuários e seguidores da marcarealmente são ouvidos e isto é traduzidoem ações dentro da empresa.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  102. 102. NíveisdematuridadeemMídiasSociaisMídiaSocial é ?PropósitoEnvolvimentoImpactoIndicadorSCM1 – Plataformade publicaçãoSCM2 – Espaço derelacionamentoSCM3 – Rede demobilizaçãoUma mídia, mais umcanal de contato.Quero experimentarou “me too”.Profissionais isolado.Relatórios emensuração.Impacto daspublicações nasmídias sociais.Um espaço deconversação ediálogo.Eu quero estarmelhor nas redessociais do que osmeus concorrentes.Área.Relacionamento.Interações nasmídias sociais.Um novo formato defazer e gerir aorganização.Posso me aproximare melhorar aexperiência do meucliente.Todas as áreas.Produtos e serviçosda empresa.Recomendações nasmídias sociais.Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  103. 103. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SMC1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  104. 104. MétricascomoíndicesmídiassociaisÉ um assunto muito complexo e hápoucas definições sobre isto
  105. 105. MétricascomoíndicesmídiassociaisÉ um assunto muito complexo e hápoucas definições sobre istoA associação SMM Standards fezum documento em jun/2013 paratentar padronizar. Veja aqui:http://kdpaine.blogs.com/files/complete-standards-document.pdf
  106. 106. MétricascomoíndicesmídiassociaisÉ um assunto muito complexo e hápoucas definições sobre istoA associação SMM Standards fezum documento em jun/2013 paratentar padronizar. Veja aqui:http://kdpaine.blogs.com/files/complete-standards-document.pdfPara o efeito desta palestra, vamosapenas indicar 4 métricas queachamos interessantes.
  107. 107. MétricascomoíndicesmídiassociaisShare of VoiceMede a porcentagem doque é falado da marcanas mídias sociaisfrente aos concorrentes.Share of =Voice____________________________________Menção da marcaMenção da marca +concorrentes A+B+...Monitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  108. 108. MétricascomoíndicesmídiassociaisAdvogados damarca ativosCalcula as pessoasengajadas à marca queestão ativas.Advogados da =marca ativos_____________________________________________Num de engajados ativos epositivos (30 dias)Total de engajados da marcaMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  109. 109. MétricascomoíndicesmídiassociaisTaxa de sentimentoCalcula a proporção demenções classificadascom cada tipo desentimento.Taxa de =sentimento___________________MençõespositivasTotal deMenções___________________MençõesneutrasTotal deMenções___________________MençõesnegativasTotal deMençõesMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  110. 110. MétricascomoíndicesmídiassociaisImagemServe para dar umnúmero consolidado decomo a marca está nasmídias sociais.Imagem = ____________________________________________Menções pos + neutras - negTotal de menções da marcaMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  111. 111. MétricascomoíndicesmídiassociaisO mais importante aqui éconstruir indicadores queestejam alinhados com aestratégia (social) da suaempresa
  112. 112. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SCM1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  113. 113. MonitoramentodemídiassociaisO monitoramento de redes sociais não éalgo amador e deve seguir um processoMensurar Capturar Analisar AculturarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  114. 114. MonitoramentodemídiassociaisO monitoramento de redes sociais não éalgo amador e deve seguir um processoMensurar Capturar Analisar AculturarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  115. 115. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  116. 116. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Identificação/Escolha do nívelde maturidade que a empresairá atuar.
  117. 117. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.O que o monitoramento irácobrir. Uma campanha? Umamarca ao longo do tempo? Umdeterminado serviço ...Para que as informações serãoutilizadas?
  118. 118. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Com base no SMC e escopo édefinido o objetivo domonitoramento que servirá debase para a definição dasmétricas.
  119. 119. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Definição das métricas queserão acompanhadas durante oprocesso de acompanhamento.
  120. 120. Monitoramentodemídiassociais1.Mensurar1.1 NívelSMC1.2. Escopo1.3.Objetivos1.4.Métricas1.5.ClassificaçãoMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Definição sobre a forma comoas menções nas mídias sociaisserão categorizadas.
  121. 121. MonitoramentodemídiassociaisO monitoramento de redes sociais não éalgo amador e deve seguir um processoMensurar Capturar Analisar AculturarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  122. 122. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  123. 123. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Entender o tamanho domonitoramento e a quantidadede pessoas para atender aosobjetivos.
  124. 124. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Como montar a equipe e oprocesso. Será terceirizada,contratada interno, consultoria?
  125. 125. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Quais softwares serão utilizadospara automatizar omonitoramento?
  126. 126. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Qual é o perfil da equipenecessário para omonitoramento acontecer?
  127. 127. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Desenhar o processo paraorganizar as ações das pessoascom as ferramentas.
  128. 128. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Quais palavras chaves serãoutilizadas no monitoramento?
  129. 129. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Executar tudo o que foiplanejado até então.
  130. 130. Monitoramentodemídiassociais2.Capturar2.1Dimensionar2.2.Estrutura2.3. Software2.4. Equipe2.5. Processo2.6KeyWords2.7Implantar2.8AcompanharMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Gerir a execução dos trabalhos.
  131. 131. MonitoramentodemídiassociaisO monitoramento de redes sociais não éalgo amador e deve seguir um processoMensurar Capturar Analisar AculturarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  132. 132. Monitoramentodemídiassociais3.Analisar3.1Analisar3.2.Comunicar3.3.MelhorarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  133. 133. Monitoramentodemídiassociais3.Analisar3.1Analisar3.2.Comunicar3.3.MelhorarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Transformar os dados da etapade “capturar” em informações econhecimento.
  134. 134. Monitoramentodemídiassociais3.Analisar3.1Analisar3.2.Comunicar3.3.MelhorarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Distribuir os relatórios dosmonitoramentos a quem seja deinteresse.
  135. 135. Monitoramentodemídiassociais3.Analisar3.1Analisar3.2.Comunicar3.3.MelhorarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Identificar pontos que podemser melhorados no processo demonitoramento.
  136. 136. MonitoramentodemídiassociaisO monitoramento de redes sociais não éalgo amador e deve seguir um processoMensurar Capturar Analisar AculturarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  137. 137. Monitoramentodemídiassociais4.Aculturar4.1Identificar4.2.Aculturar4.3.PlanejarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.
  138. 138. Monitoramentodemídiassociais4.Aculturar4.1Identificar4.2.Aculturar4.3.PlanejarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Mais uma vez, reconhecer juntoa organização como ela queratuar nas mídias sociais
  139. 139. Monitoramentodemídiassociais4.Aculturar4.1Identificar4.2.Aculturar4.3.PlanejarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Cursos, treinamentos, palestras...
  140. 140. Monitoramentodemídiassociais4.Aculturar4.1Identificar4.2.Aculturar4.3.PlanejarMonitoramento e métricas de mídias sociais – Diego Monteiro e Ricardo Azarite.Planejar como amadurecer aempresa como um todo nasmídias sociais.
  141. 141. Introdução às MídiasSociais e RedesSociais• Uma história.• Entendendo o conceito.• Algumas mídias sociais.Níveis dematuridade emmídias sociais• SCM1, 2 e 3Monitoramentode mídias sociais• Métricas• Definição.• Ferramenta.Agenda
  142. 142. Ferramenta-SCUP142Vídeo: Tutorial SCUPProdução: Scup. (editado porMarcos Chiodi)Disponívelem:www.scup.com.br
  143. 143. Bibliografia PrincipalBEAL, A.; STRAUSS, J. Radically Transparent - Monitoringand Managing Reputations Online. Indianapolis: Sybex,2008.CIPRIANI, F. Estratégia em Mídias Sociais. São Paulo:Elsevier, 2011.MONTEIRO, D.; AZARITE, R. Monitoramento e métricas demídias sociais - do estagiário ao CEO. São Paulo: DVS, 2012.STRAUSS, J.; FROST, R. E-marketing. 6. ed. São Paulo:Pearson, 2012.
  144. 144. Obrigado!Marcos Danilo Chiodi MartinsProf. Marcos Chiodim@marcoschiodi.com.br@mdchiodiwww.marcoschiodi.com.brFacebook/marcoschiodibr.linkedin.com/pub/marcos-danilo-chiodi-martins/31/a38/605/

×