O Livro dos segredos
(
)
Soldado de infantaria 418/16278896
Temperado em veredas estreitas
Em invernias e calores estivais
Nasceu o espírito humano e brioso
Das Operações especiais

...
Ser Infante:
No coração de todos nós existe, a força ingente,
Que nos faz gigantes, durante a luta de baioneta em riste,
É...
"Quando vejo um soldado de Infantaria, tenho vontade de prestar-lhe continência!”
O livro dos segredos
O livro dos segredos
O livro dos segredos
O livro dos segredos
O livro dos segredos
O livro dos segredos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O livro dos segredos

438 visualizações

Publicada em

Um pequeno livro, ...

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O livro dos segredos

  1. 1. O Livro dos segredos ( ) Soldado de infantaria 418/16278896
  2. 2. Temperado em veredas estreitas Em invernias e calores estivais Nasceu o espírito humano e brioso Das Operações especiais De leopardo ao peito Com orgulho ostentamos A divisa: Que os muitos… …Por ser poucos não temamos Olhai ó gente de Portugal Aqui vão as Operações Especiais Somos os Rangers de Lamego A quem com carinho chamais Por ar, por terra e por mar O Ranger vai triunfar Com brio e esplendor A missão vai executar Vontade e Valor sobejam, Ninguém é mais valente! Nesta terra que amamos Pr`á frente bravos…pr´á frente.
  3. 3. Ser Infante: No coração de todos nós existe, a força ingente, Que nos faz gigantes, durante a luta de baioneta em riste, É que se mostra a alma dos infantes. Até ao ultimo é o nosso grito, que o solo Pátrio Temos de Guardar, Os peitos rijos, blocos de granito, que nenhuma arma pode trespassar. Soldados aguerridos, guardas fieis da terra portuguesa, Destemidos enfrentamos tudo com nobreza, para defender os entes queridos. Cantando no assalto, nosso guião bem alto, unidos estamos em comunhão fraterna, que a morte pela pátria é vida eterna. Ser Infante! É ser soldado... E, como poucos É ter a Audácia precisa nos lances decisivos, A Resignação estóica nas mais dolorosas crises, A Presença de Espírito nas situações mais difíceis. Ser Infante! É ser Justo, Simples e Verdadeiro. É renunciar ao capricho, ao egoísmo e á indolência, Ter por único enlevo a Glória, Por único móbil, a Honra e a Dignidade. Ser Infante! É no ardor da luta, ver o inimigo cara a cara, É viver, sofrer e combater na lama no pó e no Sangue, Enfrentar privações, fadigas e dificuldades de toda a espécie. Ser Infante! É usar a Inteligência, a Vontade e a Razão, A Coragem fria e disciplinada, A Sã Camaradagem, A Subordinação consciente. É contribuir para o Bem-estar e Liberdade do Povo Português. É ser Soldado de Portugal. Ser Infante! É Gritar do Coração e com alma, até ao último: Hora H! Ao Ataque. Granada de Mão! Ao Assalto. Baioneta calada! Corpo a corpo. Infantaria! Infantaria! Infantaria!1
  4. 4. "Quando vejo um soldado de Infantaria, tenho vontade de prestar-lhe continência!”

×