Magmetismo

3.748 visualizações

Publicada em

Aula sobre princípios do magnetismo e campo magnético gerado por um condutor retilíneo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.748
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
102
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Magmetismo

  1. 1. Região do espaço ao redor de um ímã na qual se manifesta um efeito magnético. Unidade: no SI, a unidade de intensidade do vetor campo magnético B denomina-se tesla (T).
  2. 2. No interior de um ímã, as linhas de campo vão do polo sul para o polo norte.
  3. 3. O campo magnético é uniforme, quando o vetor campo magnético é constante em todos os pontos do campo.
  4. 4. Sul Magnético (nordeste do Canadá) Sul Geográfico Norte geográfico Norte Magnético (costa do continente Antártico)
  5. 5. A Terra comporta-se como um imenso imã em que os pólos geográficos e magnéticos não coincidem entre si Cuidado: O norte da Terra corresponde ao um pólo sul magnético!
  6. 6. A Terra comporta-se como um imenso imã em que os pólos geográficos e magnéticos não coincidem entre si Enquanto que a região sul equivale a um pólo norte magnético!
  7. 7. Pólos magnéticos de mesmo nome se repelem e de nomes contrários se atraem. Eu sei... eu sei!
  8. 8. Considerações: 1- Uma barra metálica ao aproximar-se de um ímã, passa a comportar-se também como um ímã. As forças trocadas formam um par ação e reação! 2- Dizemos, então, que a barra foi magnetizada (imantada)!!!!
  9. 9. OS PÓLOS DE UM IMÃ SÃO INSEPARÁVEIS Cortando um imã em duas partes, cada uma delas será um imã completo.
  10. 10. OS PÓLOS DE UM IMÃ SÃO INSEPARÁVEIS Se dividirmos as duas partes diversas vezes, cada fragmento será um pequeno imã!
  11. 11. OS PÓLOS DE UM IMÃ SÃO INSEPARÁVEIS Um polo de um ímã mão pode existir isoladamente. Ao seccionarmos um imã em forma de barra, em vários pedaços, cada um deles constituirá um novo ímã. Assim, podemos concluir que cada molécula que constitui um corpo também é dotada de dois polos magnéticos. A essa menor divisão de um imã chamamos de ímã elementar ou domínio.
  12. 12. Fenômeno da imantação de um corpo por meio de um imã. Ocorre quando, na presença de um ímã, os domínios orientamse num mesmo sentido!
  13. 13. Deslizando-se o pólo norte do ímã da esquerda para a direita, a agulha ficará imantada como os pólos indicados na figura.
  14. 14. 3. (FUVEST-SP) A Figura I representa um ímã permanente em forma de barra. N e S indicam, respectivamente, polos norte e sul. Suponha que a barra seja dividida em três pedaços, como mostra a Figura II. Colocando lado a lado os dois pedaços extremos, como indicado na figura III, é correto afirmar que eles: a) se atrairão, pois A é o polo norte e B é o polo sul. b) se atrairão, pois A é o polo sul e B é o polo norte. c) não serão atraídos nem repelidos. d) se repelirão, pois A é o po1o norte e B é o polo sul. e) se repelirão, pois A é o polo sul e B é o polo norte.
  15. 15. 9. (FUVEST-SP) Um ímã, em forma de barra, de polaridade N (norte) e S (sul), é fixado numa mesa horizontal. Um outro ímã semelhante, de polaridade desconhecida, indicada por A e T, quando colocado na posição mostrada na Figura I, é repelido para a direita. Quebra-se esse ímã ao meio e, utilizando-se as duas metades, fazem-se quatro experiências, representadas em 1, 2, 3 e 4, em que as metades são colocadas, uma de cada vez, nas proximidades do ímã fixo, como esquematizado na Figura II. Indicando por nada a ausência de atração ou repulsão da parte testada, os resultados das quatro experiências são, respectivamente, a) 1- repulsão; 2-atração; 3-repulsão; 4-atração. b) 1-repulsão; 2-repulsão; 3-repulsão; 4-repulsão. c) 1-repulsão; 2-repulsão; 3-atração; 4-atração. d) 1-repulsão; 2-nada; 3-nada; 4-atração. e) 1-atração; 2-nada; 3-nada; 4-repulsão.
  16. 16. EXPERIÊNCIA DE OERSTED
  17. 17. A intensidade do vetor campo de indução magnética gerado por um condutor percorrido por uma corrente elétrica é dada por: µo .i B= 2π .r
  18. 18. Onde: µo = 4π.10‑7 T.m/A (permeabilidade magnética no vácuo) r = distância do ponto P ao fio. i = corrente elétrica
  19. 19. . Na figura abaixo, a bússola (agulha imantada) indica a direção e o sentido do vetor campo magnético. Mas como podemos determinar o sentido do campo magnético?
  20. 20. Segure o condutor com a mão direita, envolvendo-o com os dedos e mantendo o polegar apontando o sentido da corrente. O sentido das linhas de campo é dado pela indicação dos dedos que evolvem o condutor.
  21. 21. Observe que: •As linhas de campo são circulares e concêntricas ao fio por onde passa a corrente elétrica e estão contidas num plano perpendicular ao fio. •A direção do vetor campo magnético B é sempre tangente às linhas de campo em cada ponto considerado e sempre no mesmo sentido delas.
  22. 22. 10. Um fio metálico, retilíneo e muito longo é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade 5,0 A. Sendo a permeabilidade magnética do meio igual a µ = 4Π.10-7 T.m/A, determine a intensidade do vetor indução magnética B em um ponto situado a uma distância de 2,0 cm do fio. 12. Represente o vetor indução magnética B no ponto P, gerado pela corrente elétrica que atravessa o conduto retilíneo, nos casos a seguir:
  23. 23. 13. Caracterize o vetor indução magnética B no ponto P da figura a seguir. Considere a intensidade da corrente elétrica i igual a 20 A, a distância r igual a 5,0 cm e a permeabilidade magnética do meio µ = 4Π.10-7 T.m/A.
  24. 24. Leia atentamente as afirmativas que se-guem e assinale V(verdadeiro) ou F (falso): I. ( ) O polo Norte geográfico é um polo sul magnético. II. ( ) Em um ímã permanente, as linhas de indução saem do polo norte e vão para o polo sul, in-dependentemente de estarem na parte inter-na ou externa do ímã. III. ( ) Considerando a agulha de uma bússola, a ex-tremidade que aponta para o Norte geográfi-co é o polo norte magnético da agulha.
  25. 25. Um fio retilíneo e longo é percorrido por uma corrente elétrica contínua i = 2 A, no senti­do indicado pela figura. Determine os campos magnéticos Bp e BQ gerados por essa corrente nos pontos P e Q. Dado: µo = 4π.10‑7 T.m/A.

×