A culinária cearense

7.459 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides que contam um pouco da história de um alimento típico cearense e muito apreciado em todo o Brasil: a "carne-de-sol"

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.459
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
77
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A culinária cearense

  1. 1. -SABORES TROPICAIS E EXÓTICOS; -REFLEXO DOS TRAÇOS MARCANTES DA CULTURA POPULAR E DA INFLUÊNCIA DEIXADA PELOS COLONIZADORES EUROPEUS;
  2. 2. -INFLUÊNCIA EXPRESSIVA DOS HÁBITOS ALIMENTARES INDÍGENAS ; -DOS COLONIZADORES EUROPEUS, PRINCIPALMENTE PORTUGUESES; - DOS AFRICANOS,EMBORA EM MENOR GRAU, DEVIDO A POUCA QUANTIDADE DE ESCRAVOS NEGROS EXISTENTES EM TERRAS CEARENSES NO PERÍODO COLONIAL;
  3. 3. -PESCA: LAGOSTA, O CAMARÃO E AS VARIEDADES DE PEIXES -PRODUÇÃO AGRÍCOLA: CANA-DE- AÇÚCAR (CALDO,RAPADURA E CACHAÇA) .MACAXEIRA , BATATA-DOCE, FEIJÃO E ARROZ .CAJU, MANGA, MARACUJÁ (DOCES,SUCOS E SORVETES),ETC.
  4. 4. -PECUÁRIA: CARNE SECA E CARNE-DE-SOL
  5. 5. -DEFINIÇÃO: A carne-de-sol, denominada também de carne-de-sertão, carne-do-ceará, carne serenada, carne-de-viagem, carne-mole, carne-do-vento, cacina ou carne acacinada, é um método de conservar alimentos de origem animal, salgando e secando ao sol peças de carne, em geral bovina e por extensão, o nome do alimento preparado deste modo.
  6. 6. -DIFERENÇAS: É, normalmente, confundido com carne seca. Apesar de possuírem processos parecidos há uma grande diferença no sabor. A carne-de-sol é ligeiramente salgada e depois colocada para secar em local coberto e ventilado. O processo de secagem é rápido e o interior da carne fica úmido e macio. Já a carne seca leva mais sal e é empilhada em locais secos para sua desidratação. Após a secagem da carne ela é estendida em varal ao sol para completar sua desidratação. A carne seca é bem mais salgada se comparada com a carne-de-sol.
  7. 7. ORIGENS: PROCESSO PRÉ-HISTÓRICO, TÉCNICA DE PRODUÇÃO NÃO- INDÍGENA,MAS EUROPÉIA. ESTES CONSERVAVAM OS ALIMENTOS, JÁ OS ÍNDIOS SENDO POVOS NÔMADES EM SUA GRANDE MAIORIA, NÃO FAZIAM USO DESSAS TÉCNICAS.
  8. 8. CLASSIFICAÇÃO: -CARNE-DE-SOL:PRODUZIDA EXCLUSIVAMENTE NO SEMI- ÁRIDO NORDESTINO -CARNE SECA: LEVA MAIS SAL E PASSA MAIS TEMPO “EXPOSTA AO SOL” -CHARQUE E FRESCAL: FABRICADO GERALMENTE EM INDÚSTRIAS E CONSUMIDO BASTANTE NA REGIÃO SUL DO BRASIL
  9. 9. Mesmo com o avanço da refrigeração, associado com as indústrias de larga escala que operam com instalações higiênicas e modernos equipamentos produzindo carnes salgadas, a carne-de-sol não está fadada a desaparecer, pois garantiu ao longo de décadas consumidores fiéis às suas características peculiares.
  10. 10. Apesar do nome “carne-de-sol”, ela é raramente exposta ao sol no processo de desidratação; ao contrário ela é deixada em locais cobertos e bem ventilados, permitindo uma secagem gradual e controlada. Portanto o antigo nome “carne-do-vento” expressaria melhor o processo pelo qual a carne-de-sol é preparada.
  11. 11. De produto consumido regionalmente e usado em poucas receitas a carne-de- sol hoje alcançou grande visibilidade sendo consumido praticamente em todo o território nacional em inúmeras receitas, podendo ser encontrada inclusive nos grande centros, como São Paulo e Rio de Janeiro, nas residências e restaurantes inclusive fora do restrito círculo de comidas típicas.

×