Pioneirismo e
Empreendedorismo
Prof. Adm. Márcio A dos Santos Esp.
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL
O acumulo de capitais, a lei
dos cercamentos, as fontes
de energias naturais, e as
inovações técnicas, foram
essenciais pa...
Reserva
de
energia
Cercamentos
Inovação
Acumulo
de
Capitais
Pioneirismo
Inglês
Foi a partir das estradas de ferro que as
ações de investimento e o ramo de
seguros se tornaram populares.
- Desbravamento...
Em 1871, a Inglaterra era a
maior potência econômica
mundial. Em 1865, John D.
Rockefeller (1839-1937) funda
a Standard Oi...
Logo apareceram os gerentes profissionais, os
primeiros organizadores que se preocupavam
mais com a fábrica do que com ven...
Tanto a GE como a Westinghouse adotaram o sistema
organizacional funcional distribuído em 4 (quatro)
departamentos distint...
Entre 1880 e 1890, as indústrias passaram a controlar as
matérias-primas através de seus departamentos de compras,
Adquiri...
Assim como que “nem tudo que reluz é ouro”, a velha
estrutura funcional começou a emperrar, dando espaço
para a inovação e...
Entre 1890 e 1900, ocorreu uma onda de fusões de
empresas - a mais famosa foi a criação da U. S. Steel
Corporation, um neg...
Um dos empreendedores da época, Gustavus Swift, o
pioneiro da indústria frigorífica, criou uma estratégia que
consistia em...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pioneirismo e empreendedorismo na Revolução Industrial

208 visualizações

Publicada em

Influencia do pioneirismo e empreendedorismo na R.I.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
208
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pioneirismo e empreendedorismo na Revolução Industrial

  1. 1. Pioneirismo e Empreendedorismo Prof. Adm. Márcio A dos Santos Esp. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL
  2. 2. O acumulo de capitais, a lei dos cercamentos, as fontes de energias naturais, e as inovações técnicas, foram essenciais para o pioneirismo inglês. O primeiro motivo seria o acúmulo de capitais que a Inglaterra havia alcançado pelo monopólio comercial durante a Expansão Marítima europeia, desde o século XVII, a Inglaterra implantou uma política Mercantilista de acúmulo de metais preciosos (ouro e prata) oriundos de suas colônias e também das colônias portuguesa e espanhola. O Mercantilismo inglês colocou a economia em crescimento.
  3. 3. Reserva de energia Cercamentos Inovação Acumulo de Capitais Pioneirismo Inglês
  4. 4. Foi a partir das estradas de ferro que as ações de investimento e o ramo de seguros se tornaram populares. - Desbravamento de territórios - Urbanização - Necessidade de Habitação - Alimentação - Roupa - Luz - Aquecimento Consumo direto
  5. 5. Em 1871, a Inglaterra era a maior potência econômica mundial. Em 1865, John D. Rockefeller (1839-1937) funda a Standard Oil. Em 1890, Carnegie funda o truste de aço, ultrapassando rapidamente a produção de toda a Inglaterra. Swift e Armour formam o truste das conservas. Guggenheim forma o truste do cobre e Mello, o truste do alumínio. Logo a seguir, teve início a integração vertical nas empresas.
  6. 6. Logo apareceram os gerentes profissionais, os primeiros organizadores que se preocupavam mais com a fábrica do que com vendas ou compras. Modelos iniciais de uma administração estrutural, porém centrada nos cuidados físicos e rotineiros. Até essa época, os empresários achavam melhor ampliar sua produção do que organizar uma rede de distribuição e vendas. Na década de 1880, a Westinghouse e a General Electric dominavam o ramo de bens duráveis e criaram organizações próprias de vendas com vendedores treinados, dando início ao que hoje denominamos "marketing".
  7. 7. Tanto a GE como a Westinghouse adotaram o sistema organizacional funcional distribuído em 4 (quatro) departamentos distintos: 1 2 3 4 Pg 39 Os custos das várias unidades precisavam ser reduzidos por meio da criação de uma estrutura funcional que coordenasse fabricação, engenharia, vendas e finanças para reduzir os riscos de flutuação do mercado. Lucro e Racionalização
  8. 8. Entre 1880 e 1890, as indústrias passaram a controlar as matérias-primas através de seus departamentos de compras, Adquirindo firmas fornecedoras Controlando distribuição E vender diretamente ao seu varejista e consumidor Procurava-se maior eficiência em produção, compra, distribuição e vendas
  9. 9. Assim como que “nem tudo que reluz é ouro”, a velha estrutura funcional começou a emperrar, dando espaço para a inovação e a criatividade, dessa forma, surge a empresa integrada e multidepartamental. Economia de escala Produtores de bens HOLDING Pg 39
  10. 10. Entre 1890 e 1900, ocorreu uma onda de fusões de empresas - a mais famosa foi a criação da U. S. Steel Corporation, um negócio de bilhões de dólares - como meio de utilização racional das fábricas e de redução de preços. Uma dessas estratégias de dominação do mercado foi a eliminação de intermediários, ou seja, deixando de depender dos atacadistas o produto final chega mais barato ao consumidor final.
  11. 11. Um dos empreendedores da época, Gustavus Swift, o pioneiro da indústria frigorífica, criou uma estratégia que consistia em: consolidar a fabricação, avançar para a distribuição própria e voltar atrás até o controle da matéria-prima. Todos os pioneiros da indústria manufatureira como Willian Clark da Singer seguiram os passos de Swift na sistematização de seus impérios industriais.

×