Dor NeuropáTica

58.573 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
58.573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
154
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dor NeuropáTica

  1. 1. Dor Neuropática
  2. 2. Dor <ul><li>Conceito da International Association for the Study of Pain : </li></ul><ul><ul><li>“ Uma experiência sensorial e emocional desagradável, associado a uma lesão tecidual atual ou potencial, ou descrita em termos de tais lesões.” </li></ul></ul>
  3. 3. Dor nociceptiva Dor neuropática
  4. 4. Dor Neuropática <ul><li>Definição IASP: </li></ul><ul><ul><li>“ Dor iniciada ou causada por uma lesão primária do Sistema Nervoso.” </li></ul></ul>
  5. 8. Alodínea <ul><li>Conceito da IASP </li></ul><ul><ul><li>“ Dor provocada por um estímulo normalmente não doloroso.” </li></ul></ul>
  6. 9. Descritores da dor <ul><li>Queimação </li></ul><ul><li>Choque </li></ul><ul><li>Formigamento </li></ul><ul><li>Adormecimento </li></ul>
  7. 10. O Exame Neurológico <ul><li>Força muscular </li></ul><ul><li>Sensibilidade </li></ul><ul><ul><li>Tátil </li></ul></ul><ul><ul><li>Térmica – Calor e frio </li></ul></ul><ul><ul><li>Dolorosa </li></ul></ul>
  8. 12. Principais dores neuropáticas na prática clínica
  9. 13. Neuropatia por Trauma <ul><li>Fraturas </li></ul><ul><li>Lesões de Plexo Braquial </li></ul><ul><ul><li>Acidentes motociclísticos </li></ul></ul><ul><li>Síndrome Compartimental </li></ul><ul><ul><li>Nervo fibular </li></ul></ul>
  10. 14. Radiculopatias <ul><li>Compressão das raízes da Lombar e Cervical </li></ul><ul><li>Perda de força muscular e sensibilidade, além da dor </li></ul>
  11. 15. Polineuropatias periféricas <ul><li>Causas mais comuns </li></ul><ul><ul><li>Diabetes </li></ul></ul><ul><ul><li>Álcool </li></ul></ul><ul><ul><li>Carenciais (B12) </li></ul></ul>
  12. 16. Neuralgia pós-herpética <ul><li>Infecção por HZV </li></ul>
  13. 17. Neuralgia do Trigêmeo <ul><li>“ Tique doloroso” </li></ul><ul><li>Compressão do gânglio do trigêmeo </li></ul><ul><li>Comumente confundida com dor de dente! </li></ul>
  14. 18. Síndrome Complexa de Dor Regional <ul><li>Mecanismos ainda desconhecidos </li></ul><ul><li>Neuropatia autonômica Simpática associada </li></ul>
  15. 19. Diagnóstico <ul><li>Anamnese e exame físico </li></ul><ul><li>Exames de imagem </li></ul><ul><li>Eletroneuromiografia </li></ul>
  16. 20. Eletroneuromiografia <ul><li>Localização da lesão nervosa </li></ul><ul><li>Gravidade da lesão nervosa </li></ul><ul><li>Prognóstico </li></ul>
  17. 21. Eletroneuromiografia <ul><li>Estudo de velocidade de condução nervosa </li></ul><ul><ul><li>Latência e velocidade de condução </li></ul></ul><ul><li>Eletromiografia de agulha </li></ul><ul><ul><li>Avaliação da junção mioneural </li></ul></ul><ul><ul><li>Sinais de denervação e reinervação </li></ul></ul>
  18. 22. Tratamento
  19. 23. Princípios de Tratamento <ul><li>Restabelecer a função perdida é a prioridade </li></ul><ul><li>Se houver melhora da dor... </li></ul><ul><li>Tratamento multiprofissional </li></ul><ul><ul><li>Médico </li></ul></ul><ul><ul><li>Fisioterapeuta </li></ul></ul><ul><ul><li>Psicólogo </li></ul></ul><ul><ul><li>Terapeuta Ocupacional </li></ul></ul>
  20. 24. Métodos não-medicamentosos <ul><li>Massagem e Estimulação motora </li></ul><ul><ul><li>Dessensibilização usando texturas de tato diferentes </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Do mais leve ao mais grosseiro </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Remover o componente do IMOBILISMO! </li></ul></ul><ul><ul><li>Estimular a recuperação da função perdida </li></ul></ul><ul><li>Readaptar as rotinas do paciente à nova condição crônica </li></ul>
  21. 26. T.E.N.S. – Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation <ul><li>Analgesia por “efeito comporta” </li></ul><ul><li>Corrente elétrica provocando analgesia </li></ul><ul><li>Contra-indicações: </li></ul><ul><ul><li>Gestantes </li></ul></ul><ul><ul><li>Arritmias Cardíacas em uso de marcapasso </li></ul></ul>
  22. 27. Fármacos – Antidepressivos Tricíclicos <ul><li>Amitriptilina, Nortriptilina, Imipramina </li></ul><ul><li>Diminuição da intensidade da dor </li></ul><ul><ul><li>Melhora da função do sistema inibitório descendente </li></ul></ul><ul><ul><li>Bloqueio de canais de sódio </li></ul></ul><ul><ul><li>Agonista de receptores opióides centrais </li></ul></ul><ul><li>Melhora do sono </li></ul><ul><li>Problemas: Ganho de peso e sonolência diurna </li></ul><ul><li>Contra-indicações: Glaucoma, cardiopatias (arritmias) </li></ul>
  23. 28. Fármacos – Antidepressivos Inibidores de Recaptação Dupla (Noradrenalina e Serotonina) <ul><li>Venlafaxina e Duloxetina </li></ul><ul><li>Principal desvantagem = $$$ </li></ul><ul><li>Efeito semelhante aos tricíclicos, sem efeitos de sonolência ou ganho de peso </li></ul><ul><li>Efeitos colaterais: Tontura, náuseas/vômitos (duloxetina) , cefaléia e hipertensão (venlafaxina) </li></ul>
  24. 29. Fármacos - Anticonvulsivantes <ul><li>Carbamazepina, Gabapentina, Lamotrigina, Pregabalina </li></ul><ul><li>Atuam bloqueando os potenciais ectópicos </li></ul><ul><li>Contra-indicações: hepatopatia (carbamazepina) </li></ul><ul><li>Alerta com Lamotrigina – Risco de reações anafiláticas potencialmente fatais </li></ul>
  25. 30. Fármacos – Analgésicos e Anti-inflamatórios <ul><li>Dipirona </li></ul><ul><li>Corticoesteróides </li></ul>
  26. 31. Uso de opióides em dor neuropática <ul><li>Ainda é controverso </li></ul><ul><li>Opióides com ação central </li></ul><ul><ul><li>Tramadol </li></ul></ul><ul><ul><li>Metadona </li></ul></ul><ul><ul><li>Oxicodona? </li></ul></ul>

×