Figuras de linguagem

1.678 visualizações

Publicada em

Figuras de linguagem, figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento, figuras de palavra

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
99
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Figuras de linguagem

  1. 1. Figuras de Linguagem por Marcelo Spalding
  2. 2. Figuras de linguagem são estratégias/recursos que o escritor pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor. São formas de expressão mais localizadas em comparação às funções da linguagem, que são características globais do texto. FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  3. 3. Segundo Mauro Ferreira, a importância em reconhecer figuras de linguagem está no fato de que tal conhecimento, além de auxiliar a compreender melhor os textos literários, deixa-nos mais sensíveis à beleza da linguagem e ao significado simbólico das palavras e dos textos. FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  4. 4. De Som Aliteração Assonância Paronomásia FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra De construção Paralelismo Elipse Zeugma Polissíndeto Inversão Silepse Anacoluto Pleonasmo Anáfora De pensamento Antítese Ironia Eufemismo Hipérbole Prosopopeia Gradação/Clímax Apóstrofe De palavras Metáfora Metonímia Catacrese Perífrase Sinestesia www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  5. 5. Paralelismo sintático: O que se denomina paralelismo sintático é um encadeamento de funções sintáticas idênticas ou encadeamento de orações de valores sintáticos iguais. > Funcionários cogitam nova greve e isolar o governador. > Eu gosto de açaí, mamão e melão. > Ele não só trabalha, mas também é estudante. Em nossas viagens, ouvíamos histórias de todo o tipo: de gente rica, pobre, gente triste, alegre, gente jovem, velha FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  6. 6. elipse: consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto. “Na sala, apenas quatro ou cinco convidados.” (omissão de havia) zeugma: consiste na elipse de um termo que já apareceu antes. Ele prefere cinema; eu, teatro. (omissão de prefiro) polissíndeto: consiste na repetição de conectivos ligando termos da oração ou elementos do período. “ E sob as ondas ritmadas / e sob as nuvens e os ventos / e sob as pontes e sob o sarcasmo e sob a gosma e sob o vômito (...)” FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  7. 7. SONETO LUÍS DE CAMÕES Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói, e não se sente; é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer. É um não querer mais que bem querer; é um andar solitário entre a gente; é nunca contentar-se de contente; é um cuidar que ganha em se perder. É querer estar preso por vontade; é servir a quem vence, o vencedor; é ter com quem nos mata, lealdade. Mas como causar pode seu favor nos corações humanos amizade, se tão contrário a si é o mesmo Amor? Luís de Camões, 1595 http://www.youtube.com/watch?v=AKqLU7aMU7M www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  8. 8. inversão: consiste na mudança da ordem natural dos termos na frase. “De tudo ficou um pouco. Do meu medo. Do teu asco.” silepse: consiste na concordância não com o que vem expresso, mas com o que se subentende, com o que está implícito. A silepse pode ser: • De gênero: Vossa Excelência está preocupado. • De número: Os Lusíadas glorificou nossa literatura. • De pessoa: “O que me parece inexplicável é que os brasileiros persistamos em comer essa coisinha verde e mole que se derrete na boca.” FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  9. 9. anacoluto: consiste em deixar um termo solto na frase. Normalmente, isso ocorre porque se inicia uma determinada construção sintática e depois se opta por outra. A vida, não sei realmente se ela vale alguma coisa. pleonasmo: consiste numa redundância cuja finalidade é reforçar a mensagem. “E rir meu riso e derramar meu pranto.” anáfora: consiste na repetição de uma mesma palavra no início de versos ou frases. “ Amor é um fogo que arde sem se ver; / É ferida que dói e não se sente; / É um contentamento descontente; / É dor que desatina sem doer” FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  10. 10. http://www.youtube.com/watch?v=Qbm2w_T4laYwww.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  11. 11. aliteração: consiste na repetição ordenada de mesmos sons consonantais. “Esperando, parada, pregada na pedra do porto.” assonância: consiste na repetição ordenada de sons vocálicos idênticos. “Sou um mulato nato no sentido lato mulato democrático do litoral.” paronomásia: consiste na aproximação de palavras de sons parecidos, mas de significados distintos. “Eu que passo, penso e peço.” FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  12. 12. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  13. 13. Atrás Da Porta | Chico Buarque Quando olhaste bem nos olhos meus E o teu olhar era de adeus Juro que não acreditei Eu te estranhei Me debrucei Sobre teu corpo e duvidei E me arrastei e te arranhei E me agarrei nos teus cabelos Nos teus pêlos Teu pijama Nos teus pés Ao pé da cama Sem carinho, sem coberta No tapete atrás da porta Reclamei baixinho Dei pra maldizer o nosso lar Pra sujar teu nome, te humilhar E me vingar a qualquer preço Te adorando pelo avesso Pra mostrar que inda sou tua Só pra provar que inda sou tua… aliteração assonância paronomásia www.youtube.com/watch?v=35FPZR24djg&feature=player_embedded rasdespidas.wordpress.com/2007/07/19/chico-buarque-atras-da-porta/ www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  14. 14. metáfora: empregar um termo com significado diferente do habitual, com base numa relação de similaridade entre o sentido próprio e o sentido figurado. A metáfora implica, pois, uma comparação em que o conectivo comparativo fica subentendido. “Meu pensamento é um rio subterrâneo.” metonímia: como a metáfora, uma palavra que usualmente significa uma coisa passa a ser usada com outro significado. A metonímia explora sempre alguma relação lógica entre os termos. Não tinha teto em que se abrigasse. (teto em lugar de casa) FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  15. 15. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  16. 16. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  17. 17. catacrese: ocorre quando, por falta de um termo específico para designar um conceito, torna-se outro por empréstimo. O pé da mesa estava quebrado. antonomásia ou perífrase: consiste em substituir um nome por uma expressão que o identifique: ...os quatro rapazes de Liverpool (em vez de os Beatles) sinestesia: trata-se de mesclar, numa expressão, sensações percebidas por diferentes órgãos do sentido. A luz crua da madrugada invadia meu quarto. FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra http://www.youtube.com/watch?v=YGWBiTAHVPQ&feature=related www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  18. 18. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  19. 19. antítese: consiste na aproximação de termos contrários, de palavras que se opõem pelo sentido. “Os jardins têm vida e morte.” ironia: é a figura que apresenta um termo em sentido oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou humorístico. “A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças.” eufemismo: consiste em substituir uma expressão por outra menos brusca; em síntese, procura-se suavizar alguma afirmação desagradável. Ele enriqueceu por meios ilícitos. (em vez de ele roubou) FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  20. 20. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  21. 21. Gestor de Impressão Múltipla - Balconista de fotocópias Hair Designer - Barbeiro/Cabeleireiro Diretor Criativo de Refacção dos Recursos Têxteis - Costureiro Assistente de Higiene e Bem-Estar - Empregada de limpeza Promotor de Calçado Luzente - Engraxate Assessor de Orientação de Tráfego em Situação de Imobilidade - Flanelinha Perito em Fixação Gráfica Instantânea - Fotógrafo Técnico de Logística Alimentar - Garçom Guia de Orientação e Absolvição - Padre Orador Especializado para Grupos de Atenção Variável - Professor Assessora de Lazer e Procedimentos Genitais - Prostituta Profissional Liberal de Locomoção de Recursos Humanos - Taxista Consultor Especialista para Assuntos Visuais - Vidente www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  22. 22. hipérbole: trata-se de exagerar uma idéia com finalidade enfática. Estou morrendo de sede. (em vez de estou com muita sede) prosopopéia ou personificação: consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados. O jardim olhava as crianças sem dizer nada. gradação ou clímax: é a apresentação de idéias em progressão ascendente (clímax) ou descendente (anticlímax) “Um coração chagado de desejos / Latejando, batendo, restrugindo.” apóstrofe: consiste na interpelação enfática a alguém (ou alguma coisa personificada). “Senhor Deus dos desgraçados! Dizei-me vós, Senhor Deus!” FIGURAS DE LINGUAGEM De som | De construção | De pensamento | De palavra www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  23. 23. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  24. 24. http://www.youtube.com/watch?v=ZBwjT-3t2O8 http://www.youtube.com/watch?v=W1Oy9wF_BLQ http://www.youtube.com/watch?v=_d94WJj6OWQ www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  25. 25. www.cursosdeescrita.com.br direção do Prof. Dr. Marcelo Spalding

×