Genética de populações

211 visualizações

Publicada em

...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Genética de populações

  1. 1.  Mudanças da composição gênica de uma população ao longo das gerações;  Essas mudanças podem ser provocadas por fatores como seleção natural, deriva genética e migração;  Elas refletem variações nas frequências dos genes distribuídos na população, ao longo do tempo;  Essas mudanças chama-se microevolução;
  2. 2.  População é um conjunto de indivíduos que ocupam determinada área em certo tempo;  População Mendeliana é aquela que pode ser entendida como um conjunto de indivíduos que se reproduzem sexuadamente e que compartilham um conjunto gênico comum, geralmente legado a seus descendentes.
  3. 3.  N – nº de indivíduos;  Alelos – A e a;  Genótipos – AA, Aa ou aa Cálculo – f(A) = p; f(a) = q, então: f(AA) = p², f(Aa) = 2pq e f(aa) = q² p²+2pq+q²
  4. 4.  Para que nasça um indivíduo com esse genótipo, é necessário que um espermatozóide A fecunde um óvulo A que é igual a p². Faça-se o mesmo para q = aa que é igual a q² e para nascer um heterozigoto é necessário o encontro de um espermatozóide A com um óvulo a ou vice-versa.  Esse é o princípio Hardy-Weinberg.
  5. 5.  Avalia a frequência de determinado alelo em certo instante, que podem ser feitas de tempos em tempos e qualquer modificação na frequência dos alelos ou dos genótipos acaba sendo um indício de que a população sofreu evolução. Os fatores causadores podem ser seleção, migração ou mutação.
  6. 6.  Para esse princípio ser válido e haver equilíbrio nas populações, são necessários: A população deve ser suficientemente grande; Os cruzamentos devem ocorrer ao acaso (pan-mixia); Não pode haver seleção natural; Não pode haver mutações; Não pode haver migrações
  7. 7. 1. Considere que a capacidade de enrolar a língua em “U” é determinada por um alelo dominante R. Imagine que, numa população de 1000 indivíduos, 51% das pessoas enrolam a língua (RR e Rr), enquanto 49% não são capazes disso (rr). Admitindo-se que essa população esteja em equilíbrio de HW, pergunta-se: a) Qual é a frequência dos alelos R e r? b) Qual é o número esperado de heterozigotos nessa população?
  8. 8. a) f(RR) = p², f(Rr) = 2pq e f(rr) = q² f(rr) = q² = 0,49 : q = √0,49 = 0,7 = f(r), assim nessa população, temos: f(R) = 0,3 e f(r) = 0,7 b) Com os valores de p e q, vamos aos genótipos: RR = p², Rr = pq e rr = q², onde: p² = 9%, pq = 42% e q² = 49%, assim a frequência de heterozigotos na população é de 42%.

×