QUAL A DIFERENÇA ENTRE: UMBANDA, KARDECISMO ECANDOMBLÉ?
HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAORIGEM DA UMBANDA – 15 DE NOVEMBRO DE 1908.ZÉLIO DE MORAES E O CABOCLO DAS SETE ENC...
HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAZélio foi encaminhado para um psiquiatra, que era seu próprio tio diretor de umHosp...
HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADASr. José: Quem é você que ocupa o corpo deste jovem?.O espírito: Eu? Eu sou apenas ...
HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAPor que não podem nos visitar estes humildes trabalhadores do espaço, se apesar de ...
“Se Jesus veio ao planeta Terra na humilde manjedoura, não foi por acaso, não. Foi o Pai que assim o determinou. Que onasc...
Video aula
Video aula
Video aula
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Video aula

922 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
922
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Video aula

  1. 1. QUAL A DIFERENÇA ENTRE: UMBANDA, KARDECISMO ECANDOMBLÉ?
  2. 2. HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAORIGEM DA UMBANDA – 15 DE NOVEMBRO DE 1908.ZÉLIO DE MORAES E O CABOCLO DAS SETE ENCRUZILHADAS.A primeira manifestação de Umbanda, sem influência kardecista e nem deCandomblé, com registro histórico é a do "Caboclo Sete Encruzilhadas" em seu médiumZélio Fernandino de Moraes, 15 de Novembro de 1908. Assim como a "Tenda NossaSenhora da Piedade” fundada por Zélio é o primeiro templo de Umbanda registrado noBrasil.Por isso os fatos que ali aconteceram são de fundamental importância a todosnós, como fatos que marcam profundamente o nascimento da Umbanda no planomaterial. Lembrando a todos que a UMBANDA era praticada anterior a essa data, poismesmo nosso queridos Índios já cultuavam essa maravilhosa religião, com seus cultospara seus Deuses da Natureza.Em 1908, aos 17 anos, foi quando fatos estranhos começaram a acontecer navida dele. Em alguns momentos Zélio era visto falando manso, com a postura de umvelho, em sotaque diferente de sua região, dizendo coisas aparentementedesconexas, em outros momentos parecia um felino lépido edesembaraçado, mostrando conhecer todos os mistérios da natureza. Isso logo chamoua atenção da família, os "ataques" se tornaram cada vez mais frequentes.
  3. 3. HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAZélio foi encaminhado para um psiquiatra, que era seu próprio tio diretor de umHospício, ficou vários dias em observação sendo que não foi diagnosticado nenhum tipo dedoença que a literatura médica pudesse explicar, então solicitando o encaminhamento de Zélioa um Padre, também tio do mesmo, pois acharam que tais fenômenos eram problemasdemoníacos que somente com exorcismo iriam resolver, não havendo êxito também no ritualde exorcismo, pois as manifestação eram progressivas ao Zélio.Após algum tempo, Zélio foi tomado por uma paralisia, a qual os médicos nãoconseguiam entender.Um belo dia Zélio levantou-se de seu leito e disse “Amanha estarei curado” e no diaseguinte o mesmo voltou-se a andar normalmente.Parente e amigos assustados com o acontecimento sugeriram que ele fosse a umaCentro Espirita Kardecista em Niterói RJ, saindo de sua cidade São Gonçalo, foi encaminhado aessa Federação no dia 15 de novembro de 1908 na presença do Sr. José de Sousa, Médium edirigente da casa. Em meio a seus ataques reconhecidos por manifestações mediúnicas foiconvidado pelos Médiuns ali presente a sentar-se a mesa com eles, assim logo em seguidalevantou-se contrariando as normas e culto estabelecidos pela instituição afirmando que alifaltava uma FLOR, saindo da corrente indo até o jardim da instituição apanhou uma rosaBRANCA e colocou ao centro da mesa onde realizava o trabalho.Sr. José Sousa, Médium da casa que possuía também a CLARIVIDÊNCIA, verificou apresença de um espirito manifestado em Zélio e começou a dialogar com ele.
  4. 4. HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADASr. José: Quem é você que ocupa o corpo deste jovem?.O espírito: Eu? Eu sou apenas um caboclo brasileiro.Sr. José: Você se identifica como caboclo, mas vejo em você restos de vestes clericais.O espírito: O que você vê em mim, são restos de uma existência anterior. Fuipadre, meu nome era Gabriel Malagrida, acusado de bruxaria fui sacrificado na fogueira dainquisição por haver previsto o terremoto que destruiu Lisboa em 1755. Mas em minhaúltima existência física Deus concedeu-me o privilégio de nascer como um caboclobrasileiro.Sr. José: E qual é seu nome?O espírito: Se é preciso que eu tenha um nome, digam que eu sou o CABOCLO DASSETE ENCRUZILHADAS, pois para mim não existirão caminhos fechados. Venho trazer aUmbanda uma religião que harmonizará as famílias e que há de perdurar até o final dosséculos.E no desenrolar da conversa Sr. José pergunta ainda se já não existem religiõessuficientes, fazendo inclusive menção ao espiritismo.O espírito: Deus, em sua infinita bondade, estabeleceu na morte, o grandenivelador universal, rico ou pobre poderoso ou humilde, todos tornam-se iguais namorte, mas vocês homens preconceituosos, não contentes em estabelecer diferenças entreos vivos, procuram levar estas mesmas diferenças até mesmo além da barreira da morte.
  5. 5. HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA UMBANDA SAGRADAPor que não podem nos visitar estes humildes trabalhadores do espaço, se apesar de nãohaverem sido pessoas importantes na Terra , também trazem importantes mensagens doalém? Porque o não aos caboclos e pretos-velhos? Acaso não foram eles também filhos domesmo Deus?...Amanhã, na casa onde meu aparelho mora, haverá uma mesa posta a toda equalquer entidade que queira ou precise se manifestar, independente daquilo que haja sidoem vida, todos serão ouvidos, nós aprenderemos com aqueles espíritos que souberem maise ensinaremos aqueles que souberem menos e a nenhum viraremos as costas a nenhumdiremos não, pois esta é à vontade do Pai.Sr. José: E que nome darão a esta Igreja?O espírito: Tenda Nossa Senhora da Piedade, pois da mesma forma que Mariaampara nos braços o filho querido, também serão amparados os que se socorreremda Umbanda.No dia seguinte, na rua Floriano Peixoto, 30 – Neves – São Gonçalo – RJ, próximo das 20:00horas, estavam presentes membros da federação espírita, parentes, amigos, vizinhos e umamultidão de desconhecidos e curiosos. Pontualmente as 20:00 horas o Caboclo das SeteEncruzilhadas incorporou e com as palavras abaixo iniciou seu culto:“Vim para fundar a Umbanda no Brasil, aqui inicia-se um novo culto em que os espíritos depretos velhos africanos e os índios nativos de nossa terra, poderão trabalhar em benefíciosdos seus irmãos encarnados, qualquer que seja a cor , raça, credo ou posição social. Apratica da caridade no sentido do amor fraterno, será a característica principal deste culto”
  6. 6. “Se Jesus veio ao planeta Terra na humilde manjedoura, não foi por acaso, não. Foi o Pai que assim o determinou. Que onascimento de Jesus, o espírito que viria traçar à humanidade o caminho de obter a paz, saúde e felicidade, a humildadeem que ele baixou neste planeta, a estrela que iluminou aquele estábulo, sirva para vós, iluminando vossosespíritos, retirando os escuros da maldade por pensamento, por ações; que Deus perdoe tudo o que tiverdes feito ouas maldades que podeis haver pensado, para que a paz possa reinar em vossos corações e nos vossos lares.Eu, meus irmãos, como o menor espírito que baixou à Terra, mas amigo de todos, numaconcentração perfeita dos espíritos que me rodeiam neste momento, peço que eles sintam a necessidade de cadaum de vós e que, ao sairdes deste templo de caridade, encontreis os caminhos abertos, vossos enfermos curados e asaúde para sempre em vossa matéria. Com o meu voto de paz, saúde e felicidade, com humildade, amor ecaridade, sou e serei sempre o humilde CABOCLO DAS SETE ENCRUZILHADAS.”

×