SAFe - Como escalar algo artesanal?

931 visualizações

Publicada em

Slides sobre como aplicar o SAFe (Scaled Agile Framework) para escalar a adoção de métodos ágeis em grandes empresas.

Publicada em: Negócios

SAFe - Como escalar algo artesanal?

  1. 1. # SAFe # Como escalar algo que é essencialmente artesanal? Manoel Pimentel twitter.com/manoelp
  2. 2. Segunda  Década   de  Agile  
  3. 3. Escalar   Agile?  
  4. 4. Múl$plos  $mes   Obje$vos  estratégicos  comuns     Sincronização  de  diferentes  backlogs   Depedências  entre  $mes/produtos   Necessidade  de  seguir  uma   arquitetura  comum/global.   Governança   Hierarquias   Polí$cas  
  5. 5. O  que  mo7va  a  escala  do  Ágil?   Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações  
  6. 6. O  que  mo7va  a  escala  do  Ágil?   Vamos alterar o Conta Corrente? Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações  
  7. 7. O  que  mo7va  a  escala  do  Ágil?   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações  
  8. 8. Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações   O  que  mo7va  a  escala  do  Ágil?   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   Dependências   Dependências   Dependências   Dependências  
  9. 9. Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações   O  que  mo7va  a  escala  do  Ágil?   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   Dependências   Dependências   Dependências   Dependências   Me   ajuda?   Me   ajuda?   O  Meu  é  mais   importante.   Nem   Pensar!  
  10. 10. Time:  ATM     Time:  Internet  Banking   Time:  Mobile   Time:  Transações   Começando  a  resolver    o  problema   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   “Minha   parte”   Dependências   Dependências   Dependências   Dependências   Integra  as   dependências   Product   Manager  
  11. 11. Integra  e   Sincroniza  as   dependências   Product   Manager   Começando  a  resolver    o  problema  
  12. 12. Release   Management   Começando  a  resolver    o  problema  
  13. 13. Integração  e  Sincronização  na  Release   Release  Planning     Managing  Dependences   Release   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  A   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  B   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  C   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  D   A B CD A B CD A B CD A B CD Inspect  &  Adapt  
  14. 14. Conteúdo  Itera7vo  e  Incremental     Entregas     do  Time  A   Iteração1   Iteração2   Iteração3   Iteração4   Demo  da  Release   Entregas     do  Time  A   Iteração1   Iteração2   Iteração3   Iteração4   Entregas     do  Time  A   Iteração1   Iteração2   Iteração3   Iteração4  
  15. 15. Compilação  de   Ferramentas  
  16. 16. é um framework testado e comprovado disponível publicamente para aplicação ágil em grande escala
  17. 17. SAFe  Case  Studies   ScaledAgileFramework.com/case-­‐studies  
  18. 18. Nível  TIME   ▸  Time multi-disciplinar, empoderado e auto organizado ▸  Entrega valor devidamente testado a cada Iteração ▸  Entrega de valor através de User Stories
  19. 19. Mul7disciplinar  =  Time  Fractal  
  20. 20. Fractal
  21. 21. twiTer.com/jreisstudio  
  22. 22. Organização de múltiplos times ágeis trabalhando de forma integrada e sincronizada para um mesmo objetivo estratégico. Nível  PROGRAMA  
  23. 23. Nível  PORTFÓLIO   ▸  Estratégia centralizada com execução descentralizada ▸  Arquitetura corporativa é figura importante dentro do framework ▸  Métricas objetivas de governança e kaizen ▸  Valor descrito através de épicos de negócios e de arquitetura ▸  Lean Budget (Tempo Fixo, Custo Fixo e Escopo Variável) ▸  Portfólio fluindo num sistema Kanban
  24. 24. hTp://www.slideshare.net/GiulioRoggero/kanban-­‐porWolio-­‐management-­‐a-­‐real-­‐case  
  25. 25. O  coração  do     SAFe  
  26. 26. O Trem é uma forma de organizar múltiplos times que estão desenvolvendo esforços interdependentes em prol de um mesmo objetivo em nível de programa.
  27. 27. Um trem parte de uma estação e chega na próxima estação com um confiável agendamento. Nesse caso, em termos práticos, teremos uma cadência fixa de entregas dos objetivos de negócio.
  28. 28. Essa  cadência  fixa,  em  grandes   empresas,  pode  acontecer  em   tempo  de  release,  não   necessariamente  em  tempo  de   Iterações.  Isso  significa  que  um  ART   pode  ser  composto  pelo  resultado   integrado  de  várias  iterações  e  de   vários  $mes  diferentes.     A  Metáfora  do  Trem  
  29. 29. Release sobre demanda Release Atualização Versão de Demonstração Release Nova Feature Cadência de Desenvolvimento
  30. 30. Scaled     DoD  
  31. 31. Papéis     em  escala  
  32. 32. Papéis   RTE ( Release Train Engineer - Mantêm o programa funcionando de maneira sincronizada. É o responsável pela integração dos processos e funcionamento de métodos ágeis nos times. Product Manager - Faz a gestão dos requisitos em alto nível (Épicos e Features) dentro de um programa e garante a visão integrada das entregas e a sincronização dos backlogs dos diferentes times. System Architect - Guia e suporta as grandes decisões globais dos times do ponto de vista técnico e arquitetural. Também é responsável pela congruência tecnológica das soluções criadas pelos diferentes times.
  33. 33. Release  Planning   Managing  Dependencies   Release   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  A   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  B   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  C   Iteração   Iteração   Iteração   Iteração   Time  D   A B CD A B CD A B CD A B CD Inspect  and  Adapt  
  34. 34. Architectural   Runway  
  35. 35. A r c h i t e c t u r a l   R u n w a y   …  to  support  future   features   Implemented  now   …   Feature   Feature   Feature   Arch  
  36. 36. Current  Stories   Current   Design   Upcoming  features   Arch.   Runway   Emergent  design   Inten7onal  architecture  
  37. 37. Release     Planning  
  38. 38. Release  Planning   Entrada •  Roamap e Visão •  Features prioritarias do Program Backlog Envolvidos •  Membros dos times •  Product Manager/RTE/Sytem Archtect •  Stakeholders Resultados •  Conjunto de Objetivos para o programa e para cada time •  Um plano de entregas e dependêncas entre os times.
  39. 39. Day 1 Agenda Day 2 Agenda Contexto de Negócio Visão do Produto Visão Arquitetural, UX e Práticas de Desenv. Explicação do planejamento entre times Entendimento e planejamento das Histórias Integração dos Planos Discussão sobre Riscos Ajustes no Entendimento e Planejamento das Histórias Integração final dos planos Gestão de Riscos Ajustes finais (se necessário) Retrospectiva da Release Planning 8:00 9:00 9:00 10:30 10:30 11:30 11:30 12:00 13:00 16:00 16:00 17:00 18:00 6:00 8:00 11:00 11:00 12:00 13:00 14:00 14:00 16:00 16:00 17:00 Exemplo  de  Agenda  de  Release  Planning  
  40. 40. Mark  Richards  
  41. 41. Program  Board  
  42. 42. Requisitos  em     escala  
  43. 43. Épico   Features   Histórias  
  44. 44. Épicos  são  inicia$vas  que  tem  impacto   substancial  no  escopo  e  que  por   consequência  precisa  de  um   entendimento  do  potencial  do  ROI  da   implementação.  Do  ponto  de  vista  de   tamanho,  um  épico  precisa  de  mais  de   um  Iteração  para  ser  entregue.   Épicos  
  45. 45. Os  serviços  ou  caracterís$cas   fornecidos  pelo  sistema  que   preencham  necessidades  dos   stakeholders.   Features  
  46. 46. Histórias   Cartão   Conversa   Confirmação  
  47. 47. Histórias  de   Usuário   Feature   Épico  
  48. 48. Histórias  de   Usuário   Feature   Épico  
  49. 49. Feature Teams Accounts   Bill  Pay   Transfers   Cash  Back  
  50. 50. Épicos   Time Ágil Feature História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração Release Time Ágil Feature História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração Release Feature História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração Release Feature História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração História de Usuário História de Usuário História de Usuário História de Usuário Iteração Release
  51. 51. Métricas  
  52. 52. Finalizando  
  53. 53. 1.  Code Quality 2.  Program execution 3.  Alignment 4.  Transparency Core  Values  
  54. 54. “He's  the  hero  Gotham   deserves,  but  not  the   one  it  needs  right  now.”  
  55. 55. Thanks!   manoel@adaptworks.com.br             twieer.com/manoelp   infoq.com/br/interviews/Visao-­‐Geral-­‐do-­‐SAFe      

×