Casa Das Bengalas

9.403 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
192
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Casa Das Bengalas

  1. 1. Projecto Individual de Leitura<br /> Escola Manoel de Oliveira<br /> Ano Lectivo 2009/2010<br />Professora Lisete Rainha<br /> Realizado por Sara Matilde nº 23 7ºC<br />
  2. 2. A Casa das Bengalas<br />Oavô Henrique era um pouco preguiçoso, principalmente no que diz respeito a tomar banho. “ Ou vai ou racha “, dizia ele. <br />Tinha sempre provérbios na ponta da língua. Era uma pessoa dura por fora, mas carinhosa e sensível por dentro, levava sempre com ele o retrato da sua falecida esposa.<br />O avô Henrique vivia em Torna-Ó-Rego, e ficou viúvo, perdeu a sua companheira de sempre, dos maus e dos bons momentos. Foi aí que começaram os seus problemas. <br />Para além do sentimento de perda, de tristeza, ele tornou-se um homem só, pois a sua filha morava longe, em Gaia, com o filho e o marido, e raramente ia visitá-lo. A filha, a D. Sibilina, sua filha, gostava muito do pai e resolveu levá-lo para viver com ela, mas as coisas não correram muito bem, porque houve um certo conflito entre gerações. <br />
  3. 3. O avô, habituado a uma aldeia, aos cheiros da manhã, e o palrear dos pássaros, sentiu-se completamente deslocado ao ver-se dentro de quatro paredes, e, ainda por cima teve de utilizar o elevador, deste o qual não tinha conhecimento nenhum.<br />O genro e o neto, Tião, também não ajudavam nada, com as suas lamúrias, visto que sentiam a sua privacidade invadida. O neto sente que a presença do avô tirou-lhe alguma atenção da parte da mãe.<br />Tudo isto afectou o sistema nervoso de D. Sibilina, que andava numa pilha de nervos e stressada, dividida entre o amor que sente pelo pai e os problemas e discussões que começava a ter em casa.<br />A Casa das Bengalas<br />
  4. 4. A Casa das Bengalas<br />O grande desejo do avô era voltar para a sua terra, mas depois que a sua vizinha e amiga Custódia faleceu, o velho deixou de ter condições para viver sozinho, acabando por ir para um lar de idosos.<br />Uma das partes mais emocionantes deste conto, foi quando o avô Henrique pediu ao neto que lhe levasse uns pezinhos de violeta, para os plantar. As violetas deviam trazer-lhe recordações da sua terra, e de Laurinda, apesar de no conto o avô dizer que as violetas avisavam os homens que estavam ali de passagem. <br />Este conto acaba com o avô a ir para o lar de idosos em Torna-Ó-Rego, contrariado, apesar que ao longo do tempo foi-se habituando.<br />
  5. 5. A Casa das Bengalas<br />A minha conclusão deste livro é que o autor, António Mota, retrata a vida de todos, ou a maioria dos idosos. <br />A nossa geração, deve contribuir para um mundo melhor, onde todas as pessoas tenham os mesmos direitos, os mesmos tratamentos, o mesmo carinho, tanto das famílias como de amigos. António Mota, é um grande escritor, e espero que continue com o bom trabalho.<br />

×