Sociedade de Mediação
         Imobiliária, Lda          Ano XXII
         Licença n.º 1736 - AMI    N.º 679
  Av. 25 de A...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
  10


    Casal Comba                                                              ...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
 12

    Grupo das Majoretes da Mealhada


    “Um dia gostava de formar um novo gru...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
14


 Campeonato Nacional de Marcha

 Melhores marchadores nacionais podem ficar
 ap...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
  16


                                                                             ...
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008

3.463 visualizações

Publicada em

Versão integral da edição n.º 679 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 20.02.2008.
Visite o site do “Jornal da Mealhada”, em http://www.jornaldamealhada.com

Não se esqueça de que pode ver o documento em ecrã inteiro, bastando para tal clicar na opção “full” que se encontra no canto inferior direito do ecrã onde visualiza os slides.
Também pode descarregar o documento original. Deve clicar em “Download file”. É necessário que se registe primeiro no slideshare. O registo é gratuito.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.463
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da Mealhada - n.º 679 – 20.02.2008

  1. 1. Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda Ano XXII Licença n.º 1736 - AMI N.º 679 Av. 25 de Abril n.º 7 Preço: 0,60 euros 3050-334 Mealhada www. .com 966 047 177 964 206 118 231 202 387 Director: Nuno Castela Canilho Fax: 231 205 666 Director-adjunto: Afonso Simões Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 Câmara da Mealhada Eleições no PSD da Mealhada Burlões fazem-se passar Já se contam por funcionários Página 7 espingardas! Cidadão e Instituição do Ano Lions distinguem Padre Abílio Simões e AJCL Página 13 - Carlos Marques é candidato a líder Majoretes da Mealhada - César Carvalheira diz-se o candidato do consenso Carvalheira alheir Ainda desfilam - Jacinto Silva apoia César Carvalheira Jacint Silva saudades do grupo - João Pires aguarda desenvolvimentos fundado em 1971 - Breda Marques garante não ser candidato Breda Marques arque Página 12 Campeonato Nacional de Marcha na Mealhada, a 1 de Março Melhores, na Mealhada, antes de seguirem para Pequim Páginas 2 14 3 Página e Restaurante quot;O Leitãozinhoquot; SANTA LUZIA - Telefone e fax : 239 918 110 ANTA LUZIA Tele elef fa Venha saborear este especial prato de COM MÚSICA AO VIVO (CONJUNTO SERENO & SERENATA) Festival de Marisco
  2. 2. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 10 Casal Comba Luso Presidente da direcção ACIM reuniu com da APPACDM foi investigado comerciantes do Luso e aguarda os resultados D evido às preocupações que os comerciantes e hoteleiros do Luso têm manifestado publicamente, a direcção da Associação Comercial e Industrial da Mealhada (ACIM), reuniu com os comerciantes e hoteleiros, e escreveu ao presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Carlos Cabral, para que interceda junto da U ma equipa de técnicos da Procuradoria-Geral da República (PGR), do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e da Segurança Social investigaram, na semana passada, a Associação Sociedade Água de Luso (SAL) no sentido de levar a empresa a cumprir Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Anadia, instituição que aquilo que está acordado no contrato de concessão de exploração de tem uma delegação em Casal Comba. Em causa estarão denuncias de corrupção na liderança da instituição. água. quot;A Câmara deve assumir uma posição enérgica e activa junto da SAL”, afirmou a ACIM em comunicado à imprensa. Segundo Acácio Lucas, presidente da direcção da instituição, e principal visado das denuncias: “Tudo “Este é um assunto de capital importância, em relação ao qual não começou na passada sexta-feira, 8 de Fevereiro, quando houve uma denúncia, feita por carta, a um pode haver mais adiamentos. Pensamos que cabe à Câmara Municipal órgão de comunicação social, onde são feitas acusações muito graves, de corrupção, dirigidas ao presidente da Mealhada esclarecer publicamente algumas das informações que da instituição”. Acácio Lucas pretende fazer uma queixa-crime ao Ministério Público e “pedir a maior vêm sendo avançadas por responsáveis da SAL, na comunicação indemnização possível aos autores da carta anónima”. social”, refere o presidente da direcção da ACIM, Carlos Pinheiro na A PGR, a IEFP e a Segurança Social mantiveram uma equipa de técnicos a investigar a APPACDM de carta ao presidente da Câmara da Mealhada. Carlos Pinheiro Anadia desde segunda-feira, 11 de Fevereiro, a quarta-feira, 13. “Durante os três dias, a equipa andou a acrescentou ainda: “Estamos perante uma situação que exige, da parte investigar, teve acesso a todos os papéis da instituição. Nessa carta acusaram-me de que as contas do do executivo, uma atitude enérgica e activa. A ACIM está naturalmente telemóvel da minha filha são pagas com o dinheiro da instituição. Isto é mentira, até porque o telemóvel solidária com a luta dos comerciantes e empenhada em manter o da minha filha é de uma rede e todos os telemóveis da instituição são de outra rede. Também puderam assunto na ordem do dia, a bem do comércio local e do nosso turismo”. ver recibos da marca do meu automóvel, que provam que as revisões são feitas com o meu dinheiro e não RSG com o dinheiro da associação. Também puderam comprovar que o meu filho, apesar de deficiente mental, fisicamente consegue fazer de tudo. Ele trabalha na jardinagem, na área da cerâmica, colabora nos Comerciantes e industriais ameaçam tratamentos de cavalos e em toda a manutenção dos espaços exteriores da instituição. É mentira que o impugnar contrato de concessão meu filho receba uma pensão da Segurança Social. Ele recebe um ordenado, por ser funcionário da instituição, que foi legitimado pela IEFP, num programa intitulado Incentivos à Integração de Pessoas da água e das Termas de Luso com Deficiência”, afirmou o presidente da direcção da APPACDM de Anadia ao Jornal da Mealhada. Acácio Lucas acrescentou ainda: “Neste momento, vamos aguardar os resultados da auditoria que foi E se a SAL perdesse a feita pela Segurança Social para depois irem para o Ministério Público. Eu pedi para serem rápidos porque quero ver a situação esclarecida, rapidamente”. Acerca dos autores da carta anónima, Acácio Lucas garantiu: “O documento foi escrito por funcionários concessão da Água do Luso? da instituição, mas não posso acusar ninguém sem ter certezas. A justiça serve para descobrir se as Rectificação acusações são ou não verdadeiras, mas também para descobrir quem foram os autores da carta”. N uno Alegre, hoteleiro do Luso, ao Jornal da Mealhada, “Vou aguardar os resultados da investigação para fazer uma queixa-crime. Vou pedir a maior solicitou o seguinte esclarecimento: As afirmações que indemnização que a justiça me permita fazer, uma em meu nome e outra em nome da instituição, por proferiu no texto que publicámos na passada semana foram difamação, injúrias e atentados à minha honra. Isto que fizeram não se faz, é indigno e de uma crueldade dadas a título pessoal e não enquanto representante do grupo de desumana. Afectou-me a mim, à minha família e todos os funcionários da instituição”, concluiu o presidente comerciantes e industriais do Luso que ponderam impugnar o contrato de concessão à Sociedade da Água de Luso da água e Termas de Luso. da direcção da APPACDM. Asseverou Nuno Alegre que a sua opinião, no texto publicado, é pessoal Mónica Sofia Lopes e não veicula o resto do grupo. 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 Pensão Astória 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 FAÇA-SE ASSINANTE 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 LUS O 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 Restaurante O Selas 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 DO JORNAL DA MEALHADA! Confeccionamos 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 Contacto: 231 939 182 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 Mande-nos o seu nome e morada, junte a importância de 15 euros, por doces tradicionais 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 cheque ou vale dos CTT, para: Apartado 30 - 3050 MEALHADA - tel e fax: 231 203 167 Sim! Nós existimos. Nome............................................................................................................................................................................................. E-N OS ...................................................................................................................................................................................................... Somos, VISIT Morada........................................................................................................................................................................................... ANFERLUX - Electrodomésticos, Ld.ª ...........................................................................................................Telem:................................................................................. E-mail: jornaldamealhada@mail.telepac.pt ARMAZENISTAS www.jornaldamealhada.com Temos os melhores preços nas marcas que distribuímos: ARISTON, INDESIT, Whirlpool, IGNIS, VULCANO, GRUNDIG, House Line, ROWENTA, KRUPS, TEFAL, entre outras. Com garantia de 2 anos LOCAL DE VENDA do Jornal da Mealhada na Pampilhosa PAPELARIA MARIA DA CONCEIÇÃO DIREITO Vendas ao público C/pequenos toques LOCAL DE VENDA DO Jornal da Mealhada Em Grada - Anadia telf - 231 209 800 no Luso PAPELARIA S. JOÃO PAPELARIA S.
  3. 3. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 11 Concelho da Mealhada Acácias, consideradas praga infestante, poderão estar a prejudicar a floresta P or todo o concelho da Mealhada podemos verificar a plantadas no litoral português para segurar as areias, existência de um número exagerado de acácias, consolidar e estabilizar as dunas e manter o avanço do árvore também conhecida por mimosa, que aparece mar, e também para florestar as montanhas”, disse João Silva, por todo o lado apresentando umas pequenas flores lusense e técnico do Instituto de Conservação da Natureza. amarelas, e que poderão estar a prejudicar as árvores Com o passar do tempo verificou-se que esta árvore originais, autócnes de Portugal. A infestação de acácias é poderia trazer outros problemas. “Esta é uma árvore que maior junto às estradas, aos caminhos, às zonas onde tem um desenvolvimento extremamente rápido e tem uma caíram árvores e ficaram clareiras, nos terrenos de culturas forma de dispersão elevada. Ou seja, tem um grande e nas áreas assoladas por incêndios florestais. A Serra do número de sementes que têm uma taxa germinação Buçaco, é um bom exemplo da proliferação da espécie. E bastante elevada, ao contrário de algumas árvores como esta espécie infestante já chegou ao muro da cerca do o castanheiro, por exempo. As acácias também se espadem Buçaco... a partir da raiz”, explicou João Silva. A acácia, de origem australiana, terá sido trazida para “A acácia como povoadora é excelente, mas, a partir de a Europa pelos primeiros viajantes ingleses que gostaram determinada altura, torna-se uma invasora. Ela substitui da flor amarela da acácia mimosa para ornamentar os as plantas autóctones, não permitindo que elas subsistam, seus jardins, nessa altura a proliferação da espécie era para ela própria subsistir. No caso de esta árvore ser normal e controlada. Esta árvore adaptou-se ao clima, uma cortada, vai rebentar com mais força e na zona onde foi vez que se adapta extremamente bem a todo o tipo de clima, cortada nascerão mais rebentos. Acácia é sem duvida uma seja a locais com climas muito húmidos a semi-húmidos, árvore com grande adaptação”, afirmou o técnico do ICN. a florestas tropicais mais frias ou florestas mais húmidas, Para combater a acácia, o João Silva disse: “Em zonas mas também é uma espécie muito resistente à secura. em que a acácia não esteja expandida, como é o exemplo Adapta-se bem a diferentes espessuras de solo e aprecia a de algumas áreas na Serra do Buçaco, é possível combater luz, apesar de ser tolerante à sombra. a acácia com a própria acácia, isto é, existindo uma Numa altura em que muitos especialistas consideravam mancha que está dominada por acácias, o que se deve que Portugal precisava de ser reflorestado, “houve várias fazer é cortar algumas e deixar outras de maneira a que as iniciativas de sementeira das acácias. Era preciso uma copas possam abrir fazendo com que a luz do sol não árvore que crescesse rapidamente. As acácias foram penetre e as mais pequenas não apanhem luz, impedindo também que as sementes germinem”. Para combater a propagação das acácias é melhor deixar as acácias, não GRES Batuque as cortando. Assim, uma boa parte destas árvores vai desaparecendo. Neste meio tempo devem ser plantadas outras árvores, espécies da nossa flora que sejam menos Há vinte anos a desfilar no Carnaval exigentes em luz. Este é um trabalho que poderá demorar cerca de dez anos, é um trabalho muito minucioso e que deve ser acompanhado. Há possibilidade de a madeira da acácia poder ser N o sábado, 16 de Fevereiro, realizou-se um jantar de aproveitada para a produção da pasta de papel, o que não se Carnaval, na sede da escola de samba GRES Batuque, verifica em Portugal, uma vez que temos o eucalipto. A madeira de na Mealhada. Cerca de duzentos elementos ligados uma das espécies das acácias também é boa para o fabrico de à escola de samba e ao Carnaval estiverem neste jantar, que teve samba até de manhã. móveis. Rosa Santos Gonçalves “Este jantar, organizado pelos elementos do GRES Batuque, teve presente os presidentes das direcções das outras escolas, que ficaram incumbidos de levar quem quisessem das suas escolas. Também convidámos os elementos da Associação do Carnaval da Bairrada”, afirmou Ricardo Ferreira, presidente da direcção da escola de samba GRES Batuque. Uma churrascada, inteiramente oferecida pela escola, e uma roda de samba realizada por elementos de todas as escolas de samba que participaram no Carnaval da Bairrada de 2008 foi o programa desta noite. “Correu tudo muito bem e todas as pessoas presentes se divertiram imenso. Esta festa foi também importante porque comemorámos o vigésimo desfile da nossa escola no Carnaval Luso-Brasileiro da Bairrada”, concluiu Ricardo Ferreira. MSL Pastas Av 25 de Abril, nº 27 DE SCONTOS de é 30% arquivo 3050-344 MEALHADA Telefone: 231 202 649 Fax: 231 203 508 at durante o mês de FEVEREIRO
  4. 4. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 12 Grupo das Majoretes da Mealhada “Um dia gostava de formar um novo grupo de Majoretes”, afirmou António Capela E m 1971 foi formado o Grupo das Majoretes da declarou, também, José Castanheira. Mealhada. Inicialmente, com cerca de quarenta “Nessa altura só haveria em Portugal três grupos de raparigas — tamborileiras e dançarinas — e três Majoretes — em Coimbra, em Alcobaça e aqui na corneteiros, vestia-se com um traje inspirado nas fardas Mealhada. A nossa participação nos cortejos de Carnaval dos soldados que combateram na batalha do Buçaco (em era a melhor forma de divulgação das Majoretes. 1810). Este traje era constituído por um boné tronco-cónico Desfilámos em várias terras do centro de Portugal fazendo vermelho, uma mini-saia branca com dois machos na propaganda das festas do Carnaval Luso-Brasileiro da parte da frente, sendo o interior do macho de cor Bairrada e da Festa da Cerveja, realizada em Agosto de vermelha, uma jaqueta, também de cor vermelha, 1979, com a presença de Elisabete Savalla e Tony Ramos, adornada com cordão branco, meia branca, ornada com a Lili e o Márcio, respectivamente, da telenovela ‘O Astro’, cordão vermelho, e sapatilha branca de ginástica. Mais que tinha sido exibida pela RTP”, afirmou, por sua vez, tarde, as Majoretes da Mealhada passaram a usar botas António Capela. Tony Ramos tinha já estado na Mealhada, brancas de pele, de cano alto, com atilhos vermelhos. O onde participou, nesse ano, nos cortejos do Carnaval traje inicial era o que usaram as componentes da Grande Luso-Brasileiro. “No dia em que Tony Ramos chegou a Marcha da Mealhada, um dos sete grupos que tomaram Portugal, no sábado de Carnaval, o grupo das Majoretes parte nas marchas dos Santos Populares que se estava no aeroporto para o receber, com pompa e realizaram na Mealhada em Junho de 1971 por iniciativa circunstância. Como era um actor bastante conhecido, da Comissão do Carnaval. Esse traje foi proposto à juntaram-se lá muitas pessoas para o ver, e Tony Ramos e referida comissão por Maria Emília “Pataco”, uma as Majoretes tiveram de fugir. Só o reencontrámos à hora mealhadense que hoje reside na Suíça. do almoço e, horas mais tarde, já na Mealhada. Aí As Majoretes da Mealhada actuaram em festas de desfilámos, ainda nesse sábado, à tarde, à frente da várias partes do país, especialmente no Norte, em geral charrete que, puxada por um cavalo, o conduziu pelas na abertura de cortejos — na Foz do Douro, onde se ruas do centro da Mealhada. T ivemos inúmeras exibiram pela primeira vez, em Guimarães, em Fafe, em peripécias, que nos deixaram muitas saudades. Eu, por Lamego, em Vila do Conde, em Figueiró dos Vinhos, na vezes, dava mais atenção à preparação e às exibições do cidade de Lisboa, etc. A partir de 1972, era o grupo que grupo das Majoretes, assim como à corporação dos abria os cortejos do Carnaval Luso-Brasileiro da Bairrada. Bombeiros Voluntários da Mealhada, de que fazia parte, As Majoretes da Mealhada deixaram boas recordações do que à minha família”, recordou António Capela. “Em nas pessoas que integravam o grupo e levaram animação, 1982 as Majoretes cessaram a sua actividade. Os arte e beleza às terras onde actuaram. António Capela dirigindo elementos, aos poucos, foram deixando o grupo, ou por Luís Marques, Manuel Santos e José Castanheira, que o Grupo Das Majoretes da Mealhada falta de tempo, ou porque as mães não as deixavam faziam parte da referida comissão do Carnaval, contam- participar… Eram tempos diferentes, as raparigas não se entre os primeiros impulsionadores do grupo. António enfeitado com fitas. Seguia-se uma moça que tocava bombo tinham a liberdade que têm hoje. O grupo foi ficando Capela foi o preparador do grupo e responsável pela e um grupo de tamborileiras. Depois das tamborileiras cada vez mais reduzido e não fazia sentido continuar”, coreografia. vinham os corneteiros e, atrás deles, o grupo das contou, com tristeza. Nas actuações, o grupo das Majoretes apresentava- dançarinas, que executava os movimentos coreográficos. “Nessa altura, era costume as mães acompanharem se com uma rapariga na frente, movimentando um bastão Nos primeiros meses da sua existência o grupo das as filhas. Quando havia alguma actuação fora da Majoretes utilizou alguns instrumentos da fanfarra dos Mealhada, iam sempre dois autocarros, um para as Bombeiros Voluntários da Mealhada. O grupo dos Majoretes e dirigentes do Carnaval, e outro para as mães corneteiros era formado por elementos da referida fanfarra. das moças”, informou Manuel Santos. Durante algum tempo, porém, o grupo dos corneteiros era “Ainda hoje, quando me encontram, alguns elementos que constituído por elementos da fanfarra dos Bombeiros compunham o grupo das Majoretes me perguntam quando é que Voluntários de Cantanhede. eu organizo um grupo desses. A vontade é forte e, um dia — tenho A partir de certa altura, pouco tempo depois da sua esperança — ainda farei isso”, confidenciou António Capela. fundação, as Majoretes passaram a usar apenas Sobre a o assunto, José Castanheira garante: “Se for instrumentos de sua propriedade: as caixas, a tarola, o necessário, dentro das minhas possibilidades, ajudarei. bombo e o timbalão. Parte desses instrumentos foi Gostava muito de que voltasse a haver na Mealhada um comprada ao Instituto de Sant´Ana (Colégio da Mealhada). grupo de Majoretes”. Pertenciam à fanfarra da Mocidade Portuguesa desse Rosa Santos Gonçalves estabelecimento de ensino. O negócio da compra foi feito entre a Comissão de Carnaval e o director do Instituto de Sant‘Ana, Padre António Ferreira Dias. Outra parte dos instrumentos, um bombo e várias caixas, foram feitos na carpintaria de Américo Alves Duarte, em Sernadelo, com materiais e peças de diversas proveniências: as peles, compradas no estabelecimento de Olímpio Medina, em Coimbra, os arcos em madeira, fornecidos por um fabricante de peneiras estabelecido em Vale de Açores, Mortágua, e as caixas, cilíndricas, feitas pelo latoeiro da Mealhada, Pompeu Duarte dos Santos. Participaram na montagem das caixas os irmãos Carlos e António Gradim, trabalhadores da carpintaria referida, o gaiteiro Raimundo, das Carvalheiras, Luís Marques e Manuel Santos. “Integravam o grupo moças de todo o concelho da Mealhada, com idades que iam dos catorze aos vinte anos”, disse José Castanheira, também conhecido como Zé do Chico ou Zé Barbeiro. “O transporte era assegurado, na maior parte das vezes, por Luís Marques e Manuel dos Santos, que iam buscar e levar as raparigas a casa. Luís Marques era quem organizava as nossas saídas por todo o país”,
  5. 5. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 13 Lions Clube da Mealhada Padre Abílio Simões e Jovens Cristãos do Luso considerados Cidadão e Instituição do Ano 2007 A direcção do Lions Clube de Mealhada decidiu atribuir estamos certos, para sempre na memória de muitas pelo Desporto e acções de Solidariedade, constando assim o galardão de Cidadão do Ano 2007, a título póstumo, ao pessoas”. entre uma das mais dinâmicas do concelho. A formação Padre Abílio Duarte Simões, e o de Instituição do Ano à “Conseguir reunir mais de uma centena de jovens numa vista numa perspectiva de formação integral, ou seja, vertida Associação dos Jovens Cristãos do Luso, que em 2007 associação, nos dias que correm - em que motivar os jovens em cada uma das diversas actividades promovidas, é o para actividades associativas é cada vez mais um aspecto central da actividade da AJCL. propósito difícil de alcançar - é, por si só, louvável, mas Os interessados em participar no almoço de merecedora do prémio é também a actividade intensa que homenagem, deverão formalizar a sua inscrição, até ao a Associação de Jovens Cristãos de Luso tem desenvolvido dia 27 de Janeiro num dos seguintes locais: Quinta dos nestes 25 anos de existência”, disse a presidente do Lions Três Pinheiros, sede do Jornal Mealhada Moderna (Centro da Mealhada, sobre a instituição que irá receber o Prémio Comercial Jardim), sede do Jornal da Mealhada (Rua das de Instituição do Ano. A Associação de Jovens Cristãos de Escolas Novas), ou junto de qualquer elemento dos Lions Luso (AJCL) comemorou, em Janeiro de 2007, vinte e cinco da Mealhada. Podem ainda inscrever-se pelos telefones anos de actividade. Cento e trinta jovens fazem parte desta 966 377 074 ou 914 874 197. O preço por pessoa é de associação que se dedica ao desenvolvimento de actividades 17,50 euros. RSG das mais diversas, desde o Ambiente, à Cultura, passando completou o seu vigésimo quinto aniversário. A escolha das entidades a homenagear resultou da análise e escolha dos membros do jovens Lions Clube da Mealhada. Os dirigentes do Lions Clube de Mealhada pretendem, com este galardão, homenagear o Cidadão e a Instituição que, em cada ano, se tenha distinguido em qualquer área de serviço prestado desinteressadamente à comunidade mealhadense. No dia 2 de Março, às 13 horas, durante um almoço promovido para o efeito, na Quinta dos Três Pinheiros, em Sernadelo, serão entregues os galardões e feitas as homenagens públicas. Poderão participar no almoço todas as pessoas que se quiserem associar a estas homenagens. Sobre o galardoado com o prémio Cidadão do Ano, Padre Abílio Duarte Simões, Isabel Moreira, presidente da direcção do Lions Clube de Mealhada, em comunicado à imprensa, afirmou: “O trabalho desenvolvido pelo Padre O amor não tem idade Abílio Duarte Simões, em prol da comunidade “Foi uma ideia magnífica, adorámos e concordámos assim que nos disseram”, afirmavam os idosos, três mealhadense é, sem dúvida, reconhecido por uma grande casais, do Prolongamento do Lar da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada que foram, no Dia dos Namorados, maioria da população local, em diversas vertentes, 14 de Fevereiro, almoçar ao Restaurante Telheiro. Casados há mais de cinquenta anos assinalaram a data com um sobretudo de carácter social. É uma homenagem mais que almoço romântico. justa e sentida. Pena é que não tenha sido possível Esta foi uma maneira de unir esforços, entre a Santa Casa da Misericórdia e o comércio local, pela permanência entregar-lhe, pessoalmente, esta prova do nosso do utente na vida social e comunitária, proporcionando aos casais da instituição um almoço romântico. O reconhecimento. Mas o Padre Abílio Duarte Simões ficará, Restaurante Telheiro ofereceu o almoço aos três casais de namorados por “ser um dia especialquot;. quot;É uma maneira de os idosos saírem do lar e desfrutarem do almoço”, afirmou Luís Breda, proprietário do restaurante. “No prolongamento do lar temos cinco casais, dois deles não puderam vir, mas fizemos no lar um almoço especial no quarto deles, um almoço reservado”, contou Ana Oliveira, Animadora Social. RSG
  6. 6. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 14 Campeonato Nacional de Marcha Melhores marchadores nacionais podem ficar apurados para os Jogos Olímpicos A Federação Portuguesa de Atletismo, com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada (CMM), organizou um Campeonato Nacional de Marcha que vai decorrer no sábado, 1 de Março, no centro da cidade da Mealhada, e que levará ao corte das principais estradas. Os participantes que obtiverem as melhores marcas, nas provas que se vão realizar, podem ficar apurados para os Jogos Olímpicos de Verão de 2008, oficialmente conhecidos como os Jogos da XXIX Olimpíada, que se vão realizar em Pequim, na República Popular da China, em Agosto de 2008. No Campeonato Nacional de Marcha, os munícipes do concelho da Mealhada e das zonas limítrofes vão poder assistir às provas de cerca de trezentos atletas nacionais. “Esta prova é muito importante para o atletismo português, mas também o facto de se realizar aqui, é importante para o concelho da Mealhada”, disse António Jorge Franco, vereador desportivo da CMM. No programa vão decorrer as seguintes provas, ao longo de toda a tarde: 13 horas – Seniores Masculinos (cinquenta quilómetros) e Sub 23 Masculinos (trinta e cinco quilómetros), do Campeonato Nacional Marcha (Estrada); 13h 15m – Juniores Masculinos (vinte quilómetros), Juvenis Masculinos (dez quilómetros) e Veteranos Masculinos (dez quilómetros), do Campeonato Nacional Marcha (Estrada); 14h 15m – Iniciados Masculinos (quatro quilómetros), do Torneio Marchador Jovem; 15 horas – Iniciadas Feminino (quatro quilómetros), do Torneio Marchador Jovem; 15h 35m – Seniores/Sub 23 Femininos (vinte quilómetros), Juniores Femininos (dez quilómetros), Juvenis Femininos (cinco quilómetros) e Veteranos Femininos (cinco quilómetros), do Campeonato Nacional Marcha (Estrada); 17h 20m – Infantis Masculinos (três quilómetros), do Torneio Marchador Jovem; e, por fim, 17h 45m – Infantis Feminino (três quilómetros), do Torneio Marchador Jovem. Pelas 18h 05m decorre o encerramento do controle da prova de vinte quilómetros Femininos e, pelas 18h 30m, decorre o encerramento do controlo da prova de cinquenta quilómetros Masculinos. Nesse dia, a partir das 10 horas, algumas estradas do centro da cidade da Mealhada vão encerrar por completo ao trânsito. A avenida 25 de Abril, a Praça do Choupal, a Rua Eduardo Alves de Matos, a Rua Armindo Pega, a Travessa do Mouro, a Rua do Mouro e a Rua Cerveira Lebre são as zonas em que as estradas vão estar completamente encerradas a qualquer tipo de veículo. “Pedimos à população que entenda o facto de não se poder circular nestas zonas, nesse sábado. Os moradores que tiverem os carros estacionados, vão ter que os retirar até às 10 horas desse dia. Faço o apelo para que no dia anterior, que antecede ao campeonato, os munícipes estacionem os veículos em parques alternativos da cidade, se quiserem sair durante o dia”, esclareceu o vereador desportivo. No final, António Jorge Franco convidou a população a estar presente neste campeonato. “As entradas são gratuitas e vão estar cá os melhores marchadores nacionais, desta modalidade”, concluiu. Mónica Sofia Lopes Futsal Luso 3º Torneio Inter Freguesias Estágio Mealhada 2008 de Kendo Nos passados Resultados da jornada de 16 de Fevereiro dias 28 e 29 de Barcouço, 6 – Vacariça, 8 Janeiro realizou-se Antes, 4 – Mealhada, 7 um estágio de Luso, 9 – Pampilhosa, 8 Kendo, no Pavi- Casal Comba, 7 – Ventosa do Bairro, 2 lhão Gimnodes- portivo Municipal do Luso. Na jornada de abertura do terceiro torneio inter freguesias foi árbitro Os praticantes da modalidade de Kendo, dos jogos Barcouço — Vacariça e Casal Comba — Ventosa do Bairro que é uma arte marcial que tem origem nas António Cardoso, que recentemente arbitrou a final do europeu de técnicas de combate dos antigos guerreiros futsal realizado em Portugal. António Cardoso é o melhor árbitro japoneses, com adaptação das técnicas de português da modalidade. luta usando uma espada, escolheram o Luso para realizarem um torneio, durante Próxima jornada: 23 de Fevereiro dois dias. “É mais uma actividade Foto Rei desportiva que foi praticada no nosso 19h 30m: Pampilhosa — Barcouço, no Pavilhão Municipal da Pampilhosa concelho. A Associação Portuguesa de Rua Dr. José Cerveira Lebre, n.º 81 19h 30m: Ventosa do Bairro — Antes, no Pavilhão do Sume, na Antes Kendo escolheu o Luso, especificamente, para realizar um torneio. Isto só prova que Telf: 231 202 189 21h 30m: Vacariça — Luso, no Pavilhão da Casa do Povo da Vacariça as nossas infra-estruturas têm qualidade, Mealhada 21h 30m: Mealhada — Casal Comba, no Pavilhão Municipal da Mealhada a nível nacional”. MSL
  7. 7. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 15 Afonso Simões Crónica da jornada de 17 de Fevereiro - Comentários PRÓXIMA JORNADA Resultados Bwin Liga Após uma semana de paragem voltaram todos os de pontos cifrava-se apenas em quatro, antes do jogo. O encontro foi disputado com muito empenho, tendo Bwin Liga Académica - Boavista Porto - Paços Ferreira quot;Bwinquot; Liga Leixões - Boavista 2-2 campeonatos à sua normalidade. acabado com a vitória da equipa da casa por 2-0. Belenenses - Marítimo O Futebol Clube do Porto foi a primeira equipa a O Luso, que não tem vindo a realizar um bom E. Amadora - U. Leiria Paços de Ferreira - Académica 1-1 V. Setúbal - Sporting Marítimo - Porto 0-3 entrar em cena, ao deslocar-se ao Funchal, para medir campeonato uma vez que tem perdido muitos pontos no Benfica - Sp. Braga U. Leiria - Belenenses 1-2 Sporting - E. Amadora 2-0 forças com a equipa do Marítimo. Com algumas seu reduto, deslocou-se ao campo do Requeixo, em V. Guimarães - Naval Nacional - Leixões Sp. Braga - V. Setúbal 2-3 dificuldades durante o encontro, principalmente na Aveiro, e regressou de lá com um ponto na bagagem. Vitalis Liga de Honra Naval 1.º de Maio - Benfica 0-2 Nacional V. Guimarães 1-0 primeira parte, os portistas regressaram com mais uma Empatou a uma bola Beira-Mar - Olhanense Estoril - Penafiel quot;Vitalisquot; Liga de Honra vitória, por 3-0. O Carqueijo está a subir de rendimento jogo após Trofense - Freamunde Santa Clara - Olhanense 2-3 Penafiel - Beira-Mar 1-0 O Benfica, na sua deslocação à Figueira da Foz, onde jogo. Verificou-se isso no último encontro frente ao Varzim - Desp. Aves defrontou a Naval 1.º de Maio, teve muitas dificuldades Macinhatense, que apenas cedeu um empate a uma bola, Rio Ave - Vizela Freamunde - Estoril 1-3 Feirense - Gil Vicente Desp. Aves - Trofense 1-1 para domar os seus adversários, mas conseguiu vencer já em período de descontos concedidos pelo árbitro, ao Gondomar - Fátima Vizela - Varzim 3-0 Gil Vicente - Rio Ave 1-1 o encontro por 2-0. minuto noventa e seis e já com o seu defesa central e Portimonense - Santa Clara Nacional - 2.ª Divisão - série C Fátima - Feirense 0-2 O Sporting, no seu estádio, jogou frente ao Estrela da capitão de equipa expulso, aos noventa e dois minutos. Torreense - Caldas Portimonense - Gondomar 1-0 2.ª Divisão - série C Amadora, precisamente a equipa que lhe calhou no O Carqueijo deslocou-se a Parada de Cima, no concelho Sátão - Pampilhosa Oliv. Bairro - Tourizense Caldas - Sátão 1-1 sorteio da Taça de Portugal para os quartos-de-final. O de Vagos, e defrontou lá o CRAC, que ocupa a última Rio Maior - Anadia Pampilhosa - Oliv. Bairro 2-1 Tourizense - Rio Maior 1-0 Sporting jogou muito tempo contra apenas nove posição na tabela classificativa. A equipa da casa foi Nelas - Benfica C. Branco unidades e venceu por 2-0. mais forte e venceu por 2-0. Eléctrico - Abrantes Anadia - Nelas 0-2 Sp. Covilhã - Penalva Castelo Benfica C. Branco - Eléctrico 0-2 A Académica de Coimbra, na sua deslocação ao Juniores — 1.ª Divisão — série dos últimos 3.ª Divisão - série C Abrantes - Covilhã 2-1 Penalva Castelo - Torreense 3-2 campo do Paços de Ferreira, também não conseguiu os A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada foi jogar Figueirense - União de Lamas Tocha - D. Sandinenses 3.ª Divisão - série C desejados três pontos por culpa própria. Depois de estar ao campo do Argoncilhe e foi derrotada por 3-1. S. João Ver - Oliv. Hospital Arouca - União de Lamas 2-0 D. Sandinenses - Figueirense 2-4 a vencer por 1-0 até perto do final do jogo, um A equipa do Futebol Clube da Pampilhosa também Milheiroense - Sanjoanense Ac. Viseu - Tondela Oliv. Hospital - Tocha 1-1 desentendimento na sua defesa levou ao surgimento do jogou fora do seu reduto. Deslocado ao recinto do Valonguense - Social de Lamas Sanjoanense - S. João de Ver 1-0 Tondela - Milheiroense 1-0 empate a poucos minutos do final do jogo. Feirense e conseguiu um empate, a duas bolas. Valecambrense - Arouca O Vitória de Guimarães, terceiro classificado deste 2.ª Divisão — série dos últimos Distrital - 1.ª Divisão Social de lamas - Ac. Viseu 1-1 Carregosense - Fermentelos Valecambrense - Valonguense 2-0 campeonato, na sua deslocação à Choupana para jogar O Antes, que não conseguiu nos últimos jogos chagar Canedo - Estarreja Distrital - 1.ª Divisão Cucujães - Fermentelos 1-0 com o Nacional não conseguiu a tão desejada vitória e ao segundo lugar na tabela classificativa, posição que S. Roque - BARC Gafanha - Oliveirinha Estarreja - Carregosense 0-1 perdeu por 1-0. O encontro tinha sido interrompido no lhe daria acesso à série dos primeiros, disputa a série Sanguedo - Arrifanense BARC - Canedo 1-0 Oliveirinha - S. Roque 1-4 sábado devido ao mau tempo e ao nevoeiro e foi reatado dos últimos, No seu primeiro encontro foi jogar ao campo Cortegaça - Pessegueirense Águeda - Paços Brandão Arrifanense - Gafanha 1-0 no domingo. do Águas Boas e perdeu por 3-1. Alba - Cesarense Pessegueirense - Sanguedo 1-1 Paços Brandão - Cortegaça 3-0 A partida acabou com cenas de violência entre os Juvenis — 2.ª Divisão — série dos primeiros Oiã - Cucujães técnicos de ambas as equipas e estendeu-se a jogadores A equipa de juvenis do Grupo Desportivo da 2.ª Divisão - zona sul Cesarense - Águeda 2-3 Eirolense - Mourisquense Oiã - Alba 2-2 e directores presentes. Uma cena triste, que, por certo, Mealhada, no seu campo de treinos, venceu a equipa do Carqueijo - Paredes Bairro 2.ª Divisão - zona sul Mealhada - Mourisquense 2-0 irá fazer correr muita tinta e em relação à qual os Taboeira por 3-1, com uma exibição muito convincente. NEGE - CRAC Serém - Macinhatense Paredes Bairro - Eirolense 4-0 responsáveis terão de averiguar como tais factos Série dos últimos Calvão - Bustos CRAC - Carqueijo 2-0 Macinhatense - NEGE 3-0 aconteceram e punir severamente quem prevaricou. O Futebol Clube da Pampilhosa, que também jogou Luso - Águas Boas Couvelha - Requeixo Bustos - Serém 1-1 O Boavista, a tentar subir na rabela classificativa, no seu reduto, venceu a equipa do Vista Alegre por 2-0. LAAC - Mealhada Águas Boas - Calvão 2-0 Requeixo - Luso 1-1 deslocou-se ao Estádio de Mar para defrontar o Leixões Iniciados — 2.ª Divisão — série dos primeiros 3.ª Divisão - zona sul e não foi além de um empate a duas bolas, o que foi A equipa do Mealhada deslocou-se a Valongo do Alquerubim - Ribeira Azenha LAAC - Couvelha 5-0 Antes - Gafanha d' Aquém 3.ª Divisão zona sul considerado bom para o treinador dos boavisteiros. Vouga para medir forças com a equipa local, e Mamarrosa - Famalicão Gafanha d' Aquém - Ribeira Azenha 0-2 Famalicão - Alquerubim 1-0 Vitalis Liga de Honra arrecadou uma preciosa vitória por 4-2. Bonsucesso - Aguinense Juniores - 1.ª Divisão série últimos Bonsucesso - Antes 4-1 O comandante desta prova, o Trofense, teve uma Série dos últimos Paços Brandão - Fermentelos Aguinense - Mamarrosa 2-1 Juniores - 1.ª Divisão série dos últimos deslocação algo complicada ao campo do Desportivo O Futebol Clube da Pampilhosa recebeu no seu campo Valecambrense - Cesarense Gafanha - Argoncilhe Fermentelos - Valecambrense 4-1 das Aves, de onde saiu com apenas um empate a uma a equipa do Anadia e venceu-a por um concludente 5-1. Pampilhosa - Taboeira Cesarense - Gafanha 0-1 Argoncilhe - Mealhada 3-1 bola. Infantis Mealhada - Feirense O Vizela, segundo classificado, jogou no seu reduto A equipa A do Grupo Desportivo da Mealhada, 2.ª Divisão - série dos últimos Taboeira - Paços Brandão 4-0 Antes - Mourisquense Feirense - Pampilhosa 2-2 frente ao Varzim, e arrecadou os três pontos em disputa. jogando no campo do Calvão, venceu essa equipa por Valonguense - Águas Boas 2.ª Divisão - série dos últimos - série C Águas Boas - Antes 3-0 Venceu o encontro por 3-0. 2-0. Azurva - LAAC Oiã - Bonsucesso Mourisquense - Azurva 0-3 Nacional — 2.ª Divisão — série C O Futebol Clube da Pampilhosa, no seu reduto, Juvenis - 2.ª Divisão - série primeiros LAAC - Oiã 4-0 Bonsucesso - Valonguense 4-1 Na Pampilhosa, no campo Germano Godinho, defrontou o Oliveira do Bairro e perdeu por 5-0. A equipa Taboeira - Milheiroense Sp. Espinho - Esmoriz Juvenis realizou-se um dérbi bairradino, entre a equipa do B do mesmo clube, jogando no seu campo de treinos, Oliveirense - Cucujães 2.ª Divisão - série primeiros Milheiroense - Sp. Espinho 2-1 Futebol Clube da Pampilhosa e a do Oliveira do Bairro defrontou a equipa do Estrela Azul, de Cacia, e venceu Fermentelos - Mealhada Sport Clube. Os locais necessitavam da vitória para por 9-0 Bustos - Eixense Esmoriz - Oliveirense 1-2 Série dos últimos Cucujães - Bustos 2-4 conseguirem o seu objectivo que é passarem à fase Escolas Arviscal - Pampilhosa Mealhada - Taboeira 3-1 Eixense - Fermentelos 2-1 seguinte na série dos primeiros. A equipa de Oliveira do A equipa A do Grupo Desportivo da Mealhada recebeu Vista Alegre - Calvão Oiã - Nariz série últimos Bairro, mais tranquila na tabela classificativa uma vez a do Oliveira do Bairro e venceu por 2-1, num bom jogo LAAC - Águas Boas Pampilhosa - Vista Alegre 2-0 Calvão - Oiã 2-0 que ocupa a segunda posição, jogava mais de futebol praticado por ambos os conjuntos. A equipa Iniciados - 2.ª Divisão série dos primeiros Águas Boas - Arviscal 1-5 tranquilamente e sem a pressão de ter de vencer o B do mesmo clube recebeu o Mini Foot Clube e perdeu Alba - Loureiro Bonsucesso - LAAC 1-2 Iniciados - 2.ª Divisão série primeiros encontro. por 11-0. A equipa C recebeu a do Fermentelos e voltou a Guizande - LAAC Assistiu-se a um bom jogo de futebol e a vitória perder, desta vez por 5-1. Arouca - Fermentelos LAAC - Alba 0-3 Carregosense - Valonguense Arouca - Guizande 0-0 sorriu para a equipa da casa, por 2-1. Femininos Mealhada - R. Nogueirense Loureiro - Carregosense 2-4 Valonguense - Mealhada 2-4 O Anadia, com altos e baixos neste campeonato, Teve início a segunda volta deste campeonato. Série dos últimos Águas Boas - Vista Alegre Série dos últimos jogou no seu reduto frente ao conjunto do Nelas. Eram A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada recebeu Oiã - Oliv. Bairro Oliv. Bairro - Águas Boas 1-4 Arviscal - Oiã 4-7 duas equipas a necessitarem de vencer o jogo para e venceu a do BARC, da Borralha, concelho de Águeda. A Bustos - Pampilhosa Anadia - Bonsucesso Vista Alegre - Bustos 8-0 tentarem chegar o mais possível à frente na tabela vitória foi bastante gorda, por 4-1. Infantis Pampilhosa - Anadia 5-1 Infantis classificativa. Os jogadores do Anadia não conseguiram Futsal Mealhada A - Águas contrariar o seu opositor e perderam por 2-0. O Atlético Clube do Luso, no Pavilhão Municipal do Calvão - Pampilhosa Calvão - Mealhada A 0-2 Eixense - Mealhada B Pampilhosa - Oliv. Bairro Distritais — 2.ª Divisão — zona sul Luso, defrontou a equipa do Fundo Vila e voltou a perder, Escolas Mealhada B - Estrela Azul 9-0 Escolas No Campo Municipal Dr. Américo Couto a equipa do agora por 5-3 LAAC - Pampihosa Gafanha - Mealhada B Mealhada A - Oliv. Bairro 2-1 Grupo Desportivo da Mealhada tinha um encontro de A equipa do Mealhada, jogando no Pavilhão Mourisquense - Mealhada C Mealhada B - Mini Foot-Clube 0-11 Mealhada C - Fermentelos 1-5 certa importância, frente à equipa da Mourisca do Municipal mealhadense, defrontou a equipa dos Feminino Eirolense - Mealhada Femininos - Mealhada - BARC 4-1 Vouga. Perder pontos em casa nesta altura do Atómicos de Oliveira do Bairro e perdeu por 6-4. Futsal Futsal Luso - Fundo Vila 3-5 campeonato seria um suicídio para os mealhadenses, A equipa de juniores do Atlético Clube do Luso Cidade Lourosa - Luso que lutam pela subida de divisão. O Mourisquense defrontou o AMUPB, do concelho de Estarreja, e venceu- Vilarinho Bairro - Mealhada Mealhada - Atómicos 4-6 Juniores Juniores - Luso - A M U P B 4-1 também está na luta pela mesma subida e a diferença a por 4-1. Lamas Futsal - Luso
  8. 8. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 16 Futebol Nacional da — 2.ª Divisão — Série C Distrital — 1.ª Divisão — zona sul Pampilhosa, 2 Mealhada, 2 — Mourisquense, 0 — Oliveira do Bairro, 1 Vitória da inteligência e do saber gerir o tempo José Oliveira Pampilhosa mantém a chama de disputar a série dos primeiros Pampilhosa: Joca, Jonathan (Pato, 81m), Rui grande cuidado, arriscando Jogo no Municipal Dr. Américo Couto, na Mealhada locais afrouxaram o Daniel, Pedro Silva, Silvestre, Moleiro, Bebé, Alex o mínimo, com o equilíbrio Árbitro: Marco Pereira, auxiliado por David Rodrigues andamento e passaram por (Guima, 20m), Chano, Name (Capela, 65m), Luís a ser a nota dominante do e Alcino Soeira. alguns calafrios, valendo- Miguel (cap.). encontro. A disputa a meio- Mealhada: Ricardo Branco, Bruno Sereno, Gonçalo lhes, muitas vezes, a boa campo era enorme, fazendo Alves, Godinho, Carlos Simões, Fábio, Licas, Idálio (cap.), actuação de toda a defesa e Treinador: João Pereira. com que ambos os guarda- Diogo (Roberto Branco, 78m), Tiago (André, 88m) e do guardião Ricardo Bran- Oliveira do Bairro: Mário Júlio, Zé Carlos, Jean, Pedro Gil (Gonçalo Cação, 69m). redes fossem meros espec- co, que voou algumas vezes Miguel Tomás (Éder, 66m), Luís Barreto (Dani, tadores. Na primeira parte Treinador: Valério Ferreira. para evitar o golo. 86m), Carlos Miguel (Nélson Rato, 90m), Paulo existiu um único lance de Mourisquense: Tozé, Estima, Diogo Carvalho, Luís Sousa, O treinador do Despor- Costa (cap.), Rui Castro, Aléxis, Leandro, Xavier. golo iminente. Luís Miguel cap., (Ismael, 72m), Pedro Estima. Gonçalo, Fia, Pedro tivo da Mealhada, ao ver que Treinador: João Pedro Máriz. correspondeu bem, de Saraiva (Beto, 65m), Sinal, Paulo Cruz (Tiago Pinto, 40m) a sua equipa estava a ceder Jogo no Campo Germano Godinho, na cabeça, a um cruzamento e Veiga. terreno, fez algumas substi- Pampilhosa. de Chano, atirando forte, Treinador: Mico tuições que deram os seus Árbitro: João Lamares (Porto), auxiliado por mas à figura de Mário Júlio. Ao intervalo: 1-0 frutos. Gonçalo Cação, que Tomás Correia e Paulo Feitel. Após o descanso a Marcadores: Diogo (4m) e Carlos Simões (82m). foi substituir Pedro Gil, Marcadores: Luís Barreto (62m), para o Oliveira equipa da casa entrou passou a actuar no flanco melhor e criou algumas Com tempo de chuva e frente a frente duas equipas esquerdo e deu bastante do Bairro, e Luís Miguel (69m) e Guima (89m), nas actuais condições do a lutarem pelo mesmo dificuldades ao último trabalho ao defesa que o para o Pampilhosa. reduto visitante. Chano, por Campo Dr. Américo Couto objectivo, que é a subida de marcava, que o obrigou a Acção disciplinar: Cartão amarelo para Pedro duas vezes, esteve perto de ninguém pode trabalhar divisão. não subir tanto no terreno. Silva (32m) e Guima (90m), do Pampilhosa, e marcar, mas foi o Oliveira condignamente, uma vez que Aos quarenta minutos de Roberto entrou para o para Xavier (44m), do Oliveira do Bairro. do Bairro que se adiantou as suas instalações não jogo o treinador do Mouris- lugar de Diogo, bastante Cartão vermelho para Alexis (77m), do Oliveira no marcador. Numa jogada oferecem o mínimo de quense, ao ver as entradas fatigado de tantos quiló- do Bairro. rápida, conduzida pelo possibilidades para se exe- violentas de Paulo Cruz, que metros ter corrido, e também lado esquerdo do seu cutar o serviço jornalístico. já tinha sido admoestado veio dar os seus frutos. forasteira perdeu, depois ataque, os falcões do Só de guarda-chuva aberto com uma cartolina amarela, Quando, aos oitenta e dois O Pampilhosa e o deste desaire, o segundo Cértima chegaram à é que se pode trabalhar e, retirou-o do jogo e fez entrar minutos, passou por um Oliveira do Bairro dispu- lugar na tabela classifi- vantagem por intermédio mesmo assim, e também por para o seu lugar Tiago Pinto. defensor do Mourisquense, taram mais um dérbi bair- cativa, posto que ocupava de Luís Barreto, embora isso, é muito difícil realizar Este jogador veio dar mais este, para o segurar, incor- radino e, nesse encontro, há muito. Joca, nesse lance, ainda satisfatoriamente o nosso dinâmica ao ataque da sua reu numa falta que, marcada os ferroviários venceram Ambos os conjuntos tivesse impedido, um par trabalho. equipa. por Carlos Simões, bastante os falcões do Cértima pela diferença mínima. A equipa entraram para o jogo com de vezes, a tentativa dos avançados para marcarem. MOBILADORA PALHOSA, Ld.ª Em desvantagem no marcador, os locais assu- Móveis em todos os estilos miram as despesas do jogo Oficina de reparações e pressionaram a defesa contrária. Luís Miguel, bem Alexandre Simões desmarcado por Chano, 966 106 388 igualou aos 69 minutos, após ultrapassar Mário Fernando Ferreira Júlio. Os visitantes recla- 966 871 400 maram junto da equipa de arbitragem um pretenso Rua Dr. José Cerveira Lebre fora-de-jogo do avançado pampilhosense. 3050 - 349 MEALHADA Aos 77 minutos Alexis Luta cerrada pela posse da bola por jogadores de ambas as equipas viu o cartão vermelho (por Numa tarde bastante Os jogadores mouris- longe da área, com um Vende-se palavras proferidas) e criou uma situação chuvosa, assistiu-se a um jogo de futebol que, embora quenses, mais matreiros e com outro poder atacante, remate forte e seco, teve como consequência um extremamente difícil para não fosse de grande beleza, entravam rudemente em golo. A bola só parou no Audi A3 1.6 de 2001- Nacional 2001- os seus companheiros de equipa. teve jogadas de bom recorte técnico, principalmente as relação aos seus adver- sários, a fim de os intimi- fundo das redes à guarda de Tozé. Se dúvidas havia quanto Óptimo estado Os locais não desa- que foram efectuadas pelos darem, pois sabiam que ao vencedor da partida, elas celeraram e sentiram que jogadores do Grupo Despor- estavam a jogar com um ficaram desfeitas. A vitória Contacto- 912 723 738 tinham condições para tivo da Mealhada (GDM). adversário que, embora do Grupo Desportivo da alterar o marcador. Esse Diogo, aos quatro saiba jogar bom futebol, não Mealhada, embora sofrida, propósito foi conseguido minutos de jogo, colocou a entra às pernas dos seus foi inteligente. Os seus joga- por Guima, numa recarga a equipa local na posição de opositores. dores souberam sofrer ao Vende-se um forte remate de Luís Miguel. Mário Júlio defen- vencedora. Com uma jogada organizada pelo lado direito, A equipa da casa ainda criou mais oportunidades gerir, criteriosamente, o tempo e tal atitude deu-lhes deu mas não conseguiu passou por alguns jogadores para aumentar o resultado, bom resultado. VW- Golf 1.9 TDI VAN de 2004- Nacional VW- VAN segurar a bola por completo adversários, correu para a mas Tozé foi retardando a Pena foi o árbitro não Óptimo estado c/ 53 000 km e o golo aconteceu. O resultado, pelo em- linha de fundo e, com ângulo já reduzido, rematou cruzado chegada desse momento e o intervalo chegou com os ter sancionado algumas entradas rudes da equipa penho que os locais tiveram a fazer funcionar o marcador. mealhadenses a vencer visitante, porque, no Contacto - 917 879 977 em alterar o marcador, Foi o delírio para os adeptos apenas por 1-0. computo geral, ele fez um acaba por ser justo. locais, uma vez que estavam No segundo período os excelente trabalho.
  9. 9. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 17 Futebol Juvenis — 2.ª Divisão — série dos primeiros Distrital — 3.ª Divisão — zona sul Mealhada, 3 — Taboeira, 1 Aguinense, 2 Boa exibição e bom resultado — Mamarrosa, 1 Jogo no campo de treinos do Grupo Desportivo da Mealhada. Resultado correcto Árbitro: André Cardoso, auxiliado por Luís Pires e Jogo no campo Afonso Bandarra, em Aguim. Rodrigo Roque. Árbitros: Rui Silva, auxiliado por Carlos Silva e Bruno Mealhada: Nuno Mateus, Emanuel (cap.), Diogo Castro, Rocha Rui Costa, Rafa, Pirolo, Mauro, Ricardo, Luca, Diogo Rocha Aguinense: Daniel, Ricardo (Caló, 66m), Eurico, Bruno (Sérgio, 80m), e Geovani (Pauleta, 60m). (cap.), Futre, Castro (Luís, 44m), Sérgio, Nelson (Miguel, Treinador: Fernando Pessoa. 33m), Sousa, Guerra e Eduardo. Treinador: Amadeu Ferreira. Taboeira: Maurício, Tiago, Guilherme, Fábio (cap.), Mamarrosa: Filipe, Mário, Daniel, Mota (cap.), Paulo João Valente, Galante, Hernani (José Silva, 48m), Miguel, Costa, Miguel (Oliveira, 82m), Jorge (Luís, 80m), Silva João Abreu, Bernardo e Hugo (Lucas, 48m). (Paulo Oliveira, 65m), Hugo, Pereira e Domingos. Treinador: Treinador: Amilcar Almeida Alcides Pinhal Ao intervalo: 0-0 Marcadores: Guerra (63m e77m), para o Aguinense, Marcadores: Mauro (45m e 56m) e Sérgio (81m), para Pereira (22m), para o Mamarrosa. o Mealhada, e Miguel (67m), para o Taboeira. Pelo desenrolar dos acontecimentos durante os noventa Com várias oportunidades de golo para ambos os minutos, o resultado final está correcto, pois o Aguinense lados, nenhuma das equipas conseguiu abrir o activo até Diogo Castro, em grande estilo, foi sempre superior ao seu adversário. ao intervalo. A equipa da casa teve duas flagrantes corta uma jogada ao seu adversário A equipa forasteira colocou-se em vantagem, contra a oportunidades mas não foi capaz de marcar. O Taboeira corrente do jogo, aos vinte e dois minutos por intermédio também as teve e desperdiçou-as, motivo por que o nulo ao locais já não tivessem forças anímicas para aguentar o de Pereira. A partir desse momento a equipa anfitriã teve de intervalo estava certo. resultado, uma vez que os seus adversários eram mais correr atrás do prejuízo, vindo a conseguir dar a volta ao No segundo período e quando parecia que a equipa do corpulentos, de craveira acima da média. resultado, na última meia hora, com dois golos marcados Taboeira queria resolver o jogo rapidamente, foi a equipa Para queimar tempo o treinador do Desportivo da aos sessenta e três e setenta e sete minutos por Guerra, ao da casa que, com um golpe de felicidade e boa antecipação Mealhada fez uma substituição. Retirou do jogo Diogo serviço do Aguinense. de Mauro, abriu o activo. Na marcação de um livre para Rocha e meteu Sérgio. Este só tocou na bola duas vezes e fez A equipa de arbitragem fez um bom serviço. o coração da área, a bola parecia perdida para as mãos do o 3-1. Pauleta foi com a bola para a linha de fundo e tentou Manuel Balsas guarda-redes Maurício, que ficou à espera dela. Mauro segurá-la a fim de queimar os minutos que o árbitro surgiu, em corrida, e desviou-a para o fundo das redes. concedeu para além do tempo regulamentar. Sacudiu a Aberto o activo os visitante foram à procura do prejuízo, pressão de dois adversários, centrou, e Sérgio, à boca da Juniores — 2.ª Divisão mas foi a equipa local quem conseguiu chegar aos 2-0. O baliza, desviou o esférico para golo. — série dos últimos — série D golo foi o resultado de uma boa jogada pela esquerda, A vitória dos locais foi o coroar da sua boa exibição. Este efectuada por Pirolo. Ele levou vários adversários, foi à triunfo virá, por certo, dar-lhes novo ânimo para os restantes linha de fundo, centrou como mandam as regras e, a seguir, teve só de empurrar o esférico para a baliza. encontros. Sobre o árbitro, que praticou dois ou três pequenos Águas Boas, 3 Reagiu a equipa visitante e reduziu o resultado para 2- 1, à passagem do minuto sessenta e sete. Temeu-se que os erros sem influência no resultado, pode dizer-se que esteve muito bem. — Antes, 1 Infantis B Uma desgraça Mealhada, 9 — Estrela Azul, 0 Jogo no campo de Santa Margarida, em Águas Boas. Árbitros: Jorge Ferreira, auxiliado por Fernando Gomes Guardião visitante foi o melhor em campo e Tiago Gaspar. Águas Boas: Tiago, David (cap.), Miguel (Bruno, 80m), Jogo no campo de treinos do Grupo Desportivo da Mealhada. O resultado não sofre contestação. Os visitantes Rui, João, Mário (Paulo, 88m), Fábio, Edgar, Ricardo, Árbitro: José Pinhão, auxiliado por Nuno Pinto e José Nogueira agradeceram no final ao seu guarda-redes pela grande Telmo (André, 63m) e Gonçalo. Treinador: Adriano Mealhada: João Martins, Rui (cap.), Rúben, Cristóvão, David, exibição que efectuou durante o encontro. Vasconcelos Rui Pedro e Filipe. Boa arbitragem. Antes: Rafael (Tiago, 55m), Pedro, Luís (Melo, 46m), Jogaram, ainda, Xavier Verga, Miguel Gonçalves, João Manso André, Flávio (cap.), Xico, Miguel, Peseta, Marco (Mika, e António Ferreira. Treinador: Jorge Almeida. Taça de Portugal 46m) e Ângelo. Treinador: João Castro. Ao intervalo: 2-0 Ao intervalo: 1-0 7.ª eliminatória Marcadores: Rui Pedro (3), David (3), Miguel Gonçalves (1), Marcadores: Mário (40m), Fábio (50m e 75m), para o Ainda não vai ser nos jogos resultantes deste sorteio António Ferreira (1) e João Martins (1, gp). que as três equipas consideradas grandes, o Futebol Águas Boas, e Pedro (90m), para o Antes. Clube do Porto, o Sporting Clube de Portugal e o Sport Foi um encontro em que a equipa da casa dominou por Lisboa e Benfica, se encontraram, para discutirem a Foi uma desgraça a prestação da equipa de juniores do completo. Fez nove golos e poderia ter feito outros tantos eliminatória, ou seja os quartos-de-final da Taça de Antes, na jornada inaugural da segunda fase do respectivo se não tivesse acontecido a grande exibição do guarda- Portugal. Se os três conjuntos, que foram bafejados pela campeonato, tendo sido dominada durante todo o jogo pelo redes do Estrela Azul, considerado o melhor jogador em sorte, ao jogarem nos seus redutos e com equipas Águas Boas, que mereceu com toda a justiça a vitória. campo. Ele evitou uma goleada, que poderia ter ultrapassado consideradas mais fracas, na próxima eliminatória já a vintena de golos. A equipa local ainda se deu ao luxo de A equipa visitante raramente incomodou o guarda- não podem fugir, uma vez que um deles terá de jogar redes visitado, muito esporadicamente construiu uma deixar que o guarda-redes João Martins marcasse uma frente a um dos outros grandes. Ficam apenas quatro grande penalidade, mesmo sobre o hora para terminar o jogada em condições e frequentemente mostrou ter a lição equipa, e três provavelmente, serão os três grandes, encontro. uma vez que não se vislumbra a qualquer das restantes bem estudada. A equipa do Estrela Azul, que chegou ao campo quando equipas capacidade para eliminarem nenhuma delas. De todos os intervenientes há a realçar o excelente já passava da hora marcada para início o jogo, não pôde Os sorteio têm destas coisas e ditou os seguintes serviço da equipa de arbitragem e as boas exibições de fazer o aquecimento e isso valeu-lhe sofrer dois golos nos encontros. Gonçalo e Fábio no Águas Boas e de Ângelo, Vasco, Melo e primeiros quatro minutos da partida, número que conseguiu F. C. do Porto - Gil Vicente, Sporting - E. Amadora, Mika no Antes. Tofê aguentar até ao intervalo. Benfica - Moreirense, Naval 1.º de Maio - V. Setúbal No segundo período os locais foram mais fortes, Os encontros serão disputados no dia 27 de corrente dominaram por completo a partida e foram aumentando o (quarta-feira), em horas ainda por designar, devido às Sr. assinante pague a assinatura do resultado naturalmente, com boa exibição e golos para todos os gostos. transmissões televisivas. Jornal da Mealhada

×