MARÇO / 2010 51                                                                                                        TAR...
O                                            H                                        N                                   ...
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS                                      4Considere a figura e os dados abaixo para responderàs ques...
6                                                                   8    1                                                ...
12Em relação aos códigos corretores de erros, modulações digitais e formatação de pulso de transmissão, analise asafirmati...
15                                                                            17                                          ...
20                                                                23Um multiplexador TDM tem a capacidade de multiplexar  ...
26                                        Curva característica            ID [mA]                     do diodo            ...
28                                                                                   29                                Vcc...
32A figura abaixo mostra o formato do quadro de dados do protocolo PPP e seus campos.                                     ...
36                                                                40Com relação à utilização de fibras ópticas e seus modo...
43                                                                   47O padrão Ethernet impõe restrições de comprimento m...
O      H     N     U SC AR     13          TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prova concurso Técnico em Telecomunicações

885 visualizações

Publicada em

Prova concurso Técnico em Telecomunicações

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prova concurso Técnico em Telecomunicações

  1. 1. MARÇO / 2010 51 TARDETÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com os enunciados das 50 questões objetivas, sem repetição ou falha, com a seguinte distribuição: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Questões Pontos Questões Pontos Questões Pontos 1 a 10 1,0 21 a 30 2,0 41 a 50 3,0 11 a 20 1,5 31 a 40 2,5 - - b) 1 CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas às questões objetivas formuladas nas provas.02 - Verifique se este material está em ordem e se o seu nome e número de inscrição conferem com os que aparecem no CARTÃO- RESPOSTA. Caso contrário, notifique IMEDIATAMENTE o fiscal.03 - Após a conferência, o candidato deverá assinar no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA, a caneta esferográ- fica transparente de tinta na cor preta.04 - No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo a letra e preenchendo todo o espaço compreendido pelos círculos, a caneta esferográfica transparente de tinta na cor preta, de forma contínua e densa. A LEITORA ÓTICA é sensível a marcas escuras; portanto, preencha os campos de marcação completamente, sem deixar claros. Exemplo: A C D E05 - Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não o DOBRAR, AMASSAR ou MANCHAR. O CARTÃO-RESPOSTA SOMENTE poderá ser substituído caso esteja danificado em suas margens superior ou inferior - BARRA DE RECONHECIMENTO PARA LEITURA ÓTICA.06 - Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E); só uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você só deve assinalar UMA RESPOSTA: a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA.07 - As questões objetivas são identificadas pelo número que se situa acima de seu enunciado.08 - SERÁ ELIMINADO do Processo Seletivo Público o candidato que: a) se utilizar, durante a realização das provas, de máquinas e/ou relógios de calcular, bem como de rádios gravadores, headphones, telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie; b) se ausentar da sala em que se realizam as provas levando consigo o Caderno de Questões e/ou o CARTÃO-RESPOSTA; c) se recusar a entregar o Caderno de Questões e/ou o CARTÃO-RESPOSTA quando terminar o tempo estabelecido.09 - Reserve os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas no Caderno de Questões NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA.10 - Quando terminar, entregue ao fiscal O CADERNO DE QUESTÕES E O CARTÃO-RESPOSTA e ASSINE A LISTA DE PRESENÇA. Obs. O candidato só poderá se ausentar do recinto das provas após 1 (uma) hora contada a partir do efetivo início das mesmas. Por motivos de segurança, o candidato NÃO PODERÁ LEVAR O CADERNO DE QUESTÕES, a qualquer momento.11 - O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTAS PROVAS DE QUESTÕES OBJETIVAS É DE 3 (TRÊS) HORAS e 30 (TRINTA) MINUTOS, findo o qual o candidato deverá, obrigatoriamente, entregar o CARTÃO-RESPOSTA.12 - As questões e os gabaritos das Provas Objetivas serão divulgados no primeiro dia útil após a realização das mesmas, no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br).
  2. 2. O H N U SC A R 2TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  3. 3. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 4Considere a figura e os dados abaixo para responderàs questões de nos 1 e 2. s1 b4 b3 b2 b1 Flip-Flop Q1 Flip-Flop Q2 tipo “D” tipo “D” clock s2 O diagrama de um codificador convolucional utilizado emA figura acima apresenta um contador digital utilizando flip-flops do tipo JK, cujo estado é definido por (S1,S2,S3). sistemas de comunicações é mostrado na figura acima.O estado inicial desse contador é obtido pelo acionamento Os registradores de deslocamento são Flip-Flops do tipo D.do sinal de reset. As portas lógicas realizam a operação OU-EXCLUSIVO1 entre os sinais de suas entradas. Considerando queO segundo estado desse contador, obtido após a transi-ção provocada pelo primeiro período de clock, é inicialmente Q1 = 0 e Q2 = 0, a sequência de saída(A) 011 (B) 100 (C) 101 (D) 110 (E) 111 (s 1 , s 2 ) correspondente à sequência de entrada b 1 = 0; b 2 = 1 ; b3 = 1 ; b4 = 0 é:2De acordo com o diagrama do circuito apresentado e con- (A) (0 , 0) ; (1 , 1) ; (0 , 1) ; (0 , 1)siderando que o contador é inicializado com o sinal de reset, (B) (0 , 0) ; (0 , 1) ; (0 , 1) ; (0 , 1)o número de estados desse contador é(A) 4 (B) 5 (C) 6 (D) 7 (E) 8 (C) (0 , 0) ; (1 , 0) ; (1 , 1) ; (1 , 1) (D) (0 , 1) ; (1 , 0) ; (0 , 1) ; (1 , 1)3 (E) (0 , 1) ; (1 , 1) ; (1 , 1) ; (1 , 0) a b a 5A c g b cB Circuito d A B C DC Lógico e f d e 0 0 0 1D f 0 0 1 1 g 0 1 0 0 0 1 1 1 1 0 0 0As entradas A, B, C e D controlam o funcionamento do 1 0 1 0display de sete segmentos (a,b,c, . . . , g) mostrados na 1 1 0 0figura acima. O sinal A corresponde ao bit mais significati- 1 1 1 0vo do código fornecido na entrada do circuito lógico. Con-sidera-se que, para valores maiores do que 9 na entrada, A figura acima apresenta a tabela verdade do sinal digitalo símbolo E deve ser mostrado pelo display e que, para D, em função dos sinais de entrada A, B e C. A expressãomostrar o algarismo 1 no display, deve-se acender os seg-mentos b e d. A expressão booleana em função dos sinais booleana simplificada do sinal D éde entrada para o acendimento do segmento b é (A) D = AB + ABC (B) D = AB + BC(A) ABC + BCD + CD (B) A + BCD + AC + CD(C) AB + BC + ACD + ACD (D) ABC + BCD + ACD (C) D = AB + AC (D) D = AB + ABC(E) AB + CD + ACD + BD (E) D = AB + AC 3 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  4. 4. 6 8 1 No que diz respeito aos princípios de comunicação, anali- x (t ) Modulador se as afirmativas a seguir. 2 AM/DSB Oscilador + I – Ruído é um sinal indesejado que distorce o sinal fc + y(t) transmitido e está presente em todos os sistemas _ de transmissão. II – Comunicação digital é aquela na qual os símbolos 1 x (t ) Modulador transmitidos não são representados por formas de 2 AM/DSB onda contínuas no tempo.No diagrama em bloco da figura acima, observa-se que III – Na modulação QAM, a amplitude e a fase da porta-x(t) é o sinal modulante e o oscilador gera um sinal senoidal dora são alteradas de acordo com o símbolo a sercom frequência fc (frequência da portadora). Estes sinais transmitido.alimentam dois moduladores em amplitude do tipo AM/DSB,cujas saídas serão subtraídas, resultando no sinal modu- É(São) correta(s) a(s) afirmativa(s)lado y(t). (A) I, apenas.Este tipo de modulação denomina-se Amplitude Modulada (B) II, apenas.com (C) I e III, apenas.(A) dupla faixa lateral. (D) II e III, apenas.(B) dupla faixa lateral e portadora suprimida. (E) I, II e III.(C) faixa lateral simples.(D) faixa lateral simples e portadora suprimida. 9(E) faixa lateral vestigial. Um sinal analógico de voz, com espectro de frequências7 entre 0 e 3,4 kHz, deve ser amostrado no tempo. Para que o sinal não sofra a distorção de aliasing, a taxa de vo(t) amostragem mínima, em amostras/seg, é (A) 500 (B) 1700 (C) 2000 (D) 3400 (E) 6800 10 vi(t) Dentre os exemplos de esquemas de modulação digital abaixo, quais são os do tipo passa-faixa?A figura acima mostra a tela de um osciloscópio com (A) PSK-2, QAM-16, PAM-2dois sinais senoidais de tensão. O sinal vi(t) corresponde (B) PSK-4, FSK-2, PCMà entrada e o sinal vo(t) à saída de um circuito elétrico. (C) QAM-4, DPSK, FSK-4O osciloscópio está calibrado em amplitude com 10 mV (D) BPSK, 2B1Q, ASK-4por divisão e, no tempo, com 5 ms por divisão. (E) QPSK, QAM-32, ManchesterNessa perspectiva, considere as afirmativas a seguir.I - O circuito é um amplificador com ganho aproximado 11 igual a 2. Dentre as opções abaixo, qual NÃO se constitui em umaII - O sinal de saída está adiantado 90º em relação ao característica associada à fibra óptica usada como meio sinal de entrada. de transmissão?III - Os sinais apresentam a mesma frequência de 100 Hz. (A) Enorme banda passante.É(São) correta(s) as afirmativa(s) (B) Necessidade do uso de repetidores.(A) I, apenas. (B) II, apenas. (C) Imunidade à interferência eletromagnética.(C) I e II, apenas. (D) I e III, apenas. (D) Transmissão de apenas um comprimento de onda.(E) I, II e III. (E) Utilização em transmissões intercontinentais. 4TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  5. 5. 12Em relação aos códigos corretores de erros, modulações digitais e formatação de pulso de transmissão, analise asafirmativas abaixo.I – A capacidade de correção dos códigos corretores de erro é maior do que a capacidade de detecção.II – O aumento da quantidade de pontos da constelação das modulações PSK e QAM eleva a eficiência espectral (bits por segundo por Hertz).III – O aumento do fator de excesso de faixa (rolloff) do pulso de cosseno levantado melhora a robustez ao erro de sincronização de início de símbolo. É(São) correta(s) a(s) afirmativa(s)(A) II, apenas.(B) I e II, apenas.(C) I e III, apenas.(D) II e III, apenas.(E) I, II e III.13Em um sistema de comunicação óptica há várias fontes de perdas, que podem ocorrer em acopladores, conectores eemendas, além daquelas produzidas pela própria fibra óptica. Qual das opções abaixo contém apenas fontes de perdasque podem ocorrer nas fibras ópticas?(A) Desalinhamento angular, absorção e extremidades ásperas.(B) Desalinhamento angular, curvaturas e atraso de grupo.(C) Absorção, dispersão e desalinhamento axial.(D) Absorção, curvaturas e espalhamento.(E) Atraso de grupo, curvaturas e extremidades ásperas.14 Taxa de Erro de Bit -1 10 Modulação Eficiência Espectral -2 10 I 1 Q R II 2 P III 4 -3 10 IV 6 -4 10 0 2 4 6 8 10 12 14 16 RSR (dB)A figura acima mostra curvas de taxa de erro de bit em função da Razão Sinal Ruído (RSR) para três modulações QAM.A tabela apresenta valores de eficiência espectral, expressos em bits por segundo por Hertz. Três desses valores são dasmodulações cujas curvas de desempenho são apresentadas na figura. A associação correta entre as curvas de taxa deerro de bit e eficiências espectrais é(A) P – I , Q – II , R – III.(B) P – II , Q – III , R – IV.(C) P – II , Q – IV, R – I.(D) P – III , Q – II , R – I.(E) P – IV , Q – III , R – II. 5 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  6. 6. 15 17 Na hierarquia digital de transmissão telefônica T1, o qua- Transmissor Receptor dro TDM é formado por 24 canais de 8 bits cada um. Esse Óptico C 10 Km E 25 Km C Óptico quadro é repetido a cada 125 m s e transporta ainda um bit ENLACE 1 adicional para possibilitar a sincronização. A partir desses dados, a taxa de transmissão, em Mb/s, da hierarquia T1 é (A) 1,035 Transmissor Receptor (B) 1,544 C 10 Km E 15 Km E L C Óptico Óptico (C) 2,048 ENLACE 2 (D) 6,312 (E) 8,448 Parâmetro Valor 18 Coeficiente de atenuação da fibra 0,2 dB/km -4 Perda de inserção do conector 1 dB BER (10 ) Perda de inserção da emenda 0,5 dB Margem de Segurança do Enlace 1 5 dB Margem de Segurança do Enlace 2 2 dB 20A figura ilustra dois enlaces ópticos e a tabela contém da-dos relacionados com as fibras ópticas utilizadas ou comos enlaces. Os blocos com a letra C representamconectores e os com a letra E representam emendas. Os 5dois enlaces operam com a mesma velocidade de trans-missão, a mesma codificação de linha, a mesma potênciade transmissão e empregam receptores que têm a mesmasensibilidade. Sabendo-se que as perdas nos dois enla- 10 30 RSR (dB)ces, decorrentes dos mecanismos de dispersão e da pre-sença de ruído, são desprezíveis, o comprimento L, no A curva da taxa de erro de bit (BER, do termo em inglês Bitenlace 2, em km, é Error Rate), em função da RSR (Razão Sinal Ruído), ex-(A) 10,0 pressa em dB, de um determinado sistema de transmis- são, é aproximada pela reta mostrada na figura. Sabendo-(B) 12,5 se que os eixos da figura (RSR e BER) estão em escala(C) 15,5 linear, o valor de RSR, em dB, para se obter uma taxa de(D) 30,0 erro de bit de 10-3, é, aproximadamente,(E) 37,5 (A) 21,05 (B) 23,3316 (C) 24,75Sobre as redes de comutação telefônica digital, considere (D) 26,33as afirmativas a seguir. (E) 27,25I – Os vários sinais de voz são manipulados na forma 19 de amostras codificadas em PCM. Um sistema de transmissão emprega um modulador 2-ASK,II – Existe sempre a necessidade de um estágio de cuja constelação é dada por {-V, V}. Outro sistema de trans- comutação temporal, podendo também ser utilizado missão emprega um modulador 4-ASK com a constelação um estágio de comutação espacial. {-3V, -V, V, 3V}. Sabendo-se que a fonte de ambos osIII – A rede de comutação é inteiramente eletrônica. sistemas gera bits independentes e igualmente prováveis, a razão entre a energia média de símbolo do moduladorÉ(São) correta(s) a(s) afirmativa(s) 4-ASK e a energia média de símbolo do modulador 2-ASK é(A) I, apenas. (A) 2(B) II, apenas. (B) 3(C) I e III, apenas. (C) 4(D) II e III, apenas. (D) 5(E) I, II e III. (E) 6 6TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  7. 7. 20 23Um multiplexador TDM tem a capacidade de multiplexar Mensagem Palavra-Códigodezesseis conexões de 1kbps. O intervalo de tempo 000 0000000correspondente a um bit, na saída do multiplexador TDM, 001 0 0 1 0 111em microssegundos, é(A) 100 010 0 1 0 11 0 1(B) 62,5 011 0 111 0 1 0(C) 50 100 1 0 0 1 0 11(D) 25,5 101 1 0 111 0 0(E) 12,5 110 11 0 0 11 0 111 111 0 0 0 121O código binário (0 1 1 1 1 1 1 1)2 corresponde, no sistema As palavras-código de um código de bloco linear sãohexadecimal, à representação mostradas na tabela acima. A taxa e a capacidade de(A) 1A detecção desse código corretor de erro são, respectiva-(B) 0E(C) 10 mente,(D) 26 4 3(E) 7F (A) e 2 (B) e 3 7 722 3 1 (C) e 1 (D) e 4 5 3 1 1 0 0 1 0 1 0 1 (E) e 2 2I) 24 O processamento em banda base de um transmissor digi- tal é composto por uma fonte digital, um codificador de ca- nal de taxa ½ e um modulador 16-QAM. Sabendo que a fonte digital gera dígitos binários a uma taxa de R bits porII) segundo (bps), a velocidade de transmissão, expressa em baud, é (A) R/4 (B) R/2 (C) R (D) 2R (E) 4RIII) 25 Um sinal de voz passa por um filtro passa-baixas de 8 kHz de largura de banda, sendo amostrado na taxa de Nyquist e codificado com 8 bits (PCM). O sinal digital resultanteA sequência binária 1 1 0 0 1 0 1 0 é codificada usando-se passa por um processo de codificação de fonte, em cujatrês códigos de linhas distintos. As formas de ondasresultantes dos processos de codificação são ilustradas saída obtém-se um sinal na taxa de 32 kbps. O fator dena figura acima. A associação correta entre as formas de compressão do codificador de fonte, medido em númeroondas e o tipo de código de linha empregado é de vezes, é(A) I – RZ, II – On-Off, III - NRZ. (A) 2(B) I – NRZ, II – Manchester, III - Bipolar. (B) 4(C) I – Bipolar, II – Manchester, III - NRZ. (C) 6(D) I – NRZ, II - On-Off, III – Codificação Diferencial. (D) 8(E) I – NRZ, II - Bipolar, III – Manchester. (E) 10 7 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  8. 8. 26 Curva característica ID [mA] do diodo R Reta de carga 12 V D 0 VD [V] Escalas: horizontal: 100 mV/divisão vertical: 10 mA/divisão Figura 1 Figura 2Na Figura 1 tem-se a curva característica do diodo hipotético D e sua reta de carga e, na Figura 2, tem-se o circuito ondeeste diodo é utilizado. O valor do resistor R, em ohms, que permite ao diodo operar no ponto quiescente é(A) 560(B) 580(C) 600(D) 620(E) 64027 Rs Iz + 24V Vz Rcarga = 2 kWO circuito da figura acima apresenta um regulador de tensão que utiliza um diodo Zener com as seguintes características:• tensão Zener: VZ = 10 V• corrente Zener: 0,5 mA < IZ < 20 mAO valor mínimo do resistor RS, em ohms, que garante o funcionamento do regulador é(A) 560(B) 700(C) 1200(D) 1800(E) 2500 8TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  9. 9. 28 29 Vcc Vcc A respeito dos componentes elétricos usados em eletrônica de potência, considere as afirmativas a seguir. 4kW I – Aplicando-se uma polarização reversa adequada na 50kW C junção gate-catodo do MOSFET, pode-se obter o Vo corte desse dispositivo. Q c io II – O circuito Snubber protege o tiristor contra um 20k W ii C B disparo indesejável por variação brusca de tensão 4k W entre o anodo e o catodo. III – O TRIAC pode ser disparado com tensão positiva E ou negativa. + IV – A comutação forçada de um tiristor ocorre em circui-Vi _ 30k W tos de corrente alternada. 4k W C Rin São corretas APENAS as afirmativas (A) I e IV. (B) II e III. (C) I, II e III. Figura 1 (D) I, III e IV. (E) II, III e IV. 30 ib Q ic Linha I B C V Carga 2k W b ib II III IV A figura acima apresenta um diagrama de blocos de um ie sistema no-break. Os blocos representados por I, II, III, IV e V, nessa ordem, correspondem aos seguintes dispositi- E vos do sistema: (A) filtro, inversor, retificador, bateria e chave reversora. Figura 2 (B) chave reversora, retificador, bateria, filtro e inversor. (C) filtro, retificador, bateria, inversor e chave reversora. (D) filtro, inversor, bateria, retificador e chave inversora. (E) bateria, filtro, inversor, retificador e chave inversora.A Figura 1 apresenta um amplificador linear utilizando umTransistor Bipolar de Junção (TBJ) na configuração emis- 31sor comum. A Figura 2 apresenta o modelo p-híbrido do Considere que os dois primeiros bits do campo controle de um quadro HDLC sejam 1 e 1. Uma situação possível naTBJ para pequenos sinais. O valor da resistência Rin de rede é queentrada do circuito, em k W, para pequenos sinais, é, apro- (A) a estação receptora não esteja pronta para receberximadamente, novos quadros HDLC.(A) 1,0 (B) a estação receptora solicite a retransmissão de quadros específicos.(B) 1,3 (C) a estação receptora solicite a transmissão de um novo(C) 1,6 quadro HDLC.(D) 1,8 (D) um erro de transmissão seja detectado.(E) 2,0 (E) uma estação esteja anunciando sua desconexão. 9 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  10. 10. 32A figura abaixo mostra o formato do quadro de dados do protocolo PPP e seus campos. TAMANHO TAMANHO: 1 BYTE 1 BYTE 1 BYTE 1 OU 2 BYTES VARIÁVEL 2 OU 4 BYTES 1 BYTE FLAG ENDEREÇO CONTROLE TOTAL DE FLAG PROTOCOLO CARGA ÚTIL 01111110 11111111 00000011 VERIFICAÇÃO 01111110Com relação ao protocolo PPP, no modo não numerado, afirma-se que(A) as alternativas para uma transmissão confiável, como o emprego de números de sequência e confirmações, não são por ele oferecidas.(B) o campo “total de verificação” é calculado a partir dos bits dos campos “protocolo” e “carga útil”.(C) o campo “endereço” indica a necessidade de atribuição de endereços de enlace de dados.(D) é um mecanismo de enquadramento multiprotocolo, utilizado exclusivamente em linhas telefônicas de acesso por discagem.(E) é orientado a bits, da mesma forma que o protocolo HDLC.33O padrão Ethernet não foi desenvolvido para transmissões em redes SDH/SONET. Assim, os pacotes de dados oriundosde redes Ethernet precisam ser separados em quadros e encapsulados nos quadros SDH/SONET - a denominada Packetover SDH/SONET (POS). A figura abaixo ilustra a sequência das operações necessárias para o emprego de POS natransmissão de datagramas IP em redes SDH/SONET. datagrama IP quadros PPP I II III encapsulamento nos quadros SDH/SONETAs operações que correspondem aos blocos I, II e III, respectivamente, são I II III(A) verificação de quadros (FCS) enchimento de bytes (byte stuffing) embaralhamento(B) enchimento de bytes (byte stuffing) verificação de quadros (FCS) embaralhamento(C) verificação de quadros (FCS) embaralhamento enchimento de bytes (byte stuffing)(D) embaralhamento verificação de quadros (FCS) enchimento de bytes (byte stuffing)(E) enchimento de bytes (byte stuffing) embaralhamento verificação de quadros (FCS)34Quando as estações de origem e de destino se encontram em redes diferentes, conversões de protocolo se fazem neces-sárias, empregando-se os gateways. Quando a conversão é feita no nível de enlace, o nome do gateway é(A) inversor (inverter).(B) repetidor (repeater).(C) roteador (router).(D) comutador (switch).(E) ponte (bridge).35Sobre o padrão IEEE 802.3ab (1000BASE-T), afirma-se que(A) permite operação confiável em segmentos de rede de até 100 metros de comprimento.(B) opera em half-duplex ou em full-duplex, empregando dois pares de fios em cabos UTP categoria 5.(C) utiliza somente o protocolo CSMA/CD na camada de acesso ao meio, assim como o padrão Fast Ethernet.(D) deve ter o cabeamento com impedância nominal de 50 W.(E) deve ter taxa de erro de bit menor ou igual a 10-5. 10TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  11. 11. 36 40Com relação à utilização de fibras ópticas e seus modos Um switch pode ser classificado pelo modo como encami-de propagação, a tecnologia atual suporta os modos nha os quadros. O switch que lê o endereço de destino domultimodo e monomodo, sendo que quadro e o encaminha antes de recebê-lo integralmente é(A) na fibra multimodo com índice degrau, a densidade chamado de switch do núcleo permanece constante do centro para as (A) store-and-forward. bordas. (B) fast- through.(B) na fibra monomodo com índice gradual, a distorção do (C) fast-forward. sinal que trafega pela fibra é a menor dentre todos os (D) cut-forward. modos. (E) cut- through.(C) a fibra multimodo é fabricada com um diâmetro de núcleo muito menor que o da fibra monomodo. 41(D) na fibra monomodo, o diâmetro típico do núcleo é de Os protocolos de transmissão de dados, nos quais o trans- 62 micrômetros. missor espera um reconhecimento positivo do receptor(E) a fibra muultimodo é mais adequada para utilização em antes de enviar o próximo pacote, são, normalmente, redes metropolitanas. denominados (A) ARQ (Automatic Repeat Request).37 (B) FEC (Forward Error Control).Com relação às redes locais virtuais (VLANs), é INCOR- (C) MAC (Medium Access Control).RETO afirmar que (D) RSVP (Resource Reservation Protocol).(A) a ideia central da tecnologia VLAN é dividir uma LAN (E) RARP (Reverse Address Resolution Protocol). em segmentos lógicos, em vez de físicos.(B) as VLANs criam domínios de broadcast. 42(C) a utilização da tecnologia VLAN com switches de A respeito das topologias empregadas em Redes de camada 2 pode substituir o roteamento feito por roteadores. Computadores, analise as proposições abaixo.(D) o padrão 802.1Q define o formato para identificação de frames. I - A topologia em Anel, que possui as vantagens de(E) para agrupar estações em uma VLAN podem ser usa- facilidade de instalação e isolamento de falhas, gera das características distintas, tais como números das tráfego unidirecional; cada dispositivo ou terminal do portas, endereços MAC, endereços IP, endereços IP Anel incorpora um repetidor para regenerar os Multicast ou uma combinação de uma ou mais destas sinais. características. II - Na topologia em Estrela, que é de fácil instalação e configuração, cada terminal é interligado a um dis-38 positivo concentrador, que pode ser um hub, switchO modelo OSI para interconexão de sistemas abertos foi ou roteador.definido com sete camadas. Que camada do modelo OSI III - A topologia em Barra permite conexão multiponto efoi subdividida pelo IEEE nas subcamadas LLC e MAC? apresenta grande facilidade de instalação e de iso-(A) Lógica. lamento de falhas; apresenta, porém, o inconveni-(B) Física. ente do sinal ser degradado pelas diversas deriva-(C) Enlace. ções, impondo restrições com respeito à quantida-(D) Dados. de de terminais e ao alcance da rede.(E) Transporte. IV - A topologia em Malha possui a vantagem de permitir a fácil identificação de falhas, mas possui o inconve-39 niente de utilizar excessivo cabeamento, além deDe acordo com a norma de cabeamento horizontal apresentar grande dificuldade de instalação da rede.TIA/EIA-568-A, para a conexão do cabo categoria 5e àtomada de telecomunicações, o comprimento máximo de São corretas APENAS as proposiçõesfio destrançado, em cm, deve ser (A) I e II.(A) 10,0(B) 5,0 (B) I e III.(C) 3,5 (C) III e IV.(D) 2,5 (D) I, II e IV.(E) 1,5 (E) II, III e IV. 11 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  12. 12. 43 47O padrão Ethernet impõe restrições de comprimento míni- Qual é a aplicação que emprega, tipicamente, o protocolomo e máximo de um frame. A restrição de comprimento mí- UDP na camada de transporte do modelo de referêncianimo é necessária para a operação correta de CSMA/CD. TCP/IP ?Logo, se uma subcamada MAC Ethernet recebe 40 bytes (A) Acesso a terminal remotode dados da camada superior, quantos bytes de preenchi- (B) Correio eletrônicomento (padding) devem ser acrescentados para garantir o (C) Telefonia via Internetcomprimento mínimo do frame Ethernet? (D) Transferência de arquivo(A) 4 (B) 6 (E) Web(C) 8 (D) 12(E) 24 48 Com relação aos protocolos utilizados na Internet, é44 INCORRETO afirmar queA especificação que estabelece os procedimentos para cor- (A) o IP versão 4 utiliza apenas os campos Identificationreção antecipada de erros e o método OFDM (Orthogonal (Identificação) e Fragment offset (Offset de fragmento)Frequency-Division Multiplexing), na faixa de frequências do cabeçalho do datagrama IP para o controle daISM de 2,4 GHz, e que atinge velocidade de transmissão fragmentação.de dados de 22 ou 54 Mbps é (B) o protocolo de roteamento OSPF utiliza o TCP para(A) IEEE 802.11a troca de suas mensagens.(B) IEEE 802.11b (C) os protocolos de roteamento do tipo vetor distância(C) IEEE 802.11g (distance vector) não são capazes de recriar a topologia(D) IEEE 802.15 da rede na qual são aplicados.(E) IEEE 802.16 (D) os datagramas IP, fragmentados durante seu percurso através da Internet, só podem ser remontados no destino.45 (E) a máscara de sub-rede é composta de bit 0 apenas noCom relação ao Frame Relay, afirma-se que campo hostid.(A) dispõe de mecanismos para controle de erros.(B) dispõe de mecanismos para controle de fluxo. 49(C) opera apenas nas camadas física e de enlace de Que máscara de sub-rede deve ser aplicada à rede dados. 102.0.0.0, de modo a permitir o endereçamento de, pelo(D) tem seus endereços estendidos para 8 bytes, para menos, 500 hosts em cada sub-rede e maximizar o aumentar o alcance dos DLCI. número de sub-redes?(E) permite um tamanho de quadro de 16384 bytes, capaz (A) 255.248.0.0. de acomodar todos os tamanhos de quadros de redes locais. (B) 255.254.0.0. (C) 255.255.224.0.46 (D) 255.255.248.0.A respeito da arquitetura Internet TCP/IP, considere as afir- (E) 255.255.254.0.mativas a seguir. 50I – No nível de transporte, a arquitetura Internet TCP/IP Para estabelecer uma conexão, o TCP utiliza um handshake oferece, como única opção, o protocolo UDP, que de três vias. Considerando a hipótese mais simples e su- realiza um serviço de circuito virtual. pondo que o host que deu início à conexão tenha enviadoII – O IP é um protocolo que reside na camada 3 (cama- um segmento SYN com Sequence Number igual a da de rede) do modelo de referência OSI. 2092345, recebendo como resposta um segmento comIII – Roteamento inter-redes é a principal função do Sequence Number igual à 456789, quais serão os valores protocolo IP. dos campos Sequence Number e Akcnowledgement Number, respectivamente, de seu próximo segmentoÉ(São) correta(s) a(s) afirmativa(s) referente ao estabelecimento desta conexão?(A) I, apenas. (A) 2092345 e 456789(B) II, apenas. (B) 2092345 e 456790(C) I e III, apenas. (C) 2092345 e 4567890(D) II e III, apenas. (D) 2092346 e 456789(E) I, II e III. (E) 2092346 e 456790 12TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR
  13. 13. O H N U SC AR 13 TÉCNICO(A) DE TELECOMUNICAÇÕES JÚNIOR

×