Utilizando views, stored procedures e triggers

2.124 visualizações

Publicada em

Aula teórica de Views (Visões), Stored Procedures (Procedimentos Armazenados) e Triggers (Gatilhos) utilizando o Mysql 5.

Publicada em: Dados e análise
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.124
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Utilizando views, stored procedures e triggers

  1. 1. Utilizando Views, Stored Procedures e Triggers Daniel Cosme Mendonça Maia (daniel_maiabr@yahoo.com.br)
  2. 2. Views (Visões)  As views também são chamadas de tabelas virtuais ou derivadas;  Os dados nessas tabelas virtuais são derivados de tabelas da base de dados ou views previamente definidas;  Há possíveis limitações nas operações de atualização que podem ser aplicadas à views, mas não existe quaisquer limitações sobre a consulta de uma view. 2
  3. 3. Views (Visões)  A criação de uma view é útil quando: ◦ Precisamos referenciar determinada(s) tabela(s) com frequência; ou ◦ Quando precisamos realizar consultas complexas. 3
  4. 4. Views (Visões): Vantagens  Algumas vantagens do uso das views: ◦ Controle sobre o que o usuário pode ver. (É possível selecionar os campos que o usuário terá acesso) ◦ Simplifica a consulta. (Criando uma view não é necessário fornecer parâmetros para consulta toda vez que a mesma será executada) ◦ Segurança. (Uma view é um objeto do banco de dados, portanto, é possível atribuir permissões de usuário) ◦ Exportação de dados. (Os dados em uma view podem ser exportados utilizando utilitários específicos dos SGBDs). 4
  5. 5. Views (Visões): Sintaxe  Sintaxe de criação/alteração de uma view: CREATE VIEW nome_visao AS declararacao_select; ALTER VIEW nome_visao AS declararacao_select; 5
  6. 6. Views (Visões): Exemplo  Exemplo de criação de uma view: 6
  7. 7. Views (Visões): Sintaxe  Sintaxe de remoção de uma view: DROP VIEW nome_visao; 7
  8. 8. Stored Procedures  Stored Procedures ou Procedimentos Armazenados, são um conjunto de declarações SQL armazenadas no servidor. 8
  9. 9. Stored Procedures  Procedimentos Armazenados são utilizados principalmente quando: ◦ Aplicações clientes são escritas em diferentes linguagens ou trabalham em diferentes plataformas, mas precisam executar as mesmas operações de banco de dados; ◦ A segurança é primordial. Bancos, por exemplo, utilizam funções e procedimentos armazenados para todas operações comuns. Isto provê consistência e segurança, pois cada operação é devidamente registrada. 9
  10. 10. Stored Procedures  Rotinas armazenadas podem fornecer melhor desempenho pois menos informação precisa ser enviada entre o cliente e o servidor;  A desvantagem é que aumenta-se a carga no servidor de banco de dados;  Permitem a criação de uma biblioteca de funções no servidor de banco de dados. 10
  11. 11. Stored Procedures: Sintaxe  Sintaxe de criação de um procedure: CREATE PROCEDURE nome_procedimento (parâmetros) BEGIN declarações_de_rotina_sql; END 11
  12. 12. Stored Procedures: Sintaxe  Sintaxe de criação de um procedure: CREATE PROCEDURE nome_procedimento (parâmetros) BEGIN declarações_de_rotina_sql; END Observação: Os parâmetros de um procedimento podem ser de IN (entrada), OUT (saída), ou INOUT (entrada/saída). O tipo dos parâmetros podem ser de algum tipo de dado válido, por exemplo, INT, CHAR, DATE, etc. 12
  13. 13. Stored Procedures: Exemplo  Exemplo criação de um procedure: 13
  14. 14. Functions: Sintaxe  Sintaxe de criação de uma function: CREATE FUNCTION nome_função (parâmetros) RETURNS tipo_retorno BEGIN declarações_de_rotina_sql; RETURN retorno_funcao; END 14
  15. 15. Functions: Sintaxe  Sintaxe de criação de uma function: CREATE FUNCTION nome_função (parâmetros) RETURNS tipo_retorno BEGIN declarações_de_rotina_sql; RETURN retorno_funcao; END Observação: Os parâmetros de uma função podem ser apenas IN (entrada). A exemplo dos procedimentos, o tipo dos parâmetros podem ser de algum tipo de dado válido, por exemplo, INT, CHAR, DATE, etc. 15
  16. 16. Functions: Exemplo  Exemplo criação de uma function: 16
  17. 17. Triggers (Gatilhos)  Trigger é um objeto do banco de dados que está associado a uma tabela, e é ativado quando um evento particular ocorre na tabela;  Principais usos são: ◦ Executar verificações de valores; ou ◦ Fazer cálculos sobre os valores informados em uma atualização. 17
  18. 18. Triggers (Gatilhos)  O Trigger é ativado quando uma declaração de INSERT, UPDATE ou DELETE ocorre na tabela associada;  O disparo do "gatilho" pode ser configurado para ocorrer antes ou depois do evento de disparo. 18
  19. 19. Triggers (Gatilhos) 19
  20. 20. Triggers (Gatilhos): Exemplo 01  Exemplo de criação de um trigger: 20
  21. 21. Triggers (Gatilhos): Exemplo 01  Disparo de um trigger: 21
  22. 22. Triggers (Gatilhos): Exemplo 02  Trigger de verificação de valores: 22
  23. 23. Referências  Documentação oficial do MySQL: ◦ http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/en/create-view.html ◦ http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/en/create-procedure. html ◦ http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/en/date-and-time-functions. html ◦ http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/en/set-statement.html ◦ http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/en/trigger-syntax.html  Elmasri, Ramez. Sistemas de Banco de Dados. 6ª ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2011.  Silberschatz, Abraham; Korth, Henry F.; Sudarshan, S. Sistema de Banco de Dados. São Paulo: Makron Books, 1999. 23

×