Formação história

467 visualizações

Publicada em

Estudo sobre a importância e a forma do ensino da História nas séries iniciais do Ensino Fundamental

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação história

  1. 1. Formação continuada 2015 A importância da História na primeira fase do Ensino Fundamental Prof. Magda Marques Luziânia, 02 de setembro de 2015.
  2. 2. O que lhe vem à mente ao ver essa imagem? Em que período da sua vida você estava? Você se lembra qual sentimento esse fato causou nas pessoas em geral? Onde você estava quando isso ocorreu? Você sabe o que motivou esse ataque? E o que aconteceu em decorrência desse fato? Sua vida mudou muito desde esse acontecido até hoje?
  3. 3. O conhecimento da história da civilização é importante porque nos fornece as bases para o nosso futuro, permite –nos o conhecimento de como aqueles que viveram antes de nós equacionaram as grandes questões humanas. O que você lembra do ensino de História? Enquanto estudante, como via essa disciplina?
  4. 4. De acordo com os PCNs História e geografia, 1997, p. 33, “Espera-se que ao longo do Ensino Fundamental, os alunos gradativamente possam ler e compreender sua realidade, posicionar-se, fazer escolhas e agir criteriosamente.”. É necessário que os alunos identifiquem no processo de ensino e aprendizagem de História oportunidades para o desenvolvimento de uma atitude crítica com relação à sociedade, intervindo de forma consciente enquanto seres que fazem história e pertencem a uma época e espaços próprios.
  5. 5. É importante proporcionar aos alunos a experiência de eles próprios estarem imersos em uma historicidade, ou seja, que eles percebam que também fazem parte da história e que se constituem como sujeitos e agentes históricos.
  6. 6. É importante que o aluno conheça a história da humanidade como a história da produção de todos os homens e não como resultado da ação ou das ideias de alguns poucos. O passado não é de um indivíduo somente, mas de um indivíduo inserido num contexto. Estudar História é muito mais do que decorar é descobrir, analisar fatos registrados no passado, entender as atividades dos homens no mundo. Os estudantes só aprendem a disciplina quando relacionam fatos, confrontam pontos de vista e consultam diversas fontes de pesquisa.
  7. 7. Sabemos então que a História é importante para a formação da cidadania. Mas o que é cidadania? A criança é considerada cidadão? Quais são os direitos e deveres da criança? Por que a formação para a cidadania é importante? Como deve ser o trabalho pedagógico voltado para essa formação? Vamos refletir?
  8. 8. A moderna noção de cidadania considera como cidadão aquele que é membro de um estado-nação. Essa condição é dada pelo nascimento ou pela naturalização. Como integrante de uma sociedade nacional, todo indivíduo possui um conjunto de prerrogativas e responsabilidades, fruto de uma histórica construção que envolveu lutas e conquistas dos diversos grupos dessa sociedade.
  9. 9. A criança, como integrante de uma sociedade nacional, é de fato um cidadão. Entretanto, em decorrência de sua imatuidade, a ela não se aplicam ou são limitados alguns direitos dos quais deve gozar todo e qualquer cidadão, sem nenhuma discriminação. A formação para a cidadania, nos primeiros anos do ensino fundamental, é essencial ao educando, à comunidade escolar e à sociedade. A criança vivencia nesse período, uma ampliação de seus espaços de convivência, antes restritos aos ambientes domésticos e familiar e aos locais públicos e privados que frequenta na companhia dos responsáveis e de pessoas a eles relacionadas.
  10. 10. Como membro dessa coletividade a criança percebe que existe relações de dependência entre os diferentes indivíduos, que, em maior ou menor grau, definem os acontecimentos ou neles interferem. Então, ela passa a assumir compromissos com vistas a promoção da própria felicidade e, também, do bem comum. Tal aprendizado é assimilado pela criança, que o aplica em outras instâncias da vida, à medida que seu desenvolvimento a leva a assumir novos papéis na sociedade da qual participa. Todo esse processo diz respeito à formação da identidade e à construção da cidadania, que ocorrem simultaneamente e guardam estreita ligação entre si.
  11. 11. Cabe ao professor dos primeiros anos do ensino fundamental oferecer estratégias pedagógicas que auxiliem o educando a construir conhecimentos, valores, atitudes e competências necessários à sua formação cidadã. Tais estratégias devem valorizar os princípios éticos e da dignidade humana necessários ao convivío social, entre os quais destacamos a busca de soluções pacíficas e consensuais para conflitos, a isenção de preconceito e de discriminação de qualquer espécie, o reconhecimento da equidade como princípio da justiça, a adoção de atitudes de solidariedade e de cooperação.
  12. 12. No ensino de História o professor deve trabalhar atividades que envolvam questionamentos. Problematizar os fatos é fazer com que o aluno seja estimulado na construção do saber bem como exercite sua visão crítica. É importante que o professor seja também um pesquisador e produtor de conhecimentos e não apenas um mero executor de conhecimentos já produzidos.
  13. 13. Somos o produto de nossa história!
  14. 14. Bibliografia  Campos, Helena Guimarães- A história e a formação para a cidadania nos anos iniciais do ensino fundamental/ 1 edição- São Paulo: Livraria Saraiva 2012.  Oliveira Regina Soares de, Vanusa Lopes de Almeida, Vitória Azevedo da Fonseca; Márcio Rogério de Cano, coordenador. São Paulo: Blucher, 2012 (Coleção a reflexão e a prática no ensino; 6).  Silva, Marco Antônio, Amélia Porto. Nas trilhas do ensino de história: teoria e prática – Belo Horizonte: Rona, 2012.  www.youtube.com.br

×