Descobrindo o monitoramento de mídias sociais

634 visualizações

Publicada em

Apresentação feita para o workshop para as turmas de 1º ao 8º semestre de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Anhanguera na data de 29/08/2014 em Campo Grande - MS

Fontes de pesquisa:
http://papodemarketeiros.tumblr.com/post/54908098525/papo-com-tarcizio-silva-consultor-em-metodos-de

http://www.scup.com/pt/blog/como-definir-os-melhores-termos-de-busca-para-o-seu-monitoramento

http://pt.slideshare.net/tarushijio/aula-monitoramento-metricas-mensuracao-faculdade-idez-aula02

http://www.seodesaia.com.br/midias-sociais/precisamos-falar-sobre-o-relatorio-de-monitoramento

http://blogmidia8.com/2011/07/11-passos-para-montar-um-relatorio-de.html

Publicada em: Marketing
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
634
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Descobrindo o monitoramento de mídias sociais

  1. 1. Descobrindo o Monitoramento de Mídias Sociais
  2. 2. O que é Monitoramento?
  3. 3. O que é Monitoramento? O monitoramento de mídias sociais é uma técnica usada para coletar informações relevantes à uma marca, uma pessoa, um concorrente, etc para análise posterior. Para Tarcízio Silva – consultor em Monitoramento e Mensuração de Mídias Sociais - o monitoramento é “a coleta, armazenamento, classificação, categorização, adição de informações e análise de menções on-line públicas a determinado(s) termo(s) previamente definido(s) e seus emissores”. Em síntese podemos expressar na seguinte equação: Ouvir + Interagir + Analisar = Monitoramento
  4. 4. Por quê monitorar?
  5. 5. Por quê monitorar? O que iremos fazer após a coleta dos dados? Iremos transformar os dados coletados em informações relevantes e que nos traga possibilidade de ação e/ou reparo de uma ação ou campanha para o cliente. O monitoramento envolve o entendimento dos perfis dos usuários, seu comportamento e a forma que os mesmos navegam. Por isso, muitas empresas antes de colocar no mercado um novo produto e/ou serviço definem a estratégia de monitoramento que será utilizada para mensurar os resultados pós-lançamento.
  6. 6. Por quê monitorar? Em 2012 as principais aplicações para o monitoramento de mídias sociais eram: Analisar imagem/reputação Estudo de conteúdo SAC ou Relacionamento Pesquisa/Planejamento Analisar desempenho Comparar com concorrentes
  7. 7. Tipos de Monitoramento
  8. 8. Tipos de Monitoramento A primeira coisa a definir é a forma como você realizará o monitoramento. Para isso o Scup dividiu o ato demonitorar para cinco objetivos diferentes: ▪ SAC 2.0 e atendimento Focado na identificação de reclamações ou solicitações de clientes para evitar possíveis crises. ▪ Relacionamento e gestão de comunidade para vendas Saber qual campanha é melhor recebida e conhecer quais produtos são mais recomendados. ▪ Monitoramento e diagnóstico de saúde da marca Saber quem são seus influenciadores e detratores e saber em qual contexto a marca é citada.
  9. 9. Tipos de Monitoramento ▪ Monitoramento e diagnóstico para concorrência Conhecer o que o público mais gosta e menos gosta no concorrente bem como saber em quais aspectos o concorrente é melhor e pior que você. ▪ Monitoramento e diagnóstico para análise de mercado Descobrir necessidades, perceber mudanças de comportamento e conhecer gostos e tendências do público.
  10. 10. Etapas do Monitoramento
  11. 11. Etapas do Monitoramento A primeira etapa do processo de monitoramento é o briefing. Com ele iremos identificar que tipo de monitoramento será utilizado, o que esperar dele, para qual objetivo será feito e o que vamos fazer com os dados que iremos coletar. Após isso seguimos com: ▪ Definição de palavras-chaves; ▪ Definição de buscas no ambiente on-line; ▪ Níveis de categorias; ▪ Classificação dos dados (por sentimento, público, tema/assunto, etc); ▪ Representação gráfica; ▪ Análise e categorização; ▪ Confecção do relatório; ▪ Conclusões e recomendações.
  12. 12. Etapas do Monitoramento Devemos ter em mente que monitorar não é classificação de sentimentos. Os profissionais fazem análise de menções e classificam a percepção do público on-line. A classificação, entretanto, não é subjetiva. Devemos entender o seu contexto, tom de “fala” (se possui ironia ou alguma outra figura de linguagem), mídia social monitorada e outros aspectos. Atualmente existem teorias sobre a classificação da percepção do público, que torna o trabalho objetivo e profissional. Apenas classificar como positivo, negativo e neutro não é o ideal.
  13. 13. Etapas do Monitoramento É importante sempre termos em mente que você não conseguirá se preparar para tudo, mas o exercício de pensar em problemas e soluções vai ajudar muito do que apenas classificar uma menção. Nas mídias sociais está tudo interligado: Estratégia Produção de Conteúdo Relacionamento Monitorament o e Resultados
  14. 14. Exemplos de menções
  15. 15. Exemplos de menções Positiva Negativa Neutra
  16. 16. Relatórios de Monitoramento
  17. 17. Relatórios de Monitoramento Relatórios de monitoramento não seguem um padrão. Ele é de acordo com a demanda que foi passada. O passo inicial, como já vimos, é o briefing. A agência designou que seja um relatório diário, semanal, quinzenal ou mensal? Outro aspecto importante é saber para quem será encaminhado o relatório. Para outro analista de monitoramento? Para alguém da própria agência? Para o cliente? Esse cliente possui algum conhecimento no assunto? Devemos lembrar que é importante que o relatório esteja adequado para quem irá recebe-lo. Não adianta encher o relatório de informações técnicas se quem irá receber pode ser um cliente semmuito conhecimento sobre o assunto.
  18. 18. Relatórios de Monitoramento A utilização de gráficos é importante mas sozinhos não fazem milagres. Explique os seus dados. Na hora de concluir o seu relatório não se esqueça das conclusões e recomendações. O que pode ser feito para melhorar a imagem da nossa marca? Como podemos evitar uma crise? Aquele produto que lançamos foi um sucesso? Conclusões não devem apenas reportar o que aconteceu e sim possíveis melhorias para cada setor que o relatório envolveu.
  19. 19. Relatórios de Monitoramento Caso esteja difícil começar o seu relatório, segue 10 dicas que podem te ajudar: ▪ Identifique o cliente, as redes sociais, o período do relatório e ações realizadas. ▪ Compare o número de usuários ligados aos canais no início e no final e veja se teve novos usuários. ▪ Calcule o número de usuários que interagiram nesse período. Inclua retweets, replies, likes, menções, etc. ▪ Mensure a atividade da empresa nos seus canais. ▪ Relate o impacto desses mesmos canais. ▪ Acompanhe o cumprimento dos objetivos do cliente. ▪ Identifique os usuários que mais interagiram. ▪Verifique quais ações geraram mais engajamento nos usuários. ▪ Demonstre dados qualitativos, como por exemplo: interações de destaque, palavras mais utilizadas, etc. ▪ Cruze informações do seu site com as informações de seus canais nas redes sociais.
  20. 20. Cases
  21. 21. Cases Disponível em: http://www.8020mkt.com.br/blog/como-vendi-meu-ingresso-atraves-da-plataforma-de-monitoramento
  22. 22. Algumas plataformas
  23. 23. Algumas plataformas Scup Seekr v-tracker Zubit SIGA Monitor Buzzmonitor OpSocial Aceita Brandviewer GraphMonitor Livebuzz Logio PostX Sky IT Radian6 SentiMonitor Drivus BrandCare uberVU Scoutapp
  24. 24. Dúvidas?
  25. 25. Contato E-mail: santana.marciaa@gmail.com Facebook: Márcia Sant’Ana (/maaahhs) Twitter e Instagram: @maaahhs Site: http://metricassociais.wordpress.com

×