Atps   estrutura e análise das demonstrações financeiras
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Atps estrutura e análise das demonstrações financeiras

on

  • 21,870 visualizações

Atps estrutura e análise das demonstrações financeiras

Atps estrutura e análise das demonstrações financeiras

Statistics

Visualizações

Total Views
21,870
Views on SlideShare
21,870
Embed Views
0

Actions

Likes
4
Downloads
761
Comments
1

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft Word

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
  • Good nao consigo fazer download do arquivo

    voce tem em algum formato para enviar por e-mail

    por favor aguardo contato
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Atps   estrutura e análise das demonstrações financeiras Atps estrutura e análise das demonstrações financeiras Document Transcript

  • Universidade Anhanguera Uniderp – Polo NaviraíTutor (EAD): Prof. Msc. Glenda de Almeida SopraneTutor presencial: Jefferson Kiyoshi KomesuCurso: AdministraçãoATPS – ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADASESTRUTURA E ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRASAcadêmicos:Aezer ToralRA: 314252Luiz Augusto RA: 347971Maiara Perez RA: 290170Margareth Silva RA: 341887Mariana Paola RA: 290183Abril de 2013Naviraí – MS
  • INTRODUÇÃONessa atividade foram analisadas técnicas que nos permitiu avaliar uma determinadaempresa, nas seguintes áreas: rentabilidade, fluxo de caixa, lucratividade e longevidade nomercado.As empresas desenvolvem algumas atividades financeiras que precisam serregistradas. Estes registros demonstram a vida da empresa e possibilitam uma análisecompleta de sua situação. A administração desses dados é responsabilidade do administradorfinanceiro, que coleta, estrutura, analisa e gera informações essenciais para o processo detomada de decisões.A Análise das Demonstrações Financeiras é um importante instrumento que osadministradores devem utilizar, visando otimizar os resultados e criar novas situações para aempresa.Através das diversas junções de técnicas podemos avaliar com maior precisão quais asmelhores decisões para uma empresa se tornar mais rentável nos dias de hoje.
  • ETAPA 1 – ANÁLISE VERTICAL E HORIZONTALANALISEHORIZONTALNOBALANÇOPATRIMONIALEM2007E2008CIRCULANTE R$ A.H. R$ A.H.Caixa e equivalentes de caixa 189.010,00R$ 100% 135.224,00R$ -28,46%Titulos mantidos para negociação 111.512,00R$ 100% 53.721,00R$ -51,82%Duplicatas a Receber 62.888,00R$ 100% 77.463,00R$ 23,18%Valores a receber-finame fabricante 223.221,00R$ 100% 306.892,00R$ 37,48%Partes Relacionadas - - - -Estoques 183.044,00R$ 100% 285.344,00R$ 55,89%Impostos e Contribuições a Recuperar 11.537,00R$ 100% 17.742,00R$ 53,78%Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos 2.149,00R$ 100% 3.243,00R$ 50,91%Outros Créditos 3.479,00R$ 100% 7.247,00R$ 108,31%Total Circulante 786.840,00R$ 100% 886.876,00R$ 12,71%NÃO CIRCULANTERealizável à Longo prazo - - - -Duplicatas a Receber 1.149,00R$ 100% 1.686,00R$ 46,74%Valores a receber-finame fabricante 409.896,00R$ 100% 479.371,00R$ 16,95%Partes Relacionadas - - - -Impostos e Contribuições a Recuperar 5.391,00R$ 100% 18.245,00R$ 238,43%Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos 5.867,00R$ 100% 9.488,00R$ 61,72%Outros Créditos 2.928,00R$ 100% 5.405,00R$ 84,60%Investimento em Controlada, incluindo ágio e deságio - - - -Outros Investimentos 1.935,00R$ 100% 3.163,00R$ 63,46%Imobilizado Líquido 127.731,00R$ 100% 252.171,00R$ 97,42%Intangível - - 6.574,00R$ -Total Não Circulante 554.897,00R$ 776.103,00 39,86%Total do Ativo 1.341.737,00R$ 1.662.979,00 23,94%ANALISE HORIZONTAL - BALANÇO PATRIMONIALATIVO 2007 2008
  • CIRCULANTE R$ A.H. R$ A.H.Financiamentos 29.498,00R$ 100% 26.375,00R$ -10,59%Financiamentos - Finame Fabricante 192.884,00R$ 100% 270.028,00R$ 40,00%Fornecedores 25.193,00R$ 100% 31.136,00R$ 23,59%Salários e Encargos Sociais 35.934,00R$ 100% 33.845,00R$ -5,81%Impostos e Contribuições a Recolher 8.013,00R$ 100% 7.357,00R$ -8,19%Adiantamentos de Clientes 9.702,00R$ 100% 14.082,00R$ 45,15%Dividendos e Juros Sobre o Capital Próprio 2.375,00R$ 100% 11.777,00R$ 395,87%Participações a Pagar 4.400,00R$ 100% 4.500,00R$ 2,27%Outras Contas a Pagar 4.524,00R$ 100% 15.044,00R$ 232,54%Provisão para Passivo Descoberto-Controlado - - - -Partes Relacionadaas - 100% - -Total Circulante 312.523,00R$ 100% 414.144,00R$ 32,52%NÃO CIRCULANTEExigível à Longo PrazoFinanciamentos 49.306,00R$ 100% 68.943,00R$ 39,83%Financiamentos - Finame Fabricante 348.710,00R$ 100% 453.323,00R$ 30,00%Impostos e Contribuições a Recolher 1.896,00R$ 100% 3.578,00R$ 88,71%Provisão para Passivo Eventuais 1.659,00R$ 100% 2.073,00R$ 24,95%Outras Contas a Pagar - - 9.626,00R$Deságio em Controladas 4.199,00R$ 29.513,00R$Total Não Circulante 405.770,00R$ 100% 567.056,00R$ 39,75%PARTICIPAÇÃO MINORITÁRIA 1.871,00R$ 2.536,00R$PATRIMÔNIO LÍQUIDOCapital Social 489.973,00R$ 100% 489.973,00R$ 0,00%Reserva Social 2.052,00R$ 100% 2.052,00R$ 0,00%Ajustes de Avaliação Patrimonial 968,00-R$ 100% 349,00-R$ -63,95%Reserva de Lucros 130.516,00R$ 100% 187.567,00R$ 43,71%621.573,00R$ 100% 679.243,00R$ 9,28%Total Passivo e do Patrimonio Líquido 1.341.737,00R$ 100% 1.662.979,00 23,94%PASSIVO 2007 2008ANALISE HORIZONTAL - BALANÇO PATRIMONIAL
  • R$ A.H. R$ A.H.RECEITA OPERACIONAL BRUTA 761.156,00R$ 100% 836.625,00R$Mercado Interno 679.099,00R$ 100% 728.313,00R$ 7,25%Mercado Externo 82.057,00R$ 100% 108.312,00R$ 32,00%Impostos Incidentes Sobre Vendas 129.168,00-R$ 100% 140.501,00-R$ 8,77%RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 631.988,00R$ 100% 696.124,00R$ 10,15%Custo dos Produtos e Serviços Vendidos 359.903,00-R$ 100% 416.550,00-R$ 15,74%LUCRO BRUTO 272.085,00R$ 100% 279.574,00R$ 2,75%RECEITAS (*DESPESAS) OPERACIONAISVendas 59.786,00-R$ 200% 65.927,00-R$ 10,27%Gerais Administrativas 45.428,00-R$ 100% 63.800,00-R$ 40,44%Pesquisa e Desenvolvimento 26.340,00-R$ 100% 28.766,00-R$ 9,21%Honorários de Administração 8.025,00-R$ 100% 8.278,00-R$ 3,15%Tributarias 6.742,00-R$ 100% 2.913,00-R$ -56,79%Resultado de Equivalência patrimonial - - -Outras Receitas Operacionais Líquidas 1.031,00R$ 100% 1.673,00R$ 62,27%Total das Despesas Operacionais 145.290,00-R$ 100% 168.011,00-R$ 15,64%LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RES. FIN 126.795,00R$ 100% 111.563,00R$ -12,01%RESULTADO FINANCEIROReceita Financeira 30.508,00R$ 100% 36.950,00R$ 21,12%Despesas Financeira 5.048,00-R$ 100% 5.061,00-R$ 0,26%Variação Cambial Ativa 3.796,00-R$ 100% 10.752,00R$ -383,25%Variação Cambial passiva 6.258,00R$ 100% 7.338,00-R$ -217,26%Total Resultado Financeiro 27.922,00R$ 100% 35.303,00R$ 26,43%LUCRO OPERACIONAL 154.717,00R$ 100% 146.866,00R$ -5,07%IMPOSTO DE RENDA E CONTRIB. SOCIALCorrente 27.457,00-R$ 100% 33.324,00-R$ 21,37%Diferido 1.914,00R$ 100% 4.715,00R$ 146,34%LUCRO LÍQUIDO ANTES DAS PARTICIP. 129.174,00R$ 100% 118.257,00R$ -8,45%participação Minoritária (555,00) 100% 881,00-R$ 58,74%participação da Administração (4.400,00) 100% 4.423,00-R$ 0,52%LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 124.219,00R$ 100% 112.953,00R$ -9,07%ANALISE HORIZONTAL - DRE EM 2007/2008DEMOSNTRAÇÃO DE RESULTADOS 2007 2008CIRCULANTE R$ A.V. R$ A.V.Caixa e Equivalentes de Caixa 189.010,00R$ 14,09% 135.224,00R$ 8,13% -5,96%Títulos Mantidos para Negociação 111.512,00R$ 8,31% 53.721,00R$ 3,23% -5,08%Duplicatas a Receber 62.888,00R$ 4,69% 77.463,00R$ 4,66% -0,03%Valores a Receber-Repasse Finame Fabricante 223.221,00R$ 16,64% 306.892,00R$ 18,45% 1,82%Partes Relacionadas - - - - -Estoques 183.044,00R$ 13,64% 285.344,00R$ 17,16% 3,52%impostos e Contribuições a Recuperar 11.537,00R$ 0,86% 17.742,00R$ 1,07% 0,21%Impostos de Renda e Contribuição Social Deferidos 2.149,00R$ 0,16% 3.243,00R$ 0,20% 0,03%Outros Créditos 3.479,00R$ 0,26% 7.247,00R$ 0,44% 0,18%Total do Circulante 786.840,00R$ 58,64% 886.876,00R$ 53,33% -5,31%NÃO CIRCULANTERealizávelo à Longo prazo - - - - -Duplicatas a Receber 1.149,00R$ 0,09% 1.686,00R$ 0,10% 0,02%Valores a Receber-Repasse Finame Fabricante 409.896,00R$ 30,55% 479.371,00R$ 28,83% -1,72%Partes Relacionadas - - - - -Impostos e Contribuições a Recuperar 5.391,00R$ 0,40% 18.245,00R$ 1,10% 0,70%Impostos de Renda e Contribuição Social Deferido 5.867,00R$ 0,44% 9.488,00R$ 0,57% 0,13%Outros Créditos 2.928,00R$ 0,22% 5.405,00R$ 0,33% 0,11%Investimentos em Controlada, Incluindo ágio e Deságio - - - - -Outros Investimentos 1.935,00R$ 0,14% 3.163,00R$ 0,19% 0,05%Imobilizado Líquido 127.731,00R$ 9,52% 252.171,00R$ 15,16% 5,64%Intangível - - 6.574,00R$ 0,85% -Total do Não Circulante 554.897,00R$ 41,36% 776.103,00R$ 46,67% 5,31%Total do Ativo 1.341.737,00R$ 100% 1.662.979,00R$ 100,00% 0,00%ANÁLISE VERTICAL - BALANÇO PATRIMONIAL EM 2007 E 2008VARIAÇÃOEM %ATIVO 2007 2008
  • CIRCULANTE R$ A.V. R$ A.V.Financiamentos 29.459,00R$ 2,20% 26.375,00R$ 1,59% -0,61%Financiamentos - Finame Fabricante 192.884,00R$ 14,38% 270.028,00R$ 16,24% 1,86%Fornecedores 24.795,00R$ 1,85% 31.136,00R$ 1,87% 0,02%Salários e Encargos Sociais 35.927,00R$ 2,68% 33.845,00R$ 2,04% -0,64%Impostos e Contruições a Recolher 7.500,00R$ 0,56% 7.357,00R$ 0,44% -0,12%Adiantamentos de Clientes 9.702,00R$ 0,72% 14.082,00R$ 0,85% 0,12%Dividendos e Juros Sobre o Capital Próprio 2.234,00R$ 0,17% 11.777,00R$ 0,71% 0,54%Participações a Pagar 4.400,00R$ 0,33% 4.500,00R$ 0,27% -0,06%Outras Contas à Pagar 4.262,00R$ 0,32% 15.044,00R$ 0,90% 0,59%Provisão para Passivo Descoberto - Controlado - - - - -549,00R$ - - - -Total Circulante 311.712,00R$ 23,23% 414.144,00R$ 24,90% 1,67%Total Não CirculanteExigível à Longo Prazo - - - - -Financiamentos 49.144,00R$ 3,66% 68.943,00R$ 4,15% 0,48%Financiamentos - Finame Fabricante 348.710,00R$ 25,99% 453.323,00R$ 27,26% 1,27%Impostos e Contruições a Recolher 1.896,00R$ 0,14% 3.578,00R$ 0,22% 0,07%Provisão para Passivo Eventuais 1.659,00R$ 0,12% 2.073,00R$ 0,12% 0,00%Outras Contas à Pagar - - 9.626,00R$ 0,58% -Deságio em Controladas - 29.513,00R$ 1,77% 1,77%Total Não Circulante 401.409,00R$ 29,92% 567.056,00R$ 34,10% 4,18%Participações Minoritária - - 2.536,00R$ 0,15% -Patrimônio LíquidoCapital Social 489.973,00R$ 36,52% 489.973,00R$ 29,46% -7,05%Reserva de Capital 2.052,00R$ 0,15% 2.052,00R$ 0,12% -0,03%Ajustes de Avaliação Patrimonial 968,00-R$ -0,07% 349,00-R$ -0,02% 0,05%Reserva de Lucros 130.516,00R$ 9,73% 187.567,00R$ 11,28% 1,55%Total de Patrimônio Líquido 621.573,00R$ 46,33% 679.243,00R$ 40,84% -5,48%Total do Passivo 1.341.737,00R$ 100,00% 1.662.979,00R$ 100,00% 0,00%ANÁLISE VERTICAL - BALANÇO PATRIMONIAL EM 2007 E 2008VARIAÇÃO EM %PASSIVO 2007 2008
  • CIRCULANTE R$ A.V. R$ A.V.RECEITA OPERACIONAL BRUTA 761.156,00R$ 100,00% 836.625,00R$ 100,00% 0,00%Mercado Interno 679.099,00R$ 89,22% 728.313,00R$ 87,05% -2,17%Mercado Externo 82.057,00R$ 10,78% 108.312,00R$ 12,95% 2,17%Impostos Incidentes Sobre Vendas 129.168,00-R$ -16,97% 140.501,00-R$ -16,79% 0,18%RECEITA OPERACIONAL líquida 631.988,00R$ 83,03% 696.124,00R$ 83,21% 0,18%Custos dos Produtos e Serviços Vendidos 359.903,00-R$ -47,28% 416.550,00-R$ -49,79% -2,51%Lucro Bruto 272.085,00R$ 35,75% 279.574,00R$ 33,42% -2,33%Receita (Despesas) OperacionaisVendas 59.786,00-R$ -7,85% 65.627,00-R$ -7,84% 0,01%Gerais e Administrativas 45.428,00-R$ -5,97% 63.800,00-R$ -7,63% -1,66%Pesquisa e Desenvolvimento 26.340,00-R$ -3,46% 28.766,00-R$ -3,44% 0,02%Honorários de Administração 8.025,00-R$ -1,05% 8.278,00-R$ -0,99% 0,06%Tributarias 6.742,00-R$ -0,89% 2.913,00R$ 0,35% 1,23%Resultado de Equivalência Patrimonial - - - -Outras Receitas Operacionais Líquidas 1.031,00R$ 0,14% 1.673,00R$ 38,37% 38,24%Total Despesas Operacionais 145.290,00-R$ -19,09% 168.011,00-R$ 13,52% 32,61%Lucro Operacional Antes do Res. Fin. 126.795,00R$ 16,66% 111.563,00R$ -13,65% -30,31%Resultado FinanceiroReceita Financeira 30.508,00R$ -23,62% 36.950,00R$ 4,42% 28,04%Despesa Financeira 5.048,00-R$ -0,66% 5.061,00-R$ -0,60% 0,06%Variação Cambial Ativa 3.796,00-R$ -0,50% 10.752,00R$ 1,29% 1,78%Variação Cambial Passiva 6.258,00R$ 0,82% 7.338,00-R$ -0,88% -1,70%Total Resultado Financeiro 27.922,00R$ 3,67% 35.303,00R$ 4,22% 0,55%Lucro Operacional 154.717,00R$ 20,33% 146.866,00R$ 17,55% -2,77%Imposto de Renda e Contrib. SocialCorrente 27.457,00-R$ -3,61% 33.324,00-R$ -3,98% -0,38%Deferido 1.914,00R$ 0,25% 4.715,00R$ 0,56% 0,31%Lucro Líquido Antes das Particip. 129.174,00R$ 16,97% 118.257,00R$ 14,14% -2,84%Participação Minoritária 555,00-R$ -0,07% 881,00-R$ -0,11% -0,03%Participação da Administração 4.400,00-R$ -1% 4.423,00-R$ -0,53% 0,05%Lucro Líquido do Exercício 124.219,00R$ 16,32% 112.953,00R$ 13,50% -2,82%DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS 2007 2008ANÁLISE VERTICAL - NA DRE EM 2007 E 2008VARIAÇÃO EM %
  • ANÁLISE DAS POSSIVEIS CAUSAS DAS VARIAÇOESVendasA Receita Operacional Liquida consolidada apresentou um crescimento de 10,1% emcomparação a 2007 atingindo 696 milhões. Este crescimento se deu pelo desempenho geral desuas operações e pelo desempenho positivo dessa atividade no Brasil em 2008. A empresamostrou ser competitiva, no mercado externo, nas receitas de exportação teve um aumento de35%, dentro das exportações a receita operacional teve um crescimento de 3% de um ano parao outro.Custos dos Produtos VendidosÀ análise horizontal de 2007, o custo dos produtos e serviços vendidos apresentou umaumento de R$ 56.647,00, tendo aumento de 13,60%. Na Analise Vertical em 2008 oaumento foi de 2,89% comparado ao ano anterior. Conforme os aumentos das receitasobservaram o aumento dos custos e a diminuição da margem de lucro.Na Margem BrutaFórmula: Lucro Bruto*100Receita Líquida2007124, 2199,26%1341, 7372008112, 9536,79%1662, 797Margem Bruta - em relação a 2007 todas as unidades de negocio tiveram as margensreduzidas, decorrente da conjuntura cambial e da instabilidade do preço de algumas matérias-primas metálicas, principalmente na divisão de fundidos e usinados, o que levou a umaredução significativa no volume de vendas, que atingiu 40,2% contra 43,1% em 2007.
  • Nas Despesas OperacionaisEm 2007 os valores das despesas foram de R$145.290,00, segundo a análisehorizontal. No ano de 2008 este valor foi de R$168.011,00, ou seja, 15,52% de aumento.As despesas administrativas foram as que obtiveram maior diferença de um ano para ooutro com um aumento de 40,44%, contudo houve uma diminuição nas despesas tributáriasde -56,79%, isto se deve à um melhora na gestão tributária da empresa.Contas PatrimoniaisNo circulante a situação da empresa é confortável uma vez que o índice do AtivoCirculante é 2,14 vezes maior do que o Passivo Circulante, ou seja, para cada 1,00 real deobrigações a pagar no circulante a empresa tem 2,14 reais em bens e direitos no circulante.No não circulante a situação é muito parecida, estando a empresa com um índice deAtivo não Circulante de 1,37 vezes maior que o Passivo não Circulante.Os Juros sobre o Capital Próprio foram creditados aos acionistas durante o ano de2008, líquidos de IRRF e imputáveis aos dividendos mínimos obrigatórios do exercício socialde 2008, foram de R$35,5 milhões e correspondeu a 31,4% do lucro líquido do exercício.O circulante de 2007 para 2008 a conta “Outros Créditos” aumentou para 10,8% e aque teve maior relevância foi a de Títulos Mantidos para Negociação, com redução de51,82%.O ativo não circulante apresentou a conta Impostos e Contribuições a recuperar o demaior percentual com 238,43% e o menor foi o de Valores a receber-repasse Finamefabricante, com 16,95%.No Passivo circulante o aumento de 395,87% na conta Dividendos e juros sobre ocapital próprio, foi o maior e o menor na conta Financiamento com redução de 10,59%.No Passivo não circulante o Deságio em controladas teve um salto de 302,86% e aProvisão para passivos eventuais um aumento de 24,95%.No Patrimônio Líquido com 43,71% a Reserva de Lucros foi a mais alta e a menor foios ajustes de Avaliação Patrimonial com uma redução de 63,95%.
  • QUADRO RESUMO DOS ÍNDICESÍndice Índice Fórmula InterpretaçãoEstrutura de CapitalParticipação de Capitaisde Terceiros PC + ELP x 100Passivo totalIndica qual a “dependência” dos negócios em relação a recursosde terceiros (bancos, fornecedores, recursos trabalhistas etributários).Composição doendividamento Passivo circulante x 100Capital de terceirosMostra a relação entre o passivo de curto prazo da empresa e opassivo total. Ou seja, qual o percentual de passivo de curtoprazo é usado no financiamento de terceiros.Imobilização doPatrimônio LíquidoANC - RLP x 100Patrimônio líquidoQuanto menor melhor, já que quanto menos a empresa investeem ativo permanente, mais recursos próprios sobram para outrosinvestimentos, diminuindo a necessidade de endividamento e dofinanciamento de terceiros. É importante ter em mente,entretanto, que este indicador muda muito de acordo com o setorde atuação da empresa.Imobilização dos recursosnão correntes ANC - RLP x 100Patrimônio Líquido + Exigível a longoprazoQuanto menor melhor, já que quanto menos a empresa investeem ativo permanente, mais recursos próprios sobram para outrosinvestimentos, diminuindo a necessidade de endividamento e dofinanciamento de terceiros. É importante ter em mente,entretanto, que este indicador muda muito de acordo com o setorde atuação da empresa.LiquidezLiquidez Geral Ativo circulante + Realizável longoprazoPassivo circulante + exigível a longoprazoDemonstra a “viabilidade” de médio e longo prazo dospagamentos de compromissos já assumidos. O índice mínimo é1. Abaixo de 1, indica problemas de liquidez.Liquidez Corrente Ativo circulantePassivo circulanteEvidencia a capacidade de pagamento de curto prazo. Um índiceinferior a 1 indica problemas prementes de liquidez.Liquidez Seca Ativo circulante - estoquesPassivo circulanteComo os estoques tem uma característica de permanência nasatividades da empresa (pois são indispensáveis a maioria dasatividades de produção e comercialização), este índice procurademonstrar uma “liquidez real”, mediante a realização de ativosditos “financeiros” (que se realizam em caixa).RentabilidadeGiro do ativo Vendas líquidasAtivo totalIndica qual a geração de receitas sobre cada R$ do ativo. Quantomaior o índice, maior a capacidade de geração de receitas,indicando um bom desempenho de vendas e/ou uma boaadministração dos ativos.Margem líquidaLucro liquido x 100Vendas líquidasUtiliza-se este índice para avaliar o desempenho de resultado(lucro ou prejuízo) sobre a receita. Quanto maior o índice (sepositivo), melhor a margem.Rentabilidade do ativoLucro liquido x 100Ativo TotalA porcentagem resultante mostra a eficiência da aplicação dosativos e quanto lucro eles estão gerando, onde quanto for maiora porcentagem, melhor.Rentabilidade doPatrimônio LíquidoLucro liquido x 100Patrimônio liquido médioA remuneração do Patrimônio Líquido é representada pelosresultados gerados. Se este índice for inferior à taxa de aplicaçãofinanceira (líquida de impostos) no período, significa umdesempenho insatisfatório.
  • ETAPA 2 - DEMONSTRATIVOS FINANCEIROSESTRUTURAParticipação de capitais de terceiros - EndividamentoÍndice ano 2007PC + ELP x 100 R$ 311.712,00* 100 23,23%Passivo totalR$1.341.737,00Índice ano 2008PC + ELP x 100 R$ 414.144,00* 100 24,90%Passivo totalR$1.662.979,00Mais da metade do seu passivo está financiando o seu Ativo, isto mostra que a empresainveste em capital de terceiros para exercer suas atividades, em 2008 ela aumentou oinvestimento em 1,67% em capital de terceiros em relação a 2007, não tendo medo dearriscar.Composição do endividamentoÍndice ano 2007Passivo circulante x 100 R$ 311.712,00* 100 50,14%Capital de terceiros R$ 621.573,00Índice ano 2008Passivo circulante x 100 R$ 414.144,00* 100 60,97%Capital de terceiros R$ 679.243,00As dívidas a serem pagas em curto prazo aumentaram 10,83% de um ano para o outro, elase mantém estável quanto ao capital de terceiros que deve pagar em curto prazo, correndoassim menos riscos.
  • Imobilização do patrimônio liquidoÍndice ano 2007ANC - RLP x 100 R$ 554.897,00* 100 89,27%Patrimônio líquido R$ 621.573,00Índice ano 2008ANC - RLP x 100 R$ 776.103,00* 100 114,26%Patrimônio líquido R$ 679.243,00A empresa investiu 114,26% em ativos imobilizados no ano de 2008 o que fez o índicede Imobilização do PL aumentar em 24,99%.Imobilização dos recursos não correntesÍndice ano 2007ANC - RLP x 100 R$ 554.897,00* 100 89,27 %Patrimônio Líquido+ Exigível a longo prazo R$ 621.573,00Índice ano 2008Ativo permanente x 100 R$ 776.103,00* 100 114,26 %Patrimônio Líquido+ Exigível a longo prazo R$ 679.243,00Quanto menor melhor, já que quanto menos a empresa investe em ativo permanente,mais recursos próprios sobram para outros investimentos, diminuindo a necessidade deendividamento e do financiamento de terceiros. É importante ter em mente, entretanto, queeste indicador muda muito de acordo com o setor de atuação da empresa.Nesse caso aumentou 24,99% o que não é bom para a empresa.
  • LIQUIDEZÍndice de liquidez correnteÍndice ano 2007Ativo circulante 786.840,00 = 2,52Passivo circulante 312.523,00Índice ano 2008Ativo circulante 886.876,00 = 2,84Passivo circulante 414.144,00As dívidas de médio prazo seriam pagas, pois em 2007 para cada R$1,00 de dívida aempresa tem R$2,52 de recursos, em 2008 o índice aumentou, no entanto continua com bomíndice.Índice de liquidez secaÍndice ano 2007Ativo circulante - estoques 603.796,00 = 1,93Passivo circulante 312.523,00Índice ano 2008Ativo circulante - estoques 601.532,00 = 1,45Passivo circulante 414.144,00Este índice utiliza somente as contas que facilmente se transformariam em dinheiro,mostrando que a empresa pagaria todas as suas dívidas de curto prazo somente com estesrecursos.
  • Índice de liquidez geralÍndice ano 2007Ativo circulante + Realizável longo prazo 312.523,00 = 0,39Passivo circulante + exigível a longo prazo 786.840,00Índice ano 2008Ativo circulante + Realizável longo prazo 886.876,00 = 1,14Passivo circulante + exigível a longo prazo 414.144,00Mostra de forma geral a capacidade de liquidez das dividas de uma empresa,utilizando-se dos recursos de curto, médio e longo prazo. Neste caso a situação geral daempresa é de que para cada R$1,00 de dívida em 2007 ela tem R$0,39, já em 2008 para cadaR$1,00 ela tem R$1,14.RENTABILIDADEGiro do AtivoÍndice ano 2007Vendas líquidas 631.988,00 = 0,47Ativo total 1.341.737,00Índice ano 2008Vendas líquidas 696.124,00 = 0,41Ativo total 1.662.979,00Revela quanto à empresa vendeu em relação ao investimento total (Ativo Operacional)no período. O resultado deste índice mostra que para cada R$1,00 investido em ativo em 2007a empresa conseguiu vender somente R$0,47 em 2008 este índice diminuiu para R$0,41.Resultado que os bens da empresa não têm sido eficientemente utilizados.
  • Margem LíquidaÍndice ano 2007Lucro liquido x 100 R$ 129.173,00* 100 20,44%Vendas líquidas R$ 631.988,00Índice ano 2008Lucro liquido x 100 R$ 118.257,00* 100 16,99Vendas líquidas R$ 696.124,00Mostra o quanto a empresa teve de lucro em relação ao seu faturamento isso é o Lucrolíquido que a empresa teve em relação às vendas liquidas. Para cada R$100,00 vendidos em2007 ela teve um retorno de 20,44%, em 2008 este índice caiu para 16,99% o que deve serverificado.Rentabilidade do AtivoÍndice ano 2007Lucro liquido x 100 R$ 129.174,00* 100 9,62%Ativo Total R$ 1.341.737,00Índice ano 2008Lucro liquido x 100 R$ 118.257,00* 100 7,11%Ativo Total R$ 1.662.979,00Revela-nos o quanto a empresa teve de retorno para cada 1,00 real investido. Mostra oquanto o Ativo rendeu em relação ao lucro liquido em 2007 ele rendeu 9,62% em 2008 esteíndice caiu para 7,11% o que demonstra que a empresa não foi eficiente em rentabilizar seusrecursos.
  • Rentabilidade do Patrimônio LiquidoÍndice ano 2008Lucro liquido x 100 112.953,00 x 100 = 17,37%Patrimônio liquido médio (621.573,00+679.243,00)/2Este índice mostra o quanto o capital investido pelos sócios rendeu.Esse índice revelaquanto à empresa teve de lucro líquido para cada real de capital próprio A empresarentabilizou 17,37% do seu capital em 2008, serve para avaliar se o investimento é viável.DEPENDÊNCIA BANCÁRIAFinanciamento de AtivoÍndice ano 2007Empréstimo eFinanciamentos x 100R$ 620.398,00* 100 46,24%Ativo Total R$ 1.341.737,00Índice ano 2008Empréstimo eFinanciamentos x 100R$ 818.669,00* 100 49,23%Ativo Total R$ 1.662.979,00Este índice mostra o quanto os empréstimos e financiamentos fazem parte dosinvestimentos da empresa. Em 2007 46,24% dos investimentos eram das participações decréditos, em 2008 o índice aumentou para 49,23% o que mostra que a empresa obteve maisparticipações de créditos para investir na mesma.
  • Participação de instituições de créditos no endividamentoÍndice ano 2007Financiamento x 100 R$ 620.398,00* 100 86,37%Capitais de Terceiros R$ 718.293,00Índice ano 2008Financiamento x 100 R$ 818.669,00* 100 83,44%Capitais de Terceiros R$ 981.200,00Este índice mostra a participação dos financiamentos em comparação ao capital deterceiros da empresa. Em 2007 86,37% do capital de terceiros da empresa eramfinanciamentos, em 2008 este índice caiu para 83,44%. Isto mostra que muitos recursosrecebidos pela empresa vieram de financiamentos.Financiamento do Ativo Circulante por Instituições FinanceirasÍndice ano 2007Financiamento curtoprazo x 100R$ 222.382,00* 100 28,26%Ativo circulante R$ 786.840,00Índice ano 2008Financiamento curtoprazo x 100R$ 296.403,00* 100 33,42%Ativo circulante R$ 886.876,00Este índice mostra o quanto os financiamentos a curto prazo representam secomparado ao Ativo circulante da empresa. Em 2007 os financiamentos representavam28,26% do Ativo circulante da empresa, em 2008 este índice caiu para 33,42% mostrando quea empresa diminuiu seus financiamentos e está sendo financiada em partes pelos recursosprovenientes das contas operacionais.
  • ARTIGO DE STEPHEN KANITZA proposta do artigo publicado foi mostrar o lucro real de uma empresa e tentar abriros olhos dos jovens brasileiros para o futuro. Após uma pesquisa com operários e Donas decasa que achavam que o lucro dos patrões era de era de 49%, mostrou que essas pessoastinham uma ideia negativa das empresas, empresários e administradores em geral, ele mostrouque os jovens pensam que os empresários são “ladrões”, isso porque os jovens não leem osbalanços das que são publicados nos jornais.De acordo com a revista Exame na ultima edição dos Melhores e Maiores, nos últimos10 anos o lucro médio das 500 maiores empresas foi de 2,3% sobre as receitas, isso mostraque das grandes companhias 97,7% de tudo o que compramos é custo do produto, e isso nãovai mudar, seja qual for o regime político implantado no Brasil. O artigo tenta chamar aatenção para que revelações como essa das Melhores e Maiores que são publicadasanualmente sejam ensinadas para os Jovens Universitários, é preciso que essa consciênciafalsa seja retirada urgentemente da cabeça dos futuros Administradores do nosso Brasil.Hoje as empresas estão à espera de mudanças, deve haver maior incentivo, para que asempresas invistam mais em produção e geração de mais empregos, um dos incentivos e quefaria o Brasil crescer e andar mais rápido, seria a tão esperada Reforma Tributaria.
  • ETAPA 3 - ANALISE PELO MÉTODO DUPONT E TERMÔMETRO DEINSOLVÊNCIACÁLCULO DA RENTABILIDADE DO ATIVO PELO MÉTODO DUPONR$ A.H. R$ A.H.RECEDITA OPERACIONAL BRUTA 761.156,00R$ 836.625,00R$ 9,92%Mercado Interno 679.099,00R$ 100% 728.313,00R$ 7,25%Mercado Externo 82.057,00R$ 100% 108.312,00R$ 32,00%RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 761.156,00R$ 836.625,00R$ 9,92%Impostos Incidentes sobre Vendas 129.168,00-R$ 100% 140.501,00-R$ 8,77%Custos dos Produtos e Serviços Vendidos 359.903,00-R$ 100% 416.550,00-R$ 15,74%LUCRO BRUTO 272.085,00R$ 279.574,00R$ 2,75%RECEITA (DESPESAS) OPERACIONAISVendas 59.786,00-R$ 100% 65.927,00-R$ 10,27%Gerais e Administrativas 45.428,00-R$ 100% 63.800,00-R$ 40,44%Pesquisa e Desenvolvimento 26.340,00-R$ 100% 28.766,00-R$ 9,21%Honorários de Administração 8.025,00-R$ 100% 8.278,00-R$ 3,15%Tributarias 6.742,00-R$ 100% 2.913,00-R$ -56,79%Resultado de Equivalência Patrimonial - - - -Outras Receitas Operacionais Líquidas 1.031,00R$ 100% 1.673,00R$ 62,27%Total Despesas Opracionais 145.290,00R$ - 168.011,00R$ 15,64%LUCRO OPERACIONAL ANTES DO I.R. 126.795,00R$ - 111.563,00R$ -12,01%IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIALCorrente 27.457,00-R$ 100% 33.324,00-R$ 21,37%Deferido 1.914,00R$ 100% 4.715,00R$ 146,34%LUCRO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES 101.252,00R$ - 82.954,00R$ -18,07%Participação Minoritária 555,00-R$ 100% 881,00-R$ 58,74%Participação da Administração 4.400,00-R$ 100% 4.423,00-R$ 0,52%LUCRO LÍQUIDO ANTES DO RESULTADO FINANC. 96.297,00R$ - 77.650,00R$ -19,36%RESULTADO FINANCEIROReceita Financeira 30.508,00R$ 100% 36.950,00R$ 21,12%Despesa Financeira 5.048,00-R$ 100% 5.061,00-R$ 0,26%Variação Cambial Ativa 3.796,00-R$ 100% 10.752,00R$ -383,25%Variação Cambial Passiva 6.258,00R$ 100% 7.338,00-R$ -217,26%Total Resultado Financeiro 27.922,00R$ - 35.303,00R$ 26,43%LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 124.219,00R$ - 112.953,00R$ -9,07%DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOSANÁLISE HORIZONTAL - DRE ADAPTADA2007 2008CÁLCULO DA RENTABILIDADE DO ATIVO PELO MÉTODO DUPON2007:Passivo Operacional – 97.391Passivo Financeiro – 620.398Patrimônio – 623.9482008:Passivo Operacional – 153.290Passivo Financeiro – 818.669
  • Patrimônio – 691.020Fórmula: Ativo Líquido = Ativo Total – Passivo Operacional2007: Ativo Líquido = 1.341.737 – 97.391 = 1.244.3462008: Ativo Líquido = 1.662.979 – 153.290 = 1.509.689Fórmula:Giro: Vendas LíquidasAtivo Líquido2007: 761.156 = 0,611.244.3462008: 836.625 = 0,551.509.689Fórmula:Margem: Lucro LíquidoVendas Líquidas2007: 124.219 = 0,16 (x100 = 16,32%)781.1562008: 113.853 = 0,14 (x 100 = 13,50%)836.625Fórmula:Rentabilidade do Ativo (Método Dupont) = Giro x Margem)2007: 0,61 x 0,16 = 0,10 ( x 100 = 10% )2008: 0,55 x 0,14 = 0,08 (x 100 = 8% )
  • MODELO STEPHEN KANITZEscala para medir a possibilidade de insolvênciaFórmula: Lucro Líquido x 0.05Patrimônio Líquido2007: 124.219 = 0.05 = 0.01621.5732008: 112.953 = 0.166292 x 0.05 = 0.01679.243Fórmula2: Ativo Circulante + ANC x 1.65Passivo Circulante + PNC2007: 786.840 + 554.897 = 1.341.737 = 1.87 x 1.65 = 3,08312.523 + 405.770 718.2932008: 886.676 + 776.103 = 1.662.979 = 1.69 x 1.65 = 2,80414.144 + 567.056 981.200Fórmula3: Ativo Circulante – Estoque x 3.55Passivo Circulante2007: 786.840 – 183.044 = 603.796 = 1.932005 x 3.55 = 6,86312.523 312.5232008: 886.876 – 285.334 = 601.532 = 1.452470 x 3,55 = 5.16414.144 414.144
  • Fórmula4: Ativo Circulante x 1.106Passivo Circulante2007: 786.840 = 2517702 x 1.106 = 2,67312.5232008: 886.876 = 2.141467 x 1.06 = 2.27414.144Fórmula 5: ExigívelTotal x 0,33Patrimônio Líquido2007: 312.523 + 405.770 = 718.293 = 1.155605 x 0.33 = 0,38621.573 621.5732008: 414.144 + 567.056 = 981.200 = 1.444549 x 0.33 = 0.48679.243 679.243
  • ETAPA 04 – CICLO OPERACIONAL E CICLO DE CAIXADeterminação da Necessidade de Capital de GiroPara gerenciar o Capital de Giro é preciso um processo contínuo, tomar decisõesvoltadas para a preservação da liquidez da companhia.Capital de giro é o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negóciosacontecerem (girar). Existe a expressão "Capital em Giro", que seriam os bens efetivamenteem uso.O Capital de Giro pode fazer a grande diferença na rentabilidade de uma empresa, porestar envolvido em um grande volume de ativos. Para que se chegue à conclusão necessáriade Capital de Giro não de faz necessário somente um estudo do ponto de vista financeiro, esim a criação de uma estratégia que possa realmente garantir crescimento, lucro eprincipalmente segurança para a longevidade da empresa.ACO = Ativo Circulante OperacionalPCO = Passivo Circulante OperacionalFórmula: ACO-PCO2007: 452.107 – 87.766 = 364.3412008: 526.263 – 105.964 = 420.299Em geral de 50 a 60% do total dos ativos de uma empresa representam a fatiacorrespondente a este capital. Além de sua participação sobre o total dos ativos da empresa, ocapital de giro exige um esforço para ser gerido pelo administrador financeiro maior do queaquele requerido pelo capital fixo.Um bom volume de liquidez para empresa é positivo, quando isso não ocorre significaque o Passivo Circulante está sendo maior que o Ativo Circulante, tendo como resultadodespesas financeiras, diminuindo o lucro da empresa. Mas se a liquidez estiver com boassobras, pode significar para quem analisa de fora, uma ausência de investimentos, dando aimpressão negativa para empresa. Portanto no que diz respeito ao Capital de Giro éimportantíssimo que se tenha bem claro, o que será destinado a ele.
  • Prazo Médio de Rotação de Estoques (PMRE)Prazo Médio do Recebimento das Vendas (PMRV)Prazo Médio de Pagamento das Compras (PMPC PMRE)PMRE = Tempo de giro médio dos estoques da empresa, isto é, o tempo de compra eestocagem.DP = Dias de Período, ou seja, se estivermos considerando o CMV de um ano, por exemplo,DP será igual à 360 dias.PMPC = Prazo médio de pagamento das compras.CMV = Custo de Mercadorias Vendidas.EstoquesCorresponde ao período compreendido desde a compra das mercadorias ate omomento de suas vendas nas empresas comerciais.Fórmula:PMRE = Estoque x DPCMV2007: PMRE = 183.044_ = 0, 508592 x 360 = 183,09359, 9032008: PMRE = 285.344 = 0, 685017 x 360 = 246,61416.550VendasCompreende o intervalo de tempo entre a venda a prazo das mercadorias ou produtosem questão, e as entradas de caixa oriundas da cobrança de duplicatas.Fórmula:PMRV = Duplicatas a receber x DPReceita Bruta de Vendas
  • 2007: PMRV = 62.888 = 0, 082621 x 360 = 30,29761.1562008: PMRV = 77.463 = 0, 092589 x 360 = 34,06836, 625ComprasIndica o período de tempo em que a empresa dispõe das mercadorias oumateriais de produção, sem desembolsar os valores correspondentes.Para Chegar ao saldo de compras quando esse não está no Balanço Patrimonial,devemos utilizar a seguinte fórmula: Compras = CMV – Estoque Inicial + Estoque Final.Fórmula: Fornecedores x DPDP2007: 25.193Sem saldo inicial de 20072008: Compras = 416.550 – 183.044 + 285.344 = 518.85031.136 = 0,06 x 360 = 21,60518.850CICLO OPERACIONAL DA EMPRESA (DIAS)PMRE – Prazo Médio de Rotação de EstoquePMRV – Prazo Médio e Recebimentos das VendasCO – Ciclo OperacionalFormula:CO = PMRE + PMRV2007: CO = 183.09 + 30.29 = 213.382008: CO = 246.61 + 34.06 = 280.67
  • CICLO FINANCEIRO DA EMPRESA (DIAS)PMPC – Prazo Médio de Pagamento das ComprasCF – Ciclo FinanceiroCO – Ciclo OperacionalFormula: CF = CO-PMPC2008: CF = 280.67 – 21.60 = 259.07
  • RELATÓRIO GERAL SOBRE O EXAME DE SAÚDE ECONÔMICA, FINANCEIRAE PATRIMONIAL.Concluímos que no giro a empresa está como uma eficiência de 0,55, a margem delucro é de 14%. Com essa informação pelo Método Dupont, podemos dizer que a empresatem 8% de rentabilidade. Mesmo com os resultados que mostram piora em comparação aoano de 2007, afirmamos aos investidores que a empresa então em boas condições, mesmo quetenha que ser mais bem cuidados em alguns aspectos.Os aspectos Econômicos, Financeiro e Patrimonial, são aceitáveis e podemos garantirque o estado da empresa é saudável.
  • CONSIDERAÇÕES FINAISApós o termino desse trabalho de pesquisas e analises dos mais diversosrecursos contábeis, percebemos o quanto é necessário uma observação cuidada dosdemonstrativos contábeis, pois são com esses dados que podemos nos basear para tomardecisões acertadas para a empresa.É importante salientar que estas técnicas são frutos de muitos estudos e experiênciasimportantes dentro das empresas.Não paramos por aqui, pois a cada dia teremos mais técnicas e mais precisas, poisesses estudos irão se aprimorando a cada dia, para que as empresas continuem tomandodecisões idéias para seu crescimento financeiro, econômico e patrimonial.
  • REFERENCIAS BIBLIOGRAFICASAZEVEDO, Marcelo Cardoso de (org.). Estrutura e Análise das Demonstrações Financeiras.2. ed. Campinas: Alínea, 2009Básica:ASSAF NETO, Alexandre. Estrutura e análise de balanços: um enfoque econômico-financeiro. 8. ed.São Paulo: Atlas, 2006.MATARAZZO, Dante Carmine. Análise Financeira de Balanços: Abordagem Básica e Gerencial. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2003.ASSAF NETO, Alexandre. Finanças corporativas e valor. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2007.BRAGA, Hugo Rocha. Demonstrações Contábeis: estrutura, análise e interpretação. 5. ed. São Paulo:Atlas, 2003.MARION, José Carlos. Análise das Demonstrações Contábeis. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2005.PEREZ JR., José Hernandez, BEGALLI, Glaucos Antônio. Elaboração das demonstrações contábeis.3. ed. São Paulo: Atlas, 2002.SILVA, José Pereira da. Análise Financeira das Empresas. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2006.GOMES, Adriano. A Empresa £gil, Ed. Nobel, 1999.MATARAZZO, Dante C.. Analise Financeira de Balanços: abordagem básica. Volume 1,2™ edição. Ed. Atlas.FRANCO, Hilário. Estrutura, Análise e Interpretação de Balanços. 15™ edição. Ed. Atlas.Siteshttp://www.romi.com.br