Análise e Utilização de Gestão do Conhecimento no Apoio ao Desenvolvimento de Sistemas Não Documentados Salvador, Novembro...
Roteiro da Apresentação <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Framework de Trittmann </li></ul><ul><li>Processo de Implanta...
Introdução <ul><li>Objetivo da Proposta </li></ul><ul><li>Analisar, propor e implementar um ambiente de Gestão do Conhecim...
Introdução <ul><li>Cenário do Experimento </li></ul><ul><li>Consiste de equipes de desenvolvimento geograficamente separad...
Framework de Trittmann <ul><li>Efeito desejado da solução: </li></ul><ul><ul><li>Otimização </li></ul></ul><ul><li>Dimensõ...
Processo de Implantação <ul><li>Nome da Entidade </li></ul><ul><li>Divisão de Administração de Sistemas (DIASI) do Departa...
<ul><ul><li>Situação atual de GC na empresa </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>- Existe uma ferramenta de fórum pouco utilizad...
<ul><ul><li>Problemas identificados </li></ul></ul><ul><ul><li>- Ausência de documentação do sistema; </li></ul></ul><ul><...
<ul><li>Alinhamento com a estratégia da Organização </li></ul><ul><ul><li>Entregar versões do sistema no prazo e atendendo...
<ul><li>Atores e Papéis </li></ul><ul><ul><li>Responsável pela GC (R); </li></ul></ul><ul><ul><li>Consultores de Desenvolv...
<ul><li>Necessidades de Conhecimento (Itens de Conhecimento) </li></ul><ul><ul><li>Acesso a dados </li></ul></ul><ul><ul><...
<ul><li>Reunião com Responsável pela GC para alinhamentos finais e devida comunicação da disponibilidade do sistema. </li>...
<ul><li>Infra-estrutura técnica do Sistema de GC </li></ul>Processo de Implantação <ul><ul><li>Ranking (número de acessos)...
<ul><li>Implantação do SGC </li></ul><ul><ul><li>Apoio da alta gerência para difundir a importância do uso da solução prin...
Planejamento <ul><li>Hipótese </li></ul><ul><ul><li>A utilização  de uma base de conhecimento explícito sobre o funcioname...
<ul><li>Variáveis Independentes </li></ul><ul><ul><li>Documentos de Requisitos da nova funcionalidade; </li></ul></ul><ul>...
<ul><li>Seleção dos Envolvidos </li></ul><ul><ul><li>3 equipes com 2 membros cada </li></ul></ul><ul><ul><li>Conhecimento ...
<ul><li>Projeto do Experimento </li></ul><ul><ul><li>Fator A: Utilização da Ferramenta de GC </li></ul></ul><ul><ul><ul><l...
<ul><li>Riscos Internos </li></ul><ul><ul><li>O treinamento acerca das tecnologias a serem utilizadas no desenvolvimento t...
Treinamento <ul><li>Definição e procedimento: </li></ul><ul><ul><li>O treinamento será conduzido em 10 sessões de quatro h...
Execução <ul><li>Definição: </li></ul><ul><ul><li>Do grupo de 20 pessoas submetidas ao treinamento acerca das tecnologias ...
<ul><li>Definição: </li></ul><ul><ul><li>Ao final do prazo será verificada a evolução de cada grupo. Se um determinado gru...
<ul><li>Infra-Estrutura Necessária para o experimento </li></ul><ul><ul><li>Definição da Ferramenta de GC a ser implantada...
<ul><li>Passo 1 </li></ul><ul><ul><li>Lista de Participantes por Equipe </li></ul></ul><ul><ul><li>Formulário de Consentim...
<ul><li>Passo 5 </li></ul><ul><ul><li>Devolução dos códigos fonte/ objetos Gerados </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos ...
Considerações Finais <ul><li>Processo em Andamento, previsão de conclusão Jan / Fev-2008 </li></ul><ul><li>Construção de u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Análise e Utilização de Gestão do Conhecimento no Apoio ao Desenvolvimento de Sistemas Não Documentados

1.557 visualizações

Publicada em

Aborda os preceitos da Gestão do Conhecimento, Framework de Trittmann e o processo de implantação (atividades de GC). Efetua-se a definição de um estudo experimental hipotético.

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Análise e Utilização de Gestão do Conhecimento no Apoio ao Desenvolvimento de Sistemas Não Documentados

    1. 1. Análise e Utilização de Gestão do Conhecimento no Apoio ao Desenvolvimento de Sistemas Não Documentados Salvador, Novembro de 2007. Universidade Salvador – UNIFACS Mestrado em Sistemas e Computação Gerência de Conhecimento Por: Alberto Torres, Luiz Matos, Yuri Araujo
    2. 2. Roteiro da Apresentação <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Framework de Trittmann </li></ul><ul><li>Processo de Implantação (Atividades GC) </li></ul><ul><li>Definição do Estudo Experimental </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>
    3. 3. Introdução <ul><li>Objetivo da Proposta </li></ul><ul><li>Analisar, propor e implementar um ambiente de Gestão do Conhecimento na Divisão de Administração de Sistemas (DIASI) do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF). </li></ul><ul><li>Objetivo do Experimento </li></ul><ul><li>Avaliar a efetividade da utilização de uma ferramenta de Gerência do Conhecimento na construção de novas funcionalidades em software não documentado. </li></ul>
    4. 4. Introdução <ul><li>Cenário do Experimento </li></ul><ul><li>Consiste de equipes de desenvolvimento geograficamente separadas que irão desenvolver a mesma funcionalidade, utilizando diferentes abordagens, e contando ou não com uma equipe de apoio detentora do conhecimento tácito. </li></ul><ul><ul><li>Equipe 1 (2 pessoas): Terá a disposição apenas o código fonte, o código objeto e a especificação da funcionalidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Equipe 2 (2 pessoas): Contará com os mesmos artefatos da equipe 1 e mais o contato local com a equipe de apoio; </li></ul></ul><ul><ul><li>Equipe 3 (2 pessoas): Contará com os artefatos da equipe 1 e mais uma base de conhecimento explícito sobre o funcionamento do Sistema que será alimentado pela equipe de apoio. </li></ul></ul>
    5. 5. Framework de Trittmann <ul><li>Efeito desejado da solução: </li></ul><ul><ul><li>Otimização </li></ul></ul><ul><li>Dimensões: </li></ul><ul><ul><li>Infra-estrutura Técnica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Utilização de um SGC para transferência do conhecimento codificado; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura Organizacional </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Unidade centralizada (DIASI) mas não totalmente dedicada a GC; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Coordenação </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição de um Responsável pelo GC; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Motivação </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Motivação extrínseca e intrínseca; </li></ul></ul></ul>
    6. 6. Processo de Implantação <ul><li>Nome da Entidade </li></ul><ul><li>Divisão de Administração de Sistemas (DIASI) do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF); </li></ul><ul><li>Ramo de atuação </li></ul><ul><li>Desenvolvimento e manutenção de sistemas adquiridos de terceiros ou próprios. </li></ul><ul><li>Infra-estrutura tecnológica </li></ul><ul><ul><li>As unidades estão interligadas através de uma rede corporativa da DPRF; </li></ul></ul><ul><ul><li>As estações de trabalho são padronizadas para o ambiente de desenvolvimento Java (Eclipse, JBoss); </li></ul></ul><ul><ul><li>SGBDs: Interbase e MySQL; </li></ul></ul><ul><ul><li>2 Datacenters. </li></ul></ul>
    7. 7. <ul><ul><li>Situação atual de GC na empresa </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>- Existe uma ferramenta de fórum pouco utilizada por não existirem fatores motivadores para utilização de GC. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Tipos de Conhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li> - Itens de conhecimento não documentados e não disponíveis. </li></ul></ul>Processo de Implantação
    8. 8. <ul><ul><li>Problemas identificados </li></ul></ul><ul><ul><li>- Ausência de documentação do sistema; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Funcionalidades são entregues incompletas e fora do prazo; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Ausência de cultura para GC; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Centralização de informações sobre aspectos importantes do sistema. </li></ul></ul>Processo de Implantação
    9. 9. <ul><li>Alinhamento com a estratégia da Organização </li></ul><ul><ul><li>Entregar versões do sistema no prazo e atendendo às especificações; </li></ul></ul><ul><li>Metas a serem atingidas com GC </li></ul><ul><li>Permitir que o conhecimento t écnico do sistema esteja acessível para todas as equipes que venham a trabalhar em seu desenvolvimento, com o mínimo de intervenção da equipe de apoio. </li></ul><ul><li>Critérios de Sucesso </li></ul><ul><ul><li>A produtividade da equipe 3 deve ser superior a das outras equipes. </li></ul></ul><ul><ul><li>A quantidade de erros identificados pelo usuário final na funcionalidade desenvolvida pela equipe 3 deve ser menor do que das outras equipes. </li></ul></ul>Processo de Implantação
    10. 10. <ul><li>Atores e Papéis </li></ul><ul><ul><li>Responsável pela GC (R); </li></ul></ul><ul><ul><li>Consultores de Desenvolvimento (CD); </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvedores (D); </li></ul></ul><ul><li>Casos de Uso </li></ul><ul><ul><li>Detalhar itens de conhecimento (R, CD) </li></ul></ul><ul><ul><li>Adicionar conhecimento (CD) </li></ul></ul><ul><ul><li>Consultar SGC (D) </li></ul></ul><ul><ul><li>Revisar itens de conhecimento (R, CD) </li></ul></ul><ul><ul><li>Fornecer feedback (D) </li></ul></ul><ul><ul><li>Analisar feedback (R) </li></ul></ul>Processo de Implantação
    11. 11. <ul><li>Necessidades de Conhecimento (Itens de Conhecimento) </li></ul><ul><ul><li>Acesso a dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Controle de Acesso </li></ul></ul><ul><ul><li>Componentes </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Próprios </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>De Terceiros </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Diversos </li></ul></ul><ul><ul><li>Padrões </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Interface </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Nomenclatura de Código Fonte </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Nomenclatura de Objetos de Bancos de Dados </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Relatórios </li></ul></ul><ul><ul><li>Rotinas Utilitárias </li></ul></ul><ul><ul><li>Tutoriais </li></ul></ul>Processo de Implantação
    12. 12. <ul><li>Reunião com Responsável pela GC para alinhamentos finais e devida comunicação da disponibilidade do sistema. </li></ul>Processo de Implantação DIASI Envia comunicado informando sobre: - implantação do SGC; - os atores e papéis; - prazos na participação da equipe na construção do conhecimento. Desenvolvedores Enviam conteúdo referente aos itens de conhecimento aos CDs Consultores de Desenvolvimento Analisam, filtram e alimentam o sistema. Com dedicação exclusiva a isso.
    13. 13. <ul><li>Infra-estrutura técnica do Sistema de GC </li></ul>Processo de Implantação <ul><ul><li>Ranking (número de acessos) </li></ul></ul><ul><ul><li>Personalização de interface </li></ul></ul><ul><ul><li>Fácil manutenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Persistência de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Uso de tecnologias consolidadas </li></ul></ul><ul><ul><li>Diretivas de segurança </li></ul></ul><ul><ul><li>Software Livre </li></ul></ul><ul><ul><li>Autenticação </li></ul></ul><ul><ul><li>Ambiente Web </li></ul></ul><ul><ul><li>Fácil navegação </li></ul></ul><ul><ul><li>Upload de arquivos </li></ul></ul><ul><ul><li>Fórum de mensagens </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração com serviço de email </li></ul></ul><ul><ul><li>Notificação de recebimento de mensagem </li></ul></ul>
    14. 14. <ul><li>Implantação do SGC </li></ul><ul><ul><li>Apoio da alta gerência para difundir a importância do uso da solução principalmente entre os desenvolvedores; </li></ul></ul><ul><ul><li>Propor treinamento para utilização; </li></ul></ul><ul><ul><li>Propor manual de utilização para facilitar o acesso ou uso; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mecanismo de compensação do (D)esenvolvedor e do (C)onsultor de (D)esenvolvimento com maior quantidade e maior número de acessos ao seu item de conhecimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estratégias de motivação de colaboração e acesso; </li></ul></ul><ul><ul><li>Implantação gradual com 1 equipe (conforme experimento). </li></ul></ul>Processo de Implantação
    15. 15. Planejamento <ul><li>Hipótese </li></ul><ul><ul><li>A utilização de uma base de conhecimento explícito sobre o funcionamento / interfaces de um sistema não documentado causa um ganho de produtividade no desenvolvimento de novas funcionalidades sobre este sistema. </li></ul></ul>
    16. 16. <ul><li>Variáveis Independentes </li></ul><ul><ul><li>Documentos de Requisitos da nova funcionalidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Experiência dos indivíduos envolvidos no processo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema Legado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ferramenta de Gerência do Conhecimento. </li></ul></ul><ul><li>Variáveis Dependentes </li></ul><ul><ul><li>Tempo gasto para o desenvolvimento de uma nova funcionalidade. </li></ul></ul>Planejamento
    17. 17. <ul><li>Seleção dos Envolvidos </li></ul><ul><ul><li>3 equipes com 2 membros cada </li></ul></ul><ul><ul><li>Conhecimento em lógica de programação / desenvolvimento de Sistemas </li></ul></ul><ul><li>Recursos </li></ul><ul><ul><li>Software de Gerência do Conhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema Legado </li></ul></ul>Planejamento
    18. 18. <ul><li>Projeto do Experimento </li></ul><ul><ul><li>Fator A: Utilização da Ferramenta de GC </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tratamento: sim / não </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Fator B: Contato pessoal com a Equipe 1 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tratamento: sim / não </li></ul></ul></ul>Planejamento
    19. 19. <ul><li>Riscos Internos </li></ul><ul><ul><li>O treinamento acerca das tecnologias a serem utilizadas no desenvolvimento teve como pré-requisito apenas conhecimento de lógica de programação, levando a uma heterogeneidade da turma, já que alguns já conheciam Java, Hibernate, EJB e JSF enquanto outras pessoas desenvolviam em outras linguagens não utilizadas no projetos. </li></ul></ul>Planejamento
    20. 20. Treinamento <ul><li>Definição e procedimento: </li></ul><ul><ul><li>O treinamento será conduzido em 10 sessões de quatro horas cada, sendo duas sessões ao dia. </li></ul></ul><ul><ul><li>O conteúdo do treinamento contemplará as tecnologias utilizadas na construção do Sistema não documentado selecionado: Java (2 sessões), Hibernate (2 sessões), EJB (3 sessões), Java Server Faces (3 sessões). </li></ul></ul><ul><ul><li>Participantes: 20 pessoas com conhecimento em lógica de programação em qualquer linguagem. </li></ul></ul>
    21. 21. Execução <ul><li>Definição: </li></ul><ul><ul><li>Do grupo de 20 pessoas submetidas ao treinamento acerca das tecnologias do projeto, foram formadas 3 equipes de 2 componentes escolhidos aleatoreamente. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cada grupo terá 5 dias para implementar a nova funcionalidade no sistema não documentado, no primeiro dia serão fornecidos os artefatos devidos a cada um dos grupos. </li></ul></ul>
    22. 22. <ul><li>Definição: </li></ul><ul><ul><li>Ao final do prazo será verificada a evolução de cada grupo. Se um determinado grupo conseguir finalizar o procedimento antes do prazo especificado, deverá, de imediato fornecer os código fonte e objeto, sendo a data e hora da entrega documentada. </li></ul></ul><ul><ul><li>Será analizado o tempo gasto e o produto entregue pelos grupos de forma a se determinar qual o procedimento mais eficiente. </li></ul></ul>Execução
    23. 23. <ul><li>Infra-Estrutura Necessária para o experimento </li></ul><ul><ul><li>Definição da Ferramenta de GC a ser implantada </li></ul></ul><ul><ul><li>Implantação da Ferramenta de GC </li></ul></ul><ul><ul><li>Estruturação da Base </li></ul></ul><ul><ul><li>Alimentação da Base de Conhecimento </li></ul></ul>Execução
    24. 24. <ul><li>Passo 1 </li></ul><ul><ul><li>Lista de Participantes por Equipe </li></ul></ul><ul><ul><li>Formulário de Consentimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Introdução ao experimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Explicação e preenchimento dos formulários </li></ul></ul><ul><li>Passo 2 </li></ul><ul><ul><li>Distribuição dos artefatos às equipes </li></ul></ul><ul><li>Passo 3 </li></ul><ul><ul><li>Construção da Funcionalidade </li></ul></ul>Execução
    25. 25. <ul><li>Passo 5 </li></ul><ul><ul><li>Devolução dos códigos fonte/ objetos Gerados </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos Resultados </li></ul></ul><ul><li>Passo 6 </li></ul><ul><ul><li>Conclusão </li></ul></ul><ul><ul><li>Demonstração do SGC .. </li></ul></ul>Execução
    26. 26. Considerações Finais <ul><li>Processo em Andamento, previsão de conclusão Jan / Fev-2008 </li></ul><ul><li>Construção de um pacote experimental reutilizável </li></ul>

    ×