E.M.E.F. Liceu de MaracanaúAluno: Lucas Weiby Souza deLima;Prof.ª: Anusia Data: 14/08/2012
Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias deorganização econômica advogando a propriedadepública ou coletiva ...
Socialistas inspirados no modelo soviético dedesenvolvimento econômico têm defendido acriação de economias de planejamento...
O socialismo moderno se originou no século XVIII emmovimentos        políticos    intelectuais    e     da      classetrab...
A reação operária aos efeitos da Revolução Industrial fez surgir críticosao progresso industrial que propunham reformulaçõ...
Quadrinho de Veronika, Edição 19, Jose Carlos Ruy, 01/11/1990
Paralelamente às propostas do socialismo utópico,surgiu o socialismo científico, cujos teóricos propunhamcompreender a rea...
Durante a Revolução Industrial, uma série de teóricos cristãos,como Robert Lamennais, Adolph Wagner e J.D. Maurice, entreo...
O socialismo posto em prática é chamado de socialismo real. Para ohistoriador Gilberto Cotrim, trata-se de um "socialismo ...
As diferentes teorias socialistas surgiram como reaçãoao quadro de desigualdade, opressão e exploração queenxergavam na so...
Entre os principais críticos do socialismo encontram-se John Stuart Mill, Alexis de Tocqueville, Karl Popper, Eugenvon    ...
Coveiro, 24/04/2009, 16:31.www.midiaindependente.org
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Socialismo 9º Ano

1.696 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.696
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Socialismo 9º Ano

  1. 1. E.M.E.F. Liceu de MaracanaúAluno: Lucas Weiby Souza deLima;Prof.ª: Anusia Data: 14/08/2012
  2. 2. Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias deorganização econômica advogando a propriedadepública ou coletiva e administração dos meios de produçãoe distribuição de bens e de uma sociedade caracterizadapela igualdade de oportunidades/meios para todos osindivíduos com um método mais igualitário decompensação. O socialismo moderno surgiu no finaldo século XVIII tendo origem na classe intelectual e nosmovimentos políticos da classe trabalhadora quecriticavam os efeitos da industrialização e da sociedadesobre a propriedade privada. Karl Marx afirmava que osocialismo seria alcançado através da luta de classes e deuma revolução do proletariado, tornando-se a fase detransição do capitalismo para o comunismo
  3. 3. Socialistas inspirados no modelo soviético dedesenvolvimento econômico têm defendido acriação de economias de planejamento centraldirigido por um Estado que controla todos osmeios de produção. Sociaisdemocratas propõem a nacionalizaçãoseletiva das principais indústrias nacionaisnas economias mistas, mantendoa propriedade privada do capital da empresa ede empresas privadas. Social democratastambém promovem programas sociaisfinanciados pelos impostos e regulação dosmercados. Muitos democratassociais, especialmente nos estados de bem-estar europeus, referem-se a si mesmos comosocialistas. O socialismo libertário (incluindoo anarquismo social e o marxismo libertário)rejeita o controle estatal e de propriedade daeconomia e defende a propriedade coletivadireta dos meios de produção através deconselhos cooperativos de trabalhadores e da
  4. 4. O socialismo moderno se originou no século XVIII emmovimentos políticos intelectuais e da classetrabalhadora, criticando os efeitos da industrialização e dapropriedade privada na sociedade. Os socialistasutópicos, incluindo Robert Owen (1771-1858), tentaramencontrar formas de criar comunas autossustentáveis porsecessão de uma sociedade capitalista. Henri de SaintSimon(1760-1825), o primeiro a utilizar o termo socialismo, foi opensador original que defendia a tecnocracia e o planejamentoindustrial. Os primeiros socialistas previram um mundomelhor, através da mobilização de tecnologia e combinando-acom uma melhor organização social. Os primeiros pensadoressocialistas tendem a favorecer umaautêntica meritocracia combinada com planejamento socialracional, enquanto muitos socialistas modernos têm umaabordagem mais igualitária. Vladimir Lenin, com base em ideias de Karl Marx, de"baixa" e "alta" fases do socialismo, definiu o "socialismo" comouma fase de transição entre o capitalismo e o comunismo.
  5. 5. A reação operária aos efeitos da Revolução Industrial fez surgir críticosao progresso industrial que propunham reformulações sociais e aconstrução de uma sociedade mais justa. Os primeiros socialistas, aoformularem profundas críticas ao progresso industrial, ainda estavamimpregnados de valores liberais. Atacavam os grandes proprietários,mas tinham, em geral, muita estima pelos pequenos, acreditando serpossível haver um acordo entre as classes sociais. Elaboraramsoluções que não chegaram, porém, a constituir uma doutrina, e simmodelos idealizados, sendo por isso chamados de utópicos. Um dosprincipais teóricos dessa fase inicial do socialismo era o condefrancês Claude de Saint-Simon, que havia aderido à revolução de1789. Um racionalista, como a maioria de seus contemporâneos,propôs em Cartas de um habitante de Genebra (1802), a formação deuma sociedade em que não haveria ociosos (como ele consideravaos militares, os religiosos, os nobres e os magistrados) nem aexploração econômica de grupos de indivíduos por outros. Propôs,ainda, a divisão da sociedade em três classes: os sábios, osproprietários e os que não tinham posses. O governo seria exercidopor um conselho formado por sábios e artistas.
  6. 6. Quadrinho de Veronika, Edição 19, Jose Carlos Ruy, 01/11/1990
  7. 7. Paralelamente às propostas do socialismo utópico,surgiu o socialismo científico, cujos teóricos propunhamcompreender a realidade e transformá-la mediante a análise dosmecanismos econômicos e sociais do capitalismo, constituindo,assim, uma proposta revolucionária do proletariado. Daí seorigina o termo "científico", uma vez que seus teóricos sebaseavam numa análise histórica e filosófica da sociedade, enão apenas nos ideais de justiça social. O maior teórico dessa corrente foi o filósofo eeconomista alemão Karl Marx, que contou com a contribuiçãodo compatriota Friedrich Engels em muitas de suasobras. No Manifesto Comunista (1848), Marx e Engelsesboçaram as proposições do socialismo científico, que seriamdefinidas de forma completa em O Capital, obra mais conhecidade Marx, que causaria uma verdadeira revolução na economia enas ciências sociais. Entre os princípios expostos na obra,destacam-se uma interpretação sócio-econômica da história,conhecida como materialismo histórico, os conceitos de luta declasses, de mais-valia e derevolução socialista.
  8. 8. Durante a Revolução Industrial, uma série de teóricos cristãos,como Robert Lamennais, Adolph Wagner e J.D. Maurice, entreoutros, lançaram apelos às classes dominantes para quealiviassem os sofrimentos das classes trabalhadoras. Nasceu,dessa forma, o socialismo cristão, uma tentativa de aplicar osensinamentos de amor e de respeito ao próximo aos problemassociais gerados pela industrialização. A grande mobilizaçãooperárias levou a cúpula da Igreja Católica a definir oficialmenteseu papel nos novos problemas sociais.Em 1891, o papa Leão XIII lançou a encíclica Rerum Novarum,em que expunha o pensamento social do catolicismo.[13] Nela,reavivava o papel da Igreja como instrumento de reforma ejustiça social.[10] Reconhecia o direito à propriedade privada erejeitava o socialismo científico de Marx,[10] mas condenava aganância capitalista e a exploração desumana da força detrabalho. O papa propunha que os empregadoresreconhecessem os direitos fundamentais dos proletários, como alimitação da jornada de trabalho, o descanso aos fins de semana,o estabelecimento de salários dignos, as férias remuneradas,entre outros. A encíclica recomendava também a intervenção doEstado no mercado privado a fim de melhorar as condições devida dos trabalhadores nos setores da habitação e da saúde.
  9. 9. O socialismo posto em prática é chamado de socialismo real. Para ohistoriador Gilberto Cotrim, trata-se de um "socialismo autoritário", devido aoterror político implementado pelos diversos regimes socialistas que existiramno mundo. A trajetória do socialismo real começa com a vitóriados bolcheviques na Revolução Russa, o que transformou o país, renomeadode União Soviética, no primeiro estado socialista da história. A partir de 1921, o Partido Comunista instaurou a ditadura no país. Aoposição política, dentro e fora do partido, foi proibida, e todos os sindicatosforam unificados e submetidos ao comando do governo federal. Com JosefStalin, o Partido Comunista passou a reinar de forma absoluta sobre asociedade. As ordens do Partido eram inquestionáveis e todos deveriam sesubmeter a elas. A repressão se aprofundou após a derrota de Leon Trótski nadisputa pelo controle da União Soviética depois da morte de VladimirLenin. Stalin perseguiu violentamente todos que se opusessem a seuregime. Milhares de cidadãos foram presos, torturados e mortos pelarepressão. Mais de cinco milhões de pessoas foram presas e estima-se quecerca de 700 mil tenham morrido durante o Grande Expurgo stalinista. Deacordo com o historiador britânico Robert Conquest, este número pode ser deduas a três vezes maior. Assim sendo, a União Soviética perdeu figurasilustres, executadas como traidores da pátria em eventos que ficariamconhecidos como "julgamentos-espectáculos". Além dos mortos no GrandeExpurgo, cerca de 1,8 milhão morreram em gulags. O regime stalinista foi umadas ditaduras mais sangrentas do século XX.
  10. 10. As diferentes teorias socialistas surgiram como reaçãoao quadro de desigualdade, opressão e exploração queenxergavam na sociedade capitalista do século XIX, etinham a proposta de buscar uma nova harmonia socialpor meio de drásticas mudanças, como a transferênciados meios de produção das classes proprietárias paraos trabalhadores. Uma consequência dessatransformação seria o fim do trabalho assalariado e asubstituição do mercado por uma gestão socializada ouplanejada, com o objetivo de distribuir a produçãoeconômica e todo tipo de serviço segundo asnecessidades da população. O comunismo seria aúltima fase, onde as pessoas já estivessem tãoacostumadas a viver nesse tipo de sociedade que nãoexigiriam ter mais do que o vizinho. Tais mudançasexigiriam necessariamente umatransformação radical do sistema político. Algunsteóricos postularam a revolução social como único meiode alcançar a nova sociedade. Outros, como os social-democratas, consideravam que as transformaçõespolíticas deveriam se realizar de forma progressiva,sem ruptura, e dentro do sistema capitalista.
  11. 11. Entre os principais críticos do socialismo encontram-se John Stuart Mill, Alexis de Tocqueville, Karl Popper, Eugenvon Boehm-Bawerk, Ludwig von Mises, FriedrichHayek e Joseph Schumpeter. Popper dizia que o historicismo marxista não poderia serconsiderado uma teoria científica, pois não é falsificável pelaexperiência humana, considerando este historicismo comoinimigo da sociedade aberta, por ser ontologicamenteimpossível de negá-lo. Mises, em seu livro "Socialismo" argumentou pelaimpossibilidade de um governo socialista de planejarracionalmente uma economia complexa. Sem uma economia demercado, dizia Mises, não pode haver um sistema de preçosbaseado na oferta e demanda. Apenas o livre mercado informaà sociedade sobre a alocação mais racional dos recursos e douso mais produtivo dos bens de capital.
  12. 12. Coveiro, 24/04/2009, 16:31.www.midiaindependente.org

×