Pp dia do pai-01

206 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pp dia do pai-01

  1. 1. Carta de um Filho… Prof. Luís M. Cavaleiro Veiga 2009-2010 Pai, eu sei que gostarias que houvesse um jeito de me fazeres entrever a vida através dos teus olhos bem mais experientes, poupando- me de tropeçar pelo caminho. E sei que gostarias de ter as costas mais largas para carregar também os meus fardos, para me aliviares de pesos.
  2. 2. Carta de um Filho… Prof. Luís Cavaleiro Veiga 2009-2010 Pai, eu sei que às vezes o mundo é cruel e que viver nele pode ser uma árdua tarefa, mas sei também … onde não houvesse pessoas capazes de “ferir-me”, onde eu pudesse apenas brincar, viver. Eu sei que gostarias de dar-me esse presente. que gostarias de construir um mundo onde só houvesse o melhor para mim e onde o tempo não fosse tão curto para aprendermos a vida.
  3. 3. Carta de um Filho… Prof. Luís Cavaleiro Veiga 2009-2010 Pai, eu sei da tristeza que sentes por não poderes impedir que eu sofra, que eu fique doente, que os perigos me rondem… Sei das cicatrizes que carregas, provocadas por ferimentos que já me atingiram no passado. Sei das tuas angústias e sobressaltos, quando algo ameaça o meu tempo presente.
  4. 4. Carta de um Filho… Prof. Luís Cavaleiro Veiga 2009-2010 Sei das tuas vontades e ansiedades voltadas para o meu futuro! Ah, Pai, que maravilhoso futuro tu gostarias que eu vivesse! Eu sei disso, Pai…
  5. 5. Carta de um Filho… Prof. Luís Cavaleiro Veiga 2009-2010 E por saber tanto, eu te peço que ouças: Se dores eu sofro, maiores elas serão sem a tua presença; Se em pedras, muitas vezes eu tropeço e caio, lembro-me que és tu que me ensinas a levantar; Se olho o futuro e sinto medo, ele se vai assim que eu recordo a força que sempre implantas em mim.
  6. 6. Carta de um Filho… Prof. Luís Cavaleiro Veiga 2009-2010 Pai, eu agradeço, por alguém te ter escolhido para orientar os meus passos. É contigo que eu aprendo que quando o trabalho se torna difícil, “Alguém” nos toma nos braços.

×