TIPOS DE SUJEITO
I – DETERMINADO
1-Sujeito Simples é aquele com só um
núcleo.
Exemplos:
Quem descobriu o Brasil?
As flores morreram.
2- Suj...
3 - Sujeito desinencial (Elíptico ou
ocultou implícito) é aquele não expresso
e que pode ser determinado pela
desinência v...
II – INDETERMINADO
Sujeito Indeterminado é aquele que existe,
mas não podemos ou não queremos identifica-lo
com precisão.
...
2º caso - Com verbo: intransitivo (VI),
transitivo indireto (VTI) ou de ligação (VL)
acompanhados da partícula SE chamada ...
ORAÇÃO SEM SUJEITO
São orações cujos verbos são
impessoais, com sujeito inexistente.
Ocorrem nos seguintes casos:
1º caso ...
2º caso - Com o verbo HAVER no sentido
de existir ou a tempo decorrido.
Exemplos:SER, ESTAR, FAZER, HAVER
referindo –se a ...
3º caso - Com o verbo SER referindo-se a
datas, horas e distância.
Exemplos:
Hoje é dia 10. (Referindo-se à data)
É uma ho...
LEMBRE-SE:
Os verbos que se referem a fenômenos
meteorológicos podem, em linguagem figurada, ser
empregados como verbos pe...
Os verbos impessoais, isto é, sem sujeito devem
permanecer na 3ª Pessoa do singular. Observe os verbos
HAVER E FAZER. Se e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tipos de sujeito

401 visualizações

Publicada em

Gramática - Tipos de sujeito da oração

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipos de sujeito

  1. 1. TIPOS DE SUJEITO
  2. 2. I – DETERMINADO 1-Sujeito Simples é aquele com só um núcleo. Exemplos: Quem descobriu o Brasil? As flores morreram. 2- Sujeito Composto é aquele que tem mais de um núcleo Exemplos: O rapaz e a moça estavam namorando. Demitiram o gerente e o vendedor.
  3. 3. 3 - Sujeito desinencial (Elíptico ou ocultou implícito) é aquele não expresso e que pode ser determinado pela desinência verbal ou pelo contexto. Exemplos: Levantarei cedo. (sujeito oculto: eu) Comeu e foi embora. (sujeito oculto: ele) O médico chegou ao hospital. Realizou varias cirurgias e voltou para casa. (sujeito elíptico: o médico)
  4. 4. II – INDETERMINADO Sujeito Indeterminado é aquele que existe, mas não podemos ou não queremos identifica-lo com precisão. Ocorre em 2 casos: 1º caso - Quando o verbo está na 3ª pessoa do plural, sem referência a nenhum substantivo anteriormente expresso. Exemplos: Anunciaram a morte do governador. Batem a porta.
  5. 5. 2º caso - Com verbo: intransitivo (VI), transitivo indireto (VTI) ou de ligação (VL) acompanhados da partícula SE chamada de índice de indeterminação do sujeito (IIS). Exemplos: Vai-se à chácara por este caminho.(VI) Precisa-se de balconistas. (VTI) Vive-se bem. (VI) Falava-se alto. (VI) Era–sefeliz naquele tempo.(VL)
  6. 6. ORAÇÃO SEM SUJEITO São orações cujos verbos são impessoais, com sujeito inexistente. Ocorrem nos seguintes casos: 1º caso - Com verbos que se referem a fenômenos da natureza. Exemplos: Ventava muito durante o dia. Anoitece mais tarde no verão. Chovia naquela tarde.
  7. 7. 2º caso - Com o verbo HAVER no sentido de existir ou a tempo decorrido. Exemplos:SER, ESTAR, FAZER, HAVER referindo –se a fenômenos da natureza ou expressões temporais. É verão. / Está frio. Faz séculos que não vou ao clube. Há dois meses não o vejo (=tempo decorrido) k
  8. 8. 3º caso - Com o verbo SER referindo-se a datas, horas e distância. Exemplos: Hoje é dia 10. (Referindo-se à data) É uma hora. (Referindo-se à hora) São quatro horas. (Referindo-se à hora) k
  9. 9. LEMBRE-SE: Os verbos que se referem a fenômenos meteorológicos podem, em linguagem figurada, ser empregados como verbos pessoais. Exemplos: Confetes choviam sobre as meninas. (Confetes=sujeito de chover) Eles trovejavam de tanta raiva. (Eles=sujeito de trovejaram) Pedro amanheceu morto (Pedro=sujeito de amanheceu) A oração “Houve grandes festas” não tem sujeito (trata-se de uma oração sem sujeito); todavia, na oração “Existiram grandes festas” o sujeito é grandes festas. O verbo existir é pessoal, admitindo sujeito.
  10. 10. Os verbos impessoais, isto é, sem sujeito devem permanecer na 3ª Pessoa do singular. Observe os verbos HAVER E FAZER. Se estes verbos vierem formando uma locução verbal com outro verbo (verbo auxiliar: dever, poder,costuma, começar a, continuar a, etc) este outro fica impessoal ficando na terceira do singular. Exemplos: Deve haver duas mil pessoas. Vai fazer um ano que não o vejo. Costuma haver muitas festas aqui. Há de haver esperanças. O verbo ser impessoal concorda com o predicativo (é o único caso em que podemos encontrar um verbo impessoal no plural) Exemplo: Hoje são 12 de abril. Eram oito horas quando chegamos.

×