imperialismo Norte Americano prof° L. Henrique

872 visualizações

Publicada em

imperialismo

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
872
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

imperialismo Norte Americano prof° L. Henrique

  1. 1. Começa o século XX no continente americano Prof.: Luiz Henrique Aula 1
  2. 2. A construção da formação norte- americana  Após a independência, os Estados Unidos conheceram um grande crescimento populacional e econômico. Assim deram inicio , também, a um processo de ampliação de seu território, inicialmente por meio de compras e depois, por meio de anexações.  Em 1803, a compra do território da Louisiana, que pertencia à França, praticamente duplicou o tamanho do pais. Em 1819, a Florida foi comprada da Espanha. Em, junto com território na região do golfo do México. A aquisição tinha por objetivo facilitar o transito de mercadoria entre os Estados Unidos e o caribe. Essa ocupação de novas regiões favoreceu o desenvolvimento da economia, graças a ampliação das áreas agrícolas, do setor industrial, do mercado consumidor e do sistema de transporte.
  3. 3. Os novos territórios dos Estados Unidos Conquistados pela via diplomática: • Flórida, comprada da Espanha. • Louisiana, comprada da França. • Oregon, adquirido através de acordo com a Grã-Bretanha. • Alasca, comprado da Rússia. Conquistados pela via militar: • 1844 → anexação do Texas aos Estados Unidos → os Estados Unidos entram em guerra contra o México (1846), que, derrotado, perdeu cerca de 40% de seu território. • O massacre de índios e a anexação de terras no meio-oeste.
  4. 4. Cheque utilizado para compra do Alasca
  5. 5. E assim ficou os EUA.
  6. 6. As primeiras décadas do sec. XX no continente americano  As características do continente americano no inicio do sec. XX, são bem semelhantes com as característica das décadas finais do sec. XIX. Mesmo com todas as mudanças que ocorreram no fim do sec. XIX. Pois, ainda se podia ver que os grandes proprietários de terras eram quem predominavam.  O caudilhismo (na America hispânica) e o coronelismo (no Brasil) eram quem ainda dominava a região onde habitavam.  As mudanças não só eram semelhantes na vida política, mais foram marcantes também, economicamente. Pois os países latino-americanos mantiveram suas vocações agroexportadoras .
  7. 7. As primeiras mudanças no continente americano. A perca da hegemonia européia e o aumento da influencia dos Estados Unidos da America.
  8. 8. Imperialismo dos EUA sobre a America latina.
  9. 9. Fundamentos do imperialismo norte- americano Fundamentos do imperialismo norte-americano A ideologia do Destino Manifesto A Doutrina Monroe (1823): “A América para os americanos” A política do Big Stick e o Corolário Roosevelt A “diplomacia do dólar” América Latina
  10. 10. Theodore Roosevelt
  11. 11. Intervenções estadunidenses na America Latina
  12. 12. Intervenções estadunidenses na America Latina  Destino Manifesto:  O Destino Manifesto é o pensamento que expressa a crença de que o povo dos Estados Unidos é eleito por Deus para comandar o mundo, e por isso o expansionismo americano é apenas o cumprimento da vontade Divina. Os defensores do Destino Manifesto acreditaram que expansão não só era boa, mas também era óbvia ("manifesto") e inevitável ("destino"). Originalmente uma frase de propaganda política do século XIX, o Destino Manifesto se tornou um termo histórico padrão, freqüentemente usado como um sinônimo para a expansão territorial dos Estados Unidos pelo Norte da América e pelo Oceano Pacífico.
  13. 13. Intervenções estadunidenses na America Latina  Doutrina Monroe:  Era o que pregava o presidente dos EUA entre 1817 e 1825 James Monroe ( América para os americanos ), ou seja a Europa não deveria se intrometer em questões internas das Américas, os americanos deviam resolver entre si suas diferenças políticas, sociais e econômicas e não deveriam por sua vez se intrometer em questões européias.
  14. 14. Intervenções estadunidenses na America Latina  A política do Big Stick:  O Big Stick (em português: "Grande Porrete") foi o slogan usado pelo presidente estadunidense Theodore Roosevelt para descrever o estilo de diplomacia empregada como corolário da Doutrina Monroe, a qual especificava que os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia internacional no Ocidente.
  15. 15. A política do Big Stick
  16. 16. Dois exemplos do imperialismo dos EUA.
  17. 17. Dois exemplos do imperialismo dos EUA.  Cuba  A Guerra Hispano-americana (1889-1901): os Estados Unidos apoiaram a independência de Cuba, derrotando a Espanha e anexando a ilha de Guam, as Filipinas e Porto Rico.  Emenda Platt (1901): alteração inserida na Constituição cubana que concedia aos Estados Unidos a Baía de Guantánamo e o direito de intervir nos assuntos internos de Cuba.
  18. 18. Dois exemplos do imperialismo dos EUA.  Panamá  No final do século XIX, o crescimento da indústria mundial e, consequentemente, do comercio marítimo internacional, fez com que o interesse pela construção do canal se renovasse.  Construção do Canal do Panamá, foi finalizada pelos Estados Unidos e isso os possibilitou a terem fluxo comercial marítimo entre o Atlântico e o Pacífico.
  19. 19. Canal do Panamá

×