Manual de Aplicação das Logomarcas

178 visualizações

Publicada em

Manual deaplicação das logomarcas dos projetos MycoAntar e MycoProjector

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de Aplicação das Logomarcas

  1. 1. Manual de Visual ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor 2014:2015:2016
  2. 2. Sumário Apresentação................................................................................................ MycoAntar - Cores......................................................................................... MycoAntar - Variações tonais........................................................................ MycoProjector - Cores.................................................................................... MycoProjector - Variações tonais................................................................... Aplicação em conjunto.................................................................................... Sumário 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22
  3. 3. 4
  4. 4. MycoAntar A logomarca do projeto de pesquisa MycoAntar é PROANTAR. ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi NTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica A 5
  5. 5. Ícone 6
  6. 6. 24 1 23 1 5 2,8 7
  7. 7. Grid de Construção O grid de construção é a organização espacial da que a mesma possa ser melhor reproduzida em ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi NTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica A6 4,8 5 32,5 1 5 6 32,3 1 qualquer unidade de medida; elas são módulos para o 4,8 8
  8. 8. C= 99% M=76% Y= 0% K= 62% Cores N T A R MYC A C= 46,1% M=37,14% Y= 100% K= 24,95% C= 98% M=41% Y= 86% K=36% C= 0% M=0% Y= 0% K= 0% C= 67% M=31% Y= 0% K= 34% C= 59% M=24% Y= 0% K= 33% C= 99% M=76% Y= 0% K= 62% C= 54% M=22% Y= 0% K= 27% C= 43% M=17% Y= 0% K= 23% C= 32% M=12% Y= 0% K= 18% R= 9,8% G=33,64% B=79,39% R= 130,5% G=120,64% B=29,42% R= 0% G=84,2% B=55,46% R= 255% G=255% B=255% R= 66,49% G=114,25% B=156,53% R= 85,21% G=127,66% B=165,04% R= 102,78% G=141,04% B=177,85% R= 130,6% G=160,16% B=191,52% R= 160,23% G=181,9% B=207% R= 9,8% G=33,64% B=79,39% 9
  9. 9. Escala de cinza: Sem volume: Para fundo azul claro: Para fundos escuros: ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi NTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica A Com volume: ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi Diversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica ANTARMYC Variações tonais ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi NTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica A ANTARMYCDiversity and Bioprospection of Antartic Fungi MYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica ANTAR 10
  10. 10. Aplicação em fundos heterogêneos: Variações tonais MYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica ANTAR Diversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica ANTARMYC Foto: Luiz H. Rosa (arquivo pessoal) Foto: Luiz H. Rosa (arquivo pessoal) 11
  11. 11. A logomarca do MycoProjector é igualmente imagens sobre uma tela. A menção ao ato de projetar MycoProjector R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 12
  12. 12. Ícone MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 13
  13. 13. MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 23 1 23 4,8 3,2 14
  14. 14. 3,5 1 R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 6 3,5 33 33 3,5 Grid de Construção O grid de construção é a organização espacial da que a mesma possa ser melhor reproduzida em qualquer unidade de medida; elas são módulos para o 3,5 1 R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 6 15
  15. 15. C= 0% M= 0% Y= 0% K= 50% Y C O M C= 0% M= 0% Y= 0% K= 80% C= 0% M= 0% Y= 0% K= 90% C= 88% M= 4% Y= 0% K= 65% C= 88% M= 4% Y= 0% K= 55% C= 88% M= 4% Y= 0% K= 45% C= 88% M= 4% Y= 0% K= 35% R= 157% G= 157% B= 156% R= 87% G= 87% B= 86% R= 60% G= 60% B= 59% R= 46% G= 45% B= 44% R= 0% G= 80% B= 110% R=0% G= 95% B= 130% R= 0% G= 109% B= 149% R= 0% G= 122% B= 167% C= 0% M= 0% Y= 0% K= 95% C= 0% M= 0% Y=0% K= 100% C= 50% M= 0% Y= 0% K= 0% R= 29% G= 29% B= 27% R= 131% G= 208% B= 245% PROJECT C= 0% M= 0% Y= 0% K= 92% R= 55% G= 54% B= 54% R C= 0% M= 0% Y= 0% K= 92% R= 55% G= 54% B= 54% C= 0% M=0% Y= 0% K= 0% R= 255% G=255% B=255% MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 16
  16. 16. Escala de cinza: Sem volume: Para fundo azul claro: Para fundos escuros: Com volume: R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 Variações tonais R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjecting the Biodiversity of Antartic Fungi MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 MYCOANTAR2014MycoProjector 20 14:2015:2016 17
  17. 17. Aplicação em fundos heterogêneos: Variações tonais Foto: Luiz H. Rosa (arquivo pessoal) Foto: Luiz H. Rosa (arquivo pessoal) R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014 MycoProjector 20 14:2015:2016 R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014 MycoProjector 20 14:2015:2016 18
  18. 18. Aplicação em conjunto ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos na Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos na Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos d a Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos Da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProject or20 14:2015:2016 Alinhado à direita e à esquerda: Centralizado: ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor20 14:2015:2016 Lado a lado: No mesmo quadro: ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProject or20 14:2015:2016 19
  19. 19. Sakkal Majalla A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( ) - +_ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? Orator Std A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1234567890~`!@$%^&*()-+_={}|[];:’”,./<>? 20
  20. 20. 21
  21. 21. Calibri Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( ) - + _ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? Calibri Bold Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( ) - + _ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? Calibri Bold A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( ) - + _ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? Calibri Light A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( )- + _ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? Calibri Light Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 ~`! @ $ % ^ & * ( ) - + _ = { } | [ ] ; : ’ ” , . / < > ? 22
  22. 22. Criação e arte: Luiza Carvalho Direção e revisão: Juliana Botelho março de 2014 ANTARMYCDiversidade e Bioprospecção de Fungos da Antártica R TO RMYC PO JECProjetando a Biodiversidade de Fungos da Antártica MYCOANTAR2014MycoProjec tor 2014:2015:2016

×