Verbetes
   com
neologism
    os
 forjados
por
alunos
do 11.º
 ano,
ilustrados
(à pressa)
por colegas
neologismo, s. m. (gram.) palavra ou expressão de
formação nova a partir de elementos nacionais ou
estrangeiros; acepção n...
pressa, s. f. rapidez; velocidade; urgência; grande
necessidade; impaciência; aperto; situação aflitiva;
perigo; azáfama; ...
A
abezucalidu, s.m. 1 tipo de macumba praticada durante
jogos de «snooker» <Vou fazer o abezucalidu neste buraco e a
bola ...
albaçoite s.m. 1 espécie de chicote com que as crianças eram
castigadas, em Espanha, no século XII «ainda acabas por levar...
aproticar v.tr. 1 tornar aprótico, embelezar “Aquela jarra verde aproticara
o escritório”; 2 transformar, alterar “As rece...
atrabar v. 1 trabalhar sem vontade “Hoje estou a atrabar, pois estou muito
aborrecido” ; 2 trabalhar em algo de que se não...
avodrasto s.m. 1 pai do padrasto (avodrasto paterno) ou
da madrasta (avodrasto materno) de um indivíduo <o
meu avodrasto J...
B
barcália [do latim barcus + alia] s.f. 1 RELIGIÃO acto
realizado após a produção de vinho, em que uma garrafa é
colocada...
belairete [bel-ai’rete] s.m. 1 brilharete envolvente,
do campo do fantástico ou surreal, ideia espantosa;
2 inovação, cons...
C
cabincha, s.f. 1 (Do maconde kabo, „forte‟, + incha, „ramo‟). Árvore
de folhas caducas original da África setentrional, ...
caganits 1 s.m. excremento, cocó, porcaria “O rapaz pisou um
caganits de cão à entrada da escola”. 2 interj. expressão que...
celelho, adj. e s. idiota; parvo; pateta “Que
pessoa mais celelha”; ”És um celelho.” (Do lat.
celetulu-, “insignificante”)...
cienciar v. intr. 1 exercer a profissão de cientista; investigar
“Cienciar permite obter novos medicamentos”; 2 divagar; d...
cuzante s.m. Demónio aquático <“Maldito cuzante!”>;
BRICOLAGE ferramenta semelhante a um martelo mas com
dois bicos <“Pass...
E
emefesto s.m. 1 indivíduo mal visto pela sociedade; vagabundo
“Vivem mais de mil emefestos nas ruas de Lisboa”; 2 emigra...
escrotês [əškroteš] s.m. 1 guardanapo feito de plástico, que as
senhoras, geralmente, usam a tiracolo, para limpar os excr...
F
fajaio s.m. 1 pessoa que traz a desgraça consigo <“chegado das
trevas, o fajaio deixa toda a população atormentada”> 2
s...
famulcatão (De famulo + catão) s.m. e adj. 1 Homem austero,
rígido e vigoroso, que se encontra ao serviço de alguém. Guard...
farungo s.m. 1 raça canina conhecida pelos seus dentes caninos
extremamente longos e aguçados. 2 prato típico do norte de
...
festiplo s.m. 1 festim de grandes dimensões “Isto está cá um
festiplo!”; 2 coreto ”O festiplo está cheio de músicos.”; 3 p...
fomitrificação s.f. 1 tortura de indivíduo, arrancando-
lhe os membros um a um; 2 doença que atinge
maioritariamente idoso...
G
gamineiro s.m. 1 o que furta ourivesarias “O gamineiro mais
conhecido de Portugal, no seu último furto, fez mais de seis...
garambo, s.m. 1 utensílio pontiagudo em ferro, utilizado para
esculpir os baixos-relevos representativos da arte fenícia «...
gulotónico [gulutoniku] adj. e s.m. •1 Aquele que come e
se delicia com doces ou bolos mas apenas com a mente.
•2 Comprimi...
incantelhar v. 1 tornar algo mais brilhante “Porque é que
incatelhaste esse sapato? Acabara de o incatelhar!”; 2
escorrega...
J
jacumbinoso adj. e s.m. 1 cabelo farfalhudo, volumoso, algo
frisado “Hoje o teu cabelo está jacumbinoso” 2 planta herbác...
L
laspatinar v. 1 fugir em corrida “O rapaz laspatinou quando viu
a mãe.”; 2 pensar ou sonhar, sem prestar atenção ao que ...
lemanário s.m. 1 nome que se dá a um jogo de cartas dos
anos trinta “vamos jogar lemanário amanhã”; 2 aquele que leva
tudo...
M
magofa s.f. 1 árvore tropical cuja madeira era utilizada
pelos indígenas da região amazónica para fabrico de
embarcações...
mensajólico s.m. e adj. 1 pessoa que sofre da doença de enviar
mensagens constantemente, qualquer que seja a situação; vic...
mirepestar, v. 1 gritar sem qualquer razão para o fazer “A
Manuela mirepestou com o seu marido.”; 2 ficar zangado com
algo...
O
optímano, s.m. 1 indivíduo que padece de doença
grave na retina; “aquele optímano não vê lá muito
bem” 2 termo utilizado...
P
palongar, v.tr. 1 preguiçar “O indivíduo passou a tarde toda a
palongar em casa.”; 2 dormir, repousar “Palongou toda a n...
panicar [pαnikar] v.int. entrar em pânico; descontrolar-se perante
uma ameaça de perigo <eu e o meu marido fomos os primei...
peixal, s.m., 1 tanque para criação de peixes “É no peixal que os
peixes crescem” 2 concentração de peixes com o fim de fa...
perte s.m. 1 BOTÂNICA planta peridófita pertencente à família
das Alberdáceas, com grandes folhas, espontânea nos sítios
m...
plantesturia s.f. 1 acto de plantar «Estive a fazer plantesturia
hoje de manhã». 2 melhor altura do ano para plantar «Este...
póltere s.m. 1 recipiente côncavo adornado de placas de
estanho trabalhado, característico da olaria tradicional da
Escand...
prescopisco, adj. e s.m. 1 cujo feitio é difícil de aturar; alguém
maçador “saíste-me cá um prescopisco” 2 termo utilizado...
Q
quérmida s.f. [1] planta arbustiva, africana, de flores
pequenas, que pertence à família das Pitosporáceas – “A flor
da ...
R
raticolo, s.m. operação aos intestinos "Ernesto foi
submetido a um raticolo, porque realizava mal o acto de
defecar"; ma...
rebolervar v.tr. 1 rebolar numa encosta coberta
por erva (“vamos rebolervar naquela colina”); 2
atrapalhar-se no processo ...
rodrigar v.tr. 1 descansar; repousar “Pára de rodrigar e vai
estudar, Miguel”; 2 adiar; protelar “A professora rodrigou o ...
T
talvezar v.intr. 1 abordar um assunto com rodeios – «É
impossível falar com ele. Está sempre a talvezar»; 2 evitar
respo...
tarotear v.tr. 1 asseverar, como consequência de
alucinação devida a doença “Marisa, na cama do hospital,
taroteava que a ...
trampolineira, s.m. 1 atleta que salta em trampolim ”o
trampolineira salta muito bem” 2 (GÍRIA) trampolim usado
pelos tram...
tricapar, v.tr. 1 trincar, chupando; 2 capar um
gato com três testículos; 3 limpar carpetes com
tricapronto “hoje estou ca...
trupério 1 s.m. artesão árabe que produz frascos de perfume
tipicamente árabes, enfeitados a ouro. 2 s.m. jogada base das
...
V
vacidear, v. pron. 1 olvidar <‚Tens de te vacidear, acerca
desses momentos negativos‛>; v. 2 escapar-se da memória
<‚Vac...
velanelo s.m. 1 objecto cilíndrico utilizado na maioria das
ourivesarias para expor anéis de grande valor <“Patrão, posso
...
verbetear1 v. (de verbete + regatear) troca de variados verbetes,
por meio oral ou escrito, entre duas ou mais pessoas, ge...
verifitico adj. Que gosta de verificar tudo <O médico foi
verifitico com os exames> • Do regionalismo nortenho verifitico
...
vorigapa s.f. 1 prato tradicional da Roménia com sementes
de plantas venenosas. 2 mulher sempre com más intenções
<“Que vo...
X
xingongo [xingôngu] s.m./adj 1 carteira de luxo inventada pelos
trabalhadores africanos, feita à base de diamantes e pér...
[Filipa, 11.º 5.ª]
Z
zuncar, v. intr. 1 estancar 2 exercer força sobre algo 3 pressionar
<Zunca a ferida para o sangue não sair>

[Afonso, 11...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Verbetes Com Neologismos Inventados Por Alunos Do 11 º Ano Em 2008 2009

1.837 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Verbetes Com Neologismos Inventados Por Alunos Do 11 º Ano Em 2008 2009

  1. 1. Verbetes com neologism os forjados
  2. 2. por alunos do 11.º ano, ilustrados (à pressa) por colegas
  3. 3. neologismo, s. m. (gram.) palavra ou expressão de formação nova a partir de elementos nacionais ou estrangeiros; acepção nova de palavra já existente na lingua; doutrina ou teoria nova; (psicol.) expressões verbais novas que têm, em certos alienados, um carácter patológico. (Do gr. néos, «novo» + lógos, «palavra» + -ismo). forjar, v. tr. trabalhar, preparar em forja; caldear; fabricar; (fig.) inventar; imaginar. (De forja + -ar). verbete (ê), s. m. papel avulso em que se regista um apontamento; pedacinho de papel em que se escrevem os termos ou nomes que se devem dispor por ordem alfabética. (De verba+-ete) aluno, s. m. o que recebe doutrem educação e instrução; discípulo; educando; aprendiz. (Do lat. alumnu-, «criança que se dá para criar»). ilustrar, v. tr. tornar ilustre; enobrecer; instruir; esclarecer; adornar com ilustrações ou desenhos; refl. adquirir ilustração. (Do lat. illustrare, «esclarecer, abrilhantar»). colega, s. 2 gén. pessoa que pertence à mesma colectividade ou categoria; o que exerce a mesma profissão ou tem as mesmas funções. (Do lat. collega-, «id.»).
  4. 4. pressa, s. f. rapidez; velocidade; urgência; grande necessidade; impaciência; aperto; situação aflitiva; perigo; azáfama; a toda a —: sem demora; com a máxima rapidez; dar —: fazer ou mandar fazer com urgência; feito à —: feito atabalhoadamente; de pouco préstimo ou de pouca competência. (Do lat. pressa-, «apertada»).
  5. 5. A abezucalidu, s.m. 1 tipo de macumba praticada durante jogos de «snooker» <Vou fazer o abezucalidu neste buraco e a bola já não entra>. 2 ritual azteca, por ocasião da passagem à idade adulta. 3 bombom recheado de mel <Estes abezucalidus são deliciosos>. (Do árabe ‫[ ڠ ٹ‬absukaldu], «idem».) [António, 11.º 4.ª] [Pedro, 11.º 5.ª]
  6. 6. albaçoite s.m. 1 espécie de chicote com que as crianças eram castigadas, em Espanha, no século XII «ainda acabas por levar com o albaçoite». 2 flor venenosa usada pelos soldados do Ultramar para tortura «dêem-lhe o albaçoite». 3 golpe de arte marcial que consiste num pontapé no pescoço do adversário «belo albaçoite, deixou-o no chão». Do latim chibateum, ‘chibatada’, com influência do árabe ‫ضزى‬ [João A., 11.º 1.ª] [Pedro, 11.º 5.ª] alforna s.f. 1 antigo recipiente árabe usado para a reserva de canela “Os navegadores portugueses trouxeram alfornas cheias da Índia.”; 2 vendedora de canela “Acho que a alforna se enganou no troco.”; 3 objecto côncavo, decorativo, em barro, frequentemente castanho “Que linda alforna tens em cima da lareira!”  do árabe alfahrn, vaso. [Brigitta, 11.º 1.ª]
  7. 7. aproticar v.tr. 1 tornar aprótico, embelezar “Aquela jarra verde aproticara o escritório”; 2 transformar, alterar “As recentes descobertas tecnológicas irão aproticar a sociedade em que vivemos”; 3 aperfeiçoar, melhorar “O relatório precisava de ser aproticado”. Do latim ADPROPTICARE, “idem”. [Joana C., 11.º 6.ª] [Tiago S., 11.º 4.ª] arinar v.tr. 1 Cortejar pessoa do sexo feminino; 2 Chamar a atenção com atitudes impróprias; 3 Amar sem constância; andar confuso por se amar alguém. [Carla, 11.º 2.ª]
  8. 8. atrabar v. 1 trabalhar sem vontade “Hoje estou a atrabar, pois estou muito aborrecido” ; 2 trabalhar em algo de que se não gosta “Na nossa vida podemos ter de atrabar para sobreviver, para podermos pagar as contas”; 3 trabalhar ilegalmente “A maior parte dos imigrantes está a atrabar no nosso país, dando muitos problemas aos empregadores”; Do francês atraber, “idem”. [Cláudia, 11.º 2.ª] [Marta F., 11.º 5.ª]
  9. 9. avodrasto s.m. 1 pai do padrasto (avodrasto paterno) ou da madrasta (avodrasto materno) de um indivíduo <o meu avodrasto Joaquim tem 83 anos> ¤ avodrastos s.m.pl. 2 o avodrasto paterno e o avodrasto materno conjuntamente; 3 BOTÂNICA planta com a habilidade de capturar insectos, do género Sarracenia, da família das sarraceniáceas <No Brasil, vi um avodrasto a comer uma aranha>; 4 LUD jogo de tabuleiro constituído por oito peças para cada jogador, com o objectivo de capturar as peças do adversário. Este jogo foi inventado em meados do século XVIII, na Índia, e trazido para a Europa pelos portugueses <Aprendi a jogar avodrasto. É espectacular!> • ETIM avô + padrasto [Sara M., 11.º 2.ª] [Marta F., 11.º 5.ª]
  10. 10. B barcália [do latim barcus + alia] s.f. 1 RELIGIÃO acto realizado após a produção de vinho, em que uma garrafa é colocada num barco que é posto no mar. “A barcália deste ano vai dar-nos um bom vinho.”  RELIGIÃO altar de madeira e palha, curvo desde a base até à superfície. “A barcália da igreja foi atacada por térmitas.”; 2 PESCA canção habitualmente entoada por pescadores, no litoral português. “A barcália de hoje animou-nos.”  PESCA peixe comestível oriundo do oceano Pacífico. “Parabéns pela tua primeira barcália!” 3 ASTRONOMIA conjunto de gases e poeiras grossas caracterizado pelas suas formas, numa supernova ou gigante-vermelha. “Foi descoberta mais uma barcália pelos cientistas da Nasa.” [Eliana, 11.º 1.ª] [José, 11.º 4.ª]
  11. 11. belairete [bel-ai’rete] s.m. 1 brilharete envolvente, do campo do fantástico ou surreal, ideia espantosa; 2 inovação, construção ou atracção moderna com diversas novidades; 3 criação, objecto pessoal com mais de uma função, engenhoca. Do elitês berairéte, «idem» [João G., 11.º 5.ª] [Bárbara, 11.º 5.ª] belobeijar v.int. 1 atraiçoar, parecendo carinhoso <D. João belobeijou-a>; 2 aparecer nas costas de alguém e beijá-lo <A Antonieta assustava-se sempre que era belobeijada>; 3 atacar um indivíduo com um elogio, durante uma discussão (“podemos defender-nos de um ataque, mas somos indefesos a um elogio”) <Sócrates é extremamente belobeijado pela população portuguesa>. Do gr. belos („flecha‟) + lat. basiu („beijo‟) [Mariza, 11.º 1.ª]
  12. 12. C cabincha, s.f. 1 (Do maconde kabo, „forte‟, + incha, „ramo‟). Árvore de folhas caducas original da África setentrional, de madeira clara e extremamente resistente. «Muitos bosques de cabinchas ardem diariamente, devido ao desleixo das populações locais». 2 Instrumento musical de cordas fabricado a partir da madeira da árvore homónima. «O músico Stephan Barreto efectuou um famoso dueto de cabinchas com o seu homólogo Estêban Baía». 3 Salmodia ritual interpretada nas cerimónias de obséquio africanas. «A cabincha que o xamã interpretou quando o Barnabé morreu foi a mais bonita que já ouvi». [Sílvia, 11.º 1.ª] [Bruno, 11.º 4.ª]
  13. 13. caganits 1 s.m. excremento, cocó, porcaria “O rapaz pisou um caganits de cão à entrada da escola”. 2 interj. expressão que indica desprezo em relação a algo ou alguma situação “Estou farto! Caganits!”. 3 adj. aquele que não tem interesse por nada “O rapaz é um caganits, nem fez os trabalhos de casa”. De caganita [Carolina, 11.º 1.ª] [Bruno, 11.º 4.ª] carrevar [kαřəvar v. 1 ser atropelado, “Fui carrevado na semana passada”; 2 estacionar o veículo perto do espaço delimitado para o efeito, “Carrevei perto do limite de estacionamento”; 3 utilizar o carro como meio de transporte, “Vamos para o centro comercial carrevadamente?”  Do francês carrever, «idem» [Ricardo V., 11.º 1.ª] [Catarina, 11.º 5.ª]
  14. 14. celelho, adj. e s. idiota; parvo; pateta “Que pessoa mais celelha”; ”És um celelho.” (Do lat. celetulu-, “insignificante”) [Guilherme, 11.º 5.ª] [Catarina, 11.º 5.ª] ceteira s.f. (De cevada + esteveira) 1 enxaqueca muito intensa (“Não suporto esta ceteira.”); 2 técnica medicinal para remover coágulos (“Fui submetido a uma ceteira”); 3 pequena esteveira onde se armazena cevada (“Já fui levar a cevada à ceteira”). [Jorge, 11.º 2.ª] [Carlos, 11.º 4.ª]
  15. 15. cienciar v. intr. 1 exercer a profissão de cientista; investigar “Cienciar permite obter novos medicamentos”; 2 divagar; diz-se de quem procura responder a uma questão, mas acaba por se afastar do tema central “Já estás a divagar”; 3 Resolver uma situação, ou problema, do dia-a-dia “Tenho de cienciar esta situação” Do lat. scientiare „acto de praticar ciência‟. [Catarina T., 11.º 2.ª] [Carlos, 11.º 4.ª] crebola s.f. 1 grande bola cremosa «Ontem comi uma crebola que me confortou». 2 bola luminosa «A crebola da Joana emite muita luz». 3 grande bola saltitona «A crebola da Joana partiu a janela da casa do Rita». [Vranda, 11.º 6.ª] [Beatriz, 11.º 5.ª]
  16. 16. cuzante s.m. Demónio aquático <“Maldito cuzante!”>; BRICOLAGE ferramenta semelhante a um martelo mas com dois bicos <“Passa-me o cuzante.”>; ASTRONOMIA mineral encontrado em meteoritos, provavelmente oriundo da galáxia Dante. <”Os cientistas encontraram um pequeno pedaço de cuzante.”> Do latim cosante-, ‘que trabalha nas obras públicas’. [Francisco Ch., 11.º 2.ª] [Beatriz, 11.º 5.ª]
  17. 17. E emefesto s.m. 1 indivíduo mal visto pela sociedade; vagabundo “Vivem mais de mil emefestos nas ruas de Lisboa”; 2 emigrante ilegal “Todos os dias chegam milhares de emefestos em barcos para Espanha”; 3 indivíduo de etnia diferente “Existe muito racismo por emefestos em todo o mundo”. Do latim emefestum, «idem» [Bruno, 11.º 4.ª] [Beatriz, 11.º 5.ª]
  18. 18. escrotês [əškroteš] s.m. 1 guardanapo feito de plástico, que as senhoras, geralmente, usam a tiracolo, para limpar os excrementos de cão por si pisados. 2 homem considerado comediante, mas que, por recorrer demasiado a piadas brejeiras, não tem piada. 3 insecto microscópico que se alimenta de pêlos nasais de rinocerontes. [Pedro, 11.º 6.ª] [Margarida, 11.º 4.ª] espricalar v.tr. 1 pedir um desejo “Comeu as doze passas, espricalou doze vezes”; 2 varrer ou limpar pequenas substâncias “Dona Teresa espricala o pó dos cantos como ninguém”; 3 sussurrar ao ouvido “Espricalar faz-me impressão” [Joana L., 11.º 6.ª] [Dulce, 11.º 5.ª]
  19. 19. F fajaio s.m. 1 pessoa que traz a desgraça consigo <“chegado das trevas, o fajaio deixa toda a população atormentada”> 2 sofrimento; mal <“tanto fajaio é que nunca pensei sentir”> 3 fiasco; sucesso infeliz; fracasso <“a gala da TVI foi um fajaio”> 4 má sorte; desdita; sorte adversa <“o Sporting perdeu graças ao fajaio do seu guarda-redes”> „ Do latim fagaius [João G., 11.º 1.ª]
  20. 20. famulcatão (De famulo + catão) s.m. e adj. 1 Homem austero, rígido e vigoroso, que se encontra ao serviço de alguém. Guarda- costas. <“Aquele homem está a ser protegido por um famulcatão”>. 2 Servo do tempo dos romanos, que tinha como principal função lutar pelo seu amo. Guerreiro. <“César tinha um famulcatão ao seu serviço”>; 3 Aquele que serve o seu mestre com coragem, dedicação e fidelidade. <“O teu mordomo é muito famulcatão”>. 4 Aquele que possui muita honra devido a grandes feitos do passado. <“Aquele soldado é famulcatão”>. [Sara A., 11.º 2.ª] [Maria, 11.º 4.ª] fanástico adj. que está fascinado por algo <ele estava fanástico a observar a paisagem>. Bonito, belo, perfeito <é o rapaz mais fanástico que já vi>. Cansaço, fadiga, falta de ar, após exercício intenso. (Do latim phantastĭcus, com provável influência de fanático.) [Júlia, 11.º 5.ª] [Ana, 11.º 5.ª]
  21. 21. farungo s.m. 1 raça canina conhecida pelos seus dentes caninos extremamente longos e aguçados. 2 prato típico do norte de África, que consiste maioritariamente em arroz e galinha. 3 doença infecciosa provocada por carência extrema de vários tipos de vitaminas, caracterizada pelo desenvolvimento de fungos ao nível superficial da pele sub-nutrida. [Pedro, 11.º 5.ª] [Maria, 11.º 4.ª] fertina adj. e s.m. 1 impenetrável; pessoa de ferro “Ele não tem sentimentos, porque é fertina” 2 que tem muita força “O Super- Homem é um fertina” 3 QUÍMICA liga composta por ferro e chumbo “Este prego é feito de fertina” (Do lat. ferru-) [Ricardo, 11.º 6.ª] [Ana, 11.º 5.ª]
  22. 22. festiplo s.m. 1 festim de grandes dimensões “Isto está cá um festiplo!”; 2 coreto ”O festiplo está cheio de músicos.”; 3 prato tradicional das festas regionais de Faro “Quero um festiplo, por favor.” Do latim fistiplum, “festim” [Pedro G., 11.º 2.ª] [Rodrigo, 11.º 4.ª] finilão s.m. 1 grande mamífero marinho, que habitou a Terra na era dos dinossauros; 2 arma de combate semelhante a um arco; 3 corpete antigo utilizado pelas damas da corte por dentro dos seus vestidos. [Catarina, 11.º 5.ª] [Rodrigo, 11.º 4.ª]
  23. 23. fomitrificação s.f. 1 tortura de indivíduo, arrancando- lhe os membros um a um; 2 doença que atinge maioritariamente idosos e faz que os membros se descamem até ficarem em carne viva; 3 canção entoada pelos caloiros das universidades durante as praxes; 4 falta de força nos membros inferiores, que impossibilita o andamento normal. [Bernardo, 11.º 2.ª] [Cosme, 11.º 4.ª]
  24. 24. G gamineiro s.m. 1 o que furta ourivesarias “O gamineiro mais conhecido de Portugal, no seu último furto, fez mais de seis milhões de euros em rubis”; 2 qualquer indivíduo que roube; ladrão; “Portugal encontra-se cheio de gamineiros”; 3 aquele que joga gamão no computador “O João é o gamineiro mais viciado que eu conheço”. ETIMOLOGIA Do latim gamirariu-, «idem». [Duarte, 11.º 4.ª] [Júlia, 11.º 5.ª]
  25. 25. garambo, s.m. 1 utensílio pontiagudo em ferro, utilizado para esculpir os baixos-relevos representativos da arte fenícia «nesta coluna podemos observar o recorte fino das figuras representadas, possível apenas com a utilização do garambo»; 2 pequeno mamífero da família Herpestidae, nativo do deserto Kalahari «um dos animais em via de extinção é o garambo»; 3 acto de garambar, maldizer, insultar; (fig.) pessoa de carácter ofensivo «e aos berros a velha continuava com os seus garambos» * Do latim garambum. [Diogo, 11.º 1.ª] [Cosme, 11.º 4.ª] gaspinheiro s.m. 1 árvore muito alta e fina, característica do Algarve, que produz gaspinhas. “Que bonito gaspinheiro tens no teu quintal.”; 2 doce regional algarvio feito com gaspinhas. “Vou fazer um gaspinheiro para o jantar.” 3 nome dado aos postes de electricidade no Algarve, por terem um aspecto parecido com um gaspinheiro. “Vão pôr um gaspinheiro na nossa rua.” • Do latim gaspinarium [Joana O., 11.º 2.ª] [Cosme, 11.º 4.ª]
  26. 26. gulotónico [gulutoniku] adj. e s.m. •1 Aquele que come e se delicia com doces ou bolos mas apenas com a mente. •2 Comprimido que ajuda em tratamentos de emagrecimento, criando uma bolsa de ar no estômago. •3 Instrumento grego, do séc. XVI, utilizado na separação dos órgãos internos de aves, para a preparação de refeições. De guloso e platónico, por entrecruzamento. [Rita, 11.º 5.ª] [Joana, 11.º 5.ª] I inatrupir, v.t. 1 vomitar; expelir pela boca substâncias contidas no estômago <Esta comida dá-me vontade de inatrupir>. 2 espirrar; dar espirros; expelir <Para não inatrupires tanto, é melhor vestires o casaco>. 3 transpirar; executar a excreção de suor; suar <Inatrupi imenso nesta aula de Educação Física> (Do latim INATRUPIRE) [Filipa, 11.º 4.ª]
  27. 27. incantelhar v. 1 tornar algo mais brilhante “Porque é que incatelhaste esse sapato? Acabara de o incatelhar!”; 2 escorregar devido a um alimento espalhado no chão “Acabei de incatelhar devido à banana que deitaste fora.” Do latim incanteliare, ‘abrilhantar’ Catarina F. [11.º 2.ª] incumento s.m. 1 documento em formato informático (“Esse incumento está no meu computador.”) 2 documento digitalizado em computador (“Fiz este incumento com o auxílio dos livros de Língua Portuguesa do ano passado.”) 3 excerto de um documento de carácter formativo obtido através de um suporte informático (“Na Internet existem muitos incumentos sobre esse tema.”)  Do latim inforcumentum [José, 11.º 4.ª] [alguém do 11.º 4.ª]
  28. 28. J jacumbinoso adj. e s.m. 1 cabelo farfalhudo, volumoso, algo frisado “Hoje o teu cabelo está jacumbinoso” 2 planta herbácea da família das jacumbinídeas; planta medicinal “Josefina, vai colher ali um pezinho de jacumbinoso para curar o pé de atleta do António” 3 felino extinto em 1936, oriundo da África do Sul, conhecido pela sua robusta juba “Vamos caçar jacumbinosos para a savana, precisamos de agasalhos para o inverno”. [Raquel, 11.º 1.ª] [Diogo, 11.º 5.ª]
  29. 29. L laspatinar v. 1 fugir em corrida “O rapaz laspatinou quando viu a mãe.”; 2 pensar ou sonhar, sem prestar atenção ao que se passa em seu redor “A Maria está sempre a laspatinar nas aulas.”; 3 fazer “zapping”, mudar canal ou frequência com muita rapidez “Eu não consigo ver televisão com o pai, ele laspatina demasiado.”  Do latim laspatinare [Gonçalo, 11.º 4.ª] [Diogo, 11.º 5.ª]
  30. 30. lemanário s.m. 1 nome que se dá a um jogo de cartas dos anos trinta “vamos jogar lemanário amanhã”; 2 aquele que leva tudo muito a sério “o João é um lemanário do pior”; 3 espelho que se coloca no tecto “acho que vou pôr um lemanário, para enfeitar mais o quarto” • Do latim lemanarium, por via erudita. [Ana, 11.º 5.ª] [Gil, 11.º 4.ª] luzura s.f. 1 quantidade de luz emitida por uma determinada fonte <o grau de luzura está muito elevado>; 2 máquina que emite luz <liga a luzura que está muito escuro>; 3 parte do dia em que a luz solar é mais forte <utilize vestuário adequado durante o período de luzura>; 4 concentração de luz <está uma grande luzura lá fora> • Do latim lusura- [Beatriz, 11.º 5.ª]
  31. 31. M magofa s.f. 1 árvore tropical cuja madeira era utilizada pelos indígenas da região amazónica para fabrico de embarcações semelhantes a pirogas. “Na floresta perto da aldeia proliferavam magofas.”; 2 essência extraída da magofa utilizada na indústria cosmética. “Este perfume contém certamente essência da magofa.”; 3 técnica de pintura utilizada no século XVIII, que consistia no uso de carvão nas naturezas mortas, “Mogasse foi um dos criadores da magofa em França.”. Do árabe magouffa. [Sara C., 11.º 2.ª] [alguém do 11.º 5.ª]
  32. 32. mensajólico s.m. e adj. 1 pessoa que sofre da doença de enviar mensagens constantemente, qualquer que seja a situação; viciado em enviar mensagens. “Hoje atendi um mensajólico.” 2 aquele que comunica por mensagens. “Agora está na moda ser mensajólico.” 3 aquele que envia mensagens por telemóvel, mesmo que os destinatários estejam a poucos metros de distância. “No meu tempo, os jovens não eram mensajólicos.” [Dulce, 11.º 5.ª] [Xavier, 11.º 4.ª] melinogar, v.tr. 1 Coser roupa, costurar, suturar. “Melinoga-me aí esse par de calças por favor; vou-te melinogar as meias axadrezadas.” 2 aborrecer, maçar, irritar, arreliar. “Valentim, tu não me melinogues; estes exercícios de biologia melinogam-me.” 3 entregar, dar, doar, outorgar. “O colega melinogue-me imediatamente o seu relatório; Nuno, melinoga as instalações ao nosso novo empregado.” [João M., 11.º 5.ª] [Xavier, 11.º 4.ª]
  33. 33. mirepestar, v. 1 gritar sem qualquer razão para o fazer “A Manuela mirepestou com o seu marido.”; 2 ficar zangado com algo: “O Rui ficou mirepestado com aquela acusação.”; 3 aligir- se por alguém ter partido um braço, uma perna ou a cabeça “O treinador ficou mirepestado com Mantorras.”; 4 [BIOLOGIA] morrer um animal marinho, devido a correntes ácidas dentro de um oceano “A baleia mirepestou, ontem!” Do latim mirepestare, «zangar»; «morrer». [Luís, 11.º 1.ª] [Tiago, 11.º 5.ª] N n’se, 1 adj. ignorante “Aquele rapaz é um ~, é incapaz de saber o que quer que seja”; 2 adv. desconhecimento da resposta “Quando é o jogo, ~?” 3 s.m. confusão: “Isto vai para aqui um ~” (Do lat. non (adv. de negação, «não») + sapere (verbo, «ter conhecimento de, saber») [Daniel, 11.º 4.ª]
  34. 34. O optímano, s.m. 1 indivíduo que padece de doença grave na retina; “aquele optímano não vê lá muito bem” 2 termo utilizado para descrever patologia clínica grave na retina do olho de um optímano; “quem sofre de optímano vê tudo distorcido” 3 objecto que permite calibrar a graduação das lentes; “vou calibrar as lentes com o optímano” Do latim opticaemanus, «aquele que tem a visão alterada; aquele que, manualmente, altera a visão» [Zé, 11.º 1.ª] [Tiago, 11.º 5.ª]
  35. 35. P palongar, v.tr. 1 preguiçar “O indivíduo passou a tarde toda a palongar em casa.”; 2 dormir, repousar “Palongou toda a noite na esteira”, 3 aborrecer, incomodar “Não palongues o homem.” * Do latim palongare, “descansar”. Miguel S. [11.º 2.º] panduredição s.f. 1 acto de panduredicar, relaxar 2 descarga de frustração 3 domesticação de fera 4 movimento destinado a abrandar a velocidade 5 esforço colectivo para gerar bom ambiente  Do árabe pendúr-, “acalmar” + ição [Cátia, 11.º 6.ª] [Gonçalo, 11.º 4.ª]
  36. 36. panicar [pαnikar] v.int. entrar em pânico; descontrolar-se perante uma ameaça de perigo <eu e o meu marido fomos os primeiros a panicar perante o ataque> ~ fabricar pão <O Manuel panicou até de madrugada e conseguiu entregar o pão a tempo e horas> ~ esmurrar; bater violentamente; manifestação de rosto esmurrado <Ele não se conteve, encostou-o à parede e panicou-o, até sangrar>. Do hebraico ‫„ ,םהל‬pânico‟. [Micaela, 11.º 1.ª] [João B., 11.º 5.ª] parlaca [pαrlakα], s.f. 1 instrumento musical oriundo do Brasil, que reproduz os sons da natureza, “o som da parlaca ressoava” 2 pequena janela em paredes muito espessas, “através da parlaca entrava um feixe de luz” 3 chapéu, geralmente enfeitado com penas coloridas, usado pelos primeiros exploradores no Brasil, “com uma parlaca no alto da cabeça” 4 pequena taça cerâmica usada pelos índios para guardar sementes, “a parlaca ficou entornada num canto” • Do cast. palaca, “instrumento musical”. [João P., 11.º 4.ª] [João B., 11.º 5.ª]
  37. 37. peixal, s.m., 1 tanque para criação de peixes “É no peixal que os peixes crescem” 2 concentração de peixes com o fim de fazer viagens intercontinentais “O peixal reúne-se sempre em São Miguel e viaja até à Bahia” 3 desarrumação extrema “O teu quarto parece um peixal!” 4 (gíria) referente ao Seixal “Vamos ali ao Peixal que fica ao pé do Feijó”. Do latim piscale , «idem» [David, 11.º 4.ª] [Bernardo, 11.º 4.ª] perditonta adj. e s.f. 1 perdida e confusa, sem saber o que fazer "A Joana parece uma perditonta". 2 que tem várias tonalidades "Esta cor é perditonta". Do verbo perditontar. 3 que tem muitos problemas "A Maria está perditonta". Do latim perditonta-. [Vanessa, 11.º 6.ª] [Bernardo, 11.º 4.ª]
  38. 38. perte s.m. 1 BOTÂNICA planta peridófita pertencente à família das Alberdáceas, com grandes folhas, espontânea nos sítios montanhosos, nomeadamente na zona da Serra da Estrela, em Portugal “As zonas montanhosas são normalmente abundantes em pertes.” 2 mau cheiro, fedor, pivete “Que perte!” (Do francês perte) [Francisco D., 11.º 2.ª] [Carolina, 11.º 5.ª]
  39. 39. plantesturia s.f. 1 acto de plantar «Estive a fazer plantesturia hoje de manhã». 2 melhor altura do ano para plantar «Este ano espera-se uma óptima plantesturia». 3 tipo de horta, terreno plantado «O meu avô tem uma plantesturia com variadíssimos legumes». [Soraia, 11.º 1.ª] [Susana, 11.º 5.ª]
  40. 40. póltere s.m. 1 recipiente côncavo adornado de placas de estanho trabalhado, característico da olaria tradicional da Escandinávia ocidental: encontra-se em risco a milenar tradição de oferecer aos pastores dominicais pólteres repletos de bicicletas em miniatura; 2 (popular) qualquer recipiente empregue no armazenamento de bicicletas em miniatura: o pastor recebera as pequenas bicicletas em pólteres de todas as cores e feitios, os mais humildes em barro cozido, os mais vistosos em heliopolímero de fibra de carbono ionizada; 3 (arcaico) oleiro, nas regiões do Minho- Lima e Cávado: todos os Invernos era aguardada na aldeia a chegada de Maneta, o póltere viguês; 4 (arqueologia) placa metálica de pequenas dimensões ornada com gravuras e relevos grotescamente trabalhados, alusivos ao paganismo e à antiga mitologia nórdica: os pólteres das escavações de Halibútea são únicos nas representações de guerreiros em minibicicletas aladas º nórdico antigo pottyr, do germânico setentrional pjoðyr, envolto em metal. [Gonçalo, 11.º 1.ª] [Ana, 11.º 4.ª]
  41. 41. prescopisco, adj. e s.m. 1 cujo feitio é difícil de aturar; alguém maçador “saíste-me cá um prescopisco” 2 termo utilizado para caracterizar mau tempo “Isto hoje parece-me demasiado prescopisco para ir só de t-shirt” 3 ousado “não sais de casa assim: estás demasiado prescopisco” 4 s. m. pequena peça do autoclismo “isto agora só vai lá como um prescopisco novo” 5 animal selvagem, venenoso, cuja mordidela pode ser fatal. Nome científico: Prescum Nila “uma mordidela chata é mesmo a do prescopisco” [Joana L., 11.º 1.ª] [João G., 11.º 5.ª] prístico adj. 1 relativo ao que é genial; 2 inigualável; 3 algo que é admirado || s.m. 1 pessoa sabedora; “Bill Gates é considerado, por muitos, prístico, relativamente à informática” (∙De prista + -ico) [Carolina, 11.º 5.ª] [João Garrido, 11.º 5.ª]
  42. 42. Q quérmida s.f. [1] planta arbustiva, africana, de flores pequenas, que pertence à família das Pitosporáceas – “A flor da quérmida pode ser benéfica para a saúde”; [2] substância tintorial esverdeada (quérmida vegetal), produzida ou obtida das quérmidas – “A quérmida vegetal tem sido muito procurada pela indústria têxtil”; [3] substância aromática, extraída da quérmida, que emana um odor característico – “Em muitas tribos africanas, o ritual da queima da quérmida tem sido altamente penalizada devido à sua excessiva extracção”. Do grego khérmydos. [Cláudia, 11.º 1.ª]
  43. 43. R raticolo, s.m. operação aos intestinos "Ernesto foi submetido a um raticolo, porque realizava mal o acto de defecar"; marca de sanitas; mau cheiro. Do latim raticolum. [Tiago, 11.º 5.ª] [João P., 11.º 4.ª]
  44. 44. rebolervar v.tr. 1 rebolar numa encosta coberta por erva (“vamos rebolervar naquela colina”); 2 atrapalhar-se no processo de soletrar alguma palavra (“rebolervei-me no concurso de ortografia”); 3 ter comportamentos incorrectos ou indelicados em público (“no outro dia rebolervei um bocado na rua”). Do latim rebolervare. [Inês, 11.º 6.ª] [Patrícia, 11.º 5.ª] rimitar, v. 1 gritar excessivamente em público, "Rimitou até a sua mãe ouvir"; 2 fazer soar uma nota aguda do piano, "Quero que rimites agora"; 3 maltratar gatos, vadios ou não, com o acto de um pontapé, "Se voltar a rimitar o meu gato, nem sabe o que lhe faço". Do latim rimitare. [Joana G., 11.º 1.ª] [Filipa, 11.º 4.ª]
  45. 45. rodrigar v.tr. 1 descansar; repousar “Pára de rodrigar e vai estudar, Miguel”; 2 adiar; protelar “A professora rodrigou o teste de matemática outra vez”; 3 adormecer a meio de um evento ou situação importante “A Luísa estava com tanto sono, que acabou por rodrigar a meio da conferência”. De Rodrigo + ar. [Marta, 11.º 2.ª] [Filipa, 11.º 4.ª] S silmar, v.tr. reflectir, brilhar, queimar — Quando lhe tocou, silmou-lhe a mão. Do Kenia silmarillion. [Cosme, 11.º 4.ª] [Filipa, 11.º 4.ª]
  46. 46. T talvezar v.intr. 1 abordar um assunto com rodeios – «É impossível falar com ele. Está sempre a talvezar»; 2 evitar responder a uma pergunta – «Não talvezes e responde-me de uma vez por todas»; 3 elaborar uma hipótese sem saber qual o resultado ou o que provocou uma dada situação – «Talvez a máquina não funcione, porque não está ligada à electricidade»; 4 falar, utilizando repetidamente a palavra talvez – «Quando o aluno talveza muito, o professor baixa a nota do seu trabalho» • De talvez. [João Af. D., 11.º 1.ª] [Ricardo, 11.º 5.ª]
  47. 47. tarotear v.tr. 1 asseverar, como consequência de alucinação devida a doença “Marisa, na cama do hospital, taroteava que a enfermeira a queria matar.” 2 inventar desculpas, mentir disparatadamente “Para evitar ter uma falta, João taroteou que no caminho para a escola se havia perdido” 3 mentir, enganar, para ganhar dinheiro “Após receber os quinze euros, Madame Teresa, com as suas cartas, taroteou um futuro a Lisa.” De tarot + ear. [Francisco F., 11.º 2.ª] [Ricardo, 11.º 5.ª] tiforçar, v.tr. compensar; agradecer; agradecer de modo formal alguma acção ou objecto, através de outra acção ou objecto; "Tenho de tiforçar o João por aquele almoço"; tiforçar às cegas: compensar, com entrega ao sujeito errado; [CIÊNCIA]: complementar o trabalho do companheiro ou de outro cientista, de modo a que a autoria seja assumida por ambos. “Tiforcei o trabalho sobre átomos do David” [Ricardo, 11.º 2.ª]
  48. 48. trampolineira, s.m. 1 atleta que salta em trampolim ”o trampolineira salta muito bem” 2 (GÍRIA) trampolim usado pelos trampolineiras “o atleta salta no trampolineira” 3 insecto que se move aos saltos, da família do gafanhoto “o trampolineira salta alto” Do latim traspolinariu-, «o que salta a pés juntos» [Gonçalo C., 11.º 1.ª] [Ricardo, 11.º 5.ª] traperar v.tr. 1 trabalhar com os pés (por exemplo, jogar futebol) | <Reyes trapera excelentemente>; 2 fazer alguma coisa aos pontapés | <No final do desacato o ele traperou-o>; 3 trabalhar alterado, com maus modos | <Não traperes essa bola com tanta força>; 4 pontapear enfurecido | <Após o jogo, Pedro Silva estava tão zangado, que traperou a medalha do segundo lugar> || Do latim traperare [Tiago, 11.º 2.ª] [Afonso, 11.º 4.ª]
  49. 49. tricapar, v.tr. 1 trincar, chupando; 2 capar um gato com três testículos; 3 limpar carpetes com tricapronto “hoje estou cansado, Maria, tricapei imensos gatos”, “Tenho de ir comprar tricapronto para tricapar”, “Apetece-me acarinhar-te, talvez te tricapare esse pescoço.” Do lat. tricapare [Pedro M., 11.º 2.ª] trimbulho s.m. 1 excremento de mosca da fruta e de outros animais da classe insecta “A praga de moscas deixou um rasto de triumbulhos nos armários da minha cozinha”; 2 GÍR. Odor fétido, mau cheiro, pivete “O vento está a trazer o trimbulho vindo da lixeira”; 3 AGR. campo fertilizado com estrume de vaca “Este trimbulho tem vinte hectares”. De origem obscura. [Inês, 11.º 2.ª]
  50. 50. trupério 1 s.m. artesão árabe que produz frascos de perfume tipicamente árabes, enfeitados a ouro. 2 s.m. jogada base das competições de snooker artístico, que consiste no desvio da trajectória, previamente definida, para ganhar mais força. 3 adj. s. m. estado amnésico provocado por não se dormir durante vários dias, em situações de grande risco pessoal, como climas de extremo frio ou calor. [Diogo, 11.º 5.ª] [David, 11.º 4.ª]
  51. 51. V vacidear, v. pron. 1 olvidar <‚Tens de te vacidear, acerca desses momentos negativos‛>; v. 2 escapar-se da memória <‚Vacideou-se-lhe o final da aula de Português>; v. (pron.) 3 tornar(-se) parvo <‚Estás a vacidear-te‛>. vacídeo, adj. 1 Ignorante <‚És tão vacídea, que não sabes somar um mais um‛>; 2 Que não tem ideias <‚Era uma pessoa vacídea, que nunca conseguiria criar neologismos‛>; 3 Inábil <‚Não gostaria de ser mentalmente vacídeo‛ (Do lat. idea, ‘ideia’, + vacivu, ‘vago, vazio’) [Rodrigo, 11.º 4.ª] [Guilherme, 11.º 5.ª]
  52. 52. velanelo s.m. 1 objecto cilíndrico utilizado na maioria das ourivesarias para expor anéis de grande valor <“Patrão, posso colocar este anel no velanelo?”>; 2 depósito pequeno para reciclagem de cera <“Essa cera, deveria ir para o velanelo, onde poderia ser reciclada”>; 3 MEDICINA aparelho usado para medir a velocidade de propagação de um fungo nos pés, através da extracção de uma pequena porção de pele <“Por favor, pode ir buscar o velanelo para eu examinar esta senhora?”> Do latim venasnelum, «idem» [Susana, 11.º 5.ª] [António, 11.º 4.ª] [Guilherme, 11.º 5.ª]
  53. 53. verbetear1 v. (de verbete + regatear) troca de variados verbetes, por meio oral ou escrito, entre duas ou mais pessoas, geralmente de origem violenta e/ou desrespeitosa, a fim de insultar alguém. <Depois de alguns momentos verbeteando, os dois indivíduos iniciaram uma luta acesa e toda a rua parou.> verbetear2 v. (de verbo + tear) tecer peça de vestuário ou de decoração, representando verbetes, sendo para isto utilizadas linhas especiais que pela sua cor representam um determinado verbete. <Ela está a verbetear o meu vestido que usarei hoje à noite.> verbetear3 v. (de verbete + denominar) proclamar conjunto de verbetes no mais curto espaço de tempo, espécie de actividade de um concurso. <Ele verbeteou aproximadamente mil verbetes em apenas dois minutos!> [Margarida, 11.º 4.ª] [Guilherme, 11.º 5.ª]
  54. 54. verifitico adj. Que gosta de verificar tudo <O médico foi verifitico com os exames> • Do regionalismo nortenho verifitico [Tiago S., 11.º 4.ª] [Daniel, 11.º 4.ª] vermar 1 v. prestar atenção ao estado do mar, vigiar a embarcação, verbo técnico da área naval; observar o mar (ETIM De ver-o-mar) | 2 s.m. departamento público situado em Lisboa (ETIM Acrónimo de Vigilância Externa do Rio Marés e Águas da Região) [Ricardo, 11.º 5.ª] vipinho s.m. irmão; alguém por quem se tem um carinho especial; ídolo; jovem ou criança famosos. [Maria, 11.º 4.ª] [Daniel, 11.º 4.ª]
  55. 55. vorigapa s.f. 1 prato tradicional da Roménia com sementes de plantas venenosas. 2 mulher sempre com más intenções <“Que vorigapa! Destruiu o canteiro à vizinha.”> 3 aquele que foi morto por envenenamento. (Do latim uoriquappa-) [Tiago, 11.º 6.ª] [Daniel, 11.º 4.ª]
  56. 56. X xingongo [xingôngu] s.m./adj 1 carteira de luxo inventada pelos trabalhadores africanos, feita à base de diamantes e pérolas “Esse xingongo, belo e delicado, foi muito bem trabalhado.”; 2 carteirista de autocarro “Apanhem-me esse xingongo! Roubou-me a carteira!”; 3 coleccionador de carteiras e malas “Hoje em dia, já não existem xingongos, o coleccionismo sai caro.”; 4 vendedor de carteiras numa feira “Ó xingongo, faça-me lá um desconto. Assim não há negócio!”; 5 pessoa que trabalha numa fábrica de carteiras, geralmente em África “Vamos lá, xingongos, toca a trabalhar!”; 6 marca de carteira, vendida em África “As carteiras da marca Xingongo fazem muito sucesso por aqui, no Lobito.”; 7 tecido usado para fazer carteiras “Queria comprar xingongo para arranjar a minha carteira, por favor.”; 8 termo usado na Europa para dizer que uma carteira está esburacada, suja ou é feia “Que nojo! Essa carteira está xingonga!” 9 o que as mulheres costumam pôr na carteira “Um espelho, minha filha, é um xingongo.” • Do quimbundo chingungô, «carteira» [Pedro I, 11.º 1.ª] [Rita, 11.º 5.ª]
  57. 57. [Filipa, 11.º 5.ª]
  58. 58. Z zuncar, v. intr. 1 estancar 2 exercer força sobre algo 3 pressionar <Zunca a ferida para o sangue não sair> [Afonso, 11.º 4.ª] [Duarte, 11.º 4.ª] zuterir, v. intr. (infor.) 1 compactar “Tens de ~ esses ficheiros para que caibam no anexo”; 2 apertar “Se zuterires, é capaz de caber na mala”; 3 (fig.) decorar “Não consigo ~ a minha morada.” • Do regionalismo nortenho zuterinar [Ana, 11.º 4.ª]

×