Trabalhos Da Semana Jgf 1 (Frases PoéTicas)

1.032 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.032
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalhos Da Semana Jgf 1 (Frases PoéTicas)

  1. 1. «Frases soltas deste tipo — que leio agora como se me soassem ao ruído das tesouras no ar dos barbeiros antes da tesourada verdadeira. "Faz um frio esganiçado..." "Os moços trazem sol nas veias. Os velhos, luar!" "Há pessoas cujas caras são chapéus de coco com feições!" "O Destino é um estranho, um intruso." "As mãos, os lenços dos braços..." "Nada se parece tanto com um grito como um grito." "Os olhos dela lembravam [...] noites de sol." "Entrelaçavam os dedos como se quisessem ter a impressão de que os multiplicavam." "Ler um livro é pedir olhos emprestados para ver o mundo." "Pobre rapariga! Pobre vestido com nervos!" "Deus não sabe classificar plantas nem animais. Desconhece o vasconço científico dos botânicos e dos zoólogos. E não sabe ler nem escrever. É um ignorante!" "Um sonhador é um fabricante de fantasmas."» José Gomes Ferreira, Dias Comuns, II, p. 78 [Ilustrar uma destas frases poéticas de José Gomes Ferreira, mas como se fossem interpretadas à letra (por alguém ingénuo que não conseguisse perceber o seu sentido figurado).] "Há pessoas cujas caras são chapéus de coco com feições!" [Tiago F., 7.º 2.ª]
  2. 2. [Teresa, 7.º 2.ª] [Carolina, 7.º 3.ª]
  3. 3. "Os olhos dela lembravam [...] noites de sol." [Rita, 7.º 3.ª]
  4. 4. [Elizângela, 7.º 1.ª] [José Luís, 7.º 2.ª] [Soraia, 7.º 5.ª]
  5. 5. [Belângela, 7.º 5.ª] "As mãos, os lenços dos braços..." [Marta S., 7.º 2.ª] [Ricardo, 7.º 1.ª]
  6. 6. [Gonçalo, 7.º 5.ª] "Faz um frio esganiçado..." [Laura, 7.º 3.ª]
  7. 7. [Tiago, 7.º 5.ª] [Afonso, 7.º 6.ª]
  8. 8. "Pobre rapariga! Pobre vestido com nervos!" [Joana B., 7.º 5.ª] "Deus não sabe classificar plantas nem animais. Desconhece o vasconço científico dos botânicos e dos zoólogos. E não sabe ler nem escrever. É um ignorante!" [Mário, 7.º 6.ª]
  9. 9. "Um sonhador é um fabricante de fantasmas." [Susana, 7.º 3.ª]
  10. 10. [Joana D., 7.º 5.ª] [Simão, 7.º 3.ª]
  11. 11. [Sara, 7.º 6.ª] [Ana G., 7.º 6.ª]
  12. 12. [João R., 7.º 3.ª] [António Pedro, 7.º 3.ª]
  13. 13. [Catarina, 7.º 1.ª] [Joana, 7.º 2.ª]
  14. 14. [André, 7.º 2.ª] [Pedro M., 7.º 6.ª]
  15. 15. [Madalena, 7.º 3.ª] [Diogo, 7.º 2.ª]
  16. 16. [Frederico M., 7.º 2.ª] [António S., 7.º 3.ª]
  17. 17. [João L., 7.º 6.ª] "Ler um livro é pedir olhos emprestados para ver o mundo." [Joana A., 7.º 6.ª]
  18. 18. "Os moços trazem sol nas veias. Os velhos, luar!" [Tiago F., 7.º 2.ª] [Marta, 7.º 3.ª]
  19. 19. [Francisco Gonçalves, 7.º 3.ª] "Entrelaçavam os dedos como se quisessem ter a impressão de que os multiplicavam." [João B., 7.º 5.ª]
  20. 20. "O Destino é um estranho, um intruso." [João C., 7.º 2.ª] [Ana M., 7.º 6.ª]

×