<ul><li>Howard Hughes  inventou aviões = sujeito </li></ul><ul><li>Scorsese  fez o seu mais belo filme =  sujeito </li></u...
<ul><li>Howard Hughes , milionário excêntrico, genial e louco, sobe ao céu =  sujeito </li></ul><ul><li>Scorsese  faz dele...
<ul><li>O filme começa com a chegada de  Howard Hughes  a Hollywood = complemento determinativo [modificador restritivo] (...
<ul><li>Sedutor, surdo, paranóico,  o Hughes de Scorsese  é um miúdo que se diverte =  sujeito (e complemento determinativ...
<ul><li>Herói bizarro,  este . </li></ul><ul><li>H </li></ul><ul><li>Scorsese faz  dele  um filho de Dédalo. </li></ul><ul...
<ul><li>O  cineasta  recapitula 20 anos da vida d o mais célebre recluso da história americana .  </li></ul><ul><li>S  /  ...
<ul><li>1.3 </li></ul><ul><li>Em geral, as orações cujo sujeito é subententido têm  Hughes  como sujeito das acções (exemp...
<ul><li>2.  </li></ul><ul><li>paranóico (2), louco, drogado, patético, só, [olhos] arregalados: </li></ul><ul><li>alienaçã...
<ul><li>sedutor, o mais célebre, sedutor inveterado </li></ul><ul><li>celebridade / ascendência / proeminência </li></ul><...
<ul><li>C  —  O Aviador  talvez seja um dos mais belos filmes de Scorsese </li></ul><ul><li>D  —  O Aviador  é provavelmen...
<ul><li>‘ «Toda a poesia é excessiva», diz ele.’  </li></ul><ul><li>Ele diz que toda a poesia é excessiva .  </li></ul>
<ul><li>‘ «Toda a poesia é excessiva»,  disse  ele.’ </li></ul><ul><li>Ele disse que toda a poesia era excessiva. </li></ul>
<ul><li>O seu filme? Ah, sim, o seu filme,  Aviator ; já reparou que o termo está em desuso, que «já ninguém fala de aviad...
<ul><li>O capítulo XVI de  Memorial do Convento  (parcialmente, nas pp. 249-252 do manual) relata uma peripécia importante...
<ul><li>Se necessário, relê brevemente essas páginas 249-252.  </li></ul><ul><li>Depois, glosando o mesmo assunto — o voo ...
 
<ul><li>TPC   </li></ul><ul><li>(1) Quem não entregou ibisfilme deve fazê-lo rapidissimamente;  </li></ul><ul><li>(2) Quem...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 38

2.278 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.770
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 38

  1. 2. <ul><li>Howard Hughes inventou aviões = sujeito </li></ul><ul><li>Scorsese fez o seu mais belo filme = sujeito </li></ul><ul><li>Martin Scorsese fala, fala = sujeito </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Howard Hughes , milionário excêntrico, genial e louco, sobe ao céu = sujeito </li></ul><ul><li>Scorsese faz dele um filho de Dédalo, que fabricou as asas para Ícaro = sujeito </li></ul><ul><li>O Aviador é um dos mais belos filmes de Scorsese = complemento deter-minativo [modificador restritivo] (den-tro do nome predicativo do sujeito) </li></ul>
  3. 4. <ul><li>O filme começa com a chegada de Howard Hughes a Hollywood = complemento determinativo [modificador restritivo] (dentro de um modificador/complemento circunstancial de modo) </li></ul><ul><li>O jovem Hughes , ridicularizado por Hollywood, gasta uma fortuna = sujeito </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Sedutor, surdo, paranóico, o Hughes de Scorsese é um miúdo que se diverte = sujeito (e complemento determinativo [modificador restritivo] dentro do sujeito) </li></ul><ul><li>Howard Hughes , só, de olhos arregalados pela demência, olha-se ao espelho = sujeito </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Herói bizarro, este . </li></ul><ul><li>H </li></ul><ul><li>Scorsese faz dele um filho de Dédalo. </li></ul><ul><li>H </li></ul>
  6. 7. <ul><li>O cineasta recapitula 20 anos da vida d o mais célebre recluso da história americana . </li></ul><ul><li>S / H </li></ul><ul><li>«Toda a poesia é excessiva», diz ele . S </li></ul>
  7. 8. <ul><li>1.3 </li></ul><ul><li>Em geral, as orações cujo sujeito é subententido têm Hughes como sujeito das acções (exemplos: «produziu», «era», para citar só a primeira linha). Raras excepções: em «faz passar uma electricidade louca», o que está subentendido é « O Aviador »; em «lança amiúde referências à mitologia», o sujeito subentendido é « Scorsese ». Com tantos verbos sem sujeito, obtém-se um efeito de dinamismo . </li></ul>
  8. 9. <ul><li>2. </li></ul><ul><li>paranóico (2), louco, drogado, patético, só, [olhos] arregalados: </li></ul><ul><li>alienação / demência </li></ul><ul><li>bizarro, excêntrico, genial </li></ul><ul><li>invulgaridade </li></ul>
  9. 10. <ul><li>sedutor, o mais célebre, sedutor inveterado </li></ul><ul><li>celebridade / ascendência / proeminência </li></ul><ul><li>nu, sujo, [unhas] compridas, surdo </li></ul><ul><li>degradação </li></ul>
  10. 11. <ul><li>C — O Aviador talvez seja um dos mais belos filmes de Scorsese </li></ul><ul><li>D — O Aviador é provavelmente um dos mais belos filmes de Scorsese </li></ul><ul><li>A — O Aviador é um dos mais belos filmes de Scorsese </li></ul><ul><li>B — O Aviador é indiscutivelmente um dos mais belos filmes de Scorsese </li></ul>
  11. 12. <ul><li>‘ «Toda a poesia é excessiva», diz ele.’ </li></ul><ul><li>Ele diz que toda a poesia é excessiva . </li></ul>
  12. 13. <ul><li>‘ «Toda a poesia é excessiva», disse ele.’ </li></ul><ul><li>Ele disse que toda a poesia era excessiva. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>O seu filme? Ah, sim, o seu filme, Aviator ; já reparou que o termo está em desuso, que «já ninguém fala de aviadores, que esta raça de heróis desapareceu»? </li></ul>
  14. 15. <ul><li>O capítulo XVI de Memorial do Convento (parcialmente, nas pp. 249-252 do manual) relata uma peripécia importante, o voo da passarola. </li></ul><ul><li>Esta viagem tem um carácter quase épico, o que aliás talvez se possa relacionar com as várias alusões aos Lusíadas e a Mensagem . </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Se necessário, relê brevemente essas páginas 249-252. </li></ul><ul><li>Depois, glosando o mesmo assunto — o voo da passarola —, escreve um «pastiche», uma imitação, de estâncias, uma ou duas, de Os Lusíadas . </li></ul><ul><li>(Terás de seguir o mesm o esquema rimático , não te distanciares demasiado da métrica , usar um estilo próprio de epopeia .) </li></ul>
  16. 18. <ul><li>TPC </li></ul><ul><li>(1) Quem não entregou ibisfilme deve fazê-lo rapidissimamente; </li></ul><ul><li>(2) Quem não terminou Memorial do Convento que o faça agora; </li></ul><ul><li>(3) Quem tem trabalhos recentes por fazer que os entregue na próxima semana; </li></ul><ul><li>(4) Ler as instruções de tarefa grande (que aliás não é bem uma tarefa grande). </li></ul>

×