-
 
 
 
 
 
<ul><li>da celsa gávea  = da gávea alta (superior) </li></ul><ul><li>fenecer  = terminar </li></ul><ul><li>a terra se conh...
<ul><li>Os Lusíadas Ls Lusíadas </li></ul><ul><li>92 sim </li></ul><ul><li>93 sim </li></ul><ul><li>94 sim </li></ul><ul><...
<ul><li>manhana =  manhã </li></ul><ul><li>retumbando =  murmurando </li></ul><ul><li>gábia =  gávea </li></ul>
<ul><li>manhana =  manhã </li></ul><ul><li>retumbando =  murmurando </li></ul><ul><li>gábia =  gávea </li></ul><ul><li>str...
<ul><li>manhana =  manhã </li></ul><ul><li>retumbando =  murmurando </li></ul><ul><li>gábia =  gávea </li></ul><ul><li>str...
 
<ul><li>1.  </li></ul><ul><li>Entrei e  o Senhor Director disse-me que tirasse o chapéu. Tirei o chapéu e o Senhor Directo...
<ul><li>2.  </li></ul><ul><li>No excerto, Eça utiliza o discurso indirecto livre para, sempre com ironia, nos fazer ouvir ...
<ul><li>A parte em discurso indirecto livre começa cerca « Pois bem » e vai até « respondeu! ». </li></ul>
<ul><li>E repetiu mais uma vez a Carlos essa história que o magoava. Desde a sua chegada de Bordéus, logo que o Castro Gom...
<ul><li>parelha de uma caleche desbocada, duas senhoras em gritos, Castro Gomes se lançara ao freio dos cavalos – e, cuspi...
<ul><li>Por uma hora ficaram os dois sentados, sem falar. Apenas uma vez Baltasar se levantou para pôr alguma lenha na fog...
<ul><li>Ele perguntou como o  sabia  se não pudera falar com a mãe e Blimunda respondeu que não sabia nem como sabia e que...
<ul><li>Ele disse que havia de ir para Mafra, que tinha lá família, e Blimunda perguntou se era a mulher. Baltasar respond...
<ul><li>Blimunda protestou que não, que  não dissera uma palavra , que não lhe tocara e Baltasar respondeu que ela o tinha...
<ul><li>Círculo de Leitores </li></ul><ul><li>3.ª feira,  9 de Fevereiro ,  à tarde </li></ul><ul><li>(semana do Dep. de L...
<ul><li>TPC </li></ul><ul><li>Lê, sem falta,  Memorial do Convento . </li></ul><ul><li>Se já o fizeste e tens tepecês rece...
<ul><li>TPC especial 12.º 1.ª </li></ul><ul><li>Faz o pequeno texto da folha que entreguei. </li></ul><ul><li>(Antes, para...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 34

2.629 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.629
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.819
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 34

  1. 1. -
  2. 7. <ul><li>da celsa gávea = da gávea alta (superior) </li></ul><ul><li>fenecer = terminar </li></ul><ul><li>a terra se conhece = a terra se avista </li></ul><ul><li>asinha = num instante </li></ul><ul><li>finos animais de Moscóvia zebelinos = marta zibelina, animal usado em guarnições de vestuário </li></ul><ul><li>os peitos generosos = as almas nobres </li></ul><ul><li>torpes frios = frios entorpecedores </li></ul><ul><li>repousado = ponderado </li></ul>
  3. 8. <ul><li>Os Lusíadas Ls Lusíadas </li></ul><ul><li>92 sim </li></ul><ul><li>93 sim </li></ul><ul><li>94 sim </li></ul><ul><li>95 sim, excepto vv. 7-8 </li></ul><ul><li>96 não </li></ul><ul><li>97 não </li></ul><ul><li>98 não </li></ul><ul><li>99 sim </li></ul>
  4. 9. <ul><li>manhana = manhã </li></ul><ul><li>retumbando = murmurando </li></ul><ul><li>gábia = gávea </li></ul>
  5. 10. <ul><li>manhana = manhã </li></ul><ul><li>retumbando = murmurando </li></ul><ul><li>gábia = gávea </li></ul><ul><li>stranho = melindano </li></ul><ul><li>anganho = engano </li></ul><ul><li>feliç = ledo </li></ul>
  6. 11. <ul><li>manhana = manhã </li></ul><ul><li>retumbando = murmurando </li></ul><ul><li>gábia = gávea </li></ul><ul><li>stranho = melindano </li></ul><ul><li>anganho = engano </li></ul><ul><li>feliç = ledo </li></ul><ul><li>zinolhos = geolhos </li></ul><ul><li>malino = horrendo </li></ul><ul><li>tuoros = troncos </li></ul><ul><li>Assi = Dest’arte </li></ul>
  7. 13. <ul><li>1. </li></ul><ul><li>Entrei e o Senhor Director disse-me que tirasse o chapéu. Tirei o chapéu e o Senhor Director determinou que me sentasse. Sentei-me e o Senhor Director, investigador, perguntou-me [investigou] o que desejava. Levantei-me, pus o chapéu e dei duas latadas no Senhor Director. </li></ul>
  8. 14. <ul><li>2. </li></ul><ul><li>No excerto, Eça utiliza o discurso indirecto livre para, sempre com ironia, nos fazer ouvir Dâmaso, e a sua maneira ridícula de falar, ao mesmo tempo que aproxima o discurso do narrador da linguagem falada , o que lhe confere vivacidade . </li></ul>
  9. 15. <ul><li>A parte em discurso indirecto livre começa cerca « Pois bem » e vai até « respondeu! ». </li></ul>
  10. 16. <ul><li>E repetiu mais uma vez a Carlos essa história que o magoava. Desde a sua chegada de Bordéus, logo que o Castro Gomes se instalara no Hotel Central, ele fora deixar-lhe bilhetes duas vezes – a última na manhã seguinte ao jantar do Ega. Pois bem, Sua Excelência não se dignara agradecer a visita! Depois eles tinham partido para o Porto; fora aí que, passeando só na Praça Nova, vendo a </li></ul>
  11. 17. <ul><li>parelha de uma caleche desbocada, duas senhoras em gritos, Castro Gomes se lançara ao freio dos cavalos – e, cuspido contra as grades, tinha deslocado um braço. Teve de ficar no Porto, no hotel, cinco semanas. E ele imediatamente (sempre com o olho na mulher) mandara-lhe dois telegramas: um de sentimento, lamentando; outro de interesse, pedindo notícias. Nem a um, nem a outro, o animal respondeu! </li></ul>
  12. 18. <ul><li>Por uma hora ficaram os dois sentados, sem falar. Apenas uma vez Baltasar se levantou para pôr alguma lenha na fogueira que esmorecia, e uma vez Blimunda espevitou o morrão da candeia que estava comendo a luz, e então, sendo tanta a claridade, pôde Sete-Sóis perguntar a Blimunda por que razão tinha perguntado o seu nome , e Blimunda respondeu que tinha sido a sua mãe que o quisera saber e que ela mesma o soubesse . </li></ul>
  13. 19. <ul><li>Ele perguntou como o sabia se não pudera falar com a mãe e Blimunda respondeu que não sabia nem como sabia e que não lhe fizesse perguntas a que não podia responder, que fizesse como fizera, que tinha vindo e não perguntara porquê. Baltasar perguntou o que aconteceria então e ela respondeu que se não tinha onde viver melhor, ficasse ali . </li></ul>
  14. 20. <ul><li>Ele disse que havia de ir para Mafra, que tinha lá família, e Blimunda perguntou se era a mulher. Baltasar respondeu que eram os pais e uma irmã. Ela insistiu que ficasse, enquanto não fosse, que seria sempre tempo de partir. Ele quis então saber por que queria ela que ele ficasse, respondendo ela que era preciso. Baltasar afirmou que não era razão que o convencesse e ela respondeu que se ele não quisesse ficar, se fosse embora, não o podia obrigar, mas ele respondeu que não tinha forças que o levassem dali , que ela lhe havia deitado um encanto. </li></ul>
  15. 21. <ul><li>Blimunda protestou que não, que não dissera uma palavra , que não lhe tocara e Baltasar respondeu que ela o tinha olhado por dentro. Então Blimunda jurou que nunca o olharia por dentro e ele desmentiu, afirmando que ela jurava mas já o tinha feito. Blimunda respondeu que ele não sabia de que estava a falar, que não o olhara por dentro. Ele então perguntou onde dormiria se ficasse e ela respondeu que dormiria com ela. </li></ul>
  16. 22. <ul><li>Círculo de Leitores </li></ul><ul><li>3.ª feira, 9 de Fevereiro , à tarde </li></ul><ul><li>(semana do Dep. de Línguas) </li></ul><ul><li>inscrição até 29 de Janeiro </li></ul>
  17. 23. <ul><li>TPC </li></ul><ul><li>Lê, sem falta, Memorial do Convento . </li></ul><ul><li>Se já o fizeste e tens tepecês recentes em atraso, trata desses trabalhos em falta. </li></ul><ul><li> </li></ul>
  18. 24. <ul><li>TPC especial 12.º 1.ª </li></ul><ul><li>Faz o pequeno texto da folha que entreguei. </li></ul><ul><li>(Antes, para perceberes as estâncias de Camões, resolve o exercício que ocupa a maior parte da folha. As soluções estão já na apresentação da aula 32. </li></ul><ul><li>Este tepecê é aliás maneira de recuperar uma aula que se nos atrasou.) </li></ul><ul><li> </li></ul>

×