Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 65-66

872 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
872
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
613
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 65-66

  1. 1. A palavra romantismo, tal como oadjetivo romântico, é habitualmenteutilizada para designar um tipo desensibilidade — diz-se de alguém que éuma pessoa «romântica» querendosignificar que é sentimental, idealista,propensa ao devaneio, revelando por vezesum sentido pouco prático da realidade. Omesmo se diz de um sítio ou de uma cenamotivadora do despertar do sonho, daemoção, do sentimento. Diz-se que o mar,a lua, um bosque, um sítio ermo, um
  2. 2. rochedo, um pôr do sol, o outono, umahistória de amor, um determinado tipo demúsica são «românticos» — o que não sediz habitualmente de uma oficina, fábrica,descoberta científica, ou competiçãodesportiva... Associada à palavra surgemoutras, como solidão, saudade,melancolia, sonho, devaneios amorosos.[...] No entanto, quando falamos deRomantismo, a palavra designa apenasum período ou movimento literário e
  3. 3. artístico, que marca, a partir de finais doséculo XVIII, uma viragem total naconceção da arte e da própria vida,cortando com a longa tradição doclassicismo europeu. Teve a sua origem nos povos doNorte, principalmente na Inglaterra,Escócia e Alemanha, e difundiu-se, emseguida, nos países do Sul, de tradiçãolatina, França, Itália, Espanha, Portugal[...].
  4. 4. Título da peçaFrei Luís de Sousa
  5. 5. AutorAlmeida Garrett
  6. 6. Há indicação de género?Drama[cfr. p. 151 (manuscrito) e p. 223 (1.ª edição)]
  7. 7. Há indicação sobre a primeira representação?Representado, a primeira vez, em Lisboa,por uma sociedade particular, no teatroda Quinta do Pinheiro em 4 de julho de1843
  8. 8. Há lista de personagens?Manuel de Sousa Coutinho [Frei Luís deSousa],Dona Madalena de Vilhena,Dona Maria de Noronha
  9. 9. Quantos atos há?trêsacto = ...
  10. 10. Há descrição do cenário de cada ato?«câmara»; «palácio»; «parte».
  11. 11. Câmara antiga, ornada com todo o luxo ecaprichosa elegância portuguesa dosprincípios do século XVII. ...É no palácio que fora de D. João dePortugal, em Almada; ...Parte baixa do palácio de D. João dePortugal, ...
  12. 12. As cenas estão numeradas?doze; quinze; doze.
  13. 13. Cena I Madalena Cena II Madalena, Telmo Cena IIIMadalena, Telmo, Maria
  14. 14. Há didascálias junto das falas das personagens?«repetindo maquinalmente e devagar oque acaba de ler»
  15. 15. didascália = texto secundário de umapeça de teatro (o principal serão as falas),com instruções para encenação. O termotem origem na tragédia grega, quando oautor acumulava as funções com a deencenador (didascalos). Como oencenador estava presente, os textos daantiga tragédia não precisavam dedidascálias.
  16. 16. TPC — Em Gaveta de Nuvens puscópia de capítulo de uma boa gramáticasobre Funções sintáticas (já estudámosas de nível frásico e as internas ao grupoverbal; faltam-nos as internas ao gruponominal e ao grupo adjetival — cfr., nonosso manual, 326-328). Continuar leitura de Os Maias.

×