Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 5-6

1.068 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.068
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
828
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 5-6

  1. 1. Tavares, uma das que foram coligidas no livro Não te deixarei morrer, David Croquete. [Não te deixarei morrer, David Croquete] Diga-se que a referência do texto não ficou perfeita, já que falta o nome da crónica. Devia estar assim: Tavares, Miguel Sousa (2001), «Ao longo do caminho», Não te deixarei morrer, David Crockett, 8.ª ed., Lisboa, Oficina do Livro.
  2. 2. Lembro-me que, quando tinha cinco anos, vi uma foca lindíssima. Lembro-me que vi uma foca lindíssima quando tinha cinco anos. Lembro-me que vi uma foca lindíssima, quando tinha cinco anos.
  3. 3. Cheguei a casa e vi a minha mãe e falei à minha avó e esta deu-me os parabéns. Cheguei a casa, vi a minha mãe, falei à minha avó e esta deu-me os parabéns.
  4. 4. Conta-Corrente, IV Autor Vergílio Ferreira Género Diário Pessoa Primeira
  5. 5. Tempo Perfeito (1.º parágrafo, reportado a «ontem»); Presente do Indicativo (2.º parágrafo, mais sobre «hoje»). Narrador/Escritor Coincidem.
  6. 6. Personagem/Tempo Personagem está a reportar-se a um passado recente ou a refletir sobre o seu presente. Discurso/Ação Haverá dispersão, repetições, características de um texto que é fragmentado pelos dias, circunstancial, virado para o que vai acontecendo, sem o hierarquizar.
  7. 7. «Ao longo do caminho» Autor Miguel Sousa Tavares Género Crónica (com elementos autobiográficos) Pessoa Primeira
  8. 8. Tempo Presente, sobretudo (perfeito e imperfeito nas alusões ao passado). Narrador/Escritor Coincidem, embora o texto também se foque em outra personagem, o filho do cronista.
  9. 9. Personagem/Tempo Personagem já viveu parte do que conta, mas ainda não faz uma retrospetiva da vida. Discurso/Ação Os factos narrados pretendem apoiar os argumentos que constituem o essencial da crónica.
  10. 10. «A minha adolescência tem sido um céu baixo e pesado, em que existem, por vezes, pequenas abertas». Aproveita esta frase num texto diarístico. Podes fazer os fragmentos de um, dois ou três dias. O trecho começará pela data. A frase que pus em cima tem de surgir em algum ponto do teu texto.
  11. 11. O narrador é de 1.ª pessoa, claro, mas isso não te vincula ao que estejas a relatar ou a opinar: o narrador não tem de corresponder sempre ao autor.
  12. 12. (Poderias relancear o que se diz sobre o género «diário» na p. 117, ou olhar de novo a página de Vergílio Ferreira, mas talvez seja mais prático centrares-te já no teu próprio texto.)
  13. 13. Vamos ver o início do filme A história da minha vida (Mensonges et trahisons), o relato autobiográfico de um autor de autobiografias. Nele se articulam duas autobiografias: a de Kevin, escrita afinal por Raphaël, e a que é narrada em off, que é a do próprio Raphaël.
  14. 14. Segundo Raphaël, Muriel tem uma característica muito distintiva, a de ser sempre franca. Se quisermos pensar no efeito que esta idiossincrasia pode ter nas conversas em que Muriel participa, diremos que, ao cumprir tão à letra a máxima conversacional de qualidade, ela acaba por infringir constantemente o princípio de cortesia.
  15. 15. Droit au but (Direito [Direto] ao assunto) Autor Kevin-Raphaël Género Autobiografia Pessoa Primeira
  16. 16. Tempo Perfeito Narrador/Escritor Não coincidem. Personagem/Tempo Personagem já viveu o que conta e olha-o já em síntese.
  17. 17. Discurso/Ação A narrativa pretende-se estruturada, escolhendo-se apenas o que é significativo na vida do biografado.
  18. 18. TPC — Completa, melhora, o texto diarístico começado em aula (trazendo-me a mesma folha). Ainda aceito o «Alfabeto Pessoal» (ver Sumários e tepecês, aula 3-4) na próxima aula. Quando puderes, relanceia as páginas de gramática sobre ‘Princípios de cooperação e de cortesia’ que copiei em Gaveta de Nuvens.

×