Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 22

3.113 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.113
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.334
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 22

  1. 2. <ul><li>Algo muito estranho se passa x quando fazemos uma obra de arte. Por vezes, não nos apercebemos da junção dos elementos X e, quando todos se juntam, algo de mágico, algo orgânico x acontece x e foi isso que se passou hoje. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Todos disseram que isto não ia resultar. Disseram que era um enorme risco x mas quero continuar a fazer filmes como este. A combinação do cinema e do vídeo é algo que já foi feito X anteriormente x mas não X exactamente X desta forma. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Estou contente por a receção ter sido tão fantástica X e estou feliz por cá estar. Viva a França. Deus vos abençoe. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Anseio esquecer-te. Esquecer os teus beijos, como fruta macia ; o teu riso irrompendo na luz do dia, como prata ; o teu sorriso, como a curva do quarto crescente no céu da noite ; a tua beleza luminosa, a tua bondade, a tua paciência e quanto te agarravas a cada uma das palavras por mim proferidas. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Estás agora nos braços de outro. Quem é ele? Este homem? Tem porte? Tem encanto? É um amante? Ou um lutador? Que poderes tem ele sobre ti? Dançarão os teus olhos, quais pirilam-pos na noite , quando ele vem ao teu encontro? Amaciar-se-á o teu corpo, enquanto os teus lábios balbuciam o nome dele? </li></ul>
  6. 8. <ul><li>1.ª (vv. 1-5) — Olho-me, envelhecido, num primeiro relance </li></ul><ul><li>2.ª (6-10) — Ainda o rosto, mais aproximadamente </li></ul><ul><li>3.ª (11-15) — Antes de me deparar com o espelho, estava a meditar </li></ul><ul><li>4.ª (16-20) — Pensava em muita coisa, de espécie variada </li></ul><ul><li>5.ª (21-25) — Todos esses pensamentos se refletem no que vejo no espelho </li></ul>
  7. 9. <ul><li>ve | jo- | me ao es | pe | lho: a | ca | ra </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  8. 10. <ul><li>se | ve | ra | dos | ses | sen | ta, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  9. 11. <ul><li>al | guns | ca | be | los | bran | cos, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  10. 12. <ul><li>os | ó | cu | los | por | ve | zes </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  11. 13. <ul><li>já | mais | em | ba | ci | a | dos. </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  12. 14. <ul><li>so | bran | ce | lhas | es | pes | sas, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>na | riz | nem | mui | to ou | pou | co, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>si | nal | na | fa | ce es | quer | da, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  13. 15. <ul><li>gol | pe | bre | ve | no | quei | xo </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>(an | dan | ças | da | gi | le | te) </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  14. 16. <ul><li>i | a a | pas | sar | fu | man | do </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>mais | u | ma | ci | gar | ri | lha </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>me | din | do em | tem | po e | cin | za </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  15. 17. <ul><li>coi | sas | a | trás | de | mim . | </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>que | coi | sas? | tan | tas | coi | sas, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  16. 18. <ul><li>pa | la | vras | e | o | bje | tos </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>sen | ti | men | tos, | pai | sa | gens. </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>tam | bém | pes | so | as, | cla | ro, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  17. 19. <ul><li>e | des | fo | ca | gens, | tu | do </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>o | que as | sim | se | mis | tu | ra </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  18. 20. <ul><li>e | se en | tre | vê | no es | pe | lho, </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>tin | gin | do as | su | as | á | guas </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>de um | dú | bio | ma | nei | ris | mo </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  19. 21. <ul><li>a | que ho | je | ce | do, e | fi | co </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul><ul><li>fei | to | de | tin | ta e | fei | o. </li></ul><ul><li>1 2 3 4 5 6 </li></ul>
  20. 22. <ul><li>Este verso tem seis sílabas métricas; é, portanto, um hexassílabo . </li></ul>
  21. 24. <ul><li>TPC </li></ul><ul><li>Concluir ou melhorar o «Autorre-trato» que estivemos a fazer e trazê-lo. </li></ul>

×