<ul><li>Mudou para uma aldeia remota // A história de um escritor, da sua família e do regresso ao campo //  «Foram os mes...
<ul><li>  // Memórias de uma vida perfeita //  «É uma mulher que não sai detrás das panelas»  // Fulano no papel do aldeão...
 
<ul><li>2.1.  «A solidão perfumada dos montes»; «o silêncio doirado das estrelas».   </li></ul>
<ul><li>2.2.  A natureza salvou-o não uma, mas três vezes. </li></ul>
<ul><li>3.1.  Foram os pobres, essa gente ignorada, que fizeram pensar o autor.  </li></ul>
<ul><li>4.1.  O Senhor José tem oitenta anos, calmo, com o cabelo branco, vestido pobremente, calçando socos.  </li></ul>
<ul><li>5.  Sim: «Tudo desliza sobre ele como uma trave. Sabe lavrar, cavar, podar.»  </li></ul>
<ul><li>6.1.  As pessoas que trabalham a terra levam horas a comer porque sabem o que custa produzir o pão que comem, ente...
<ul><li>7.  Agricultura.  </li></ul>
 
 
<ul><li>1 / V </li></ul><ul><li>2 / V </li></ul><ul><li>3 / V </li></ul><ul><li>4 / V </li></ul><ul><li>5 / V </li></ul><u...
<ul><li>7 /  F </li></ul><ul><li>8 / V </li></ul><ul><li>9 /  F </li></ul><ul><li>10 /  F </li></ul><ul><li>11 / V </li></...
<ul><li>13 /  F </li></ul><ul><li>14 / V </li></ul><ul><li>15 /  F </li></ul><ul><li>16 / V </li></ul><ul><li>17 / V </li>...
 
<ul><li>Dedicado  ao  Alexandre O’Neill </li></ul><ul><li>Dedicado a Alexandre O'Neill  </li></ul><ul><li>O  Eça de Queiró...
<ul><li>fulano  demonstra  tristeza </li></ul><ul><li>fulano mostra tristeza </li></ul>
<ul><li>é uma das  únicas  coisas </li></ul><ul><li>é uma das  poucas  coisas </li></ul><ul><li>é a única coisa </li></ul>
<ul><li>um dos objectos que mais me  marcou </li></ul><ul><li>um dos objectos que mais me  marcaram </li></ul>
<ul><li>fizemos </li></ul><ul><li>pusemos </li></ul><ul><li>dissemos </li></ul>
<ul><li>muito giro </li></ul><ul><li>muito </li></ul>
<ul><li>estalactites </li></ul><ul><li>estalagmites </li></ul>
<ul><li>sozinho </li></ul>
<ul><li>«basket» </li></ul><ul><li>básquete / basquetebol </li></ul><ul><li>futebol </li></ul>
<ul><li>ter a ver com </li></ul>
<ul><li>da </li></ul><ul><li>está na hora de a aula começar </li></ul><ul><li>  do </li></ul><ul><li>depois de o meu pai c...
 
<ul><li>A  hiperonímia  é uma relação de hierarquia entre um termo subordinado ( hipónimo ) e um seu subordinante ( hiperó...
<ul><li>Por exemplo, a palavra «crocodilo» é  hipónimo  de «animal». Entretanto, «animal» é  hiperónimo  de «crocodilo». O...
<ul><li>Os co-hipónimos «cravo» e «piano» têm como hiperónimo « instrumento musical ». </li></ul><ul><li>Os co-hipónimos «...
<ul><li>Nada impede que termos que são hipónimos de um outro termo mais geral que os subordina sejam, por sua vez, hiperón...
<ul><li>Outra relação que estrutura o léxico é a de  holonímia . Um termo representa o todo; e outro, a parte: «mesa» é  h...
<ul><li>Mais exemplos: «ponteiro» é merónimo de  «relógio» ; «espelho retrovisor» e «volante» são entre si  co-merónimos  ...
<ul><li>«cáfila» é  holónimo  de «camelo». </li></ul><ul><li>«vaso sanguíneo» é  merónimo  de «sistema circulatório». </li...
<ul><li>Castelo Branco, Lisboa, Faro //  Portugal </li></ul><ul><li>cozinha, casa de banho, corredor  // casa </li></ul>
<ul><li>Morfologia, Sintaxe, Fonética //  Gramática </li></ul><ul><li>folhas, lombada, capa  // livro </li></ul>
<ul><li>Campo lexical  é o conjunto de palavras ou expressões que abrangem um determinado campo conceptual. Já víramos que...
<ul><li>Campo semântico  é o conjunto dos diferentes sentidos que toma uma palavra. A palavra «braços» aparece a seguir co...
<ul><li>Quanto a  família de palavras  (ou  palavras cognatas ), é um termo que reúne as palavras que têm o mesmo étimo (t...
 
<ul><li>1.1. Os versos transcritos indicam que S. Leonardo caminha em direcção à eternidade. </li></ul>
<ul><li>1.2. A viagem simboliza a morte. </li></ul>
<ul><li>5. navio / proa / navegar / capitão / cais  </li></ul>
<ul><li>6. proa.  </li></ul>
<ul><li>7. O pseudónimo «Torga» reflecte a importância que o poeta dá à terra (como arbusto que se dá bem em terrenos agre...
 
<ul><li>TPC  — Lê o texto «O que é que eu queria ser na vida?» (pp. 50-52). Tenta conseguir uma compreensão geral do texto...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 33 34

1.797 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.797
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 33 34

  1. 2. <ul><li>Mudou para uma aldeia remota // A história de um escritor, da sua família e do regresso ao campo // «Foram os meses mais felizes da minha vida» // O papel e a caneta substituídos pelo machado e pelo arado // As festas da sociedade trocadas pelo convívio com a rude gente da serra // A simplicidade de Rosa e José em vez das peripécias políticas // «Porque não sulfatou as vides que se estragam?» </li></ul>
  2. 3. <ul><li> // Memórias de uma vida perfeita // «É uma mulher que não sai detrás das panelas» // Fulano no papel do aldeão José // Beltrana como Maria Angelina // Sicrano é um inesquecível Raul Brandão // Participação especial de Nuno Gomes (como Sra. Rosa) // Uma Nova Vida // em breve </li></ul>
  3. 5. <ul><li>2.1. «A solidão perfumada dos montes»; «o silêncio doirado das estrelas». </li></ul>
  4. 6. <ul><li>2.2. A natureza salvou-o não uma, mas três vezes. </li></ul>
  5. 7. <ul><li>3.1. Foram os pobres, essa gente ignorada, que fizeram pensar o autor. </li></ul>
  6. 8. <ul><li>4.1. O Senhor José tem oitenta anos, calmo, com o cabelo branco, vestido pobremente, calçando socos. </li></ul>
  7. 9. <ul><li>5. Sim: «Tudo desliza sobre ele como uma trave. Sabe lavrar, cavar, podar.» </li></ul>
  8. 10. <ul><li>6.1. As pessoas que trabalham a terra levam horas a comer porque sabem o que custa produzir o pão que comem, entendendo esse acto como um ritual religioso, numa atitude de respeito e veneração. </li></ul>
  9. 11. <ul><li>7. Agricultura. </li></ul>
  10. 14. <ul><li>1 / V </li></ul><ul><li>2 / V </li></ul><ul><li>3 / V </li></ul><ul><li>4 / V </li></ul><ul><li>5 / V </li></ul><ul><li>6 / V </li></ul>
  11. 15. <ul><li>7 / F </li></ul><ul><li>8 / V </li></ul><ul><li>9 / F </li></ul><ul><li>10 / F </li></ul><ul><li>11 / V </li></ul><ul><li>12 / V </li></ul>
  12. 16. <ul><li>13 / F </li></ul><ul><li>14 / V </li></ul><ul><li>15 / F </li></ul><ul><li>16 / V </li></ul><ul><li>17 / V </li></ul><ul><li>18 / V </li></ul><ul><li>19 / V </li></ul><ul><li>20 / V </li></ul>
  13. 18. <ul><li>Dedicado ao Alexandre O’Neill </li></ul><ul><li>Dedicado a Alexandre O'Neill </li></ul><ul><li>O Eça de Queirós </li></ul><ul><li>Eça de Queirós </li></ul><ul><li>O Cristiano Ronaldo marcou aos 23 minutos </li></ul><ul><li>Cristiano Ronaldo marcou aos 23 minutos </li></ul>
  14. 19. <ul><li>fulano demonstra tristeza </li></ul><ul><li>fulano mostra tristeza </li></ul>
  15. 20. <ul><li>é uma das únicas coisas </li></ul><ul><li>é uma das poucas coisas </li></ul><ul><li>é a única coisa </li></ul>
  16. 21. <ul><li>um dos objectos que mais me marcou </li></ul><ul><li>um dos objectos que mais me marcaram </li></ul>
  17. 22. <ul><li>fizemos </li></ul><ul><li>pusemos </li></ul><ul><li>dissemos </li></ul>
  18. 23. <ul><li>muito giro </li></ul><ul><li>muito </li></ul>
  19. 24. <ul><li>estalactites </li></ul><ul><li>estalagmites </li></ul>
  20. 25. <ul><li>sozinho </li></ul>
  21. 26. <ul><li>«basket» </li></ul><ul><li>básquete / basquetebol </li></ul><ul><li>futebol </li></ul>
  22. 27. <ul><li>ter a ver com </li></ul>
  23. 28. <ul><li>da </li></ul><ul><li>está na hora de a aula começar </li></ul><ul><li> do </li></ul><ul><li>depois de o meu pai comprar </li></ul>
  24. 30. <ul><li>A hiperonímia é uma relação de hierarquia entre um termo subordinado ( hipónimo ) e um seu subordinante ( hiperónimo ): o hipónimo é um membro da espécie, da classe, que o hiperónimo designa. </li></ul>
  25. 31. <ul><li>Por exemplo, a palavra «crocodilo» é hipónimo de «animal». Entretanto, «animal» é hiperónimo de «crocodilo». O hiperónimo «animal» tem aliás muitos outros seus hipónimos: «gato», «lesma», «Nuno Gomes», «caracol», «pato» . Estes termos subordinados a um mesmo hiperónimo são, entre si, co-hipó-nimos . </li></ul>
  26. 32. <ul><li>Os co-hipónimos «cravo» e «piano» têm como hiperónimo « instrumento musical ». </li></ul><ul><li>Os co-hipónimos «cravo» e «rosa» têm como hiperónimo « flor ». </li></ul><ul><li>Os co-hipónimos «Camões» e «Raul Brandão» têm como hiperónimo « escritor » </li></ul>
  27. 33. <ul><li>Nada impede que termos que são hipónimos de um outro termo mais geral que os subordina sejam, por sua vez, hiperónimos de termos mais específicos: «animal» é hiperónimo de «mamífero»; «mamífero» é hiperónimo de «cão»; «cão» é hiperónimo de «cão de caça», «cão pisteiro», «rafeiro» (e estes termos são entre si co-hipónimos ). </li></ul>
  28. 34. <ul><li>Outra relação que estrutura o léxico é a de holonímia . Um termo representa o todo; e outro, a parte: «mesa» é holónimo de «tampo»; e «tampo» é merónimo de «mesa». </li></ul>
  29. 35. <ul><li>Mais exemplos: «ponteiro» é merónimo de «relógio» ; «espelho retrovisor» e «volante» são entre si co-merónimos (e sabemos que o seu holónimo é « carro »); «mão» é holónimo de « dedo ». </li></ul>
  30. 36. <ul><li>«cáfila» é holónimo de «camelo». </li></ul><ul><li>«vaso sanguíneo» é merónimo de «sistema circulatório». </li></ul><ul><li>«cocó» é hipónimo de «excremento». </li></ul><ul><li>«texto de carácter autobiográfico» é hiperónimo de «memórias». </li></ul>
  31. 37. <ul><li>Castelo Branco, Lisboa, Faro // Portugal </li></ul><ul><li>cozinha, casa de banho, corredor // casa </li></ul>
  32. 38. <ul><li>Morfologia, Sintaxe, Fonética // Gramática </li></ul><ul><li>folhas, lombada, capa // livro </li></ul>
  33. 39. <ul><li>Campo lexical é o conjunto de palavras ou expressões que abrangem um determinado campo conceptual. Já víramos que o campo lexical da cor inclui «amarelo», «verde», «verde-benetton», «rosa-choque», etc.; que o campo lexical da « boa disposição » inclui «rir», «contente», «alegria», «bom humor». </li></ul>
  34. 40. <ul><li>Campo semântico é o conjunto dos diferentes sentidos que toma uma palavra. A palavra «braços» aparece a seguir com diferentes acepções: «fulano está a braços com vários problemas»; «o rio desagua em vários braços »; «os braços da cadeira estão carcomidos»; «tens os braços arranhados». Estes significados — dependentes do contexto em que ocorre a palavra — integram o campo semântico de « braço ». </li></ul>
  35. 41. <ul><li>Quanto a família de palavras (ou palavras cognatas ), é um termo que reúne as palavras que têm o mesmo étimo (tendo dele derivado por diversos processos de formação): «água-pé», «desaguar», «aguardente», «aguadilha» são da família de « água » </li></ul>
  36. 43. <ul><li>1.1. Os versos transcritos indicam que S. Leonardo caminha em direcção à eternidade. </li></ul>
  37. 44. <ul><li>1.2. A viagem simboliza a morte. </li></ul>
  38. 45. <ul><li>5. navio / proa / navegar / capitão / cais </li></ul>
  39. 46. <ul><li>6. proa. </li></ul>
  40. 47. <ul><li>7. O pseudónimo «Torga» reflecte a importância que o poeta dá à terra (como arbusto que se dá bem em terrenos agrestes). </li></ul>
  41. 49. <ul><li>TPC — Lê o texto «O que é que eu queria ser na vida?» (pp. 50-52). Tenta conseguir uma compreensão geral do texto; ensaia também uma leitura em voz alta. </li></ul>

×