A participação do leitor

3.438 visualizações

Publicada em

Apresentação feita aos alunos do Master em Jornalismo Digital no IICS em 12 de agosto de 2014. Trata da participação do leitor nos sites de mídia na Internet

Publicada em: Internet
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Obrigado, Caíque. Ouvii que o Estadão vai adotar o Livefyre para a gestão de comentários.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Oi, Sérgio, excelente este material. Vou usar bastante nas minhas apresentações sobre Livefyre.

    Um próximo passo interessante nesse estudo seria entender como funciona o fluxo de trabalho nas redações digitais que conseguem gerenciar os comentários de forma eficaz.

    Vejo muitos blogs serem muito bem-sucedidos em criar uma comunidade de comentadores de qualidade.

    Ao contrário dos blogs, acredito que os redatores, repórteres e editores de sites de notícias que funcionam de uma forma mais tradicional não tem um relacionamento direto com os comentários das páginas que eles produziram.

    Por exemplo, eles são notificados quando uma notícia publicada por eles recebe um comentário? Qual é a rotina deles para gerenciar os comentários? Eles dedicam algum tempo para isso?

    Abraços
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.567
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A participação do leitor

  1. 1. A participação do leitor Master em Jornalismo Digital 2014 - Sérgio Lüdtke
  2. 2. Audiência passiva Consumo de informação passivo Necessidade de um outro meio para interação Audiência ativa 1 Estimulada 2 Ouvida 3 Valorizada 4 Perseguida Redes sociais
  3. 3. Abrir ou não abrir?
  4. 4. Valor da participação • Aumento do tempo de permanência na página • O número de comentários atrai a atenção de novos leitores • O leitor que inicia uma conversação é motivado a voltar à página e ler comentários de outros leitores e respostas aos seus • O leitor agrega conteúdo ao site • O site pode conhecer melhor os seus leitores • O leitor que associa seu nome ao conteúdo ativa a sensação de pertencimento à página • Geração de comunidades instantâneas/efêmeras • Reforça a fidelização dos leitores
  5. 5. Por que o leitor se manifesta?
  6. 6. • Estudos de conversação humana mostram que 30-40% da fala diária é utilizada para transmitir informações sobre suas experiências particulares ou suas relações pessoais
  7. 7. • Além disso, mais de 80% das mensagens em sites de mídias sociais consiste em manifestações sobre as próprias experiências recentes
  8. 8. • Esses estudos sugerem que o alto nível de compartilhamento de crenças e conhecimentos na espécie humana derive de uma motivação específica, como se fôssemos dotados de um drive para compartilhar ideias com os outros
  9. 9. • O estudo sugere a seguinte hipótese: na medida em que os seres humanos são motivados a propagar o que suas mentes produzem, a divulgação dessas ideias deve ser vista como uma poderosa forma de recompensa subjetiva Disclosing information about the self is intrinsically rewarding - Diana I. Tamir1 e Jason P. Mitchell (Departamento de Psicologia - Harvard University)
  10. 10. Desafios • Valorização da participação do leitor • Criação de um ambiente convidativo para a participação + Simplificação do cadastro • Encontrar novos formatos para gestão dos comentários • Valorizar as opiniões e comentaristas mais relevantes • Conter do lixo gerado
  11. 11. Valorização da participação
  12. 12. Badges do Washington Post
  13. 13. 1
  14. 14. 2
  15. 15. 3
  16. 16. 4 “Outra pergunta do Twitter…”
  17. 17. A barreira do cadastro
  18. 18. Correio Braziliense Nenhuma dessas notícias do dia 8 recebeu comentários nas primeiras 24 horas depois de publicadas
  19. 19. Passos 1
  20. 20. 2
  21. 21. 3
  22. 22. 4
  23. 23. 5
  24. 24. 6
  25. 25. 7
  26. 26. 8
  27. 27. Onde eu estava mesmo?
  28. 28. Estadão
  29. 29. Login social
  30. 30. Fonte: janrain - abril de 2013
  31. 31. Disqus Um gigantesco banco de dados de opiniões, gostos pessoais e comportamentos por trás de uma ferramenta aparentemente simples
  32. 32. Disqus
  33. 33. Livefyre Ferramenta usada por sites como Mashable, Nascar e The Times
  34. 34. Robin Peterson, diretor de Tecnologia do Mashable, sobre o Livefyre “O Livefyre tem incentivado conversações de três maneiras: O fluxo das conversas tem um sentido orgânico, vivo, o que incentiva comentários de mais leitores; como o Mashable é uma marca muito “social”, muitas das conversas acabam acontecendo no Facebook e o Livefyre é capaz de se apoderar dessas conversas e espelhá-las nas páginas de notícias; o aplicativo aglutina os comentários dispersos pela web em um único fluxo de comentários"
  35. 35. Gestão dos comentários
  36. 36. • Comentários moderados • Comentários liberados • Comentários liberados com opções de ranking ou classificação feitas por editores e/ou leitores
  37. 37. Modelo The New York Times
  38. 38. The Guardian
  39. 39. Reações específicas The New York Times testou um novo formato de comentários depois da eleição do Papa Francisco. Buscou mapear reações específicas e incorporou outros elementos ao formulário. Com os dados gerados, devolveu ao leitor a possibilidade de filtrar também os comentários
  40. 40. Comentaristas verificados The New York Times tem uma dúzia de moderadores. E um algoritmo que escolhe os “Verified Commenters”. São cerca de 500 leitores cujos comentários não passam por moderação
  41. 41. Comentaristas preferenciais As pessoas citadas nas reportagens do Washington Post são consideradas “Preferred Commenters”. Seus comentários aparecem no topo da lista
  42. 42. Pauta e apuração Altijd Wat Monitor - serviço da TV holandesa NCRV - Vídeo
  43. 43. Quartz Comentários à margem: anotações
  44. 44. Geração de dados estruturados Infográfico gerado a partir dos comentários de 38 mil pessoas que participaram de uma ação do NYT
  45. 45. 8 sugestões para lidar com comentários de leitores 1. Intervenha nas conversações quando perceber que há inverdades ou informações ainda não confirmadas que possam causar danos aos leitores ou à sociedade 2. Assuma a responsabilidade pelas conversações geradas a partir dos conteúdos que apurou e publicou, bem como pelas conversações geradas a partir de opiniões que emitiu e pelas conversas que iniciar 3. Concentre-se naquilo que é construtivo e reconheça as contribuições sensatas, úteis e inteligentes 4. Publique links para outros conteúdos que possam ajudar a esclarecer os fatos ou contribuam para o debate. Incentive os leitores a fazer o mesmo 5. Seja transparente sobre suas afiliações e vínculos com pessoas e/ou instituições que possam comprometer seu julgamento 6. Seja claro e defina sempre o que é fato e o que é opinião 7. Incentive seus leitores a participar 8. Deixe claro sempre que possível os termos do veículo que normatizam a participação nas áreas de comentários
  46. 46. Anonimato
  47. 47. Ranking
  48. 48. Ranking O modelo clássico de comentários + ranking da Amazon com a confrontação de opiniões positivas e negativas
  49. 49. Modelo de sites como Huffington Post
  50. 50. O que fazer com o lixo?
  51. 51. O “lixo” deve ser tratado embora ele revele quem é parte da sua audiência. Se os comentários estão liberados, ofereça aos seus leitores opções de denúncia, de valoração, para que eles próprios contribuam para a limpar o ambiente

×